Comentando Black Rock Shooter #04

A Deadmaster finalmente ganha seu espaço de destaque no melhor episódio da série até aqui.

Eu sou corintiano e não desisto nunca. Acho que é isso que reflete meu espírito assistindo Black Rock Shooter. E deu certo, ao menos um pouquinho. O quarto episódio foi bem acima da média e apesar de passar longe de ser excepcional foi bom. Ainda tem suas cenas irritantes e as pontas soltas de sempre, mas foi muito melhor executado do que seus antecessores. E um dos grandes responsáveis por isso foi uma das teclas que eu mais venho insistindo por aqui: o chororô. Não houve lágrimas escorrendo a torto e a direita nesse episódio (tá, tirando uma cena ou outra que realmente não me incomodaram) e isso ajudou muito para a história se desenvolver.

Como eu disse, não significa que o anime agora esteja “MASTERPIECE! O MELHOR DA TEMPORADA!” mas não me senti tão ruim tendo que assistir o mesmo episódio 3 vezes para escrever esse texto (é, eu faço isso, me julguem sociedade). Acredito que a entrada da Deadmaster de vez na série vai ajudar muito no crescimento da mesma. Aliás, dois comentários sobre a Yomi: eu odeio ela e eu adorei ver ela enlouquecendo. Agora vamos deixar de papo e partir para os comentários semanais para não perder o costume.

Nota: Essa seção possuirá spoiler dos episódios. Leiam daqui por diante por conta e risco.

Black Rock Shooter #4  – Um dia o mundo sonhado se encerrará

Quando a choradeira reduzida ajuda um anime a ter seu melhor episódio

Pois é. Como falei antes, esse com certeza foi o melhor episódio da série até aqui. Tudo pareceu menos artificial, embora não significa que algumas situações possam realmente serem encontradas no mundo real. Mas hoje estou bonzinho, então acho que vou pegar leve. Ou não. Algumas pessoas acreditam que eu estou apenas fazendo a série de puro “hate”, mas NÃO! Pra quem viu o post dos animes da temporada, viu que falei que esperava algo bom de Black Rock Shooter. Não posso simplesmente elogiar algo se ele não merece. A expectativa era alta e não foi correspondida. Simples assim. Alguns fãs não entendem que uma opinião expressada minha não quer dizer que vocês devem parar de assistir – pelo contrário, o propósito dessas postagens são justamente discutir com vocês o que se passa em cada episódio.

Pois bem, deixando de lado o desabafo, vamos ao episódio que começa com mais uma “garota do outro mundo” jogando a Cheriot por um penhasco. “Sai pra lá, bitch. Não precisamos mais de você.” Na verdade eu tenho minhas suspeitas de quem seja essa personagem, mas vamos deixar isso mais pra frente. O que interessa dos primeiros minutos do anime é a chegada da Kagari (a doidinha que era apaixonada pela Yomi e a aprisionava em sua casa como sua escrava, lembram?) no colégio. Aqui acontecem uma das coisas mais non-sense da minha vida. Que diabos de alunos ficam felizes com uma garota recém transferida só por ela ser “bonitinha e mal educada”? Isso acontece no Japão, é isso? Olha, me desculpem, mas se alguém falar que isso é normal precisa de uns tratamentos psicológicos.

E a partir daqui o episódio começa a se focar na nossa adorável (só que ao contrário) Yomi. A garota começa a viver um intenso processo de crise existencial, onde tudo parece girar contra ela. Sua amiga Kagari agora consegue uma “independência” no colégio e faz várias amizades. Mais até do que a própria Yomi que não consegue nem passar um tempo com a Mato direito. E claro que não poderia faltar a nossa querida Saya-sensei para dar aquela cutucada na garota, dizendo que ninguém precisava dela. Tudo muito conveniente, não? Podemos ver em seus olhos – literalmente – que isso causa um desiquilíbrio emocional muito grande na garota, afetando o outro mundo e seu alter ego Deadmaster.

E uma coisa parece piorar a outra. Kagari cada vez mais vai conseguindo interagir com facilidade com as outras alunas e isso irrita profundamente a Yomi. O pior são as outras garotas random da classe que não sabem a história das duas conseguirem dar sua opinião sobre isso do nada. Chega a ser irritante. Aí você começa a ficar com pena de toda a situação depois que vê a Kagari pedindo ajuda para a Mato em como conseguir deixar a Yomi feliz. Que bonitinha, não? Até o final do episódio, pelo menos.

