Review – No. 6, a história de Shion e Nezumi

Ficção científica ou romance? Acho que pode ter os dois!

No. 6 é um anime da atual temporada e que acabou muito recentemente. Já faziam alguns episódios que eu estava querendo escrever o review dessa série pois percebo que eu não concordo com a opinião da maioria das pessoas sobre ela, porém, para suportar a minha ideia sobre a série eu dependia do final dela, assisti anteontem o último episódio e me surpreendi – o porquê vou explicar mais pra frente. Então, coincidentemente, o Dih veio me (ameaçar) pedir para fazer um review de No. 6, logicamente eu (não tive escolha) aceitei. Apenas também gostaria de colocar que para mim esse foi um dos melhores animes da temporada, batendo de frente somente com Usagi Drop, mas pelo andamento deste último acredito que No. 6 passou na frente.

A história

No. 6 conta a história de uma nação utópica formada por seis setores (um deles é o No. 6, que dá nome ao anime), cercados por um muro gigante que os separa do resto do mundo. Nesse lugar tudo é perfeito e maravilhoso, as pessoas são felizes e tudo está bem. Isso pelo menos é o que o governo de lá te obriga a pensar, pois existem muitos mistérios envolvendo esse lugar. Primeiro é uma série de mortes suspeitas que começa a acontecer devido a um estranho parasita que se assemelha a uma abelha, esse parasita fica dentro do corpo da pessoa em forma de casulo e quando nasce injeta um veneno no seu hospedeiro que o faz envelhecer rapidamente e logo em seguida morrer. Além disso, por trás desse mundo supostamente utópico, ou seja, passando para o outro lado de seus altos muros, se encontra pobreza, miséria, infelicidade: um lugar chamado Distrito Oeste. Existem diversas pessoas vivendo em favelas ao redor dos muros dessa cidade perfeita, pessoas passando fome, sofrendo sem ter proteção, à mercê de diversos perigos.

É nessa divisão entre dois mundos completamente distintos que dois personagens acabam por se conhecer:  Shion é um garoto muito inteligente que mora em uma moderna e gigante casa na No. 6 com sua mãe, típico “garoto mimado” que possui de tudo – apesar de ele não ser uma pessoa esnobe. Do outro lado temos Nezumi, um garoto rebelde da mesma idade de Shion que está numa unidade de correção (lugar para onde mandam as pessoas que se comportam mal, duvidam ou fazem qualquer questionamento sobre a integralidade da No. 6), porém, acaba que numa noite chuvosa ele consegue fugir, ferido, daquele lugar e invade o quarto de Shion, que ao ver as feridas do outro menino o ajuda. Por ter ajudado o Nezumi a fugir, Shion e sua mãe perderam o direito de viver em Chronos (lugar luxuoso onde eles estavam) e são movidos para a Lost Town, um lugar um pouco mais humilde mas ainda dentro da No. 6. Alguns anos se passam, Shion agora está trabalhando como monitor de um parque e Karan, sua mãe, agora tem uma padaria.

Shion então presencia um colega seu de trabalho morrer pelo inseto parasita e acaba sendo capturado pelo governo que o acusa de questionar a metodologia da No. 6, mas ele é salvo pelo Nezumi que o leva para o Distrito Oeste, onde ele mora. Assim, os dois acabam se unindo para descobrir o que realmente se passa na No. 6, entretanto, de um lado Shion quer salvar a cidade achando uma cura para os parasitas, enquanto Nezumi quer a destruição da No. 6 que faz com os que estão de fora dela sofram.

Bem, esse é um típico resumo do anime que a maioria das pessoas faria, mas eu não vejo bem assim. No. 6 não é a história de um lugar que esconde um segredo caótico e dois garotos são destinados a desvendar esses mistérios. E sim a história da relação entre Shion e Nezumi, que estão inseridos nesse plano de fundo dos segredos da No. 6. Pode parecer sutil demais a diferença, mas comentarei mais a respeito na próxima seção do post.

Considerações técnicas

Muitas pessoas reclamaram que esse anime teve muito fanservice BL (Boy’s Love, por muitos também chamado de yaoi ou shounen-ai) e por isso teve seu desenvolvimento prejudicado, eu sou obrigado a discordar disso. O porquê é muito simples: o que é fanservice? Fanservice, como o nome já diz, é um serviço adicional feito para os fãs, algo que não precisaria estar ali para que a história de fato acontecesse, ele só está lá para agradar os fãs do “serviço” adicional que eles estão colocando. Clássico exemplo é o ecchi, jogar peitos e calcinhas na tela quando a história poderia perfeitamente ser contada sem esses artifícios. Ou mesmo o fanservice BL, quando por exemplo você coloca uma cena onde parece que dois caras se gostam, mas sabemos que não é verdade pois eles são héteros e um deles vai ficar com a protagonista, isso é bem comum em alguns shoujos. De face a isso, qualquer um que tenha assistido No. 6 sem fechar a mente percebe que não é o caso desse anime. A relação entre Shion e Nezumi é o que foi levando a série para frente, é o que motivou as ações dos personagens, o ponto principal da série. Por isso acho errado dizer que a aproximação dos dois é fanservice. Eu até mesmo ousaria  perguntar: se o Shion fosse uma mulher e tivessem algumas dicas sutis de que o Nezumi gostasse dela – como foi o caso -, será que alguém teria visto isso como um ponto negativo e que fez a série atrasar?? É claro que não, diriam que foi um ponto importante para a evolução de ambos os personagens e o andamento da série (e foi, independente do sexo deles).

Conforme a história vai seguindo, vão surgindo cada vez mais fatos que nos fazem suspeitar de que existe algo por trás da ideologia da No. 6, mas mesmo assim Shion quer salvar as pessoas da cidade e Nezumi mesmo não podendo aceitar isso continua na companhia do inocente Shion, seus sentimentos por ele não o permitiram abandoná-lo – e foi interessante ver que até mesmo personagens secundários perceberam isso (a Inukashi). No meio dessa contradição dentro deles, nos são apresentados outros dois personagens importantes do Distrito Oeste: um deles é a Inukashi (ou “guarda-cães”) que acabei de citar, uma jovem garota com uma personalidade meio “selvagem” – o que é explicado pois ela foi criada por um cachorro -, ela trabalha em algo que se assemelha a uma pousada onde oferece, além de abrigo, cães para as pessoas se aquecerem e não morrerem de frio (logicamente ela cobra por isso). O outro personagem se chama Rikiga, um cara que agenda garotas de programa para pessoas de alto cargo da No. 6, ele estudava com a Karan e era apaixonado por ela. Quando o Rikiga é apresentado, ele sugere que o Nezumi trabalhe para ele como garoto de programa, foi muito legal ver o quanto isso irritou o Shion, uma das dicas que nos faz pensar que ele talvez tenha algum sentimento a mais pelo Nezumi – já que isso não é algo que fica 100% claro.  Aliás, a Karan é outra personagem muito legal, protagonista de alguns dos momentos mais tristes da série, como no final episódio 4 quando Shion manda um bilhete para ela dizendo que ele está conseguindo sobreviver, Karan então cai no chão em lágrimas. Uma cena realmente muito bonita e comovente, ainda mais com a música de encerramento ao fundo.

