Comentando Black Rock Shooter #01

Começando a nova seção do Chuva de Nanquim com uma das séries mais aguardadas da temporada de Janeiro: Black Rock Shooter.

Quando comecei a planejar fazer uma seção escrevendo o episódio inteiro de uma série, sabia que seria difícil escolher uma que conseguisse entrar no gosto do público e que todos pudessem discutir. Mas eis que a temporada de janeiro me abriu as portas com Black Rock Shooter: série curtinha (serão só 8 episódios), com uma fanbase muito grande por causa dos produtos relacionados e com toda a base no noitaminA, bloco famoso por exibir algumas das grandes “preciosidades” em termos de anime atualmente. Sei que muitos vão discordar do que direi aqui, mas minha intenção não é formar a opinião de ninguém e sim “debatermos” o episódio todas as semanas. Mas chega de papo e vamos logo ao que interessa.

Nota: Essa seção possuirá spoiler dos episódios. Leiam daqui por diante por conta e risco.

Black Rock Shooter #1  – Quanto mais eu ainda devo gritar?

Lutas, garotas colegiais e uma amizade beirando o romance yuri

Depois de uma apresentação a um mundo ao melhor estilo “artístico”, rebuscado de elementos “estranhos” como olhos no céu,  Black Rock Shooter mostra em alguns instantes que vem disposto a agradar o público com cenas de ação. Mas eis que de repente…

Mudamos completamente e vamos para o primeiro dia de aula de uma garota “bonitinha” e que presta sempre atenção nos mínimos detalhes de tudo. Mas claro que a fórmula de protagonista atrapalhada também não lhe podia faltar, caracterizando a legítima “pura” da história. Seu nome é Kuroi Mato, e logo no primeiro encontro com a encantadora e bonita Takanashi Yomi, percebemos que sua amizade com a garota será o grande desenvolver da história.

Amizade essa que desde os primeiros instantes percebemos o pequeno fanservice voltado para os fãs de um romance yuri. Em uma das cenas, a encantadora Kuroi, que é totalmente pura de sentimentos, se encanta com a presença da amiga, e a partir dali fará de tudo para conseguir a atenção e o carinho de sua amiga. Mas é claro que nem tudo parece ser o mais belo mar de flores, e o primeiro passo para percebermos isso é todo o suspense que envolve Takanashi ao chegar em casa e falar com um… telefone sem fio (para aqueles que não conhecem, é aquela brincadeira onde você coloca um copo em cada ponta e falamos com a outra pessoa através de um barbante). Detalhe que esse telefone definitivamente parece lhe proibir de fazer uma possível amizade.

Mesmo assim, as duas acabam sendo atraídas por um mesmo hobbie: passarinhos. Ilustrações de passarinhos – e ajudam a entender todo  o simbolismo do “poema” falado no começo do episódio – são o ponto chave para a relação das duas dar uma partida, mesmo depois de negativas por parte de Takanashi e até mesmo de uma consulta ao “psicólogo” de Kuroi. Sabem aquela coisa de destino? É o que parece ligar as duas, e parece que é isso que deve amarrar o anime se eu não estiver enganado.

Takanashi vai contra o desejo de seu “telefone” e acaba levando Kuroi para casa, onde a garota parece se divertir como a muito tempo não fazia. Porém a partir daí conhecemos a verdadeira razão pelo “medo” que a menina de óculos sente: a estranha e assustadora garota Izuriha Kagari. Chega a ser medonho tudo que a menina faz para impedir a amizade de Kuroi e Takanashi, usando desde comidas “estranhas” até uma boneca tão assustadora que parece o Fofão – Cliquem AQUI e vejam que não estou mentindo! E isso parece afetar muito Kuroi, que sente todo aquele clima de tensão. É o grande ponto desse episódio, onde você realmente percebe toda a pureza da menina e como ela fica assustada com aquela situação.

Isso parece alterar diretamente no universo da garota Rock Shooter e nos trás mais uma cena de ação (bem fraca, por sinal), onde a “heróina” acaba enfrentando uma estranha criatura CG que parece uma aranha mutante cruzada com escorpião. Ainda não dá pra entender a relação dos dois mundos só por essa cena. Ou pelo menos não dava até você ver uma garota tão horripilante quanto Kagari usando dos mesmos “artifícios” para se livrar de Black.