Temos mais algumas crises de ciúmes de Yomi (sério, essa garota me irrita profundamente – chega a ser o peso morto da série de tão idiota e besta) e um desenvolvimento meio confuso no meio de tudo isso. Aqui não sabemos mais se ela se importa mais com a Kagari ou com a Mato. Mas temos certeza que ela não quer ficar sozinha. BITCH, PLEASE! Esses draminhas dela são insuportáveis. Poxa, ela não pode aprender a dividir suas amizades? Por mais que seja a história de Black Rock Shooter e tudo mais, isso não faz o menor sentido pra mim – embora existam pessoas na vida real que conseguem ser igualmente estranhas nesse quesito, agindo como se fossem donas de seus amigos.

Mas vamos abrir um parentese para a parte que me deixou mais empolgado com o episódio. Lembram da Arata? Aquela menina do clube de basquete que tinha passado vergonha por causa de ter se confessado para um garoto? Pois bem, ela volta pra escola e pro clube e bla bla bla. O legal foi a cena em que o garotinho foi atrás dela e disse que tudo não passava de um mal entendido e que ele também gostava dela e tudo mais. E sabem o que aconteceu? Nada. A garota simplesmente perdeu as memórias do incidente e não deu um real pela declaração do menino. É aí que podemos tirar conclusões em comparação com a Kagari. Vamos ver.

Yomi continua na sua crise existencial e fica ainda pior quando percebe que Mato não vai até ela e nem manda um e-mail ou nada do tipo. Ao invés disso, quem o faz é Yuu, amiga da menina dos olhos azuis – que vou deixar minha teoria sobre ela para o final mesmo. Aqui temos uma direção de cena bem estranha: a mesma imagem ficou parada por quase 30 segundos no meu monitor (até achei que o episódio estava com defeito). Mas eu quero chegar na parte em que Yomi “fala” um “Não vou ficar sozinha! Tenho que ficar com uma amiga de qualquer jeito!” e corre pros braços da Kagari.

E chegamos ao meu momento favorito do episódio. Kagari entrega um pacote para Yomi, a agradece, segue todo o protocolo e… diz que fez tudo aquilo apenas para se livrar da menina! Pausa pra minha risada, por favor. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA (Desculpa gente, não gosto dela, podem me bater.)

E aí enquanto eu admirava a crise mental da Yomi percebi o que realmente acontecia ali. Na verdade as pessoas que tinham seus alter-ego derrotados no “outro mundo” perdem a memória dos acontecimentos que lhes ligaram de alguma forma com a Black Gold. Da mesma forma que Arata não se lembrava do garoto pelo qual era apaixonado, percebemos que Kagari também não lembrava de nenhum dos seus sentimentos por Yomi. Percebam que a todo momento ela fala “eu achava que gostava de você” ou “eu acho que era assim”. Ela só manteve a “amizade” por protocolo e nada mais.

Aí a coisa fica séria! A doideira da Yomi – que eu gostei bastante da cena, por sinal – atinge o outro mundo e desperta a fucking awesome Deadmaster, a verdadeira antagonista da Black. Aí a porrada começa a rolar solta e vamos de tiros e rajadas de poder pra todos os lados. Pelo menos por alguns segundos, já que o resto vai ficar pro episódio 5 mesmo.

Agora lembram-se que deixei tudo da Yuu para o final? Pois bem. Acredito que a Yuu esteja agindo “ao lado” da professora louca do mal. Percebam  que a menina é a única que conversa com a titia e não é atingida de forma negativa de alguma forma. Além disso, foi bem suspeito a atitude dela em tentar virar amiguinha da Yomi só por causa da Mato. Lembrando que também foi ela quem levou-a até o “consultório” da professora e quis que ela fizesse a amizade com a garota dos olhos verdes. Para mim, aquela nova “integrante” que vemos no começo do episódio se livrando da Cheriot, na verdade é o alter ego de Yuu, a ajudante da Black Gold no outro mundo. Apenas teoria, mas vamos ver como isso se desenvolve.

Como falei quando escrevi, a série não é linda, perfeita e tudo de bom do mundo. Ainda faltam a explicação de alguns pontos, como o porque das ações da Saya ou a forma como surgiu a ligação do outro mundo (se é que isso vai ter algum tipo de explicação). Mas tirando os furos técnicos desse episódio, ele foi bem satisfatório para mim. Vamos ver o rumo agora na segunda metade do anime. Façam suas apostas.