Nossa, quase que eu me esqueço de outra personagem também importante que carrega alguns – vários – mistérios: Safu. Amiga e apaixonada pelo Shion, ela confessa seus sentimentos para o garoto enquanto ele ainda morava na No. 6, porém ele fica hesitante e diz que só a vê como uma amiga, provavelmente estava pensando no Nezumi. Safu então se muda para a No. 5 devido aos seus estudos, mas mesmo assim ela continua presente na série tendo estranhos desmaios, ouvindo vozes, etc. No geral os personagens são bem construídos e todos eles têm sua função dentro da série, não ficando como peso morto.

Apesar de o ponto principal do anime ser o desenvolvimento dos dois protagonistas, em nenhum momento eles esquecem do plano de fundo, que é igualmente importante.  Os mistérios e conspirações apresentados te intrigam e te fazer querer saber o que vai acontecer, a dinâmica da série é muito boa – se você  também estiver disposto a tentar desvendar o caso Shion x Nezumi – e com exceção de um ou dois episódios que possam ter andado um pouco devagar, o ritmo do anime é ótimo, principalmente depois da primeira metade.

Considerações Finais

No. 6 é um ótimo anime de ficção científica e também, sim, romance que te prende pelos mistérios apresentados e pela relação entre os dois protagonistas, acompanhado de um ótimo visual e uma boa trilha sonora. Talvez possa não agradar muito os diabéticos, mas eu acho besteira deixar de ver e apreciar o anime por isso. A partir de agora comentarei spoilers e revelações sobre final, se você ainda não assistiu –e pretende fazê-lo – aconselho a pular essa parte.

As coisas no anime esquentam bastante lá pelo episódio 6, quando a Safu retorna para a No. 6 devivo à morte se sua avó e percebe que algo está muito errado, pois a caixa com os pertences dela simplesmente não fazia sentido, as roupas que estavam ali não eram as que sua avó costumava usar e o principal: a agulha de tricô que ela guardava com tanto apreço para se lembrar da neta também não estava lá (alguém percebeu no episódio 10 onde estava a agulha? Foi até um pouco perturbador). Logo depois a Safu é levada pelos guardas da cidade, Karan testemunha o sequestro e avisa Nezumi, que guarda isso em segredo. Aliás, podemos ver que o Nezumi parece sentir um certo ciúmes da Safu em determinados momentos, risos. Mas logo Shion descobre que sua amiga de infância foi levada para o instituto correcional e decide salvá-la sem contar nada para o Nezumi, e para se despedir dele lhe da um “beijo de boa noite”. Cena que, para mim, confirmou os sentimentos do Shion. Ficou entre as cenas mais bonitas do anime, junto com a dança, aliás.

Mas o Nezumi logicamente não é bobo e não caiu nessa, ele sabia que o Shion planejava salvar a Safu sozinho, foi quando aconteceu a maior briga entre os dois, com direito a socos e lavação de roupa suja. Ao final da briga, eles finalmente se acertam e decidem nunca mais mentir um para o outro. Agora de cabeça fria, Shion, Nezumi, Inukashi e Rikiga bolam um plano para salvar a Safu. Quando eles finalmente chegam até a garota (depois de muita destruição e explosões) tudo é revelado: na verdade a No. 6 estava fazendo experimentos para conseguir o poder de Elyurias – não é explicado exatamente o que ela é, parece que algum tipo de deusa – e eles finalmente conseguiram utilizando o corpo da Safu, o que eu achei que talvez possa ter sido coincidência demais… Mas tudo bem. Porém, Elyurias na verdade permitiu que tudo isso acontecesse para se vingar da No. 6, que no passado destruiu seu povo. Começa então – finalmente – a ruína daquela falsa utopia (e fazia tempo que eu estava querendo ver aquela cidade ser destruída, foi muito gratificante a cena depois de tanto tempo esperando – apesar das mortes). Nezumi destrói o núcleo da No. 6 e a Safu, que na verdade agora é Elyurias, junto. O desespero do Shion tentando salvar sua amiga foi bastante marcante também, apesar de eu não ser o maior fã dela…

O anime então encerra com a destruição da No. 6 e de seus muros, unindo os dois lados daquele mundo antes dividido em dois, com certeza um novo começo de um lugar mais justo. Também sou obrigado a dizer como fiquei feliz pela Karan que finalmente vai poder rever o filho, a cena dela correndo para reencontrá-lo foi muito linda. E confesso que eu, apesar de tudo que escrevi para defender a relação dos dois personagens principais, não estava certo de como seria o final, achei que o Shion poderia terminar com a Safu, ou que algum dos dois iria morrer. Por isso, apesar deles não terem terminado exatamente juntos, fiquei bastante satisfeito com o final, pois eles tiveram coragem, por assim dizer, de deixar explícito os sentimentos dos personagens e não ter realmente transformado todos aqueles fatos anteriores em ‘fanservice’ de verdade. Isso pelo menos não é algo que costumo ver nos animes.

No final, Shion deve ter voltado para junto de sua mãe e Nezumi para sua vida de antes. Mas com certeza num futuro eles vão se reencontrar.

por Trunks

Asevedo

Designer de formação, atualmente sou Assistente editorial da Panini Mangá. Acumulo mangás e HQ's, que espero conseguir ler um dia. Assisto animes de vez em nunca.

Related Post

  • Ricardo FH

    First!

    • Ricardo FH

      Cinco minutos depois da postagem. Eu não resisti. Depois que ler faço outro comentário mais útil.
      E agradeço ao kudosaikou, que me respondeu como colocar imagem nos comentários.

      • Ricardo FH

        Ótima review como sempre, e me deixou tão interessado que já baixei todos os episódios, o problema vai ser arranjar tempo para assistir, quem sabe nas férias…

    • tem continuacao no manga gostaria mt q tivesse alguem sabe se tem ???