E é nisso que percebemos o grande ponto no qual a série vai se firmar: lembra quando falei da amizade das duas? Pois bem. Kuroi não desistiu da menina e está disposta a provar isso, correndo atrás da garota e lhe provando que as duas podem ser felizes juntas (sério, não foi isso ao pé da letra, mas essa cena vai fazer alguns corações de “shippers” dispararem). A cena é bem executada com uma trilha sonora que faz o momento ser ainda mais bonito, apesar de… forçado. As lágrimas da garota me passaram uma imagem muito “temos que provocar o drama na série” vinda do diretor.

O legal é ver o episódio terminar em um exato contraste, com a Black sendo estraçalhada por inimigos “do outro mundo”, inclusive com a presença da grande ‘vilã’ (ou para alguns anti-heroína) da série: Deadmaster. E claro que a abertura tinha que estar somente no final do episódio, afinal é moda isso acontecer.

Comentários técnicos

O maldito uso do CG.

Confesso que esperava mais desse episódio, principalmente depois de ter visto o primeiro OVA lançado a tempos atrás, no qual a história não era o grande ponto forte, mas a animação fazia prevalecer a vontade de assistir aquilo diante de belas apresentações de lutas e de jogos de luzes e sombras. A série não conseguiu me passar a mesma sensação, prevalecendo uma trilha sonora mediana na composição do episódio (mesmo a música de abertura do supercell com a “digital diva” Hatsune Miku, sendo muito envolvente) e uma composição muito satisfatória no uso da cor azul na maioria das cenas (o que já era esperado).

Vale dizer que o traço pareceu muito inconstante e os CG’s usados nas batalhas não empolgaram. Em uma das cenas logo do começo, percebemos como isso parece ter sido deixado em segundo plano pelos produtores – reparem no tamanho da cabeça de Takahashi na imagem acima. É anormal. Isso sem falar nas diversas cenas em que as personagens parecem não precisar respirar e não possuem nariz.

Considerações finais

Foi bom, mas não foi.

É difícil dizer o que achei desse episódio um de BRS. Fiquei um pouco decepcionado com o que vi, mesmo que a expectativa por uma qualidade da série não fosse lá o meu grande forte para essa temporada. Porém vale dizer que o anime ainda pode evoluir se conseguir dosar a carga dramática da série. A amizade de Takahashi e Kuroi pode render boas cenas e muitos arco íris vomitados pela galera fã da série. Já as cenas de ação no “mundo da Black” poderão ser melhor trabalhadas, já que nesse primeiro episódio ficou devendo muito.

Também espero sinceramente que o anime consiga preencher todos os furos daquele OVA, explicando principalmente a verdadeira relação dos “dois mundos” que vemos. Os oito episódios da série são mais que suficientes para isso, mas o momento que isso for feito pode estragar toda a tensão ou fazer o expectador perder a vontade de descobrir o “mistério”. Tudo dependerá da competência da direção do anime. Todos sabem que eu gosto muito de animes de “drama”, mas tudo que eu vi até agora foi algo forçado ao telespectador. Apesar de muitos dizerem o mesmo de Ano Hana, as sensações que os dois animes me causaram foram totalmente diferentes.

Se você não gostou do OVA, dificilmente vai gostar desse anime, que tende a cair para o mesmo tom. Porém vale dizer que ainda espero – de verdade – que a série possa me surpreender positivamente. Ao menos não quero começar a nova seção com o pé esquerdo. Força aí Black!

Ponto positivo: Amizade das protagonistas. Terror muito bem feito com a personagem Kagari (sério, essa garota dá medo).

Ponto negativo: Tentar forçar um drama desnecessário no primeiro episódio. CG’s atrapalhando as cenas de ação.

Nota do episódio: 6 de 10.

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Oque esperar de algo inventado em cima de uma Imagem que os japas faparam tanto q ganho anime….

    • gustavo n mendes

      talvez um hentai LOL

  • Bom, primeiramente: Gostei muito dessa nova seção! E na minha opinião, não poderia começar com um anime melhor.

    Bom, sobre o episódio: Eu gostei, eu sempre gostei dessa história da BRS e tava bem ansioso pra assistir ao anime, mais também estava com medo.
    Concordo que coisas foram bem forçadas nesse episódio, mais gostei da separação entre os dois mundos, achei que fluiu bem, quando tava começando a cansar da história da Kuroi, aparecia a BRS e me deixava feliz.

    Bom, eu daria um 8/10 pro episódio (pedras em minha direção) mais né, sou fã da BRS. E novamente adorei essa seção, vamo que vamo 😀

  • Zuperman

    LIXO!