Ponto positivo: O despertar completo da Deadmaster e a Yomi se dando mal nas suas amizades.

Ponto negativo: Não entendi a necessidade daquela cena de “1 minuto de silêncio” no meio do anime. Ficou vazia e sem resultado de impacto nenhum.

Nota do episódio: 8 de 10 (deixar claro que o 8 é porque eu gostei da Yomi se ferrando no episódio)

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Dih, seu sádico, fica rindo com o sofrimento de menininhas deDOUZE anos.

    Discordo de seu POV aqui e achei simplesmente ridículo essa tentativa tosca de “desenvolver” a Yomi. Ficou tosco, mal executado, exagerado. Claro que tem gente que vai chorar com essa historinha, mais fácil chorar é de raiva.

    E cadê a porrada? Sério, contratam o Imaishi, mudam o estilo e continuam dividindo a série em 17 minutos no mundo real para 3 minutos no mundo da BRS, todo santo episódio?

  • nanicupcake

    KKKKK eu achei q tinha travado no meio do episodio serio
    ficou aquele tempão desnecessario naquela imagem… estranho
    e o surto da dead master no final foi de longe a melhor parte da serie até agora *-* DEAD MASTER LIKE A BOSS
    EU QUERO VER DRAMA NESSA DROGA

    • Descobri seu site faz pouco tempo e notei que vc fala dos animes muito bem, acho Black Rock Shooter bom por isso vim nesta postagem para te perguntar uma coisa: pode me responder qual foram os 3 melhores animes que vc já viu ou está vendo?

  • aquele minuto de silêncio foi um erro da equipe técnica que só foi percebido quando o episódio foi ao ar.
    brinks, mas pode ter acontecido vai sabe!!!

  • Lipechan

    A Black só mata elas arrancando a cabeça, hehe
    BITCH, PLEASE. Essa yomi é louca, a minha reação ao ver o surto dela foi “MAS QUE PORRA É ESSA?”
    Preferi 1000x o OVA, esse anime ta muito bam não.

  • Janjão

    Não estou gostando dos caminhos que o anime está tomando. Achei muito forçado essa ligação entre os dois mundos, ela é muito forte e direta… A pessoa ser morta no outro mundo perde as memórias, sendo que as pessoas a sua volta não? Se fosse assim, gente perdendo a memória seria algo fácil… Realmente não gostei. Desde as OVAs até o inicio desse caminho, sempre defendi a idéia de ligação entre os dois mundos, mas não gostei da forma como foi feita. Poderia ser melhor trabalhada, e na minha opinião, mais subjetiva, cabendo uma maior interpretação.
    Não gostei também do desenvolvimento da Yomi… Eu esperava um drama mais inteligente, e não uma pirralha bipolar que perde a cabeça pela sua amiga (que ela mesma fazia questão no começo de querer afastar e agora está desse jeito) de forma tão infantil. Esperava mais dela, é um personagem que decepcionou. Porém, levando em conta ela ser perturbada desse jeito, o episódio foi interessante, tendo em vista que o anime não alimentou o egoísmo, ou melhor, porque não dizer doença dela. Vamos ver como as personagens se comportam nos próximos episódios…
    Bom, pra mim Black Rock Shooter já é uma decepção, mas talvez ainda dê um caldo. Vamos ver como as coisas se desenvolvem pra tirar conclusões mais precisas.

    • Douglas

      Na verdade a ligação ainda não foi realmente explicada, essa de se “perder a memória” é um dos fatos que parece acontecer quando uma “other self” morre.

  • thoty

    “A Deadmaster finalmente ganha seu espaço de destaque no melhor episódio da série até aqui”

    Existe ep bom nesse anime…caraca…hehehe…

  • Gabriel~

    Não assisto e nem tenho a menor vontade de assistir esse anime, mas uma coisa me chamou atenção:

    “Eu sou corintiano e não desisto nunca.”

    Aqui é corinthians porra! o/

    Só isso mesmo 😀

  • Hidekee

    A Strength (a “nova integrante” citada) é claramente o alter-ego da Yuu desde o OVA, então não foi novidade. Novidade é mesmo que ela esteja aliada a professora doente (pq ela é doente mental para mim), que tem como alter-ego da Gold Saw. Eu ainda tenho dúvidas quanto a essas alianças.