  • Parabéns! Muito boa Review ^^ e eu concordo com você em tudo ^^
    Não me arrependo nenhum pouco de ter assistido ^_^

    • Concordo em tudo!!!

    • DaisyDark

      em eu adorei este anime <3 <3 <3

  • Opa, gostei da resenha, vou assistir.

  • Sheol Halerquinade

    Eu ainda não terminei de assistir todos os episódios de No. 6, mesmo assim, eu li essa review.

    Eu fiquei curioso com uma coisa “(alguém percebeu no episódio 10 onde estava a agulha? Foi até um pouco perturbador)”.

    Por favor, fala onde estava a agulha?? o.o

    Essa review esta ótima.

    Tenho uma recomendação, que tal uma review de Sket Dance? O Dih já fez um post falando sobre Sket, eu acho, mas não me lembro se era uma review. D:

    • soonho

      acho que a agulha é aquela que o Shion se apoia quando eles estão subindo o monte de cadáveres, perto dos 7 minutos =P

  • eu acabei de assistir No.6 e achei um otimo anime apesar de n concordar com o beijo grego

    • Mahh

      Eca, por acaso vc sabe o q é um beijo grego? >..<

  • Marcus

    Lembro de ter começado a assistir esse anime e ter dropado no episódio que eles encontram a Inu. Achei a trilha sonora muito boa mas o ritmo do anime era lento demais pra mim.

    Quando comecei a ler a review achei uma heresia vc comparar ele com Usagi Drop, (que tá MUITO bom). Mas continuei lendo e vi que vc disse que o negócio esquenta no episódio 10. ENTÃO vou dar mais uma chance e ver tudo de novo. Afinal, o ChuNan tem crédito pois comecei a ver séries sensacionais pra mim por indicação de vcs, como Bakuman, Dantalian no Shoka e o próprio Usagi Drop.

  • Rayovac

    Bom vou deixar a MINHA opinião então podem até me espancar mas não vai mudar em nada xDD

    NO. 6 pra mim foi a melhor serie da temporada talvez muito proximo de superar o favorito Steins;Gate que foi sem duvida um sucesso, mas enfim, NO. 6 teve uma história brilhante com acontecimentos que me deixavam com cada vez mais vontade de assistir, não ligo pra pegação dos dois, apesar de eu ter gostado da forma como eles encaixaram isso, sem duvida a inocência de Shion parecia clara quando ele se entregava ao Nezumi, pois não se tinha uma sensação de malicia mas sim de amizade mesmo, enfim… Safu… que final triste, digno de choro hehe eu passei esses dois dias imaginando como será a vida que vai levar a NO. 6 e o distrito oeste e como as coisas vão se desenrolar já que a outras 5 polis… então ficou uma certa expectativa que me deixou até meio triste por já ter acabado sem ter mostrado muito do resto do mundo, mas adorei toda a história para MIM é o melhor do ano até o momento =)

    Vlw pessoal otima review

    Rayovac!

  • Achei interessante esse anime, vou assistir, é impressionante como ChuNan me fez comprar Air Gear kkkkkkk se eu não lê-se a review nem ia comprar kkkk o mangá é muito bom e gosto dos traços do oh Great! e ChuNan ta de parabens pelos ótimos reviews xD

  • Sheol Halerquinade: A agulha estava na pilha de corpos q o Shion e o Nezumi usam para entrar no Instituto correcional, se voce prestar atenção, tem um momento em que eles dao um close nela.

    Foi mesmo muito interessante essa review, mas não acho que o anime tenha sido bem feito, pq fica muita coisa sem explicar, pra falar a verdade, vc n tem nenhuma resposta, a própria No6 n tem um desenvolvimento de verdade, pode ser qualquer cidade futurista, voce não conhece quem realmente manda na cidade ou o porque da ideologia humanitaria dos criadores ter sido totalmente modificada.
    Mais especificamente nos ultimos epsódios o comportamento bipolar do Shion´chega a ser absurdo ja q não explicam o porque dessa mudança e principalmente um anime de ficção cientifica terminar de uma forma tããããããããão fantasiosa assim chega a ser piada.
    Quanto ao relacionamento entre o Shion e o Nezumi, concordo quando vocce falou que isso valorizou mais o anime, apesar de não gostar de BL, mas a participação da Safu é totalmente desnecessaria. A maior contribuição dela foi ter sido o motivo do Shion querer invadir o instituto correcional, mas eles poderiam muito bem ter criado muitos outros motivos ate melhores.
    E quanto a Karan ela realmente foi a personagem mais emocionante do anime, é impossivel n se emocionar com ela.

    Alguem sabe me dizer se o Inukashi (guarda-cães) é homem ou mulher ?

    Particularmente acho que é mulher, mas n ficou muito claro

    • Nataly Fahr

      Também não entendi, no ep 9, o Shion ia falar alguma coisa pra Inukashi, algo como “Você..por acaso é..”, ficou uma certa dúvida ali.

    • Hamiko

      Pensei mais ou menos assim, por isso fui correndo atrás do manga. La tudo fica bem mais detalhado. A Safu é uma peça importante porque ela se encaixa no tipo de pessoa que a N° 6 procura pra fazer experiências: Sem nenhum parente e, tecnicamente, não estaria dentro da cidade (já que ia estudar fora). Como ela é amiga do Shion, Nezumi sabe que ele iria salvá-la com ou sem ajuda. Então ele une o útil ao agradável e usa a habilidade de memorização do Shion pra entrarem no reformatório e destruírem aquele lugar de vez (Perceberam que no anime o Shion sabe exatamente onde fica cada coisa? Ele sabia aquilo porque tinha decorado o mapa antes).

      Ocorre que a trajetória dos prisioneiros é bem mais tensa no manga. Eles descem do caminhão e são obrigados a entrarem num elevador. Os que fraquejam pelo caminho são mortos. O elevador também não está lá. O lugar é um poço que as pessoas são obrigadas a pularem. Shion ouve os gritos durante a queda, e ao olhar a pila de cadáveres começa a entrar em pânico.

      Os prisioneiros que sobrevivem à queda se arrastam até uma sala que parece um hospício. Alguns morrem la por causa da sequela. Ali não tem mais saída, então Nezumi propõe escalar a pilha de corpos para entrarem em uma caverna que fica la no subsolo. É ali que está Rou e foi ali que Nezumi cresceu (No anime, Rou está num abismo).

      Só nesse meio tempo, Shion tem dois momentos tensos. Um na solitária, que um moribundo pede ajuda e como Shion não tem como ajudá-lo, resolve matá-lo enforcado. O outro é quando eles sobem na pilha de cadáveres, em que ele praticamente pede pra morrer ali.