    Dispenso tranquilamente BRS.

  • DejitaruDan

    O anime parece que algusn momentos sofre com a falta de recur$o$ ou o artista tentou dar um “ar underground” na série, deixando um ar de traço inconstante e conflituoso. Espero que seja proposital, para que a série seja a cereja do bolo da franquia da BRS, que começou com um belo desenho do Huke, passou pelo OVA, figures, nendoroids, cosplayers, um game que parece que segue uma linha diferente ou após o anime…

    Será que o final da série de 8 episódios deixará engatilhado a história da BRS versão game? O game que falo é esse: http://brs.jrpg.jp/battle/

    • DejitaruDan

      Esqueci de deixar a nota para o primeiro episódio: 8/10.

      E aqueles que já pensam em dropar depois de ver o primeiro episódio ou se baseou no texto: dê ainda uma chance a BRS!

  • Andrômeda drknss

    Vou esperar ter mais episódios para começar a avaliar. Mas acho que só pela animação apresentada nesse primeiro episódio, a série vai ser no minimo, médio.

    • Andrômeda drknss

      média*

  • André Alves

    Vou assistir esse anime ,promete ser a maior bomba do ano ,até agora.

  • foi muito pior do que eu esperava.. ¬¬

  • Sinceramente? Em alguns pontos, prefiro o OVA, o anime só deve ser melhor no quesito história.

  • Eu já não tinha gostado da OVA e esse anime continua bem ruim, mas achei melhor que a OVA. A batalha ficou horrível, mas nem tudo é porrada. Achei a escolha do foco boa, muito melhor que a OVA. A personagem de cadeira de rodas lá, ficou muito interessante e assustadora. A amizade das meninas ficou fofinha. Mas tudo de “bom” fica ruim, pois foi muito forçado. Absolutamente tudo é forçado. As cenas que eram pra ser mais leves, ficam pesadas com o clima estranho da série. Não achei a construção do clima bom, já que teve batalha, mistério, terror e kawaii. Tudo isso junto fica estranho na tela. As cenas fofas ficam melancólicas e as cenas de batalha ficam idiotas. Achei tudo muito forçado e ruim, mas o pior foi pensar que aquilo está no noitaminA! As ideias dos anime são tão infantis, tão bobas, que eu não consigo me identificar nem achar legal. Ele é realmente voltado para otakus de pensamento lógico que querem ver alguma porrada, algumas meninas fofas, que são gostosas ao mesmo tempo em outro mundo, e um mistério terrorzinho, que está tão na moda. Adultos não vão gostar por ser muito infantil e com ideias bobas, vagas e forçadas, e crianças não vão gostar pq não é feito pra elas, mesmo que o tema seja elas! É um anime sobre crianças, com assuntos infantis, mas que crianças não podem nem querem assistir, adultos muito menos e otakus hardcores (que na maioria das vezes não pensam bem sobre o que estão vendo) vão adorar. Eu odiei e fico triste pelo ChuNan fazer um “episódio a episódio” de um anime que eu não vou ver.

  • Eu estou em um dilema desde ontem.
    Faço a resenha de toda a série já por esse episódio, ou espero terminar e me obrigo a assistir para poder falar com mais propriedade, por mais que esteve convencido de que minha opinião não vai mudar?

    Dih, vou te falar, esquece explicação para a existência do outro mundo.
    Ele existe, e ponto final.
    Por existir, sofre influência do mundo real, porque sim, é assim que ele é e ponto final.

    Queria entender esse seu ponto forte “Amizade das protagonistas”.
    Essa amizade é toda a ideia por trás do projeto BRS, só que essa amizade não existe. Vou guardar as melhores piadas para depois, mas sério, não existe amizade ali, ainda não.
    Infelizmente o OVA foi levado de forma regular, e esse TV de forma idiota. Os diálogos são retardados e excesso. O conselho da Pedagoga deixa bem claro o foco disso, é um “BRS para Leigos”.
    Muito triste isso.

    E o tal Yuri é mais sutil e agressivo do que parece, já que a Loirinha monstra fez um footjob femdom na Miku e gozou na cara dela. O significado daquela agressão ficou claríssimo, me surpreende a maioria não ver.

    • Telione Katayose

      Putz achei que o outro mundo fosse como um psicológico afetado da garota!

