Blood Lad é mais um lançamento da Panini!

Mais vampiros chegam às bancas em breve pela Panini…

Tudo bem que pelo desenho, o cara tá mais pra zumbi do que pra um vampiro. Mas enfim meus amigos, essa moda de vampiros parece não cessar tão cedo por essas bandas (ou no mundo inteiro).

A Panini acaba de confirmar isso através de seu novo lançamento: Blood Lad, que se encontra disponível na Liga HQ para reservas (lugar que já parece ter se tornado comum para “anunciar” títulos da editora) e também já havia sido comentado no blog da Fênix Comic Shop (dica do meu amigo @Ikari387 do nosso blog parceiro Yon-Koma). Poucos devem conhecer esse título (na verdade eu também pouco conheço), mas a editora parece que pretende se aproveitar do lançamento de um anime da série na próxima temporada (se é que isso foi proposital). O mangá é publicado na revista seinen Young Ace com autoria de Yuuki Kodama. Atualmente o título possui 4 volumes encadernados e ainda está em publicação desde o ano de 2009. Porém o grande barato desse título não é o fato de se tratar de um vampiro… O mangá trata-se de mais uma comédia mista de boas doses de ação ao estilo Kore Wa Zombie Desu Ka (que já é mais conhecido entre nós pelo anime recebido na temporada anterior): totalmente non-sense.

A história nos traz o protagonista Staz, um vampiro chefe de uma seção reservada para essas criaturas no mundo inferior. Mas, como vem se tornando moda entre os vampirescos atuais, Staz não é chegado em um sangue humano (ao menos ele não brilha). Seu grande hobbie é outro: a cultura japonesa. Staz é praticamente um otaku. E o Japão estava prestes a entrar mais na vida do garoto (para mim ele é um garoto): um dia, o vampiro acaba percebendo que uma jovem entrara acidentalmente no território proibido para os humanos, uma cidade de demônios. Staz tenta alertar a garota, mas é tarde demais. Ela acaba sendo morta por um monstro e acaba tendo sua alma vagando pelo submundo. Agora, Staz terá que ajudar a jovem japonesa Yanagi Fuyumi a recuperar seu corpo e trazê-la de volta para o mundo dos vivos em segurança… Mas nada será tão fácil como parece.

Apesar de parecer e ter tudo para ser, Blood Lad não é um mangá apelativo. O tema ecchi não é o grande foco do título mesmo com o visual da peituda Fuyumi e algumas cenas isoladas. Os destaques ficam para as lutas com os outros demônios que Staz e seu amigo Wolf enfrentarão no caminho. O autor tem um bom traço, nada excepcional, mas é um traço agradável de se ver, sabendo conduzir bem as tomadas de ação e enfase nas cenas. Quanto à outras características, posso garantir que ao menos quanto aos personagens muitas pessoas devem gostar: não são irritantes (a garota não é uma menina chata e mimada como outras garotas à serem salvas encontradas por aí) e todos tem marcas próprias presentes em seus traços. Não vai ser difícil decorar nomes e visuais quanto à isso.

No mais, Blood Lad é um mangá “legal”. Não é nenhuma maravilha de outro mundo, e como já disse, tem Kore Wa Zombie como seu “concorrente”. Porém o título tem de forma bem equilibrada os momentos de ação, comédia, suspense e as pitadas ecchis que passam longe de ser um Highschool of the Dead da vida. A história pode não parecer muito atraente logo de cara: o primeiro capítulo é fraco, mas melhora gradativamente. O único porém é se a história cairá no mesmismo com o tempo, tendo em vista que explorar os desafios e lutas de Staz parecem ser os pontos fortes do título. Esperar pra ver. Por aqui o título deve sair nos próximos meses com o valor de R$9,90.

