Primeiras Impressões – Kimi to Boku, o anime sobre o nada.

Porque ficar observando as cerejeiras também pode ser divertido… ou não.

Mais um Primeiras Impressões aqui no ChuNan, a vítima dessa vez é Kimi to Boku, baseado num mangá homônimo de 10 volumes ainda em publicação pela Square Enix. Antes de começar a assistir, achei que esse anime seria um drama ao estilo Ano Hana ou Hourou Musuko, não sei o porquê de eu ter achado isso. Mas, por esse primeiro episódio, parece que me enganei. Vamos conhecer a história – ou falta dela – agora.

A história

Bom, Kimi to Boku conta sobre um grupo de amigos. Fim. Ok, sério, vamos desenvolver um pouco mais isso daí, eu consigo. Kimi to Boku conta a história de Kaname Tsukahara, o gênio forte do grupo que é apaixonado pela sua professora do primário; Shun Matsuoka, o cavaleiro de andrô- digo, o personagem calmo e sorridente que provavelmente vai servir para acalmar os ânimos dos demais; e os gêmeos inexpressivos Yuuta Asaba e Yuuki Asaba, que são os típicos personagens que fazem graça parecendo estar sérios (sim, quase ao estilo Mai Minakami mas menos nonsense).

Esse primeiro episódio consistiu basicamente nos personagens conversando, lembrando sobre o passado, quando então de repente eles decidem que o Yuuki deve entrar para algum clube escolar. Mas mesmo depois de várias tentativas, onde ele se mostrou ser ótimo nos esportes (esse clichê, até quando?), ele ainda não tinha interesse de entrar em nenhum dos clubes, até que finalmente Yuuki decide por um:  o Clube Familiar (nota: eu não sei japonês, a legenda estava assim, mas me pareceu algo meio otaku, havia posters de anime e figures no local). Kaname por algum motivo não gostou da decisão do amigo, o porquê vamos saber no próximo episódio, pois o primeiro foi só isso mesmo.

Considerações gerais

Visualmente falando, Kimi to Boku não apresenta nada de muito extraordinário, é mediano. Tirando, como o Dih havia comentado no twitter,  os personagens que parecem quase todos vesgos, os cenários são simples e o design dos personagens também. Não parece ter havido uma preocupação muito grande nesse quesito. A trilha sonora pelo menos é muito bonita e bastante agradável, composta pelo grupo Elements Garden, que já trabalhou com grandes artistas como Haruka Shimotsuki, Nana Mizuki e savage genius.

Sobre a história, Kimi to Boku não parece ter a pretensão de criar uma grande trama, mas apenas mostrar o dia a dia desse grupo de amigos, com pequenas doses de humor. Não sei se nos próximos episódios eles pretendem desenvolver algo mais sólido como um romance entre algum personagem, o amor platônico que o Kaname sente pela sua professora, ou até algum drama qualquer.

A sensação de assistir Kimi to Boku é como se você estivesse andando bem lentamente por um bosque e então decidisse sentar para observar o vento… E ficasse ali, observando o vento.  Sabem quando as pessoas resumem K-On como um grupo de garotas que se reúne para tomar chá? Kimi to Boku é igual, mas com um grupo de garotos e menos engraçado. Isso é algo que pode agradar algumas pessoas, mas com certeza desagradará a muitos mais. Aliás, acho que esse episódio foi algum especial do caturday, pois quase metade do anime foram cenas com gatos.

Falando de modo geral, não sei dizer se esse episódio foi bom ou ruim: foi estático. Não se voltou nem muito para a comédia, apesar de ter algumas cenas que te fazem esboçar um sorriso, nem para o drama, tendo apenas o Kaname como possível personagem para isso – mas não acho que vá acontecer.

Apesar de um pouquinho desapontado com essa estréia, afinal eu esperava um anime mais ou menos assim (lento), vou continuar acompanhando para ver onde isso vai chegar.

por Trunks

Asevedo

Designer de formação, atualmente sou Assistente editorial da Panini Mangá. Acumulo mangás e HQ's, que espero conseguir ler um dia. Assisto animes de vez em nunca.

Related Post

  • Ví e meu alerta yaoi disse para eu não continuar.

    • Eu ri.

    • Belissa

      ri do comentário e dormi no anime.

    • bebeto

      kkkkkkkkkkkkkkk
      eu tbm achei que esse anime era yaoi
      dps de NO.06 nao tenho mais confiança nas discrições de genero
      e o anime é chato pra caraleo XD

      • Oq que tem NO.06 é yaoi? pq ta na minha lista e eu quero assistir u.u

        e se for yaoi nun kero u.u

    • umeyume

      Eu ainda nem assisti e já cheguei a essa conclusão, haha.

  • Belissa

    eu esperava que observar cerejeiras fosse mais divertido.

  • Esse manga não é publicado pela Square Enix e sim pela GFantasy a Square Enix não esta envolvida nem na publicação do manga e nem na transmissão do anime, no caso do anime quem estão envolvidos na produção é a J.C. Staff e Aniplex.

    O manga por incrível que pareça é um shounen com pitadas de romance e drama é provável que melhore o desenrolar da historia ao longo do tempo assim espero.

  • Rozeex

    Eu ri muito, mais concordo sobre os traços serem medianos e os personagens muito estáticos, também acrescento que vai ter fanservice para o publico feminino mais nada explicito e vai ser de forma muito discreta.

    Trunks se não me engano ele desistiu do clube de mangá por ser quase desabitado e optou pelo clube familiar que seria o obrigado a entrar caso não participasse de nenhum outro, ou seja andou andou para nada srsrsr, mais gostei e pretendo continuar a acompanhar.

  • Rayovac

    aff não curti muito não, acho que esse eu deixo de lado =/

    Rayovac!

  • seapher

    Recomendo a todos que assistam a versão do HeteroSubs, qualidade do anime triplica no release deles.

