Comentando sobre a Coletiva da JBC

Um pouquinho mais do que rolou na noite do dia 12 na FNAC sobre o futuro da editora.

É isso aí galera. Ontem rolou a tão aguardada coletiva de imprensa da editora JBC lá na FNAC da Avenida Paulista, em São Paulo (não me diga?). Tudo que vocês gostariam de saber já foi feito ontem aqui no nosso post de Live Blogging que pode ser conferido clicando AQUI. Claro que como toda cobertura ao vivo, prejudicada por N fatores (internet precária é um deles), acontecem algumas imprecisões nas informações (gente, era em tempo real, a gente não tem tempo de ir na Wikipedia buscar o que não sabe) e coisas do tipo, e é para isso que servirá essa postagem. Vamos tentar falar mais especificamente de alguns pontos da coletiva, os mais questionados por vocês. Não vamos repetir tudo de novo pois seria totalmente non-sense, mas vamos deixar tudo bonitinho pra quem quer saber mais sobre o que rolou. Preparados?

1 – Edição Especial de Card Captor Sakura

Em primeiro lugar, vamos deixar claro o que a JBC nos deixou claro também: Não é uma edição definitiva, é apenas uma edição especial. Porém diferente do que aconteceu em Evangelion, que de especial não tinha nada, Sakura será bem diferente. O papel será offset (para quem não conhece, é uma espécie de primo rico do famoso papel sulfite, utilizado por exemplo nos mangás da L&PM do ano passado ou nos primeiros títulos da Conrad) e o mangá terá páginas coloridas. Serão 16 páginas assim na primeira edição – não sei se nas outras essa quantia se repete, então se alguém tiver essa informação, pode postar nos comentários. A capa também será feita com uma gramatura um pouco maior do papel cartão que conhecemos, para quem pegou o Guia de Fullmetal Alchemist, será naquele padrão, aproximadamente. Em relação à tradução, o título passou – e está passando – por uma revisão da tradução original. Não é uma nova tradução, mas aparentemente teremos termos revistos, falas mudadas entre outras coisinhas. O mangá terá assinatura e em breve a editora deve disponibilizar mais informações.

Na minha sincera opinião, a JBC me convenceu a comprar o mangá. Se vier como se passa “em minha mente”, o título será um belo atrativo para os fãs. Também vale dizer novamente sobre a escolha do logotipo: ele não foi opção da JBC, foi uma “ordem”. As velhinhas do CLAMP quiseram que o logotipo fosse esse e simplesmente foi, sem mais e nem menos. Já havia dito anteriormente que a JBC deveria ser inocentada desse tipo de culpa, mas agora fica a resposta “definitiva” pela editora. No mais, que venha Sakura. Com certeza um dos mais aguardados lançamentos da editora no ano.

2 – Preço e qualidade dos mangás

Esse talvez tenha sido o ponto que mais tenha motivado o interesse do pessoal nessa coletiva. Em primeiro lugar, nós da “imprensa” tivemos acesso a um volume de Freezing e posso garantir à vocês: o material ficou muito bem feito e as páginas coloridas são todas impressas em uma espécie de papel couché (seria um papel brilhoso, algo no estilo de Basilisk ou Air Gear da Panini, por exemplo). Falaremos mais de Freezing em outro post, então aguardem.

Além disso, a JBC disse que a partir de agora passará a usar um novo papel que não é tão novo para os compradores. Ele será o mesmo pisa brite que já era usado anteriormente, mas agora com 52 gramas, qualidade superior ao atual da Panini que utiliza um papel jornal de 49 gramas. Esse é um dos motivos para o aumento de preço da JBC. O outro é a tão aguardada presença de páginas coloridas nos mangás, assim como aconteceu em Freezing. Segundo a editora, todos os mangás daqui pra frente que tiverem páginas coloridas no original, também terão por aqui. Isso se aplica aos próximos lançamentos, claro. Também teremos as ilustrações nas contra-capas, como acontece na dona concorrente – mais um atrativo para os fãs.

Vale citar, que muitas pessoas dizem que a JBC está cobrando “mais caro” pela mesma coisa que a Panini oferece, mas precisamos lembrar que a Panini é uma editora infinitamente maior que a JBC, tendo muito mais verba e recursos para que seus preços sejam mais baratos. Também devemos ressaltar que o preço dos mangás “convencionais” continuará sendo de R$11,90 e o papel será trocado, inclusive, nos mangás já em andamento (Fairy Tail, Bakuman e etc). Portanto, na minha opinião o aumento da JBC está justificado. Não me importaria e nem me importarei de pagar os R$12,90 em mangás com essa qualidade de Freezing. Espero que todos os próximos lançamentos sejam tão animadores quanto esse.