Eu particularmente não sei se irei comprar tal mangá. Não é o gênero de minha prioridade e terei que começar a ser mais seletivo nas compras. Mas tenho certeza que compradores não faltarão, ainda mais com o anime em exibição em breve. Além disso, a Panini começa a preparar o terreno para seus futuros lançamentos que prometem agradar muito seus leitores. Para os que não comprarão apenas por ser um título “desconhecido”, vale lembrar que se lançam só “modinhas” reclamam, se investem em títulos “alternativos”, reclamam… Pessoal, tá na hora de se decidirem não é? Na hora de reclamar eu sou o primeiro a apoiar e estar ao lado de vocês. Mas vamos saber como e porque fazer isso pra não virar bagunça…

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Eu já li tal mangá pelo OMG Scans, é um bom titulo, irei comprar, mas sinceramente em questão de mangá vampiresco tem melhores e em termos de comédia tbm, fiquei desapontado com isso.

  • Algo que me chamou a atenção em uma das sinopses que vi pela net é o fato dele gostar da Yanagi apenas viva e, por isso, ele corre atrás de um modo para ressucitá-la. hehe

    Eu não sou um dos maiores adoradores de ecchi, mas se não é apelativo como vc disse, mais um ponto positivo para o título!

    Lança logo, Panini! ^^
    Previsão é pra setembro, né? Mas, em se tratando da Panini, pode aparecer lá pra Novembro! xD

  • Discordo de algumas partes. As meninas do manga são EXTREMAMENTE irritantes. A Yanagami é um poço de burrice e a bruxinha que aparece nos primeiros capítulos é extremamente irritante.
    Achei o primeiro capítulo muito mais legal que os capítulos seguintes, a história só começa a mostrar a que veio a partir do momento em que o Wolf entra na trama.
    Quanto ao traço, achei ele BEM legal, tem uma coisa “clean” e sem muita poluição visual que alguns mangas atuais vêm apresentando e é muito bom.
    Acho engraçado a Panini lançar um manga com tão poucos volumes (tanto no Japão quanto na Internet.). Espero que seja bem aceito pelo público brasileiro, que tem receio de comprar mangas pouco conhecidos. Se vier junto com o “suposto” anime (já está confirmado?) vai ser um bom meio de propaganda.

  • Luiz Gustavo

    Infelizmente não me interessei pelo título.

  • Denys Fantasma Almeida

    Nunca havia ouvido falar desse manga, mas pelo texto do ChuNan me deu uma grande vontade de ler. Só acho meio bizarro trazer com tão poucos volumes lançados e ainda em andamento, preferia que trouxessem um manga completo, mas vai entender por que trouxeram isso.

    Gyabbo!

  • O pior é que eu não desgosto da série. Ela tem um pouco daquele clima meio brucutu dos títulos da Shonen Champion, mas não tanto a ponto de assustar o leitor padrão da maior parte dos títulos que são exportados. É divertido. Mas não é algo que você sente desesperadamente a falta.

  • Pois é… Infelizmente, o público de anime e mangá cá no Brasil é cheio de birras totalmente injustificáveis. Tomara que um dia isso passe.
    Bem, até que esse protagonista está com cara de vampiro sim. Lembra um pouco os sanguessugas assustadores da primeira metade do século XX. Bacaninha mesmo o traço do autor. Interessante.

    Até!

  • Me interessei pelo titulo, gostei muito de Kore wa zombie Desu ka se for algo do genero vindo pro brasil comprarei adoro os animes e mangás desconhecidos, salva a Astral Project que vi que pouca gente se interessou pela sua chegada no Brasil, mesmo sendo um ótimo mangá, por enquanto fica aqui a vontade de comprar tal mangá, mas a “verba” é uma coisa que sempre atrapalha.

  • Vampiros NUNCA saíram de moda, sério. Ao menos aqui no país. André Vianco conseguiu ganhar fama bem antes de Crepúsculo.Anne Rice tem uma legião de fãs antes mesmo do lançamento no cinema de Entrevista com o Vampiro, há diversos RPGistas fanáticos no cenário de Vampiro: A Máscara. E mesmo com a história dos vampiros que brilham e lutam a todo custo contra o sexo pré-nupcial tendo esfriado um pouco, livros de vampiro continuam a vender no país.

    Recomendo Anno Drácula, lançado no país pela Aleph. Dá um gás novo as abordagens já feitas.

    Quanto ao título: deixo passar categoricamente.

  • Icaro Assis

    Bakuman já chegou nas bancas de todo Brasil?

    • Luiz Gustavo

      10/08/2011.