  • MugiBoy

    Não assisti esse anime, não me agrada esse estilo de anime.
    Os unicos que estou companhando são HxH e Bakuman e esperando Mirai Nikki e Crow.

  • Bem animes slice of life de drama costumam ser muito paradões no primeiro episodio eu vou assistir no minimo 3 episódios se me agradar continuo vendo se não eu paro de assistir.

    • Concordo plenamente XD
      Pulei todas as avaliações desse post e fiquei apenas com a descrição, particularmente não gosto de primeiras impressões, passando só pra postar mesmo rs
      Sobre a GFantasy, ela é uma revista shounen sim (até onde eu saiba). E nem adianta usarem KimiBoku e Kuro como justificativas, por que eles publicam também Pandora Hearts e Zombie Loan, que tem uma puta cara de shounen; Durarara!!, que tem um jeitinho alá Seinen; e outros vários, entre eles Pani Poni.

      • Agora é so aguardar os próximos episódios vamos ver se melhora ou não.

      • Esperar pra que? Bora ver os demais animes da nova temporada e comentar aqui no Chunan o/ Só hoje já teve Persona 4, Shana, Digimon e Chica Furou – desculpem, mas me sinto incapaz de lembrar o nome deste último U.U

  • Meteoros_pixelados

    zzzzzzzzzzzzz… já acabou o anime? Ok, próximo.

  • Tiago

    ruim demais esse anime, não consegui ver o primeiro eps. inteiro imagina então o resto.

    • mari

      Cara,eu quase morri de tédio -_- .Nunca vi um anime tão chato na minha vida.Eu pensei que valeria a pena ver mais não aquentei.

  • Mediano. O que me manteve assistindo foi ficar esperando que hora iria aparecer mais uma cena com gatos.
    “Não existe shounen focado no público feminino”
    O que é Kuroshitsuji então? E até saiu uma revista recente chamada Comic Gene cujo foco é esse.

  • Lippe

    Mas não existe shounen para garotas mesmo, pois “shounen” é garoto, nem tem lógica uma coisa dessas.

    O que acontece é colocarem gêneros que não fecham bem ou não colocarem algum que deveria ser colocado. Por exemplo, No.6 é shounen-ai, se colocarem isso na MAL/AniDB muitos homens já descartarão sem nem ver 1 ep.

    • Dih

      Deveria procurar se informar. Hoje existem antologias shounen no Japão voltadas para o público feminino sim. É uma tendência de mercado e que surgiu justamente para isso.

      E tome cuidado com seus comentários. Já aviso que você usa um linguajar ofensivo/preconceituoso sem necessidade. Qualquer tipo de comentário assim será enviado para spam e excluído. Fique avisado.

      • Lippe

        Mas o gênero se chama “shounen” porque é algo voltado a meninos, qual o sentido de algo voltado a meninas se chamar “shounen”? Ou algo voltado a meninos ser voltado a meninas? Não tem sentido! Só porque alguns colocam um gênero sem noção desses eu não tenho que aceitar.

        Se o anime é voltado a meninos e meninais ele é voltado a todos, então perderia a utilidade de um gênero. Se é voltado a meninas, é a meninas e não a meninos, e algo voltado a meninos é um “shounen” por definição.

        Os tais “shounens voltados a garotas” estão mais para shounen-ai leves. E isso não é voltado a meninos e sim meninas. No.6 estava como shounen no começo da temporada passada em alguns lugares, aquilo era claramente um shounen-ai, e isso é voltado a meninas. Kimi to Boku não é shounen de jeito nenhum, é claramente voltado a meninas. Kurushitisuji é outro exemplo. E só ver esses animes que rapidamente se percebe que não são shounens. Eu nunca vi um ANIME “shounen voltado a garotas”, eles são simplesmente voltado a meninas e não a meninos.

        Putz, um “shounen para garotas” é algo totalmente sem noção, faz o gênero perder seu sentido (que é ser voltado a meninos), é como chamar uma menina de menino.

        Sobre os comentários, eu vi que aqui não aceita do jeito que eu falo quando o assunto é shounen-ai e coisas assim. Mas é bem assim que penso na hora, como eu sempre escrevo naturalmente não posso fazer nada quanto a isso, apenas vou evitar comentar sobre esse tipo de anime.

        Ah, eu sempre falo de animes, mangás não.

      • Dih sinceramente o Lippe não foi preconceituoso no seu comentário. É normal um homem hetero sexual não gostar de ver shounen-ai é normal ele querer ver um yuri, não é agradável visivelmente falando pelo fato de sua sexualidade ser diferente. Do mesmo jeito é para garotas hetero sexuais elas vão querer ver algo para o estilo delas como um romance e quem sabe um shonen-ai mas para garota ver duas mulheres se pegando não é agradável visivelmente mas a historia pode agradar.

        Fala que shounen é para garotos isso não é preconceito, preconceito é falar que mulher que ve shounen é estranho e que shoujo é uma porcaria.

        A partir do momento que um comentário ofende alguém ai é aceitável e o autor e as outras pessoas podem avaliar mas no momento que ninguém ficou ofendido com isso não a necessidade deste tipo de coisa.

        E sinceramente eu nunca vi esse negocio de shounen para garotas pode ter coisas que agradem no shounen que pode atrair as garotas como pode ter shoujos que podem atrair uma grande quantidade de garotos como Natsumi Yuujinchou.

  • Kyoto Animation deixando seu legado de animes pasteurizados…

  • Noss aamei aqui parabéns pelo blog

  • HSKAJINO

    Shounen por incrivel q pareça não é EXATAMENTE “menino” ou “garoto”. SHOU é “pequeno” e NEN na verdade significa “anos” (traduzam tudo aqui no google pra confirmar). Quando se fala de shounen na verdade estão falando de mangá “pra criança” mesmo, não importa o sexo.