    Quanto ao episódio, achei chato, tão chato quanto o anterior. Yomi se sente descartada, beleza. Deu para perceber isso desde o episódio anterior. Ela nunca aprendeu a dividir amizades, por ter sido criada com a presença sufocante da Kagari. Mas como foi desenvolvido o episódio que é o problema. Mal dirigido, com roteiro péssimo, diálogos superficiais… Enfim, a idéia toda seria foda se fosse bem trabalhada.

    E essa Dead Master com véu e óculos está longe de ser a que conheci. Precisará mostrar mto serviço no próximo episódio para me convencer. Espero que tenha mto mais o mundo do BRS no próximo tb. Problema que não vejo esse anime terminando bem, o que é uma pena mesmo. Provavelmente verei esse anime até o final pq só tem 8 episódios…

  • Fernando

    A Kagari naquela imagem (http://chuvadenanquim.files.wordpress.com/2012/02/ss-2012-02-28-at-04-19-58.jpg) ficou igual a Yuno de Mirai Nikki. Vocês não concordam?

  • Fellipe “Kajelani”

    Sério que depois de metade da série ter passado querem melhorar?Acho, infelizmente, que BRS vai ter um final ruim, o que é uma pena, pois tinha uma proposta meio interessante (potencial mal desenvolvido é pior que mediocridade, visto que desta não se criam expectativas).
    Bem, na verdade eu não esperava muita coisa, então a decepção é pequena, mas espero que, pelo menos, a ligação entre os dois mundos tenha uma explicação decente…não parece ser só doideira da cabeça dessas garotinhas loucas como eu pensei inicialmente (isso afundaria ainda mais o anime).
    É esperar pra ver, e como sou mais cabeça-dura que cavaleiro de athena, vou assistir até o fim, nem que só pra criticar mesmo…

    PS: Yomi pirando realmente foi bom de ver! Mas com o rumo das coisas, pode ser expectativa frustrada que explorem bem isso.

  • Em relação a esse episodio eu achei muito mas MUITO falso as cenas da Yomi pirando foram o extremo de falso, acho que nesse ep o Drama ta muito predominante eu não consegui gostar muito (mas o fato da Yomi ter pirado foi legal por que ela é chata demais) mas teve um lado bom nisso tudo,no próximo ep provavelmente as cenas de luta vão aumentar (exagero com a palavra MUITO )

  • sHUN

    Para mim os melhores dessa temporada estão sendo: Ano Natsu, Another, Brave 10, High School DxD e Danshi Koukousei no Nichijou assistam que vocês não vão se arrepender.

    PS: Também achei que aquele pausa de 30 segundos tinha sido defeito no meu notebook novo que eu comprei essa semana

  • Tire as falas retardadas e temos uma boa história.
    As falas retardadas da Mato são muito forçadas, isso estraga a personagem, mas o problema todo é a Yomi, ela é emo ao extremo, ela não tem problemas, ela é o próprio problema. Ou arruma uma vida ou se matar, única solução para ela.

    O nome da preta da Yuu é “Strength”.
    Eu não sei o contexto todo do universo, mas pelo que sei ela me parece não ser muito amiguinha da Black Rock.

    http://livedoor.blogimg.jp/gscmikatan/imgs/6/4/6436d207.jpg

    Não sei qual o objetivo das pretas, afinal a Black Rock já “salvou” a Dead Master e abandonou ela, mas no final ela deve transformar e saiyajin para a batalha final.

    http://www.figwiz.com/imgGen.aspx?img=49276&imgType=17

  • Douglas

    A Yuu é mesmo a Strenght (aquela garota que jogou a Chariot).

    É, eu devo ter problema mesmo, esse foi o episódio que menos gostei!
    LOLOLOL
    Mas ver a Deadmaster com força total no final do episódio já valeu a pena

  • 1 minuto de silencio para o morto. Dead Master. Talvez seja isso?

  • Douglas

    A batalha entre Deadmaster e a BRS pode dar um bom 5° Episódio. Se bem que nenhum episódio até agora continuou exatamente de onde o outro parou, então não me surpreenderia se cortassem a luta delas LOL
    Mesmo assim continuo adorando a série 🙂

  • Aquele cara que pedi para explicar o que raios acontecia na série e que nós não somos capazes de entender, somente ele, acabou não explicando.