  • E caramba… se continuar assim, vou falir T-T.

    Whatever, achei interessante e fiquei com vontade de comprar, mais infelizmente estou comprando 7 mangas e esperando ansiosamente pelo Bakuman… Isso sem falar na nova novel do Death Note D;

    É, não tem jeito, irei falir até dezembro D:

  • Pingback: Garimpando Novidades « Mais de Oito Mil()

  • Dei uma lida nos dois primeiros capítulos e uma olhada nos seguintes que tem na net.
    Adorei o estilo do autor e AMEI o traço e a personalidade do Staz. A gangue dele me lembrou muito a gangue do ‘Ryuu da Espada de Madeira’ de Shaman King, principalmente o Yamada (o com capa de chuva) e o grandão, e o Staz é a cópia do Murdoc de Gorillaz.
    Espero que não caia na mesmisse e que acabe logo, pra não ficar em hiato no Brasil. Ninguém merece outro hiato da Panini.
    Aliás, só um ‘obs’ quanto ao comentário de que “Ele está mais para zumbi que para vampiro”: vampiros e zumbis tem o mesmo ‘ancestral comum’ na mitologia, principalmente a européia. Os ‘vampiros’ eram denominados ‘zumbis’, só depois de um bom tempo separaram os dois em ‘tipos’ de mortos-vivos e foram sendo romantizados, indo de familiares mortos que voltavam para sulgar o sangue de parentes tuberculosos à Nosferato, Drácula até entrarem em decadência-mor com Crepúsculo.
    Na verdade, eu prefiro meus vampiros à moda antiga (estilo morto-vivo ou Nosferato) à um vampiro moderno, com pose de galã e que brilha, mas se é pra fazer um mangá de humor/seinen/ecchi com um vampiro otaku, “Blood Lad” fez isso no maior estilo. Vou comprar sem remorso!

  • Não gosto de vampiros.

  • Rayovac

    opa… foi mal o atraso ai.. tive uns problemas na net.. mas eu não gosto muito desse genero… fuuu

  • Pingback: Arata: The Legend – Yuu Watase agora pela Panini! | Chuva de nanquim()

  • Pingback: Sora no Otoshimono será lançado pela Panini | Chuva de nanquim()

  • Carla-chan

    YAAAAAAAAAY STAAZZZ <3333333

  • Pingback: Karin – Mais um mangá de vampiros pela Panini | Chuva de nanquim()

  • Li o primeiro capitulo, achei interessante, um enrendo um pouco diferente, vou investir.
    e sobre reclamações de trazerem titulo desconhecidos, acho realmente muita birra, adoro a Panini justamente fazer essa mesclagem de modinhas e desconhecidos, não tão desconhecidos assim né se a gente consegue ler facilmente traduzido em fansubers aqui no Brasil.

  • Não vejo a hora de lançar logo esse manga.
    Ainda não tem nenhuma data de lançamento ?

  • Matheus

    capa #1 me lembrou durarara xD não comprarei.Não me interessei .-.

  • Fiquei curioso pela caba, mas será que compensa? Estou acompanhando berserk, apesar dessa ultima ter piorado muito nas histórias ainda é boa de se acompanhar.

  • rafael

    comprei o primeiro numero e achel bem legal o jeito largadão e otaku do staz, um vampiro otaku e melhor q um vampiro q brilha no sol

  • eu discordo de alguns de vcs . comprei o mangá pela capa que achei interessante asim que terminei de ler logo quis ler o outro que tambem achei muito boa a historinha dele com o lobisomem e com a família tbm. ja vi as capas dos próximos lançamentos na google estou louca p achar e começar minha leitura dese incrivel aventura. vcs sao mt criticos dveriam abrir as metes de vcs para a nova geração que estamos vivendo é cleroque existem melhores e piores do que este em questão. mas se vc nao gostou use sua criatividade e ablidade de desenhar e crie o mangá perfeito em seu ponto de vista.
    adorei ler bllod lad e vou continuar lendo e defendendo minha opnião. bjsssss
    by: NEGRA JÚH

    • Rafael forte

      ahhh, bllod lad??? não seria blood lad?? XD zoa