    Shoujo na verdade é um subgenero de Shounen (JO sim é “sexo feminino” parece estranho, mas é como se classifica no japão!)

    Pra piorar, Seinen na verdade é algo como “juventude”. Na vdd Seinen é mangá pra jovens! Não existe “mangá pra adultos”, culturalmente os adultos não deveriam ler mangás, No Japão com 21 anos vc bota um terno e é adulto pra não voltar mais (é cultura: antigamente vc até mudava de nome nessa idade, além de receber um kimono equivamente a sua “profissão”, ai o costume do terno hoje em dia)

    Ai veio a cultura ocidental e fudeu com tudo isso… Mas ainda é como pode se dividir o publico no Japão (quantos animes ecchi num tem um retardado lendo mangá +18? Japoneses não ligam muito pra classificação na verdade.. )

    • Lippe

      Quando tu assiste um anime, como os personagens chamam as meninas e meninos?

      • Pelos seus devidos nomes!

      • HSKAJINO

        é isso msm q o kudosaikou disse, mas quando vc fala de meninas é normalmente otoko (homem) ou onna (mulher), se adicionar “no ko” (criança) ao final vira menino ou menina, mas não consigo lembra de um dialogo pra dar exemplo, eu não toh lembrando de nenhum que precise disso! Mas tenho o oposto: desafio vc a achar algum mangá chamando meninos de shounen (e tem q ser UM menino, pq quando é um grupo até pode chamar assim)
        Normalmente usam ningen (pessoas… é uma coincidencia estranha, mas ningen em japones significa o oposto do portugues…) ou minna (todos), já vi até oretachi (todos você)

      • Pseudônimo Slayer

        Assim como o Lippe disse, eu já vi muitos animes em que se chama um único garoto de shounen e uma única garota de shoujo. Shounen pode ate significar algo como criança, ou jovem, mas aposto que como gênero de animes, a definição de garoto é que é a alvo. E eu acredito que não existam shounens voltados para as garotas, isso não tem lógica, e eu gosto muito de seguir a lógica. O que existem são meninas voltadas para o shounen e meninos voltados para o shoujo, e não a recíproca. Não acho isso algo estranho. É claro que no caso do gênero, a definição se une e forma garoto jovem e garota jovem, respectivamente. Para dizer a verdade, é mais como menino e menina, bem infantil, apesar de não concordar com isso. Não acho que seja ético classificar algo como Death Note para crianças, não importa se são meninos ou meninas. Bom, não sei se respondi o comment certo, mas esse era para o HSKAJINO.

      • HSKAJINO

        Concordo com a sua visão Slayer. O “gênero” não é a classificação do animê, é seu publico alvo! Não é por isso q shounens não sejam assistidos por meninas. Duvido que o filão “shounens pra meninas” dentro de uma editora exista, mas é obvio que existem shounens onde a intenção não é SOMENTE o publico masculino.
        Comentei aqui pq a discussão sobre Shounen e Shoujo tem um buraco gramatical que eu senti necessidade de tapar. Na verdade agora percebo que o buraco é cultural mesmo! Só lembrar que no japão está ocorrendo d+ o fenomeno dos “homens herbivoros” (homens mais “delicados” sem serem gays, tipo um ser assexuado), isso numa cultura onde o sexo é mais facilmente comentado que na nossa (só ver o quanto fala em animes, uma coisa pra criança). Alias… isso que vc falou Slayer, tem todo sentido, tanto é q os animes pesados passam de madrugada no japão, só acho que vc não deveria subestimar uma criança japonesa tanto assim, os costumes e a educação de lá forçam a barra por lá (é só lembrar que é um dos países com maior numero de suicidios entre jovens). Só pra pensar, mangás são uma simplificação de uma vida “ideal”, se for ver os school life, já dá pra perceber que a coisa de lá não eh facil

      • Pseudônimo Slayer

        Haha, realmente, agora que você falou, não acho mais que o governo japonês seja troll ao tentar moderar os mangas. Uma criança compra a Jump pra ler Naruto e One Piece, se depara com DN, compra um, escreve o nome dos professores nele, e depois se mata. Tô ficando com medo dos japoneses O.O Pra mim DN é seinen.

      • Isso é que dá pessoas que não sabem japonês quererem argumentar sobre a língua.

        “Shounen por incrivel q pareça não é EXATAMENTE “menino” ou “garoto”. SHOU é “pequeno” e NEN na verdade significa “anos” (traduzam tudo aqui no google pra confirmar). Quando se fala de shounen na verdade estão falando de mangá “pra criança” mesmo, não importa o sexo.”

        Na verdade, shounen é garoto mesmo. Ao pé da letra significaria “poucos anos”, mas NINGUÉM usa isso para meninas. Muitas vezes em animes, a palavra shounen aparece em introduções, narração, etc., mas nunca se refere a meninas. Traduzi Pokémon DP pra fansubs por vários fansubs e me lembro bem que na abertura tem 「この物語は少年サトシとポケットモンスターとの友情と冒険のお話である。」”kono monogatari wa shounen Satoshi to poketto monsutaa to no yuujou to bouken no o-hanashi de aru.” (traduzindo: “Esta é a história do garoto Satoshi (Ash) e sua amizade e aventuras com os Pocket Monsters.”) Usando a palavra SHOUNEN. Enquanto isso, no primeiro episódio de Pokémon Diamond & Pearl, logo no começo o narrador diz [この少女、ヒカリもその一人。今日は初めてのパートナーとなるポケモンをもらえる日なのだ。」”Kono shoujo, Hikari mo sono hitori. Kyou wa hajimete no paatonaa to naru pokemon wo moraeru hi nanoda.” (Traduzindo: “Também é o caso desta garota, a Hikari. Hoje é o dia em que ela receberá o Pokémon que será seu primeiro parceiro.”) Alguém viu a palavra shounen se referindo à Hikari? Não, porque shounen não se refere a meninas. Antigamente, até poderia ser, como é o caso de 彼 (kare) “ele”, que antes poderia ser usado com homens e mulheres, mas depois inventaram o feminino dele, o 彼女 (kanojo) “ela”, por clareza na hora de traduzirem livros ocidentais. Mesmo que seja esse o caso, isso não é válido no japonês moderno.