3 – Soul Eater

O mangá de Soul Eater terá algumas novidades. O primeiro será um novo formato, menor do que os tankos que a editora publica. Será algo próximo a Negima (só no tamanho gente, não no número de páginas), me fazendo ficar em dúvidas se será em um tamanho semelhante de Deadman Wonderland. O valor do mangá será de R$10,90 (isso mesmo, não é 11) e o título terá páginas coloridas somente quando houver no Japão, claro. Também já teremos a capa interna colorida, nova gramatura do papel e tudo mais. O lançamento está programado para Julho, mês de Anime Friends / Festival do Japão.

4 – RG Veda e outros lançamentos

O grande anúncio da noite ficou lá pro final. A JBC anunciou que publicará RG Veda, um dos mangás mais pedidos pelos fãs do grupo CLAMP no país. Quem quiser saber um pouco mais, leia o post AQUI. Isso já serviu para deixar claro que não existe exclusividade de JBC ou NewPop para publicar materiais do CLAMP no Brasil (ou seja, é corrida galera, se vira e pega primeiro). Ainda não existe data para o lançamento, mas está programado ainda para 2012.

A editora também disse que no segundo semestre haverá mais lançamentos, algum (ou alguns) provavelmente sendo anunciados em Julho, mês de muitos eventos e repercussão do meio. Acredito que aqui teremos um duelo interessante, já que a Panini já possui um pacote interessante pra ser anunciado no segundo semestre. Vamos ver pra que lado vai a preferência do pessoal.

5 – Crunchyroll Brasil

Esse aqui talvez tenha sido a minha grande decepção da noite. A JBC se pronunciou em relação ao Crunchyroll e disse que o processo para o produto chegar ao país está em passos lentos e não existe previsão para isso. Aparentemente, os americanos estão emperrando a negociação devido alguns detalhes que envolvem até mesmo a recente versão espanhola dessa brincadeira. Então para quem estava esperando por um stream oficial de animes por aqui, terá que ficar com a opção de assinar o produto americano por enquanto, ou ocorrer para os métodos alternativos, que vocês sabem o que eu quero dizer. Voltamos para a estaca 0 – isso falando como consumidor, claro, já que as negociações continuam por parte dos envolvidos no projeto. Teremos que aguardar.

6 – Relançamento de Yu Yu e Samurai X

É, um dos temas que mais eram esperados acabou também não tendo muitas novidades. O relançamento de Samurai X e Yu Yu Hakusho que foram divulgados ainda não tem nenhum tipo de previsão. Nada. E eu digo nada mesmo. Não tem data, muito menos formato e muito menos… nada. Vamos ter que esperar mais um pouquinho pra ver esses títulos novamente por aqui.

7 – O selo Graphic Novel acabou?

Não. Segundo a JBC o selo Graphic Novel não acabou, mas ainda não existem previsões de títulos para serem aplicados nesse gênero. Além disso, a editora deixou bem claro que pode a qualquer momento investir em qualquer outro tipo de mangá, seja ela shoujo, josei, shounen, seinen e outra demografia que você queira aplicar. Tudo depende do momento e dos títulos disponíveis no mercado. Só não sei se eu colocaria yaois e yuris nessa brincadeira, mas mesmo assim é uma nova esperança para os fãs dos gêneros. Também foram questionados sobre a publicação de mangás nacionais, mas não deixaram muito claro se seriam ou não a favor de tais materiais no futuro. Não foi descartado, mas também não senti muita firmeza no assunto.

8 – A entrada de Cassius Medauar na JBC

Bem, não vou me alongar muito em relação a isso. Só posso dizer que tive o prazer de conversar rapidamente com o Cassius (de camisa social na foto) e espero a melhor sorte possível para ele e para a equipe da JBC nessa nova fase. Ele tem muita experiência de mercado e com certeza agregará muito para ambas as partes. Quero lembrar os leitores, que não adianta querer mudanças “agora”. Um processo assim você sentirá com tempo e com muito trabalho, algo que a JBC conseguiu me passar bem na coletiva (que eu estava com sono, mas é porque eu durmo em qualquer tipo de palestra, então não conta). Boa sorte Cassius, que você não precise do trevo de 4 folhas que lhe foi dado e que os leitores possam curtir seu trabalho como curtiram na sua passagem por outras editoras.