    Querem teoria?
    No mundo as pretas, elas não tem lá muita intimidade.
    A Black Gold quer aprontar alguma por lá e provavelmente envolve a Dead Master. Querendo acabar com ela, ou menos que não e ela só queria se aproveitar da força dela, a Dead Master é muito poderosa para ela enfrentar, afinal, pelo nome ela seria a mestre da morte por lá. Então ela tem que usar uma abordagem indireta.

    O mundo das pretas é ligado com o mundo normal.
    Algumas pessoas, ou só menininhas, podem ter sensibilidade ao mundo das pretas e se conectar a eles. O que a Black Gold faz, como naquela cena que ela está regando as pretinhas, é estimular essa ligação e fazer as garotas se conectarem ao mundo das pretas e às Pretas.
    No caso a Mato está conectada a Black Rock;
    A Yome à Dead Master;
    A Kagari estava conectada à Chariot;
    A Yuu está conectada à Strength;
    E a Kohata acabou de ser conectada a uma preta que ainda está crescendo.

    Como o mundo das pretas pode afetar psicologicamente as garotas aqui no mundo de cá, como quando elas são conectadas ao mundo as pretas e suas contrapartes mortas elas perdem as memórias dos acontecimento relacionados, o oposto também acontece, e como foi visto no coração que a Kagari marcou no peito da Yomi, o mundo de cá também pode afetar fisicamente o mundo das pretas.
    A Mato é um problema para a Black Gold, por se opor a ela, mas por enquanto deixa ela queta e deixando a Black Rock lutar aleatoriamente no mundo delas.
    Ainda não sabemos o objetivo da Black Gold, mas pelo visto ela esta perturbando a Yomi, com uma pequena ajuda por baixo dos panos da Yuu que seria aliada dela, para que possa manipular a Dead Master descontrolada.
    Talvez seja possível que ela queria colocar a Dead Master contra a Black Rock para matar ela.

    • Douglas

      É, eu não expliquei… LOL
      Mas a sua teoria é boa XP

      • lolwut, era você?
        Cara, assim, eu acho ruim, mas eu não queria que fosse, agora estou presso a série, dando F5 no tokyotoshokan nesse momento para pegar o episódio. Risos.

  • Rayovac

    huahsuahusahuash tá de brincadeira né, você viu três vezes o mesmo episódio? Nossa esse anime não merece isso!!

    Bem, realmente não foi um episódio ruim, e já está me irritando menos que Bleach, então acho que está na média, vou poder dizer algo mais aprofundado no próximo episódio, mas sem duvida pra um meio de temporada esse episódio já começa a dar bons ares para o final, mas mesmo com tudo isso quem roubou a cena nessa metade de temporada sem duvida é Gulty Crown, então é dificil dizer qual será o “melhorzinho” se existir um…

    Enfim é isso, até o próximo, curti muito o texto e fico aguardando mais textos nessa proposta.

    Rayovac!

  • wildcat17

    Concordo, gostei do episódio, tal como dos anteriores. Ahahahah, também pensei que o ficheiro estava corrompido na cena parada xD

  • Lischan

    Porra velho o pior é que a ideia de Rock Shooter é legal, tinha tudo pra ser um anime foda tanto de porrada quanto de “drama”. Mas como eu comentei na outra review, as personagens são muito manés, é muito dramazinho por pouca coisa. Se fizessem uma história mais interessante, mais séria na vida das garotas seria um anime muito bom. Realmente esse episódio foi o “melhor” até agora, mas também foi o mais “WHAT THE FUCK DID I JUST SEE?!” uhauhauhahuahuahu E também amei a cara de cu da Yomi no final, eita guria chata. Vão ser 8 episódios, sinceramente acho que não tem nem como ter um final decente kkkk

    • O problema é todo do estúdio e dos empregados dele.
      Ainda na época do OVA o cana NHK fez um programa especial com eles e os depoimentos do diretor do estúdio e animadores são lendários. O diretor fala que no mercado em que estão tudo que importa é vender cacareco e o animador está feliz por poder desenhar menininhas bonitinhas.

      Dê isso nas mãos de um estúdio competente e teremos um sucesso cult.

    • Apesar de me surpreender alguns diálogos tão chocantemente ruins mesmo com a Mari Okada escrevendo o roteiro.