        “Normalmente usam ningen (pessoas… é uma coincidencia estranha, mas ningen em japones significa o oposto do portugues…) ou minna (todos), já vi até oretachi (todos você)”

        A propósito, 俺たち(oretachi) significa “nós (falante masculino)” e não “todos vocês”, e 人間 (ningen) significa “ser(es) humano(s)”, “o homem” (= humano), e não “todos”.

  • Outras pessoas também fizeram a conexão com K-ON antes de mim =O
    (Juro que só estou lendo isso agora…apesar de ter passado pelo título do post). Eu também irei acompanhar para ver qual é desse animê ^^

  • Se é publicado numa revista de shounen, é shounen, por mais estranho q pareça. E SIM, existem shounens focados no publico feminino, por que o estilo narrativo de tal manga não se encaixa no shoujo, ainda que seja focado nas fêmeas. Kurushitsuji é o maior exemplo disso.

  • Não acredito que um anime sobre o nada gerou uma puta discussão sobre demografias…

  • Agora apois toda essa discurção sobre “Generos” de anime só tenho uma coisa a dizer: Dih Você tinha prometido uma materia esplicando o genero Seinen, porem acho que seria mais Util expicar os generos em geral pois muita pessoas tem suas proprias teoria sobre isso e isso faz com que ninguen saiba qual é a verdade dos genêros.

  • Lippe

    HSKAJINO, não acredito que tu nunca viu “shoujo” para se referir a menina e “shounen” para menino… Mangá eu não gosto, mas em animes já vi várias vezes. Agora te mostrar é tenso…. imagina eu lembrar das cenas onde um personagem fala uma palavra dessas no meio dos mais de 8.000 episódios que vi, te falo em memória lol

    Mas mesmo assim de dou um exemplo de “shoujo” xD (logo no começo): http://youtu.be/H_YLUNtGAvw

    Exemplos de “shounen” em nomes de anime: http://myanimelist.net/anime.php?q=shounen

    Exemplos de “shoujo” em nomes de animes: http://myanimelist.net/anime.php?q=shoujo

    Achei que era coisa normal saber que shounen = menino, shoujo = menina. Na prática NUNCA vi isso de “shounen” se referir a menina também. Eu te desafio tu me mostrar alguém chamando um menina se “shounen” lol.

    Eu concordo que não fica legal classificar Kuroshitsuji como shoujo, mas foi o que eu falei, acredito que deixam shounen por não ser um shounen-ai bem focado. Mas o anime é voltado a garotas, não concordam?

    Sem falar que eles encaixar em uma revista do gênero shounen pode ser por que foi onde melhor se encaixou, mas seria apenas um anime voltado a meninas numa revista shounen, não um shounen para meninas.

    Acho um absurdo chamar animes como No.6 e Kurushisuji de shounens, fala sério, tem algo MUITO errado nisso xD.

    • HSKAJINO

      Velho… se um dia vc fez nihongo sabe oq as palavras significam, discutir gênero é outra coisa.

      SHOUJO que se usa no video q vc posto tá no sentido corretissimo (lembro dos dias inocentes da “minha infância”, só que no feminino: shoujo) shounen seria crianças, sem gênero.

      A Idéia da palavra e do gênero NO JAPÃO é bem essa: uma classificação pra crianças. O ocidente q veio com essa de querer definir “pra garotos” e “pra garotas”. No jap shoujo é um subgênero de shounen, só que ficou tão marcado como mangás de romance e/ou slice of life com protagonistas femininos que pensar num shounen com foco para o publico feminino é foi uma idéia “pra tirar o preconceito” de quem lê o mangá pela primeira vez. Na vdd nem mais olho pra essa classificação mais, acho ridiculo, nem sei pq vcs tão discutindo, fla sério… Essas divisões é só olhar a tradução, Estamos falando apenas de FAIXA ETARIA. Bem preconceituosa a visão de que meninas não podem ou não gostariam de ler um shounen e vice-versa.

      Uma leitura rapida na lista q vc posto dá pra LER em sentido claro que estão falando de crianças (a não ser os lixos Bishoujo e bishounen q aparecem… mas nem vo comenta q se não o Dih me corta kkkkkkk). A diferença de classificação surge por causa da visão errada do ocidente sobre como deveria ser a classificação japonesa, só olhando o conteudo. no japão a divisão é por publico alvo.

      ANTES DESSA DISCUSSÂO SEM SENTIDO… eu nem ligo msm pra essa classificação, sério. Pra mim só vejo as classificações do mangá como um filme. Como os tradicionais drama, comedia, ação, histórico, terror, suspense, ficção, fantasia e romance. Só q mangá tem algumas coisas unicas como: mecha (tipo de ficção), ecchi (versão deturpada de romance?), BL ou yuri (mais deturpada ainda? zuera. Nada contra quem goste, até li uns sem querer). Já School life, slice of life (dois dramas leves com um romancee umas pitadas de comedia? sempre com um “temperinho” de outro gênero) e tragédia (drama beeeem pesado, coisa típica dos romances japoneses, tô falando de livro, daqueles bem grossos) eu considero divisão causada pelo próprio publico alvo, adolescente em geral que procuram sempre se identificar com a história.

  • Pessoal está esquecendo que o que está em jogo não é o significado das palavras. São empresas que tem um produto e que querem vender.
    Foi realizada uma pesquisa no japão onde eles constaram que existe uma parcela MUITO grande de garotas que leem mangás shounen.
    Fazer uma revista de DEMOGRAFIA shounen mas com um conteúdo voltado para garotas é uma questão de estratégia de marketing.