9 – Conclusões e comentários finais

Também não pretendo me alongar muito por aqui. A coletiva foi ministrada por Edi Carlos, Léo Lopes e o Cassius (da esquerda para a direita na imagem) e posso dizer que saí satisfeito com o que vi. Muitas das respostas e pronunciamentos não foram nenhuma “novidade” e até mesmo “padrão”, mas o importante é que na maior parte do tempo a JBC conseguiu me convencer que está fazendo tudo para que um bom trabalho seja feito daqui por diante. E não digo somente na qualidade dos mangás, mas essa aproximação com o público já foi algo muito bacana de ser feito e de se elogiar. Espero ver mais coletivas como essa não só da JBC, como para a Panini e até a NewPop (se bem que essa). Agora nos resta ter paciência e esperar os resultados nos próximos 3, 4 meses em diante. Fica aqui a boa sorte desejada pela  galera do Chuva de Nanquim, que claro, continuará a criticar quando for necessário, não deixará as piadinhas de lado e tudo mais que os leitores já estão acostumados. Vamos ver o que nos espera da JBC depois desses 11 anos de mangá. Ah, e também rolou um videozinho bacana sobre esse tempo da editora, basta clicar AQUI para ver.

E um adendo: o Facebook da editora continuará a ser usado como canal de complemento da JBC. Vocês continuarão a ver imagens da redação e coisas do tipo. Porém, o portal Henshin passará por uma reformulação em breve e os anúncios e relacionados serão feitos com maior efetividade por lá – que passará a ser algo mais como “blog da JBC”. São mudanças que só veremos com o decorrer do tempo, como disse anteriormente.

10 – Chuva de Nanquim compra ações da JBC

Tá, isso é brincadeira. Mas como eu não achei outra oportunidade de colocar a foto, vai ficar isso aí mesmo. Da esquerda pra direita: Edi Carlos, eu (não sou fotogênico quando as minhas fotos não são tiradas por mim), Cassius Medauar, Léo Lopes e meu amigo intruso na foto (brincadeira Toshio, eu sei que você tá lendo isso).

10,5 – Cobertura do Video Quest

Para quem quiser conferir como foi a coletiva no formato vídeo, segue o trabalho dos nossos amigos do Video Quest!

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • “10 – Chuva de Nanquim compra ações da JBC”
    HAHAHAHA.

    Eu acreditei. -n

  • Rikuo

    ja comprei freezing depois de ler isso daqui /o/

  • Sempre acreditei na JBC e no potencial da editora! Estou torcendo pelo sucesso deles! E, claro, estou vibrando com o relançamento de CCS e com a possibilidade de, um dia, relançarem Inuyasha!

    Ah, NÃO FALARAM NADA DA AI YAZAWA, AQUELA MALDITA? XD

    • E não é que o marketing funcionou?
      Quem ontem queria exterminar a JBC, hoje tem fé na mesma huahuaauuahuah
      Não que esse seja seu caso, mas há 2 meses atrás, ningém acreditava na editora e se pudessem jogariam uma bomba por lá.

      =^o^=

  • Miguel

    Legal, gostei das mudanças em relação ao papel e páginas coloridas, não me importo de pagar R$1,00 a mais por isso,
    Por enquanto essa foi realmente a notícia mais relevante para mim, agora só me resta aguardar a JBC e a Panini dizerem quais serão os outros novos lançamentos para o segundo semestre (to realmente ancioso por isso).

    Ah, queria saber se os títulos já em andamento pela JBC (Bakuman, Bakuman, Bakuman, etc) terão também páginas coloridas, ou se com os títulos em andamento só ocorrerá a troca de papel. Vlw aew!!! o/

    • Dih

      A questão é que dos mangás em andamento, quase nenhum possui páginas coloridas no original, então vai ser meio difícil. ^^

      • Mugi-chin

        Mas bem que poderia rolar um mimo em Bakuman e pelo menos na edição final de Hikaru no Go. Só pra dar um “up” na coleção!

      • Miguel

        Entendi Dih… vlw :/

        Mas bem que lá no japão, quando encadernarem o último volume, podiam botar tipo um mini pôster (tipo aquele que saiu no Naruto volume 27), ae podia ter,,,! *-*

      • Mugi-chin bakuman no original n tem páginas coloridas, só na jump semanal mesmo que bakuman tem.