      Antes de encontrarem Rou, um cara da colônia tenta matar Nezumi, e Shion tem o primeiro surto. Sem dó nem piedade, tenta matar o cara enforcado, mas Nezumi o impede. Shion não tem nenhum ressentimento pela tentativa de assassinato.

      Só depois de tudo isso é que acontece aquela cena do anime, que Shion mata o soldado que havia atirado no Nezumi. Ele diz que Nezumi estava certo e que ele era a própria N° 06: Utópica, mas cruel. Depois diz que não pode se perdoar por ter matado alguém, pega a arma e aponta para a própria cabeça.

      Acredito que o anime resumiu essa trajetória mais do que deveria, de forma que ficou muito estranha a mudança de comportamento do Shion e o fato dele saber tudo sobre o lugar. Agora a Safu não foi desnecessária, porque uma vez que tenham pegado ela pra fazer experiências, Shion iria atrás dela. E como Nezumi não queria perdê-lo (essas são as palavras que ele usa), bola um plano de invasão. Mas como ele sabia que aquele lugar era o inferno, seu plano tem como principal motivo destruir o lugar, e não apenas salvar uma pessoa.

      No anime tem uma parte que Shion fala que Nezumi o usou, pois o real objetivo dele era destruir o reformatório e não salvar a Safu. De fato era (e Nezumi ainda confessa), mas ele arriscou tudo porque sabia que Shion iria com ou sem ele.

      Agora o que eu gostei é dos sentimentos dos dois serem tão claros no anime quanto no manga, e da pra ver que não se trata de mero fanservice. Shion admite ter uma queda por Nezumi e já confessou que acha os movimentos dele atraente. Já Nezumi (no manga) chorou ao notar que ganhou um beijo de despedida (ao invés de boa noite) e também quando percebeu que Shion tinha desistido de viver. No anime, ele chora com a possível morte de Shion e decide ficar ao lado dele mesmo sabendo que o lugar poderia cair em sua cabeça. Minha opinião é que não existem quaisquer dúvidas acerca do que um sente pelo outro.

      Agora quanto Inukasi… Er. Eu realmente não sei, mas acho que é uma mulher. No manga eles tratam Inukashi por “ele”, mas tem uma cena que Shion percebe que os ombros dela são muito finos (ombros femininos).

  • Helton

    A cena do Shion gritando na chuva no 1 episodio foi a melhor ate agora, esse anime me parece muito bom e tambem tem muita a se desenvolver e talvez podemos esperar uma briga ou um conflito entre os dois personagens devido aos seus ideiais.
    SPOILER
    Achei legal que no episodio 10 os papeis se inverterem, o Shion matando a sangue frio e o Nezumi implorando que nao o faça

  • NO.6 foi uma agradável surpresa. Eu já tinha me apaixonado pelo anime quando vi pela primeira vez aquela abertura sensacional. O primeiro episódio é muito profundo. Amo aquela cena do Shion gritando na varanda do seu quarto em meio aquele temporal, como se no fundo ele soubesse como N°6 o sufocava. Cena excelente! Gosto muito de Inukashi também. O desenvolvimento da relação de Nezumi e Shion é um máximo. A série trabalha muito bem com os mistérios e os dois episódios finais são eletrizantes. Choquei várias vezes!
    Enfim, já recomendei NO.6 pra vários amigos.

    PS: No PA.Fansub os episódios estão com uma qualidade ótima e as legendas também!

  • Me lembrou um pouco Gunmm e Ergo Proxy essa história de cidades cercadas por periferias isoladas, mas não sei se tem a ver mesmo.

    Vou assistir o anime em uma tacada só e ver se gosto. No início esse relacionamento pode me afastar um pouco, não sou hipócrita de dizer que não, mas vou me focar na história, talvez me agrade.

  • Mary

    Eu amei No.6, para mim foi o melhor desta temporada!

  • Eu comecei ver o anime, mas o primeiro episódio deixou completamente vago e confuso, antes de ler sua review achava que era simplesmente ficção cientifica/futurista, na verdade eu não gosto desse gênero, normalmente a história futurista se deve apenas para poderem demonstrar as poderosas tecnologias inventadas pelo autor da série. A maioria das vezes não caracteriza a sociedade da época, a estrutura básica é desinteressante e confusa. Animes assim normalmente é para quem gosta de tecnologia, o que não é meu caso.
    Mas depois de ler sua review (aliás prazer em conhece-los, minha primeira vez comentando aqui) Me empolguei com a série e me perguntei: “Porque não continuei a ver?”, parece ser psicológica e dramática e que tem os elementos para ser um ótimo anime. Aliás me desanimou um pouco quando li o comentário do Firedasrh dizendo que na verdade não concluiu tudo, mas seria difícil eles apresentarem os elementos das história, enredo, relacionamentos, outras coisas e mais uma conclusão adequado/completa com um pequeno numero de episódios. Acho que vou baixar os episódios e assisti-los, mas não sei se perderá a graça por ter lido os spoiler (Não consegui conter curiosidade de ler os spoilers).

  • Fullmetal

    No 6 até agora foi um ótimo anime, com muito misterio em relação a propria cidade e, hesito em dizer, a relação entre shion e Nezumi, q para mim…(SPOILER) bem, o anime é ótimo se ñ eu teria parado de assistir na cena do “beijo de amizade” se é q posso chamar assim, o q mais me chamou a atenção foi o misterio q a cidade passava, a “falsa Distopia”, bem , na minha opinião foi um bom anime, um dos melhores da temporada XP

  • Su

    O legal que é que quase todos deram pra falar de No.6. Tenho que dizer que, para mim, que assistiu aquela cena do selinho [sem nunca visto antes em animê algum] foi um choque. Daí, todos ficaram muito afobados no Twitter. Até eu!!!Confesso mesmo. Mas, isso não prejudica a história. Aliás, é até algo que se releva.

  • Su

    Erros de digitação…Comentário feitos às pressas. Relevem,please…

  • (COMENTÁRIO COM SPOILERS, quem não viu a série até o fim: não leia!)

    Cara, amei você ter falado sobre a questão do (não-)fanservice! A relação entre o Shion e o Nezumi era tão interessante – e os momentos de proximidade física entre eles nada apelativos, por sinal os dois beijos foram em momentos tristes, sem nenhuma aura de “GAROTOS BONITINHOS SE PEGANDO HIHIHIHI~ HOT HOT” (nota: nada contra essa aura, hahah, alma fujoshi aqui, mas alguém dizer que isso rolou em No.6 é ridículo).