    O que é outro ponto que estão ignorando, “shounen” e “shoujo” não são gêneros, é somente uma demografia. Aplicada só a mangás, ou seja, animes em teoria não entram nisso. O que acontece é ver onde o mangá de determinado anime saiu para então considerá-lo como shounen, shoujo, ou o que for. Mas não é o correto.

    A nível de curiosidade, o mangá de No. 6 sai numa revista shoujo. E Kuroshitsuji é shounen.

    • Lippe

      Em teoria não se aplica a animes, mas na prática é diferente. Se eu te digo para pensar em animes shounens o que te vem na mente? E shoujos? E seinen? E josei? Eles não tem semelhanças? Não acha que funciona bem?

      Não fui só eu que disse ser estranho um “shounen pra garotas”, isso mostra que temos uma certa definição do gênero.

      Bom, vou parar de conversar sobre isso pois não tem muito sentido ficar falando disso, sendo que falei mais da minha opinião pessoal do assunto. Só porque eu acho errado não quer dizer que seja errado xD.

      • Sim, justamente eu disse que na prática, pelo senso comum, acabamos fazendo isso. Mas quando a discussão fica mais “apertada” assim, temos que ver as “regras do jogo”.
        Assim como tem casos de histórias originais em anime e que não tiveram adaptação para mangá, e fica quase impossível de você conseguir definir se é shounen, shoujo ou o que for – pq não existe consenso. Justamente porque isso é somente a demografia.

        Mas sobre gênero, isso não. Gênero é ação, comédia, terror, etc. Tratar demografia como gênero e taxar as histórias por isso é completamente errado.

  • Fragma

    Só pra lembrar, Shonen NÃO é um gênero, é um público.
    /Fikdik

  • daradara

    Bom, realmente existe uma tendência do mercado atual de mangás de atrair o público de yaoi para revistas tadicionalmente voltadas para o público masculino. Se você comparar animes mais antigos com os atuais você percebe bem isso. Acho que o exemplo atual mais chamativo é Katekyo Hitman Reborn, que não deixa de ser um shounen típico da Jump, mas também tem um punhado de fanservice direcionado às fujoshis. Os leitores mais “tradicionalistas” da Jump odeiam isso, claro.
    Quanto a Kimi to Boku, acho que a ideia era fazer um slice of life voltado ao público femenino do jeito que K-ON e similares são voltados pro público masculino, o que seria uma boa se não tivesse saído monótono ao extremo.

  • dbatta

    Obrigado.
    Suas resenhas são extremamente boas.
    Continue assim.

  • Nëcro

    bom, é um slice of life, história não é exatamente o principal, k-on é sobre cute girls doing cute things, nyan koi, lucky star e o recente hanasaku iroha, são exemplos de SoL de sucesso que “não tem história”, o foco é os personagens, é o tipo de anime que se faz em cima da fanbase, nem bom, nem ruim, é algo pra sentar e passar o tempo

    • Pseudônimo Slayer

      Concordo com você, é basicamente um chá da tarde, como já foi citado. Não curto muito esse estilo, mas aguentei LS até o fim, apenas pela comédia cotidiana (que não é lá essas coisas).

      • @Nëcro O qu você disse é verdade!, porem para um homen (EU) ver um grupo de garotas do colegial é melhor do que ver um de homens, sen contar que um homen pentiando o cabelo do outro sem ter parentesco é uma coisa que EU já considero yaoi.
        sem contar que nos seus exempros:
        k-on Tem musicas muito boas.
        hanasaku iroha Eu não considero ele um Slice of Life, ele esta mais para um drama.
        lucky star é um anime com uma fã-base inacreditavel.

      • Pseudônimo Slayer

        Haha, meu alerta Yaoi também me avisou sobre N.6. Apesar de que nesse quase fui enganado.Fui salvo pela imagem de título da Punch. Já de Kimi to Boku eu passo longe… a imagem é ainda pior! E se realmente aconteceu isso que voce disse ai, kudosaikou, fico feliz em nem ter começado. LS ainda foi por ser um chá da tarde com garotas, e não com homens.

  • Pseudônimo Slayer

    Quanto a questão de como chamar as pessoas, eu prefiro a do Hiruma:
    Kuso Chibi, Kuso Saru, Kuso Ossan, Hiruma foi o melhor personagem de comédia já feito. (na minha opinião, não joguem pedras).

    • Só uma pergunta se eu te chamar de lixo ou inprestavel ou algo desse gênero você ira gostar???
      Eu pessoalmente prefiro que me chamem pelo meu nome ou apelido.
      sobre ele ser o melhor personagen de comedia é sua opinião ninguen pode dizer nada.

      • Pseudônimo Slayer

        Cara, quando eu disse que o Hiruma foi o melhor personagem de comédia já feito (opinião pessoal), assumi que todos entenderiam que o que eu disse foi uma piada. Você não ri quando uma pessoa cai? Perceba que não estou dizendo um tombo feio. As vezes até mesmo a propria pessoa ri. Pode até parecer sadismo da minha parte, mas se eu visse alguem rindo assim, não daria uma de herói e sairia defendendo a pessoa. Hiruma nunca chamou ninguem de imprestável. Era apenas uma maneira “engraçada dele chamar as pessoas”. Ninguem se ofendia com aquilo. Se voce realmente leu E21 até o fim, percebe que ele tinha um grande respeito pelos seus amigos, e agia mais como um Sempai do que uma pessoa que apenas ofendia os outros. Ele podia até ser mal educado, mas era um ótimo amigo. Deixo aqui um exemplo pra vc. Políticos. Voce gostaria de ser chamado de vossa excelencia, enquanto que por dentro essa pessoa está te desprezando completamente?