      • Mr.Monteiro

        Kobato possui páginas coloridas que, por sinal, são belíssimas ilustrações. Qquando li que CCS e Freezing teriam páginas coloridas fiquei feliz e ao mesmo tempo triste por Kobato não ter aproveitado essa chance por já está sendo publicado.

  • eu acompanhei cada minuto ,com esperança,
    e no final fiquei supreso com as mudança positivas da editora.

  • Mugi-chin

    Pelo visto, Sakura vai vir mais ou menos na mesma qualidade que os one-shots do Toryama (Kajika, Sand Land, Cowa, etc…) saíam pela Conrad! Muito bom e ainda vai ter páginas coloridas!!!
    Bem que Bakuman poderia ter saído nessa “nova era da JBC”. Será que vai ter algum mimo em Bakuman daqui pra frente? u.u

    • acho que Bakuman só terá esses mimos quando sair o guide book. :/

  • Estratégia.

  • Legal o vídeo! Me fez lembrar de boa parte do material que tenho em casa. Até comentei no Twitter que comprei a 1a. edição de Love Hina no Dia dos Namorados de 2002 – ou seja, exatos 10 anos! ^^

    Bom, já comentei o que achei disso tudo no post-liveblog, mas agora tive certeza: a JBC tá realmente demonstrando que quer mudar (só precisava da opinião de alguém que estava no evento, como o Dih). Desejo toda a sorte para a JBC, que acompanho desde o início de suas atividades com mangás, e que acreditem que possam fazer mais e melhor, porque potencial a editora tem.
    E nós, leitores, temos que fazer nossa parte: criticar quando necessário, mas também ELOGIAR quando isso é merecido. Já proponho um #ParabensJBC (ou qualquer hashtag semelhante) quando Freezing e Sakura chegarem às bancas (e bem direitinho, é claro). O que acham? ^^

  • Guto

    Nada de Lost Canvas Gaiden =/

    • Dih

      O Gaiden já havia sido anunciado. Deve sair em breve.

  • Psi_Gemini

    a unica coisa que quero é que relancem shaman king e yu yu com qualidade decente e as paginas coloridas da versao kanzenban

  • a editora agora realmente merece apoio.
    e espero que eles de a chances para mangas nacionais, é o meu grande sonho trabalhar com isso, e editoras como a newpop e a revistas ação magazine que dão a oportunidades, já não dão as caras faz séculos 🙂
    seria bom mandar algumas paginas?!!

  • Dii M.

    Da hora!!!! que bom que o ChuNan fez essa cobertura! poxa vida, eu tava na SUPER expectativa de ter To Love Ru… é realmente muito bom ouvir essas notícias. Imagina que legal?!! duas editoras de mangás que trazem títulos com qualidade! isso é ótimo!

  • Cristian

    Bem que poderiam trazer pro Brasil o Dr. Slump (acho que começaram a publicar uma vez, mas pararam). Um título como esse com certeza daria certo.

    E talvez um Hayate no Gotoku e Kenichi o/

    XD

  • Papel Offset! *-* Papel Couché! = Designer feliz o/ o/ o/ Eeeeee~

    Meu Deus, eles realmente vão mudar o papel *-* ELES VÃO MUDAR O PAPEL!!! OMG~ Prevejo mais cuidado, não só na parte gráfica, mas também nos mimos para os colecionadores o~~

    VOU. FICAR. MUITO. POBRE.

    No mais, já tinha lido na cobertura ao vivo, mas esse post ficou bem mais conciso :3 Muito bom!

    E eu ri do número 10 xD

  • Ótima notícia. É muito bom ver uma editora com tanto potencial tomar essas mudanças que só farão a nossa alegria. Finalmente teremos grandes títulos numa qualidade respeitável.