  • Shu

    Muito boa a ideia de comentar cada episódio mas tenho que discordar de certos pontos.Realmente houve uma certa queda na qualidade da animação( e no traço tb) , mas os CGs e os cenários ( daquele mundo “aleatório” ) ficaram bem feitos e “naturais” ( não num nível Fate/Zero mas ficou bem mais agradável de ver do que muitos animes que “usam” o CG. Gostei das batalhas ( discordo que elas foram “bem fracas” ) pena que foram curtas demais mas concordo com o drama forçado. Achei o primeiro episódio num nível bom e se fosse pra dar uma nota daria 7,5. Sei que esse anime terá muitos haters mas fazer o que né. Se eu fosse seguir a opinião de haters não teria visto nenhum anime até hoje.

    • Telione Katayose

      Sinceramente tava achando que eu era louco ou que minha opinião não combinava com a galera,sério a unica coisa que gostei do anime foi o CG…e bem a luta citada num foi bem uma luta foi mais um massacre mesmo…

  • Goku-san

    Eu já não tinha espectativa alguma depois daquele OVA.
    Depois desse primeiro episódio continuo sem querer ver, vou esperar a análise dos outros 7, se for bom, aí dou uma chance

  • Eu realmente curti esse animê de BRS e o OVA e acho que, respeitando a opinião dos outros, o animê não é tão ruim assim mesmo com todos os problemas técnicos e de coerência na história que ele apresenta ele ainda consegue ser melhor do que muitos outros que se tem por aí. Realmente é um tema difícil de trabalhar misturando o “nosso” mundo, o drama do dia-a-dia, com outro mundo cheio de criaturas (personagens) com poderes “místicos”, mas é assim mesmo eles acabam se empolgando e comente erros desse nível para pior e eu espero que não cheguemos ao pior nível possível ou impossível.
    Eu daria uma nota 8 de 10 para esse primeiro episódio dos 8 que formão Black★Rock Shooter.

  • Lixão !!!!!

  • Eu sempre via muita gente comentando sobre “Black Rock Shooter” e fiquei muito curioso a respeito quando soube que nessa temporada teria um anime.

    Baixei hoje o episódio, assisti e a minha impressão desse anime foi: WTF ?
    De duas coisas, uma, ou esse anime é uma bosta que mistura meninas do fundamental(que já ta batido, sério, Japão) com cenas de luta sem sentido algum, só por ter, ou o começo do anime foi tão chato que me deixou com sono e eu não prestei atenção em nada no resto dele.
    De uma coisa eu tenho certeza, 20 minutos nunca foram tão demorados assim pra mim.

    • Buccha

      É a primeira alternativa mesmo, anime com propósito simplesmente gráfico. Como alguém comentou ali em cima, surgiu de uma ilustração… Pra qualquer um que for assistir, é bom não esperar profundidade alguma…

  • Ana

    O primeiro episódio foi meio ruim. Mas faz parte dos 10 mandamentos otaku não julgar um anime pelo seu primeiro episódio, coisa que eu pretendo fazer levando em conta que eu até gostei do OVA (as partes da Black Rock Shooter foram tão artísticas e bem feitas que eu decidi ignorar todo aquele shoujo ai feito para os otakus japoneses fantasiarem). Mas realmente o anime foi bastante forçado – Eu senti que eles estavam tentando me passar alguma emoção, mas parecia mais que estavam jogando um monte de clichês na minha cara e dizendo: “Pronto. Elas não são fofas? Você não as adora? Consuma nossos produtos!” Desanimei com a história e minha expectativa é baixa, mas ainda quero ver as cenas do mundo paralelo da BRS porque esse é o único motivo pra eu estar vendo o anime pra começar. Vou acompanhar de qualquer forma, são só 8 episódios mesmo. ^.^

  • lio

    O uso do CG pode ficar perfeito mas se ocorrer um erro no desenho o programa vai fazer o contorno errado, CG é usado em todos animes ultimamente e o que dá a impressão 3D é CGI ou 3DCG ou 3DCGI.
    Eu ainda não sei muito sobre CG mas sei que existem 2 formas de fazer o 3DCGI 1ºo personagem é modelado em 3D como nos jogos de videogames e um programa que eu não me lenbro o nome faz o contorno do personagem mas se o desenhista errar alguma proporção o contorno fica estranho mas isso não é o caso.
    A partr da cabeça que foi comentada é normal quase todo anime desde a temporada de outubro do ano passado já estava em CG e nessa temporada todos estão.