      • @Pseudônimo Slayer – Só ví o anime de E21 Porem sobre o hiruma respeitar seus companheiro, eu sei disso.
        Sobre ser o melhor personagen é sua opinião(Digo de novo).
        Na minha opinão Hayate, De Hayate no Gotoku é mais engrassado, porem essa é “MINHA opinião”.
        Sobre a forma de dizer eu entendi o que você disse porem a pergunta que eu fiz você não repondeu. Que é você gostaria de ser chamado de lixo?
        mesmo se for por uma pessoa que é seu amigo e tecnicamente te respeita você gostaria. Eu não.
        Palavras são coisas “importantes” você deve saber usar suas palavras se não mesmo quando você diz algo de forma educada você pode ofender as outra pessoa.

  • bem, sou menina e ri muito tanto com o post quanto com os comentários, eu achei bem parado também e eu esperava um drama para este anime, mas quando o vi pela primeira vez pensei que fosse yaoi ._..
    Maas eu vo assistir só para ver no que vai dar, fiquei intrigada com ele, não pode ter 10 volumes e ainda estar em publicação e ser ruim.

  • Eu clasifico genero desse geito…
    Shoujo – foca mais em romance ou slice of life.
    Shounen – foca mais em lutas e superar obstaculos.
    Seinen – trata mais seriamente de algum assunto.
    Ecchi – Vento bate e levanta a saia das minininhas q tem calcinha de ursinho.
    Scyfi (sobrenatural) – Steins Gate é a definiçao pura desse genero.

  • jaque

    olá! bem, concordo com vcs, eu me senti dessa forma também, parado demais! Mas eu achei fofo um dos gemeos arrumando o cabelo do jun! Por apreciar coisas fofas vou assistir, por enquanto essa é minha única motivação! Obrigada pela análise! bye

  • Gojiro

    O anime é bom, na minha opnião um dos melhores da Temporada, que esta bem fraca.

    Gosto de slow-peaced.
    Ponto final.

  • Otaku-san

    Não é um dos melhores da temporada… Ano passado foi melhor, Teve Ichiban Ushiro no Daimaou, Angel Beats! e muitos outros, Esse ano teve oq? Bakuman 2, Shakugan no Shana III e … Thundercats? o.Ô

  • Adorei o anime e já acompanhava o Mangá. Quem disse que o anime sobre o nada é ruim? Seinfeld era uma série sobre o nada e era uma das melhores série já escrita. ^_^ Melhor impossível. Aliás, se fosse tão ruim não estaria em 10 volumes, né?

  • Kyon

    O clube que o cara entra é “clube de mangá” e não clube familiar, a legenda devia estar errada xD

  • Ana Machado (A.M)

    Eu gostei do anime. É bonitinho ver a relação de amizade deles…

  • George

    O pessoal daqui comenta!!! rsrs Bem pelo q eu sei, shonen é msm uma expressão q tb calassifica garoto, msm NeN significar idade, no contexto vale a expressao e giria da,cultura local, porq existe um genêro pra CRIANÇAS, Agora eu esqueci o nome/termo, mais exemplos q diferem de um Saint seya-Shonen ou um Shoujo-Sailor Moon,
    Voltados pra Crianças e ñ são Shonen,
    -Doraemon(o gato azul mais famoso do japão)
    -Hello Kitty(Sem Coments)
    -Pokémon

  • George

    LEMBREI, O genêro infantil, Para crianças, o KODOMO, FOI O ÚNICO não citado aqui, ESQUECIDO POR VCS, Somos tão acustumados com o KODORO, Que esqcemos q Pokémon, não é Shonen, e ainda tem forúm discutindo q poke é shonen Sakanagem Né pow!

  • George

    Pesquisem , Revista Koro koro Ou Coro Coro, sei lá, Fúaháhá,
    -Comentário sobre KIMI TO BOKU
    ñ é Yaoi, mas, tá estampado que é SHONEN AI, (sub genêro), ñ gosto de yaoi, Mais dá pra ver shonen ai, Qual o garoto aqui nunca viu SAKURA CARD CAPTORS, já q as importadoras das Séries do BRASIL,nos dão todas as séries animadas japonesas, fora as eróticas, Como Kodomo, no começo era assim, a manchete passava desenho anima japones, ñ tinha divisão de bloco pra menina e menino, era aqla suruba,
    -1° vinha YU YU HAKUSHO
    -2° SAILOR MOON
    -3° SINT SEYA(os cavaleiros do zodiac), inclusive os
    -TOKUSAKOS(MASKED RIDER, CHARIVAN, PATRINA, CHANGEMAN), caiam como infantil, em 95/96/97
    Só em 1999 Pra 2000, no brasil começaram finalmente a questionar os genêros, garotos assistiam SAILOR MOON e se perguntavam das diferenças com YUYU HAKUSHO, ai vieram as revistas mais fiel a cultura pop japosa, a internet e os foruns, o resto vcs já sabem, e SABEM!

  • Pingback: Temporada de Outono 2011 – Primeiras impressões – Comentários rápidos |()

  • Anne

    O anime é bem parado mesmo, mas eu gostei. As lembranças deles de infância são muito fofas. Mas o que eu detestei foram os gatos que aparecem nos episódios pq eu não gosto desse bicho!

  • Gente, é óbvio que as pessoas que são devotas ao shounen (geralmente meninos) não vão gostar desse anime. E animes são feitos para um público alvo, se Kimi to Boku é shounen-ai, vai atingir o público das Fujoshis. Antes de assistir um anime, por favor, descubra qual é o gênero deste anime, para depois não ficar insultando os animes que você só viu um episódio e para não ficar arrumando briga com fãs. Just It.

  • Artur

    como outro cara disse depois de NO.6 você vai ver um anime ja preocupado,o anime pra mim é uma tentativa de fazer um novo K-ON sendo que no estilo mais romance escolar,yaoi provavelmente não vai ter mas que é meio abaitolado o anime é.