    Fui um dos que enviou mensagens para a editora sobre os cuidados em relação aos mangás e o aumento de preço sem justificativa. Ficarei feliz em mandar uma mensagem resposta com os devidos elogios, assim que tiver o novo material em mão avaliado, é claro =]

  • A coletiva como postada parece que abriu bastante o jogo. Papel Couché é muito bom, espero que seja uma rotina, não apenas esporádico.
    Não consigo identificar o papel atual com as amostras de papéis que tenho, mas como trabalho com isso ainda acho que 52g muito fino pela quantidade de tinta que cada página leva. Papéis de gramatura maior que 60 são mais fáceis de encontrar e mais baratos para comprar, se fosse com gramatura maior talvez o preço fosse menor.
    Eu torço muito para que a editora se reerga e confio no Cassius desde os tempos da Conrad, só espero que a diretoria da editora não barre as melhorias propostas por ele e aquelas boas vindas do público.
    A Panini poderia fazer algo do tipo também, na linha de comics Marvel e DC eles fizeram faz pouquíssimo tempo, e só de lerem as diversas coberturas já se mexam para que o mercado todo cresça em conjunto para melhorar o produto que o público admira e preza tanto quanto os mangás.
    PS: Pode se dizer que Papel Offset é o nome industrial do papel branco, Papel Sulfite é o nome popular do mesmo, o seu pacote de “folha sulfite” é papel offset, confira na embalagem.

    • Mugi-chin

      Foi como eu disse anteriormente, penso que os mangás edição especial da JBC virão no mesmo padrão que os one shots do Toriyama que saíram pela Conrad (Kajika, Cowa, Sand Land, etc…). Papel off set, capa um pouco mais rígida, e as vezes algumas páginas coloridas…

  • Fernando

    o mais esperado pra mim seria o canal via streaming… pra oficializar .. ou recompensar com alguns trocados a quem merece os animes que assisto, infelizmente (ou não) continuarei a ver pelos métodos que alternativos de sempre

  • Gekkou Hayate

    O que eu queria mesmo era que os mangas da JBC tivessem plastico-lacre, igual aos da Panini =/

    E outra coisa, que sei que são poucos que gostam, seria a utilização de honoríficos nas traduçoes o/

    De resto gostei bastante, mts coisas boas anunciadas nessa coletiva, quero só ve o tamanho de Soul Eater agora, provavelmente vou comprar

    • Cara, eu sou meio contra o uso de termos japoneses nas traduções, torna o mangá muito mais específico para otaku, e o torna menos atrativo para conseguir público novo (não otaku).

      Claro, sou totalmente contra “tradução” de nomes.

      • Gekkou Hayate

        Eu sei disso, isso é um gosto pessoal meu. Eu nao me importo de nao ter, tanto que compro titulos da JBC, mas prefiro com eles haha. Acho que isso não tira tanto o publico assim, eu tb acho que diminui, mas a panini usa, por exemplo.

        Tem mangás que ter honorificos ou nao faz diferença.

      • Paulo

        Eu sou contra o uso de honoríficos em histórias que se passam fora do Japão, mas aquelas que se ambientam em solo nipônico, como Bakuman, eu sou favor do uso de tais termos, pois em alguns casos eles auxiliam no melhor entendimento de certos diálogos.

      • @Gekkou Hayate:
        Bom, realmente isso não seria um fator determinante para a decisão de ler ou não a história, hehe, mas acho que um conjunto de coisas semelhantes pode acabar atrapalhando de forma um pouco mais significativa, hehe.

        @Paulo:
        Eu costumo ser menos crítico com histórias ambientadas no Japão, nisso eu concordo contigo… mas igual, ainda acho melhor deixar sem eles, até porque quase todos honoríficos podem ser adaptados pra português. 🙂

      • Eu entendo o que o Renan quer dizer, acaba mesmo ficando mais restrito a quem está mais familiarizado aos termos, mas em contra partida, eu odeio ler um mangá com um ‘Irmão, não faça isso!’.
        Ninguém no Brasil chama seu irmão de irmão…
        Prefiro que fique nii-chan, nee-san, etc… nos scans, funciona muito bem colocar uma nota no roda pé explicando o que significam esses termos.

        E Eu acho muito pretensioso querer que um produto feito ao público japonês se molde aos brasileiros. Mesmo porque se um cara vai numa banca de jornal comprar um produto da cultura Jpop, ele já tem idéia de que aquilo é algo diferente de uma HQ.

        E não é tão complicado assim entender o que significa sensei, san, kun, chan, oba-san e etc com uma notinha no roda pé.

        A Panini tem um tipo de glossário no final com todos os termos em japonês usados no volume o que também não é ruim. Melhor isso que no lugar de ‘Usami-sama’ você ler um ‘Senhor Usami’ (pfff).

  • Diego

    Nao ia mais comprar da jbc tirando os que já tenho, daquele jeito nao dava. Mas agora que melhorou, se quando eu visualizar na banca for melhor como disserão, voltarei atrás e comprarei Soul Eater.