    O final me decepcionou um pouco, último episódio super corrido e muitos acontecimentos (eu-morri-opa-não-morri-oh-você-morreu-opa-não-morreu!), acabou não tendo muito impacto emocional em mim, mass gostei muito do anime no geral, longe de ser ~perfeito, obra-prima, etc~, mas acho que foi bem satisfatório! E espero que seja o começo de uma era em que relação entre dois caras possa estar presente em mais animes, e esse envolvimento não seja o ENREDO em si – porque, sei lá, isso meio que enjoa. Foi legal ver sci-fi e BL juntos.

    • nito

      migah, super concordo contigo! acho que não precisava focar tanto, mas bem que podiam ter trabalhado melhor a relação homoafetiva que eles tinham. Qual o problema de deixar isso claro e tentar desenvolver isso de forma mais madura.

  • Fazia um bom tempo que um série não em animava como No. 6 depois de assistir o primeiro episódio. Infelizmente deixaram de desenvolver a história da cidade utópica e sua origem pra investir demasiadamente nos personagens, ou seja, uma inversão da proposta original. É natural que os personagens ganhem destaque com o tempo, mas aqui eles tomaram todo o desenvolvimento. O resto foi esquecido e retomando apenas nos momentos finais, o que empobrece a obra. Será lembrado pelos personagens principais, sendo que poderia, e deveria, ser lembrado, também, pela mitologia, interessante ao meu ver, deste mundo. Basicamente faltou balancear as propostas iniciais.

    Outro reflexo direto do enfoque excessivo nos personagens foi a perda considerável de ritmo. Eu mesmo deixei de acompanhar pontualmente os episódios pela falta de interesse no que aconteceria em seguida.

    De qualquer forma gostei do anime, muito melhor que as bobagens lançadas no mesmo período. Os minutos finais foram particularmente emocionantes e gratificantes.

    P.S.: O anime critica de diversos ângulos nossa sociedade e sua população que basicamente vive em bolhas como a No. 6. É difícil acreditar nas criticas relacionadas ao envolvimento dos protagonistas baseadas unicamente nos julgamentos de certo e errado de cada um. Uma afronta a tudo aquilo pregado pela série. Dizer que é “enojante” o beijo final mostra um visão míope do apresentado, é ignorar o todo e se ater novamente aos julgamentos pessoais de certo e errado.

  • Gostei muito do anime tb, a OP e o ED foram músicas lindas demais!

    A relação dos dois acho que foi mostrada de forma consistente e progressiva, pois é interessante como eles são demostrados em pequenos momentos, como a crise de ciúme do Shion ou quando o Nezumi desmais no teatro, e quando este percebe que por mais insensível que queira parecer ele se importa com Shion e com a sua inôcencia, tanto que ele diz que não quer que ele mude( só faltava um: foi por isso que me interessei por você, seria fofo, mas óbvio demais, animes assim ganham pela sutileza).
    Toda semana que via os episódios via coments dizendo que o BL era apelação e que isso era só para as garotas e coisas desse tipo, realmente discordo, sim o anime tem o ponto forte com a relção dos dois, mas como já disse de um forma sutil que como vc disse poderia ser muito bem de uma garota e um garoto, mas nesse caso são dois garotos tentando trasmitir os seus sentimentos, gostei disso( acho que essa parte do anime foi muito bem explorada).
    Algo que não senti que foi muito explorada tipo o papo da Elyurias sabe poderia ter tido mais consistência aí, ficou tudo muito as pressas a explicação, a tomada do corpo da Safu e tal.
    Mas é interessante um ponto que quando se começa o anime se vê a No.6 como um verdadeira utopia e o Nezumi como um cara cheio de paranóia, mas se percebe logo não é assim, a cidade dos sonhos nada mais é que uma verdadeira Distopia e que realmente é algo que faz brotar repugnância ( motivo de fúria de Nezumi que é apazigado pelo Shion com sua resolução pacífica).
    Uma cena muito boa é de quando o Nezumi e Shion estão com os guardas (acho que é o episódio 10 ou 9), nossa aquilo foi…..tenso no bom sentido.
    Realmente uma review muito bem vinda !XD

  • Seme possessivo

    Ótimo review, gostei bastante quando você desfez ali a ideia de que este anime tem fanservice. E imagino que essa impressão não fica exatamente porque a autora escolhe mostrar de perto a relação e as impressões daqueles dois meninos vivendo com uma No 6 nas costas (e conscientes disso). Na minha opinião, esse caminho foi melhor do que descambar para a filosofia barata que os animes de ficção científica insistem em fazer. Além do que, muitos elementos explicativos foram sutilmente colocados. Eu fiquei bastante satisfeito com essa série, ela com certeza merece uma chance.

  • Lyn

    Eu confesso que comecei a assistir e por volta do episódio 4 parei, talvez o ritmo não estava ‘legal’, mas logo depois de uns 3 episódios e alguns comentários de amigos resolvi voltar a acompanhar, e sem dúvidas foi a melhor coisa que fiz. Algo que podemos dizer aqui com tristeza é o fato de algumas pessoas fazerem comentários preconceituosos por fansubs a dentro, algo que não tirou a qualidade do anime – felizmente -, curti e recomendo também. E ótima review ^^

  • Não sei se andei perdendo meu tempo por aí, mas esse blog tem um dom para reviews!!! Sempre bem caprichados, com bons argumentos, vocês sabem do que estão falando e sabem como falar!!

  • Oasiv

    Adorei o anime mas, pow cenas de dois jovens homens se beijando e D+ isso e até incentivo aos novatos (Crianças).

    • O anime tem cenas com pilhas de corpos, pessoas sendo mortas com tiros, prostituição, entre vários outros e você diz que um beijo gay vai “influenciar” crianças..?
      Vamos rever as coisas aí Brasil. xP

      • Concordo com o Maurício… Ridículo dizer isso num anime onde as cenas afetivas são como uma brisa fresca em meio a tanto tormento.

    • Smolder

      Desde quando esse anime é pra crianças?
      aqui num é a Disney não mano.

    • Carol

      E desde quando dois homens se beijando é uma coisa ruim? Reveja seus valores

    • Giulia

      Sem ofensas, mas n vejo nada demais em 2 homens se beijando…

  • Eu estava com preconceito dessa nova leva de animes, mas depois desse review, eu preciso assistir pelo menos esse.

    PS: alguém sabe me dizer se ele é baseado em algum mangá?

