Hall da Fama #02: Jinta Yadomi e uma lição sobre crescer

O quanto um trauma de infância pode mexer com um adolescente? E o quanto ele pode se recuperar disso? É o que Jinta Yadomi de AnoHana precisa descobrir.

Olá, pessoal! Segunda edição do Hall da Fama, uma semana passa rápido, não acham? ^^

Pois bem, como vocês já sabem essa coluna é especial para comentar personagens com características marcantes de animes recentes (deste ano ou de alguns um pouco antes). E sim, as postagens dessa coluna sempre terão spoilers, portanto cuidado ao lerem.

Pois bem, a postagem de hoje é sobre Jinta Yadomi, carinhosamente apelidado por sua falecida amiga Menma como Jintan, é simplesmente o protagonista do melhor anime de drama do ano e presença obrigatória em todos os Top de 2011 que surgirem por aí: Ano Hi Mita Hana No Namae o Bokutachi Wa Mada Shiranai, mais conhecido como AnoHana (mais fácil, né?).

AnoHana foi o anime de Abril capaz de deixar todos completamente secos pelo próximo episódio a cada semana – digo isso por experiência própria no Twitter. Foram três meses de teorização, de compartilhar o que foi sentido a cada cena emocionante, enfim; tudo isso por conta de um enredo simples e até previsível que foi dirigido de forma bem intensa. E foi esse anime tão marcante que trouxe um dos protagonistas mais simpatizáveis do ano.

Jinta Yadomi é um personagem que tem a vida e a personalidade viradas de ponta-cabeça. Quando criança, o garoto tinha uma tendência natural para a liderança – foi sem escolha ou qualquer brincadeira de criança que ele se tornou o líder de seu grupo de amigos, os Super Protetores da Paz. Mesmo com os problemas da doença de sua mãe, ele não demonstrava falta de pique entre sua turma.

Aí, de repente, a cacetada. Como todos sabemos, em um dia comum no esconderijo secreto das crianças, Jinta fere os sentimentos da pequena Meiko Honma, apelidada de Menma, e antes de se desculpar com ela, ocorre aquele acidente. Sim, a morte da menina que causou um trauma diferente em cada um dos pequenos Super Protetores da Paz. E para Jinta, a dor ainda é mais intensa: logo em sequência, o garoto perderia sua mãe. Quantas pessoas, ainda mais passando por isso na infância, conseguiriam se manter de pé após um baque desses?

O que ocorre na adolescência é que Jinta chega ao ponto de se tornar um hikikomori – um jovem que opta por esconder-se do mundo exterior trancado em seu quarto convivendo apenas com suas revistas, televisão e videogames. Além do trauma intenso, poderia atribuir isso também ao fato dos amigos se afastarem por conta de suas próprias feridas e a ausência de seu pai, que provavelmente não soube lidar com a perda da esposa e não reagiu contra o isolamento do próprio filho.

A última esperança para recuperação do menino seria, então, a presença do fantasma da pequena Menma, que precisa que o amigo ajude-a a realizar um desejo que ela mesma desconhece. A partir daí vemos o garoto procurar sair de seu estado estático, como forma de descobrir o desejo de sua falecida amiga e entender as feridas de seus antigos amigos – o remorso de Anaru por sentir-se aliviada com a morte de Menma, o trauma de Yukiatsu de se vestir como a falecida menina (da qual gostava), etc. É pelo apreço enorme por aquela pessoa que perdeu – e também por aqueles que acabaram se tornando distantes – que ele descobre uma motivação.

Isso o leva a um grande desenvolvimento, de um estado apático a alguém que aos poucos tenta voltar ao mundo real ao descobrir um propósito e descobrir os sentimentos perdidos de Menma; ele faz um esforço para voltar a escola, para convencer seus amigos de que o fantasma que vê é real, para trabalhar e conseguir o dinheiro necessário para lançar os fogos de artifício que supostamente fariam parte do desejo de Menma. E é com essa dedicação que revive seu espírito de liderança da infância e é levado a compreender que deve aceitar seus sentimentos, e assim ele e os outros jovens conseguem acertar suas contas com o passado despedindo-se de Menma na cena mais emocionante do ano.

Por fim, AnoHana foi um anime cujo enredo dirige-se com grande força no desenvolvimento e crescimento de seus personagens, e faz isso com primor e sem exageros (fora poucas cenas mais forçadas, como a choradeira “estoura-tímpanos” do episódio final). No geral possui uma execução coerente, e Jinta Yadomi é o protagonista exemplo de desenvolvimento, apresentando superação aos obstáculos e aos traumas do passado com um amadurecimento adequado.