  • Paulo

    Eu vou dar mais um voto de confiança para JBC e espero não me decepcionar, pois caso contrário nunca mais irei comprar mangá dessa editora. Sim, isso é um ultimato!

  • Haha vendo tudo isso de comentario bacana pra editora lembro do aumento de R$1,00 nos mangás de um tempo atrás que o pessoal queria até boicotar a editora.

  • Marcos B.

    ja estava com vontade de compra soul eater por ser fã, mais agora depois de ver as “melhorias” e a vontade da JBC de melhorar eu vou compra com certeza e quem sabe mais titulos que aparecer

  • Elvis Moreira

    As condições apresentadas na coletiva (de acordo com o ChuNan) são confortantes, e, realmente não podemos esperar mudanças drásticas à curto prazo. O simples fato de termos páginas coloridas que, até pouco parecia impossível já é um grande progresso. Pelo que entendi, espero muito que o “meu” Ranma 1/2 chegue em casa com as páginas coloridas existentes..pra quem curte mangá, até parece coisa de outro mundo..no mais, ancioso por Sakura e com pena do meu bolso; já tenho cinco assinaturas em vigor..foi uma pena a JBC não ter relançado One Piece (agora, rs).

    • Sanada

      Mangás em linha não serão alterados.

  • Acho que bakuman que ja saiu ja aumentou o preco… quem comprou? realmente as mudancas foram feitas? Porque aumentar o preco e continuar na mesma eh muito bom, nao eh?

  • Já notei a diferença no papel em Fairy Tail, bem melhor. Adorei as notícias 😀 Vou comprar Sakura com certeza !

  • leodh

    To doido pra ver qual é a do papel 52g. Em breve devo comprar esse bakuman 10.

  • Mah

    Tinha até Combo Rangers no vídeo!! AHIUHAEUH
    adorei as noticias, como eu já tinha dito em outros coments, não ia ser eu que iria abandonar a minha editora favorita e meus mangás favoritos, mas eu tinha ficado feliz com o numero de reclamações que ela estava recebendo, que foi o empurrãozinho pra ela melhorar *-*
    Essas pags coloridas serão ao estilo Chobits né? estava com saudades disso, e realmente achava que a falta da contra-capa colorida tava deixando a JBC pra trás mesmo..
    Boa sorte JBC! que vocês se esforcem muito (pq nada vem de graça) e que consigam alcançar o público!

  • JMB

    Relamente axo q essa será uma nova fase da editora. Q os novos lançamentos sigam a expectativa dos leitores. Pena q tdo de CDZ ainda vai estar relacionado ao Del Greco, sendo q ele poderia ter feito um trabalho bem melhor com uma série tão famosa.

  • Lágrimas rolaram pelas capas coloridas presentes também em Soul Eater *-*
    Queria poder ver a foto com as páginas coloridas de Freezing ampliadas, mas enfim, parece estar realmente magnífico, a JBC está começando a me convencer a continuar comprando seus produtos mesmo com o aumento do preço, só com o mangá em mãos pra saber se comprarei ou não, mas até agora tudo sussa ;D

  • Eleandril

    Cíntia Miguel, como assim que no Brasil ninguém chama um irmão de irmão? Só se for você, pois eu chamo meu irmão de irmão, e minha irmã de irmã. Estranho seria eu chamar meus parentes por termos japoneses.

    Se você não curte a adaptação é outra coisa, mas dizer que ninguém chama um irmão de irmão, aí é forçar a barra. Prefiro mil vezes que usem os termos que nós usamos aqui no Brasil, do que abarrotar os mangás com nii nee san sama e equivalentes.

  • Pingback: Video Quest – Coletiva de Imprensa da Editora JBC « Video Quest()

  • soul eater vai ser formatinho yugioh/naruto pocket?

  • Era isso q eu queria ver acontecer, pessoal reclamou do aumento de preço e tal, eu tbm n gostei mas dai vc vê que realmente vai estar pagando para algo com uma qualidade maior, n o mesmo de antes só q mais caro, agora vou comprar meu Soul Eater com um pouco mais de sossego na cabeça XD

  • Pingback: Video Quest – Coletiva de Imprensa da Editora JBC | Video Quest()

  • Pingback: Video Quest - Coletiva de Imprensa da Editora JBC - Video Quest - Anime - Mangá - Vlog()

  • Pingback: Evento da editora JBC acontecerá amanhã em São Paulo | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Henshin + 2015 | Biblioteca brasileira de mangas()