  • Flonwright

    Muito legal começar essa nova seção com um anime como esse, que gera tantas divergências de opiniões…

    Particularmente eu vejo Black Rock Shooter com muito preconceito, minha opinião sobre realmente prefiro dar após alguns episódios…

    Contudo… Acho que como o OVA não é algo realmente surpreendente… Como as pessoas dizem… Acredito muito que seja algo mediano… E até menor do que isso…

    Acredito que pelo o que aconteceu no OVA e pelo o que aconteceu no anime é previsível o que vai acontecer… “Apesar de dizerem que não tem nada haver um com outro…”.

    Em relação a CG… Meio que discordo com o autor do artigo… A CG é forçada contudo acho que faz parte da construção do mundo alternativo…

    A perda de qualidade do OVA para Anime era meio que previsto… Por do conta do jeito que o anime é produzido e o jeito que o OVA é produzido…

    Realmente não espero muita coisa desse anime… E teoricamente assistirei ele por conta da polêmica em torno dele, que realmente tornou-se algo interessante…

  • Eu ainda não assisti, mas vou pensar 2 vezes antes de parar as séries que estou vendo para conferir Black Rock Shooter.

  • Rayovac

    Putz nem sei o que falar, eu depositei todas as minhas esperanças nesse anime nessa temporada, e infelismete não supriu toda a minha necessidade, Another continua melhor em disparada mas se melhor trabalhada nesses próximos 7 epis acho que pode nos passar uma boa impressão, a idéia é boa, mas mesmo assim muito mal trabalhada, gostei do visual da Rock, e das animações achei elas bem feitas, mas ainda deixa um pouco a desejar no desenrolar da história, vai ter que enxugar mais, ou vai ficar muito vago no fim!

    OBS: Adorei esse novo quadro do ChuNan espero ver ele aqui todas as semanas e temporadas =)

    Desculpe por nãi fazer uma critica maior, mas nesse primeiro episódio não teve muit coisa que eu consegui avaliar!

    Rayovac!

    Rayovac!

  • Zackk

    Não sei mt oq dizer sobre esse primeiro epi tbm… Só q curti o visual dos dois universos, pelo contraste entre aquele mundo “caótico” e o drama das duas protagonistas.
    Espero q o desenvolver da historia seja bom e q explique a relaçao entre esses dois universos sem perder o tom de mistério. E assim como uma galera espero q esse quadro do ChuNan continue por mt tempo!!

  • Dognybba

    3,5 de 10 no máximo.

  • Janjão

    Eu gostei do epi. Apesar da animação abaixo do esperado e lutas mais ou menos, o que mais me encheu olhos foi ter visto uma tentativa de resgatar uma idéia que achei legal. O OVA tinha uma parte gráfica lindíssima mas uma história (ou falta dela) sem nexo nenhum, nada se ligava e um fim incompreensível.

    Não da pra dizer muita coisa a partir desse episódio, claro, mas dá pra observar uma provável conexão entre os dois mundos, e eu destaco a Takanashi Yomi e a Deadmaster. Elas sofreram uma nitida mudança, tanto na aparencia, quanto na personalidade. Na OVA, a Deadmaster tinha duas entidades acompanhando ela, dando um ar de mestre para a mesma. Nessa série, perceba que a Deadmaster não tem mais eles, e além disso, tem um visual muito mais frágil. Enquanto isso, no outro mundo, Takanashi Yomi é presa e dependente da Kagari, personagem medonha e que aparentemente impede Takanashi de fazer outras amizades. No mundo da Black Rock Shooter, as correntes de Deadmaster podem simbolizar a falta de liberdade da Takanashi caso as duas realmente tenham uma ligação. Cenas para os próximos episódios.

    Bom, veremos como tudo será executado. Espero que eles tentem encaixar os dois mundo e fazer uma história decente, porque eu adoro a idéia da série Black Rock Shooter, e estou na esperança de sair algo épico daí. Tomara que minhas esperanças em cima desse anime se realizem, afinal essa temporada está fraca e tá precisando de algo realmente bom.

  • Power Otaku ^^x

    Não gostei do OVA (Aquele trailer me enganou, japas FDPs) e depois que vi a série desistir de dar uma chance. Mal desenhado, roteiro vazio (pelo menos nesse primeiro episódio… e do OVA tb) e a cena da batalha apesar de ser bem animada (e apesar de usar um filtro a La era PS2 (e mal feito) não empolga (pq não pegam uma consultoria com quem sabe fazer algo melhor?), talvez melhora no segundo episódio, mas…

    E minha opinião, erraram em pegar essa Staff (ok, praticamente mesma do OVA) e esse estúdio pra fazer o anime. Pena o Shaft estar ocupado com 2 animes ao mesmo tempo…

  • é sério, o anime ano hana ém muito tocante realmente se você ver levando em conta tudo o que a história tenta passar sobre amizade, prepare os lenços porque você vai chorar… em muito.