  • daninha

    malzae mas né yaoi ñ. slice of life paradão com meninas conversando coisas de meninas, mais engraçados, ou menos engraçados, existem centenas. vou nem exemplificar. agora fizeram um com meninos, só isso.
    mas quem quiser fazer seus desenhos safadinhos e escrever suas fantasias ta ai, né? hehe…
    li o manga, fiquei curiosa com o anime, e os romances nele são heteros. ñ sei até agora é se é um shoujo pra agradar meninos ou um shonem pra agradar meninas, fica bem no meio o estilo haha… mas eu to gostando de ler sim.

  • Simplesmente acho que o Yuta sente algo pelo Shun, apenas acho, por causa do que o Yuta falou em pensamento no fim do segundo episódio. :T

  • os gatos no role são meio que uma antropoformização dos sentimentos que estão rolando na cena (puts é facilimo perceber)

    Kimi To Boku, otimo anime (sem comparação de melhor ou pior), mas confesso, é legal o passar do tempo, estes dias sem fim do anime são inspiradores. Mas confesso, espero arduamente algo mais “pé-na-vida” como uma seg temp do Usagi Drop, ou algo do tipo, que esta proxima temporada traga mais animes com este foco, pelamor de zeus haha

  • filipe

    Eu gostei do anime (vejo) e gosto ainda mais do manga. E slice of live, mas nao e shoujo nem yaoi nem nada assim, e um slice of live shounen que fala da vida real e remete o expectador para as suas proprias experiencias….e nao precisa mais do que isso.
    Nao precisa de yaoi nem de nada disso, manga nao precisa de sexualidade sempre. E shounen pode muito bem nao ser de luta tbm.

  • juliana santos

    kimi to boku, como já disseram várias vezes, é, realmente, um animê sobre nada. muito me admira – depois de ver todo o processo extremamente difícil em bakuman – q um animê sem história nenhuma tenha sido feito(pior q ainda tem mangá, imagine, deve ser pra curar insônia!). os personagens são uma cópia quase fiel dos de ouran high school host club e pior q são da mesma época, mas não consegui achar quem surgiu primeiro então não posso dizer quem plagiou quem, mas…é certo q o pessoal de ouran é MUITO MAIS divertido.
    mas, resumindo – estou no 11º episódio e posso afirmar – kimi to boku é um animê sobre nada com meninos q agem como meninas e o ar yaoi não assumido está presente constantemente. quem não gosta melhor passar longe!
    e digo mais, se os protagonistas fossem meninas, o animê poderia ser muito mais assistível! de resto é tudo muito chato, parado, sem graça e a antipatia pelos gêmeos(por todos os personagens, inclusive os gatos q os representam o tempo inteiro, mas eles são os mais insuportáveis com aquelas caras inexpressivas)cresce a medida q os episódios vão passando.

  • Lara

    Não é o melhor anime que eu assisti, mas eu gostei, achei bonitinho ^^.
    Acho que Kimi to Boku não é yaoi, animes desse gênero costumam ser mais ousados. A relação entre os personagens masculinos vai mto além de uma amizade. Sei lá…essa é minha opinião…

  • Estou gostando do anime.
    Foi meio parado no inicio, é verdade, mas dei grandes risadas nos episódios seguintes.
    É um anime gostoso de se ver. Me faz lembrar dos tempos de escola e da folia entre amigos.
    Da saudade dos momentos felizes da vida.

  • É como a Karine disse, é um anime meio parado mais é bem legal de se acompanhar,só vi ele todinho pqp é uma bela historia entre amigos e tbém tem uns romances que acontece, muito bom mesmo…

  • Pingback: Ranking Oricon de vendas de mangás: 26 de Março à 1 de Abril | Chuva de nanquim()

  • webs

    é um slice of life com garotos, simples

  • Chewbacca

    Prevejo doujinshis e fanfics yaoi. :3

  • Sayaka

    Bom, o anime pode ser um shonen ai ou um shonen, mas sinceramente ele é tão confuso que só consegui ver convivencia escolar XD e isso eu gosto bastante, eles são adolescentes descobrindo amor e talz. É bem tranquilo e eu gosto de coisas tranquilas, afinal em nossa vida tudo anda tão corrido que eu gosto de ver animes tranquilos como esse ^^ Lol
    Ps: Para os animes criam doujinshis e fanfics yaoi ou Yuri, a internet é muito grande e nela existem várias pessoas, então não necessita de um espanto tão grande, pq quando sair, tenho certeza que todos baixam 😡 hauhuahuhauhuhauhuhuhau essa é a internet que conhecemos o

  • Eu já vi boa parte dos episódios, e estou adorando.
    Sinceramente acho que genero não importa, o que importa é se o conteúdo é agradável de se ver ou não. Eu estou adorando este anime, e acho que antes de falar mal dele seria bom assistir até o fim. Os animes são como um filme, pode começar bom e terminar super chato ou pode começar entediante fazendo você quase dormir e terminar com um gostinho de quero mais. Não se deve falar de um anime apenas pela sinópse ou pelo primeiro episódio mas sim por todo o conteúdo (o mesmo vale para os mangás).