E fica por aqui mais uma Hall da Fama. Nos vemos na próxima semana!

por Mary

Asevedo

Designer de formação, atualmente sou Assistente editorial da Panini Mangá. Acumulo mangás e HQ's, que espero conseguir ler um dia. Assisto animes de vez em nunca.

Related Post

  • @thehellsofdiigo

    vcs postam sobre ano hana, é ctz q não existe um filho da puta q jah tenha visto esse anime, leia isso, não queira ver novamente ano hana (jah vi 5x , nem tiro mais do cel) e chorar sempre no final
    <ano hana3

    • Kaio de Padua M. Arajuo

      O problema e que o Jinta é um animal de tão burro que ele é, se a garota faz biscoito, ela meche com a matéria , fazer ela levantar ou escrever algo seria a solução , e o final do anime , foi uma burrice boa , acho. Sem comentários para o final fora “muito triste , muito bom!”

  • Saudações

    O Jintan é a representação perfeita de alguém que desiste de tudo na vida, após um evento que o tenha traumatizado. Para o citado personagem, a morte da Menma é a razão de seu isolamento social.

    Entretanto, o Jintan tinha um rival não-declarado em sua infância que, anos após, mostrou-se como tal: o Yukiatsu.

    No geral, o texto ficou muito bom. Acredito, sim, que ainda poderão haver novas melhoras. Mas fico muito feliz em notar o seu progresso constante, Mary. tanto aqui no [Chuva de Nanquim] quanto no [Across the Starlight].

    Até mais!

    Observação: Dih e companhia, por favor cuidem bem de sua nova redatora, certo!?

  • Carlos

    Muito bom , concordo ano hana é simplismente fantanstico obrigatorio no top de 2011 mesmo ^^

    Mudandod e assunto xD eu vi nas bancas hoje o mangad e sora no otoshimono quando fui comprar os mangas do mes ^^ ranma 1/2 Rosario to vampire deadman wonderland e outros.
    tava pensando em contrar ess eja q o anime é mt engraçado + resolver esperar pelo review q falaram vcs vam fazer ^^ ( comprar esse manga censurado pro editora seria o fim.

    • Eu comprei o manga e acho que não foi censurado não , acho que nos dois primeiros volumes o ecchi é bem mais leve então não ha nenhum motivo pra censurarem nada ,mas talvez uma hora a censura pegue SNO espero que não aconteça.
      O que eu notei é que não tem as paginas coloridas DX to ficando puto demais com essa Panini .

  • Ano Hana é o anime perfeito, Não há ninguém nesse mundo que não chore com aquela cena no final, cara, fala serio, é triste demais.
    Ja umas 7x e não me canso de jeito nenhum! ta pior do que em tumulo dos vagalumes.

  • Que isso Mary, geração Justin Bieder esse Hall da Fama.
    No aguardo por um personagem digno que realmente mereça aparecer nessa coluna.

    • thoty

      concordo com vc cara….

  • Zuperman

    Por que só recentes? Concordo com Panino.

    Aguardo um merecido Hall da Fama do Onizuka Ekichi, Kamina (ou Simon, ou Kittan), Harima Kenji, Sakata Gintoki, Madarame Harunobu… Ou alguns outros personagens que mereçam.

    • lfalla

      NOSSA! O Hall da Fama do Onizuka TERIA, obrigatoriamente, de começar com “Onizuka Eikichi, 22 anos, solteiro, prazer em conhecê-lo!” HAHAHA

      • kkkkkkk foda, ia ser bem assim mesmo

      • Zuperman

        Realmente, teria de ser assim xD

        Ainda acho que deveria ser só de personagens realmente marcantes, que valham a pena. Jintan? Mami? Qualé, hein. Se for fazer um de Madoka, que seja da Homura, infinitamente superior.

        Dos animes desse ano os personagens que mais merecem aparecer no Hall da Fama é o Kotetsu de Tiger & Nunny, Okabe de Steins;Gate e o Principe Baka de Level E, esse sim são personagens muito bons.

        Mas o que merece mesmo, de LONGE, é o bom GTO, Onizuka Eikichi! YOROSHIKU!

    • A ideia inicial era fazer com os personagens mais marcantes do ano, mas expandi um pouco para anos recentes. E não precisa ser necessariamente sobre protagonistas, qualquer personagem de características, participações ou até teorias interessantes que valham um post podem ser incluídos aqui.

      Em todo caso, para aumentar o repertório posso expandir para personagens from all-time, aí dá para ampliar bastante a lista. Mas por enquanto vou com calma.

      • Gosto da idéia em colocar mesmo os atuais, pois na minha opinião seria mais facil, acho legal que ela tenha um desafio pela frente, e estou muito interessado em mais hall da fama dos atuais, um desafio e tanto, considerando que está em baixa no momento.