  • yagoO

    Vi o OVA no dia que o anime estreou e não gostei muito, mas achei melhor que o anime… até transformaram Yomi em uma megane ¬¬
    O drama foi muito forçado… Matou conseguiu ser mais irritante nesse episódio do que no OVA inteiro. O anime só deve ganhar pela história porque vai ter mais tempo pra ser desenvolvida, mas eu preferiria uma continuação do OVA já que fica um espaço pra isso.

  • Vivian

    Só eu tive uma certa impressão de que esse anime poderia ser o sucessor de Madoka? Já no OVA eu senti que ele seria algo como Madoka, que apenas lembrando fez muito sucesso. Eu, particularmente, não gostei de Madoka e para mim foi um dos piores animes que eu ja vi. Antes que me taquem pedras eu vou explicar. Madoka é ótimo, é super bem feito, com um enredo lindos… Mas para mim é um anime muito forte, trágico e triste. Mas mesmo assim Madoka se tornou um classico e como sempre depois de todo clássico vem seus sucessores.
    No fim eu acho que Black Rock Shooter vai seguir a mesma linha que Madoka… Sei la, só tive essa impressão.

  • Se fosse eu, fazia aquela menina estranha comer aquelas comidas escrotas e colocava fogo naquela boneca e dava um chute naquela gadeira de rodas com ela escada abaixo.
    Mas, deixando as brincadeiras de lado (foi só brincadeira), se formos comparar esse episódio com o OVA, teve uma queda de qualidade significativa, na minha opinião.
    E a introdução desses novos personagem não foi muito legal. Eu não sei explicar bem, mas eu tenho a sensação que perdeu um pouco da “magia” que o OVA possui.
    Agora, discordando do autor, eu gostei das cenas de ação. Só senti falta da trilha sonora marcante do OVA nessas horas (comparando novamente).
    Enfim, vou acompanhar a série assim como os textos sobre os episódios.
    Muito Obrigado, ótimo texto!

  • Pingback: Primeiro Episódio: BLACK ROCK SHOOTER [TV] | Nahel Argama()

  • Ja sabia-se que as batalhas seriam em cg, mas, eu (e muita gente eu acho) esperava algo bom e não tosco igual veio, no ova o cg é lindo, mas, pra não gastar tanto, fizeram algo bem nas coxas :/

    MAS, CONCORDEMOS que por mais ruim que um CG possa ser, nada, mas, nada, supera o DEUS de Mirai Nikki kkkkkkkk
    Ate os cgs do FF9 de PS1 são melhores que “aquilo” kkk

  • NotoN

    OVA ruim, anime ruim. Simples assim.
    Claro que como tudo, tem que goste. Só acho MUITO engraçado – sério, me divirto “pacas” – ver o pessoal procurando “pêlo em ovo” pra justificar que existe alguma profundidade em BRS. De qualquer modo, “gosto é igual bunda”, não é mesmo?

  • Telione Katayose

    Bom só trocar o ponto positivo pelo negativo e você verá o que penso kkkkkkkkkkk sério que você se assustou com a menininha da boneca kkkkkk

  • Douglas

    Esperei muito por esse Anime 😀
    E apesar de tudo, eu ADOREI!
    O que eu não gostei foi que o Anime não é exatamente uma continuação do OVA mas sim um remake 🙁
    E se tem gente que já achou o OVA meio shoujo-ai, o Anime é ainda mais!
    O.o
    Mas gostei dos personagens novos e espero ansioso o aparecimento da Strenght e da Black Gold Saw, também acho que as próximas cenas de luta serão excelentes!


    E a opening/ending ficou MUITO FODA!!!

    • Douglas

      Ah! Claro a nota!
      XD
      Eu daria 8/10

  • Pingback: Episódio a episódio: Black Rock Shooter #02 | Chuva de nanquim()

  • Eu achei interessante, não foi aquela obra excepcional que eu esperava.
    Dou nota : 7 / 10

    http://quartodepanda.wordpress.com/ – Quarto de Panda –

  • DADss

    haha, acho que fui o único que gostei, os únicos pontos fracos que eu achei, foram o CG e esse lançe da pedagoga que ficou meio forçado