  • LFelipe

    diferente do OVA que teve uma explicação melhor que a do anime, os 3 primeiros episódios deu parecer que os conflitos sentimentais das personagem são mostrados em lutas no outro mundo, mas uma ligação entre os 2 mundos acredito que sera feita por causa da atual situação da yomi agora.

    • Espera, como o OVA teve uma explicação melhor se não teve explicação nenhuma?

      • LFelipe

        mostra pelo menos no final como foi a ligação entre os mundos, no anime as coisas acontece nem isso teve, ainda mais que ele so vai ter 8 episódios.

  • otakoe

    E O LIVRO A CULPA E DO LIVRO LIVRO ENDEIDA E O LIVRO O LIVRO E MAL ELE E DO MAL AQUELE PASARO AQUELE PASARO E ELE ELE AHAHAHAHHHAHHHHHHHH
    voltano a real acho aquele livro meio estranho nos 2 ep eu achei q era um livro bonitinho q servil p unilas + depois a estoria dele e meio duent quero sabe uq acontese com ake pasaro ele si jogo no fogo ? ou algo asin kada ep aparese uma(ou duas) pagina nova
    esas ideias d QUE PORRA É ESSA? ajudarao um mont a entede ou imagina a hestoria
    n e ruin + p um neet(no brasil prevestibulando) q n tem uq faser e uma boa

  • A Kagari kawaii ???
    O pessoal da escola é bem estranho de achar aquela menina escrota dos infernos “bonitinha”.
    E eu também gostei muito da Deadmaster toda poderosa nesse episódio. É a personagem que eu mais gosto do “outro mundo”.
    Enfim, esperando que fique melhor.
    Ótimo texto.
    Até mais!!!

  • Nem preciso falar aqui o que achei do Epi.
    Ja quebrei o barraco com o Dih no twitter [mentira! somos bons amigos e discutimos como pessoas descentes! E aquilo nem foi uma discussão! D:] e qm leu [se é que alguém leu] sabe que eu sou perdidamente apaixonada por BRS e to detestando a série. Então, pessoas, não maltratem o Dih! u.u

    No fim das contas, minha amada (??) Dead Master apareceu, agora o pau vai quebrar, espero ficar feliz com o episódio 5 ou vou ser obrigada a ter uma conversinha com o pessoal da BRSProject [heeein??]

    Observação do epi3: Juro que se eu tivesse uma amiga como a Kagari, EEU tinha empurrado ela da escada. Na boa…

  • Eu to gostando do anime…mas bem que o roteiro poderia ter sido melhor aproveitado D:
    Eu ainda acho que pelo menos o final não vai ser horrível ( esperança fail again? )

    A parte técnica, como disse antes, me agradou bastante e alguns elementos me chamaram atenção.

    Mas se alguém se oferecer, bora lá trocar os carinhas que tão fazendo o roteiro… -n

  • A cena nem foi tão demorada assim -nnnnn
    Quem viu Evangelion na década de 90 já suportou coisa pior xD http://youtu.be/kKSa6BgoRCY

    Mas então, bom trabalho Dih o/
    O review ficou mto bom, e deu gosto de ler [dessa vez rsrs].

    Falando um pouco da trama do Anime: Imagino que a Yuu esteja é sendo usada pela professora (aí entra até a cena do começo, com o “olho gigante só de olho no serviço..”) pq suas ações parecem muito sinceras ainda. Parece que está sendo ‘aconselhada’ a cometer erros, assim como todas as outras já foram e fizeram (mas não sabiam).
    Essa professora-vilã gosta de fazer os outros sofrer, dahora hauhauahua

    Acho mto legal chegar do serviço à noite, e assistir BRS. Um anime que te faz pensar um pouco, lembrar dos velhos tempos, fazer teorias simples e não te deixar esgotado demais ^^

  • a yomi ficando doida foi a melhor parte mesmo U.u a expressão dela foi d+++ e eu não tinha percebido elas perderem a memóric, ótima observação

  • Cara, sempre fico morrendo de rir dessas análises dos episódios de Black Rock Shooter, kkkk.

  • Analise Senhime Zesshou Symphogear, n esperava muito desse anime e tem se mostrado bem muito bom.

  • não entendo… não entendo… não enTENDO… não enTENDO… NÃO ENTENDOOOO… Nada que se passa nesse anime!
    De boa to pirando como a “Yomi”! Vish!

  • Narutodark

    A Yomy é bem doida!!!