    • Concordo plenamente. Apesar de ter ficado bem feita a análise, não consigo enxergar no Jintan um personagem tão memorável assim. Se fosse por tristesa ou drama e superação seria melhor fazer um do Narumi Takayuki de Kimi ga nozomo eien ou do Kouta de Elfen Lied, esses sim tiveram motivos mais do que fortes para sofrer.
      Quanto ao Onizuka de GTO, mais do que aprovado supér marcante esse personagem e altamente original.

  • Helton

    Terminei de ver esse anime ontem mesmo, realmente muito boa a historia e muito triste

  • Tronsty

    Ano Hana é o melhor anime de drama que já assisti (embora tenho assistido pouquíssimos animes de drama), mesmo me considerando uma pessoa “fria” foi impossível não se emocionar com a história, até hoje me emociono quando ouço a música Secret Base Kimi Ga Kureta Mono que sempre era tocada em momentos marcantes no decorrer do anime. Quanto ao amadurecimento dos personagens é algo muito extenso de se comentar, mas acredito que foi muito bem trabalhado e sem exageros.
    Sobre o final, vejo muitas pessoas dizendo que teve muito apelo pro emocional, mas considero esse um argumento falho, pois fico imaginando como seria uma situação daquela na realidade, vendo uma amiga que representou tanto para a vida deles desaparecendo, deixando recados como aqueles de despedidas e sabendo que é um adeus definitivo, se um momento como aquele acontecesse com qualquer pessoa não seria diferente dali, apenas emoção iria tomar de todos, para mim criar um roteiro que mudasse isso de alguma forma seria um erro.

  • Ainda não criei vergonha na cara e fui assistir esse anime, muita gente tem falado bem dele, mas mesmo parecendo ser muito bom eu não vi.

  • thoty

    Esse Hall da Fama tá estranho pacas..

  • Mais um post legal da Mary xD eu gostei mais de AnoHana do que de Madoka , os personagens de AnoHana são muito melhores (pra mim os unicos bons personagens de Madoka são a Homura e o Kyubei o resto eu não gosto )
    Eu acho que muita gente deve ter gostado Jintan(tipo eu né xD) principalmente os otakus japoneses , ou vai me dizer que é dificil não se identificar com o cara ?

    Obs:Uma critica aos posts da Mary por que até agora não teve personagens que agradaram vocês U_U aff fala sério , o negócio ainda ta no segundo post ainda e já vem gente criticando

    • Justamente porque ta no começo que as criticas são necessarias, desde que tenham o objetivo de tornar o Hall da Fama cada vez melhor e não desprestigiar a talentosa redatora.

      • Agora eu acabei perceber que eu entendendi errado a critica , alguns disseram que até agora ela falou de personagens ruins , e eu entendi como sendo “ela só fala de personagens ruins” desculpe pela minha interpretação errada .

        Criticas construtivas são boas , me desculpem de novo pela minha interpretação errada ,acho que eu perdi o fóco quando eu vi o pessoal fazendo recomendações pra Mary ,recomendações até demais .

      • *entendi
        PQP e eu ainda revisei o comentário >.<

    • *acabei “de” perceber

      Me desculpem pelos meus erros ;-;

  • Joaolmm

    Vocês fizeram um review da série ou pelo menos do final dela? Se não, pelo amor de deus, tem que haver um desses num dos melhores blogs da web!

  • seiya

    muito bom post.

  • Anami

    Muito bom o post! Foi um anime que me emocionou bastaste, e o Jintan realmente me deixou sua superação como marca.

    Agora, pessoal, como disse o colega acima, a coluna está no seu segundo post, e com certeza a redatora vai abrir suas análises para os mais variados gêneros! Começou como os personangens “justin bieber” ahauha (mas que comparação hein! tadinho do jintan), mas com certeza tbm terá os “motherfuckers shonen” , que não são os meus preferidos, mas, confesso que leio as análises com alguma atenção, pois pra mudar de opinião e se interessar por algo que você não costuma observar, é só um estalo! ^^

    Bem, ainda quero colocar que, um dos pesonagens que mais me marcou nesses últimos tempos ( contem últimos com o lançamento do mangá no brasil, pois ele já é meio calejado por aí), mas foi o Shinobu Morita! Louco e autêntico.
    Não sei não, mas ele faria uma par perfeito com a Nodame. o.O

    Beijinhos!

  • Verei.

  • Fui assistir Ano Hana por causa desse texto, e oq eu consegui foi um animê que vou levar pra sempre. Excelente. Todos os personagens (exceto a chata da Menma) são muito bem construídos. Mas se fosse escolher um ficaria com a Analu ou o Yukiatsu.