  • Kooh

    Meu alerta yaoi ta mandando eu assistir *Ç*

  • Ah… nem acredito que demorei para vê-lo…ontem tava meio de bobeira sem achar nada que me agradasse (depois que você vê certos animes não é qualquer coisa que lhe entusiasma), mas esse realmente me deixou animada… no começo você fica tipo “Por que isso virou anime?eles não fazem nada, não tem propósito principal na estória” , mas depois começa a animar um pouco, é um anime calmo, com um humor bobo do tipo que você faz no seu cotidiano com seus amigos… Adorei, simplesmente fofo e engraçado… virei fã… já tou me mordendo de curiosidade pelos próximos episodios e depressiva pensando em quando acabar… Preciso achar um fansub que traduza o mangá >.>

    Recomendo esse anime para quem gosta de estórias calmar, normais puxado pro shoujo escolar…
    P.S: O mangá não é yaoi ou shonen-ai, não existe o tipo de envolvimento homossexual em Kimi to Boku, apesar do Shun as vezes deixar a desejar masculinidade, ele só em um garoto fofo que gosta de coisas fofas! Já vi um spoiller lá da frente e já comprovei que ele gosta de mulher mesmo *.*

  • Jessica

    Adorei esse anime. Ele é simples e não tem grandes tramas, mas é apaixonante. É gostoso de assistir a amizade entre eles e as situações cômicas.
    Eu praticamente vi a primeira temporada toda em um dia. E já vi até o episódio 9 da segunda, em inglês mesmo porque não aguentei esperar!
    Não pensei que iria gostar tanto!
    Adoraria que tivesse uma terceira temporada =D

  • Walquiria

    Apesar de ser um anime bem mais… lento, por assim dizer, a história é agradável no desenrolar dos episódios. Um shounen-ai sem todo o dramalhão por parte da “descoberta dos sentimentos de forma semi-encoberta” ou algum evento mirabolante durante o ensino médio, que fará sua vida tediosa e absolutamente normal mudar. Apenas uma visão da vida escolar por um grupo de garotos ao invés de um grupo de garotas. Não posso dizer que foi uma perda de tempo, já assisti animes que prometiam demais e terminaram de forma patética, ou anime que estenderam ao ponto de serem cancelados depois.
    Acho também que o assunto extensamente discutido acima – gêneros e seus públicos alvo- parte mais do conceito cultural de cada lugar. Pokémon, utilizado como exemplo acima teve sua publicação em mangá posterior ao lançamento de games e o fez em uma revista shoujo, não shounen. Temos shounens mais “tranquilos” e shoujos mais “violentos”, na verdade hoje em dia temos esses conceitos meio que caídos por terra se pararmos para analisar. As grandes revistas japonesas utilizam meio que de “sub-gêneros” para lançar aquilo que foge um pouco ao tradicional ao gênero, mas que não implica em rotula-lo em outro.

  • igor moraes

    eu começei a ver ele hj,depois ler este post! eu achei bonzinho, da pra assistir! vou assistir outros episodios e ver se é bom msm!!

  • Henrique

    Muito bom esse anime lol acabei de assistir e vale a pena cadaa epi

  • BB

    Discussão incrível essa hein… e olha que o anime teoricamente devia ser sobre o “nada”. Imagine se fosse sobre o tudo….

  • kitsune1977

    além de ser chato pra burro é um yaoi enrustido…a 2ª temporada então…é a coisa mais gay q já vi na vida(vejam o episódio 8 qdo o carinha fica chocado ao descobrir q o irmão tem uma namorada…), nada contra mas ficaria mais empolgada se fosse um yaoi assumido…fora isso tem detalhes muito irritantes: 1º todos tem a mesma cara(e alguns a mesma expressão de “paisagem” – vide os gêmeos e o carinha de óculos); 2º nada a ver aquele porre de ficar comparando as atitudes dos caras com as de gatos(!!!!); 3º notem q a única menina do anime parece um menino(como já disse todos tem a mesma cara, então…)e cada vez diminui mais o tamanho(espero q suma até o último episódio)e 4º se era pra fazer um anime com meninos agindo como meninas(com direito a um ficar alisando o cabelo do outro – e não é yaoi…)fizessem logo um tendo meninas como protagonistas…ou assumissem o yaoi”ismo”!!!!

  • João

    Baka Baka Baka o que tem de mais o anime ser shoujo, shounen, shounen-ai, yuri, yaoi, seinen o que importa é a história eu mesmo as vezes me pego rindo de certos animes obscuros por ser tão obscuros o que tem á ver um garoto mais puro com yaoi ele só achava que teria que aproveitar a escola para FAZER AMIZADES e não perder a virgindade horas voces podem não saber mas no japão a cultura tem mudado muito nos ultimos 50 anos ainda há pessoas que acham que adolescentes não devem nem se beijar no colegial

    Fora isso eu achei o anime do nada muito interessante me fez pensar o que eu vo fazer da minha vida levei a falta de masculinidade do shun na brincadeira pois shun é um nome que tem história própria(saint seya/yu yu hakusho)e a assisti todos os episodios então nao tenho duvidas sobre o anime

  • Meus caros amigo que droga foi essa que acabei de ler aqui?Como pode alguém ser capaz de comentar sobre um anime assistindo apenas ao primeiro episódio?Agradeço pelo dia em que eu maléfica estava procurando alguns animes Yaois e encontrei essa preciosidade,que não é do estilo mas que não deixou nada de me agradar!Um anime belo,calmo,reflexivo,puro,enfim,real,nada muito extravagante ou com personagens com poderes,espadas,lutas,morte,sangue,apenas amigos que juntos passam pela doce ponte entre a adolescência e a maturidade!
    Não sei se vocês costumam fazer isso sempre (comentar sobre animes sem assisti-lo todo)até porque não acompanho o site,mas por favor sejam mais rigorosos com o estilo de suas críticas pois tem muita gente que vai deixar de assistir por achar que é uma droga!-Não julguem o livro pela capa-Ou o anime pelo primeiro episódio!!!

    • Igo3r

      Vierdade, comcordo com voce! eu vi esse post, mas fui ver o anime depois mesmo assim e o anime é exelente! pelo menos pra mim foi!

      • Igo3r

        Concordo*

  • Interessante vou acompanha o resto dele,não vai fazer muita diferença mesmo!!

  • Elaine

    A matéria foi tão fantástica que nem preciso assistir o anime. Ri muito lendo isso! Com certeza essas primeiras impressões e tudo mais foi melhor que o anime. Excelente! Obrigada!