  • lorrayne

    Sem duvida Nº6 e Usagi Drop foram os melhores animes da temporada,
    eu amopanhei desde o inicio, e o final foi muito emocionante, #choreiriosdelagrimas kkk, mais depois de tudo estou torcendo muito para uma provavel segunda temporada, pois quero ver Shion e Nezumi se reecontrando e deixando seu sentimentos mais claros do que já estão…

  • Mal sabia eu o que estav perdendo, com todas as sinopses que li pensei que seria um anime de ficção no sense mas depois desse review vou ver com toda certeza, ja vou ate baixar.

  • Me convenceu, ótima review (como a maioria). Eu não ia ver por não ter me chamado atenção e admito, por ser Shounen Ai. Baixando o anime agora.

  • Amei a review, e concordo com seu ponto de vista, a respeito do foco no relacionamento dos dois (e tbm achei sinistro o lugar onde a segunda agulha apareceu!!!).

    Mas fiquei com 2 dúvidas ao final do anime:

    1) Porque Nezumi disse que baixou a guarda quando Shion colocou a mão na nuca dele? Nezumi pareceu apavorado, o que houve?

    2) No episodio 9, quando Shion consola Inukashi (guarda-cães)… Shion percebe algo, mas isso fica no ar. Shion fica espantado e diz “não me diga que você…” então é interrompido. Que eu me lembre, ninguém mais volta no assunto, e fica por isso mesmo. O que Shion percebeu?

    • Obrigado! xD
      Bom, minhas interpretações dessas cenas:

      1) Acredito que nessa parte Nezumi estava percebendo o que sentia pelo Shion. No ambiente onde o Nezumi vive, ele precisa desconfiar de todos, se qualquer pessoa chegasse e aproximasse a mão de um ponto vital seu, o Nezumi se defenderia automaticamente. Mas do Shion não, ele não tinha essa hostilidade natural contra ele. O Nezumi estava mudando com a convivência com o Shion, confiando plenamente nele, como a própria Inukashi observou numa parte do anime.

      2) Olha, tendo em vista o que estava acontecendo naquela hora, eu acho que a Inukashi deve ter sofrido algum tipo de abuso de alguém. E como ela tava servindo de “isca” justamente para isso, ela se descontrolou.

      Assim que eu vi essas partes pelo menos xD
      o/

      • É, agora que vc disse… Faz sentido. Acredito que seja isso mesmo.

        ^_^. Obrigada!

      • Misa-Tifa

        Na verdade, pelo que eu entendi dos livros de No. 6
        1. Essa parte não aparece no anime, só lembro dela no livro, Shion estava, com palavras não tão diretas, se ‘declarando’ pra Nezumi, mas a ideia de Nezumi morrer deixa Shion sempre meio psicótico, ele acaba perdendo a razão e agindo com um impulso hostil (vide a cena do livro que Sasori quase enforca Nezumi nas cavernas onde eles encontram Rou e Shion quase o mata enforcado; e a cena no instituto correcional em que Shion mata pra salvar Nezumi). Nezumi além de perceber o q shion quer falar, também perceber que Shion, apesar de não estar sendo hostil contra ele, tinha capacidade pra matar e que Nezumi com sua importância na sobrevivencia tinha perdido pra agilidade de Shion nessa hora (ps: eles deixam claro no livro que Nezumi não tinha baixado a guarda). Nezumi começa a temer pela vida e começa a ter medo de Shion, por que, segundo as palavras dele, ele não reconhecia mais o Shion que tava na frente dele (e ele até esse ponto acredita que conhece perfeitamente a personalidade de shion). Até o final da história, ele continua com medo de shion, mas ele percebe que shion o ama e não teme mais pela própria vida, teme as atitudes de shion.

        2. Nessa hora Shion suspeita que Inukashi é menina, mas no livro, apesar dos leves indícios afeminados nele e da suspeita de shion, ele é um garoto.

  • Adorei a Review, particulamente, procurei assistir No.6 depois que vi o post aqui no chunan.

    Bom, terminei ainda agora o ep. 11 e ainda estou emocionado, otimo anime, trilha sonora perfeita e vierei fã da cantora Aimer, que canta a música final do anime, Rokutousei no Yoru, a música encaixou muito bem com No.6.
    Acho que poderiam ter priorizado as experiências com a Safu, para ela se tornar a medium da Elyurias, gostaria muito de ver realmente o que fizeram com ela 😮

  • Carolina Corrêa

    Gostei muito da Review, amei No.6 apesar de não ter gostado muito do final. Será que eles vão fazer uma continuação? seria legal^^

  • Joanna-chan

    Concordei com tudo oq estava escrito! acabei de assistir NO.6 agr. e realmente foi perturbador achar a agulha de trico da vó da Safu…… gostei mt do final… deu um gostinho de quero mais..mas num sinto como se o anime fosse perturbar o resto do meu dia por num haver continuação..por isso fico feliz……. claro q se tiver uma segunda temp.. oq torço mt pra q aconteça… assistirei com muito prazer…..adorei mt o site..e vou começar a acompanha-lo, ja q o conheci pesquisando imagens sobre o NO>6 no google imagens 😛

  • Haruhi_chan_10

    Eu amei esse anime! Foi um dos que mais gostei esse ano, e acredito que você explicou muito bem a questão de fanservice BL na obra. Acho que acima de tudo, inclusive da N0.6 e Elyurias, é uma historia sobre Nezumi e Shion, sobre o relacionamenteo desses dois garotos jogados nessa realidade conflitante. Eu atualmente estou lendo as novels, querendo saber o verdadeiro fim da historia, já que o anime não cobriu todos os livros.

  • Natália

    Eu gostei muita da sua review. Concordei com muitas coisas que você disse como a questão do fanservice BL, por exemplo. Sempre fiquei muito chateada ao ver pessoas dizendo que NO.6 tinha esse tipo de coisa. Para mim, aquilo fazia parte do desenvolvimento dos personagens, não estava ali só para vender.
    Esse anime me empolgou mesmo (sabe quando você fica ansioso pelo lançamento dos episódios?). Só me decepcionei um pouco com um último episódio. Achei tão corrido! Deveriam ter dado um tempo maior para explicar a questão da Elyurias. E outra coisa que não me agradou foi o “surto” do Shion nesse episódio. Ele parecia um louco, fazendo tudo às avessas do que sempre pregou. Mas, enfim, eu gostei do anime como um conjunto e isso me motivou a procurar a novel e o mangá.
    Sua review foi uma das primeiras, senão a primeira, com que eu concordo totalmente. Parabéns, eu acho que você teve sensibilidade o suficiente para captar o verdadeiro sentido da estória e não se deixou levar por preconceitos! Ótima review.

  • WPRASE

    Achei esse anime muito bom!
    quem tiver preconceito, é um fela da mãe, pq em Naruto tem essas viadaje aí(naruto e sasuke se beijam e tem um amor incondicional entre os dois desde o começo da série)
    e nem por isso os fãs ficam tirando onda.

  • Pingback: Eu Recomendo Especial Parte 2: Os melhores de 2011: Verão e Outono. | Chuva de nanquim()

  • Eu queria saber se tipo…se os dois sao heteros entao porque o Shiu beijo o Nezumi ???

    • Talvez porque eles não sejam heteros? lol

      • Akai Kan

        kkkkkkkkkkkkkkkk
        Melhor resposta impossível **chorando de rir**

    • Misa-Tifa

      Eles se amam, e a questão hetero x homo não tem tanta importância no contexto em que a história se passa (é quase como se sexualidade não tivesse importância na No. 6). O autor inclusive disse que quis colocar um casal homo como principais por que casais héteros são muito previsíveis (namoram – casam – tem filhos)

  • Carol

    Eu gostei muito no último episódio, eu literalmente fiquei achando que o Shion iria morrer, mas é indo, valeu apena, é uma pena mesmo ele ser tão “corrido”.

  • Pingback: O seu preconceito é uma imensa burrice – A Homofobia entre os fãs de animes e mangas |()

  • Akai Kan

    Eu também fiquei muito feliz com o anime, mas o mangá ainda foi mais fiel à light novel.

    Agora, convenhamos, dizer que um anime que foi baseado numa light novel de SHOUNEN AI tem fan-service por ter SHOUNEN AI me mata…
    O ponto inicial e principal da estória é o próprio amor entre o Nezumi e o Sion (sim, o nome dele se escreve assim, tb acho feio e prefiro a forma ‘japonesada’ Shion, mas…).

    Se alguém se der ao trabalho de ler a Novel (já tem tradução para o inglês em sites bem confiáveis), verá que Sion se excita apenas de ver os olhos cinzas do Nezumi.
    E a autora trabalhou a estória de forma muito sutil, o que não vulgariza a relação deles. Uma das poucas estórias do gêneros que valem a pena serem lidas hoje em dia, mesmo pq a febre yaoiística têm forçado o shounen ai à cenas mais eróticas, o que faz com que o início seja um shounen ai, mas que no fim acaba por ser um yaoi light…
    Não desconsiderando o yaoi (afinal quem seria eu pra falar, traduzo e edito mangás desse gênero LoL), mas nem toda história de amor entre homens precisa acabar em cenas de pegação, pelo menos é o que eu acho = )

    Mas valeu o post, Thrunks xD (muito bem escrito por sinal).

    Bjs.

  • Hisachi Mynari

    Eu realmente amei o anime, no inicio ia assistindo os episódios simplesmente por curiosidade ja que a sinopse havia me agradado e no desenrrolar da história ja fiquei com aquela cara de (ou meu lado fujoshi ta muito sem controle ou realmente rola algo entre esses dois) quando a história tormou um rumo direto para um óbvio shounen-ai ( não apenas minha imaginação fujoshi) fiquei muito feliz.

    é umdos poucos animes que me apeguei tanto e também um dos poucos que chorei (serio mesmo?) é eu chorei no ultimo episódeo D:

    Primeiro porque quando eu assisti o ultimo eu tava tão na ontade de ver que optei por não baixar e assistir logo online (resultado: ele parou quando o nezumi leva um tiro) ok isso ja me deixou aguniado, fui pra outro site e adivinha? Ele trava quando o shion leva um tiro também. Ah muti legal isso, serio eu nem tava desesperada na hora, imagina, o fato de eu querer bater em alguém e minha visão ta turva não significa nada.

    Desisti e fui baixar logo pra acabar com a agunia repetindo na mente “não, ele não vai morrer, ele não pode morrer!” mal terminou de baixar e voltei na metade apenas pra sofrer o desespero passo a passo e termina o anime com lágrimas, tanto de desespero e de alivio por o shion não ter realmente morrido =/ amei o beijo no final apesar de ter soltado uns belos “seu idiota não o deixe” ou “ele quase morreu, serio mesmo que você ai dar um beijo e ir embora?” Realmente me agrada a idéia de que depois eles se reencontraram e ficaram juntos.

    by: amei a postagem

  • Macabea

    Eu acho esse anime e mangá(No.6) muito bom os dois sao ótimos mas eu acho que faltou um OVA para explicar melhor o final e revelar quem realmente era Elyurias. Fiquei muito feliz quando os dois se beijaram, ver aquele sorrisinho na boca do Nezumi depois do beijo foi o melhor!Enfim o anime é realmente muito bom eu recomendo para as minhas amigas Fujoshis e nossa é tao bom que cheguei a chorar no final ainda mais quando os dois se despedem!
    No.6 é muito bem recomendado!

    • Macabea

      Haa!
      Eu tambem reparei na agulha de trico da vó da Safu e pensei “Pelo amor de Deus Shion olha para o que vc tá segurando”mas acho que isso foi so para explicar melhor a morte dela, já que nao tinha falado muito sobre essa parte do anime

  • JT

    Eu ainda não vi o anime todo e estou me segurando muito para não ler os spoilers mas eu acho, do que eu já vi pelo menos, que a história vai muito além disso, é possível notar uma nítida crítica a sociedade, junto com elementos como a alienação e perguntas como “O que é melhor, viver bem e ignorante ou a verdade a qualquer custo?” e como o Estado trata desses tipos de assuntos. Enfim, acho que dá para tirar uma boa análise crítica sobre a sociedade e o conceito de utopia que esse anime nos mostra, ou eu que estou achando teorias da conspiração em todos os lugares hahahaha, mas sem dúvida é um ótimo anime, tanto na relaçaõ entre os dois protagonistas como na contrução de todo um mistério acerca dessa sociedade utópica.

  • alex

    es mesmo boa nisto

  • Luana

    Concordo com a review. A dinâmica de No.6 é excelente mesmo. Achei que no final, tudo ocorreu rápido demais mas, amei No.6. Toda a história, os mistérios, o romance…. Absolutamente tudo! Principalmente o romance… Eu, particularmente, gosto quando o Shion perde o controle, agindo violentamente para defender o Nezumi. No episódio 10, por exemplo, ele mata um daqueles guardas que atira no Nezumi. Achei aquela cena perfeita! Claro, que não quero que o Shion mude e perca sua inocência, mas ver um personagem super inocente perder o controle para salvar aquele que ama é realmente muito bonito.
    Quero muito que haja ou uma segunda temporada, ou um OVA. Qualquer coisa! Quero muito ver como tudo ficou depois da destruição dos muros, como Shion e Nezumi estão vivendo agora e principalmente o reencontro entre os dois!

    • Misa-Tifa

      a história acaba quando Nezumi vai embora :<
      quase não tem continução nos livros… eles teriam que inventar a continuação

  • AL BN

    Foi um dos desenhos mais bacanas que eu acompanhei, Até hoje, de vez em quando, volto a assistir a série. Gostei muito da forma em que foi construída a relação amorosa entre os protagonistas e o foco na história sem entrar em fetichismo do yaoi. A cena final, quando recomeçam o novo mundo e a despedida de Nezumi para Shion, foi emocionante. Um dos casais mais bem construídos com uma história sólida.

  • Primeiro vou dizer que não tinha percebido que aquilo que o Shion se apoia é a agulha de tricô da avó da Safu XD UAHGUDSGUY Fato bastante interessante, só depois que li é que me lembrei da cena e tal. Enfim, adorei o review. Opinião super clara sobre o andamento e sobre todo o anime. Confesso que fique com o coração partido porque o Shion e o Nezumi não ficaram juntos, maaaas, como o final sugere muita coisa, né… Seria otimo mesmo se publicassem uma segunda temporada! haha *-*

  • Luciano

    Eu to no episodio 5
    to sem pc mais enfim me viciei tanto em No.6 q dei um jeito d baixar no formato mp4 e usar o usb na tv pra assistir o/!
    Amei a dança do nezumi com o shion!!!
    Vou baixar oq falta…
    nao aguentei e li tds os spoilers kkk
    eu gostei mais do q mirai nikki
    concordo com td q foi fito aí e pra mim o melhor do anime é a relação entre nezumi e shion enfim…
    Ótima review.
    parabéns a vcs^^

  • Sobre a Inukashi: não fica claro se ela é menino ou menina! Na novel que deu origem ao anime, no mangá e até no anime mesmo, a colocação pronominal é geral para ela. Mas eu acho que é ela o

    Adoro esse anime/mangá/livro. É uma das histórias mais cativantes que eu já acompanhei. Adorei o review – exprimiu muito bem os pontos mais importantes da história. Concordo com você: mais do que ficção científica e fanservice, esse anime contou a história de duas pessoas que cruzam caminhos.

  • Entrou na lista dos meus animes favoritos de todos os tempos *—-* lindo demais, eu olhei todo o anime hoje e eu chorei bastante também :’3

  • Adorei o anime! Um pitada de ficção com um pouquinho de yaoi :3, uma ótima combinação! Por ser meu primeiro yaoi, eu gostei muuuuuito, porém o final ficou meio bleh… Por que o Nezumi não ficou com o Shion? Seria melhor ://, fora isso o anime é perfeitamente perfeito ^~^

  • Nathália Mota

    Primeiramente, parabéns pela review! Estou contente também pelo fato de que muitas pessoas que comentaram nesse post não terem dito nada preconceituoso entre o relacionamento entre os dois protagonistas. Será que há alguma chance de o Brasil ir para a frente?
    Enfim, No. 6 foi um anime que eu assisti ano passado (2012) e até hoje guardo na memória com carinho. O enredo é genial, os personagens são bem interessantes (com exceção da Safu…?) e a harmonia entre os personagens ficou muito boa! Posso não ter gostado muito do fato da Safu ter virado uma deusa (sério, ainda acho que foi muita coincidência e um tanto nonsense), mas fora isso No. 6 foi um anime impressionante e que eu recomendo bastante! Uma segunda temporada seria meio imprevisível, mas bem que poderiam criar um OVA sobre como anda a vida de Shion e Nezumi.
    Quanto ao explícito, porém singelo, shonen-ai da série: foi na medida certa. E tenho que ressaltar aqui que o relacionamento entre Shion e Nezumi foi extremamente essencial para a série, tornando-a instigante a cada episódio.
    Como resumir No. 6? Um anime que, sem sombra de dúvidas, foi um dos melhores de 2011!

  • Carol

    eu queria saber se alguém aqui leu o manga todo? e tbm gostaria de saber se shion teve seu filho(a) com a safu?

  • Review mto bom e já se foi quase 5 anos em!
    PQP q final foda, “no sense total” a Safu virando deusa da floresta foi conveniente demais para o Nezumi que tacou a bomba la e ficou com Shion pra ele, mesmo assim no fim vazou deixando o Shion sozinho FDP kkkk

  • grrrrl

    Não tem essa de fanservice, é uma questão de representatividade, que é importante… Galera homofobica mesmo heim, reclamar de romance gay, este é um dos casais mais belos dos animes e mangás, já to bem enjoada do heterocentrismo da mídia, não suporto esses romancinho hetero irritantes e desnecessários, objetificação de mulheres não é o fanservice obrigatório dos mangás? E acho uma merda, violento, mas aí quando tem casais homoafetivos geral reclama?? Mesmo que seja um lance super daora e bonito? A relação deles não teria tido tanta graça se fosse tradicional, deu um elemento super interessante pro anime, super inovador.

    O mangá é melhor, o desenvolvimento está mais bem elaborado e há maior coesão e conexão entre os elementos, que no anime acabou com um desenvolvimento apurado e estranho.

    Eu prefiro acreditar que nenhum deles morreu porque é lamentável mesmo que os animes ainda sejam homofobicos e heteronormativos a ponto de matar o casal gay ou um deles, como é o comum dos shonen ais (como Tokyo Babylon), essa coisa de amor impossível entre casais homoafetivos é bem recorrente e parece dizer que este tipo de amor não pode existir, e é muito lamentável em termos de representatividade LGBT.

    Essa coisa de não deixar claro e deixar ambíguo a questão de se os personagens são atraídos um pelo outro considero super homofóbico também, porque parece que a existência do armário também se translada aos mangás, animes, hqs, filmes, séries… Já estamos em 2016 galera.

    Sobre se havia sentimentos, pra mim está claro que é recíproco, quem leu mangá sabe, a questão é que Nezumi cresceu naquele cenário Mad Max sinistro onde é matar ou morrer, ele desenvolveu muita frieza e tem muito medo de se apegar a alguém, pois quem se apega se ferra naquele cenário, e acho que mais que a própria vida ele teme a perda da vida do seu amado, ele quer estar vivo pra protegê-lo. <3

    Mas num geral, é belíssimo, a mensagem que transmite, é um mangá/anime muito sensível, crítico, muito agradável de se ler, muito apaixonante.