Review – Freezing, quando o fanservice nunca é demais: Volume 1

Porque um pouco de roupa rasgada em um mangá não faz mal pra ninguém.

Se você achava que Monster era o melhor lançamento nacional do ano de 2012, ou que Soul Eater traria todos os holofotes para ele, ou que Sakura teria a melhor qualidade de um mangá nacional, está certo (ou não, já que isso depende muito mais do gosto pessoal de cada um). Mas se houve um lançamento que foi recebido com “menos alarde”, esse com certeza foi Freezing. No meio de tantas coisas renomadas lançadas por ambas as editoras, a JBC resolveu apostar no título como o “substituto” de Tenjho Tenge – e claro que isso é puro jogo de marketing, já que em semelhança a história só passa perto das roupas rasgadas das protagonistas.

De qualquer maneira, o título deu sorte: apareceu em pleno processo de “reformulação” da JBC e ganhou o grande atrativo das páginas coloridas e uma edição caprichada da editora, o que lhe rendeu uma maior atenção por parte de pessoas que nem cogitavam sua compra. Pois bem, será que Freezing consegue convencer o leitor a continuar sua coleção? Será que Pandoras e Limitadores conseguirão se destacar ou se misturar no meio de tantos mangás em publicação no mercado nacional? É isso que você confere agora.

A história

Qual a melhor forma de combater ameaças alienígenas que invadiram a Terra? Você está certo se disser garotas destemidas e prontas para rasgar a roupa em prol da sobrevivência da raça humana. É assim que começam as batalhas entre Novas (os aliens) e as Pandoras, garotas que tiveram uma espécia de célula de combate implantada em seus corpos. Armadas com ferramentas de combate chamadas de Volt Textures, as garotas terão que unir forças com… garotos! Isso mesmo, garotos mais novos do que as guerreiras são os chamados Limiters, e eles é quem terão a missão de ajudar na sobrevivência de suas amigas lutadoras.

Como não poderia faltar, existe uma instituição para cumprir a função de formar as máquinas de combate. E é na Academia Genetics que conhecemos Kazuya Aoi, irmão de uma Pandora que morreu em uma batalha contra um Nova, e que por esse motivo está disposto a seguir os passos de sua irmã. Para isso, ele deve se associar com uma Pandora, e ele tinha que escolher justo a mais complicada das meninas: Satellizer, uma  Pandora que é considerada a maias poderosa entre as estudantes mas que tem um trauma em ser tocada por alguém, e que por esse motivo se recusa a ter um limitador. Como será que essa dupla vai seguir adiante? E qual será o verdadeiro poder de Satellizer? Só o tempo e muitos corpos a mostra – literalmente – dirão.

Considerações Técnicas – O mangá

Publicado na revista Comic Valkyrie desde 2007, Freezing é um dos mangás que fazem parte do extenso currículo do coreano Im Dal-Young, criador de obras como Aflame Inferno (que surgiu rapidamente no Brasil pela editora Savana, mas desapareceu na mesma velocidade), Unbalancex2 e Kurokami. A série – que também é publicada em simultânea na Coreia, mas que na verdade se trata de um mangá – rendeu dois spinoffs que mostram a “origem” dos personagens e, de quebra, rendeu um anime de 12 episódios em 2011. Atualmente o mangá se encontra em seu volume 15 e com muita força, sem previsão de término. Os belos desenhos da série ficam por conta de outro coreano, Kim Kwang-Hyun, o mesmo de Aflame Inferno, por sinal.

Um pouco de tsundere, um pouco de um protagonista sem noção, um pouco de colegial, um torneio, muitas garotas com peitos desproporcionais e muita roupa rasgada. Pronto, esse é o plot de Freezing. O suficiente para fazer dele uma das melhores apostas para o mercado nacional para um público ocasional e que busca algo leve e recheado de fanservice. Mas tudo para por aí. O grande mérito de Freezing é se comunicar de uma forma direta e sem rodeios com seu leitor. “Vamos para a porrada, rasgar calcinhas e é isso que importa”.

Se você procura personagens únicos e com características marcantes, com certeza Freezing não é o mangá que você procura. Personagens caricatos e clichês, com motivações clichês e um enredo ainda mais clichê e batido ainda. Comparado com outras obras do próprio autor, como Unbalancex2, os personagens são razos e tudo parece muito “falso”. E não, não estou sendo “hater” da série, mas é inegável que 70% da história seja semelhante à tantos outros mangás do gênero, e aqui podemos citar o próprio Tenjho Tenge, ou Sekirei, Ikkitousen e tantos outros em que “garotas guerreiras” são o centro das atenções da história. Isso não necessariamente é um problema, afinal existe um público para isso. Mas que fique claro que se você busca algo “diferente”, Freezing com certeza não deve passar perto de uma lista de recomendações.

Mesmo assim, como disse acima, a história é cativante para o público casual, que gosta da boa e velha fórmula de “porradaria”, somadas com garotas semi-nuas em abundância. Também é necessário destacar que a arte é muito boa e que todas as cenas de ação são muito bem feitas. Porém é claro que a classificação de 18 anos do quadrinho já mostra tudo: em grande parte da história a brincadeira toma outras proporções, e o excesso de ecchi e de cenas extremamente apelativas acabam atrapalhando um pouco aqueles que queiram algo mais simples e longe dos olhos tortos. Assim como o próprio Tenjho Tenge, Freezing apresenta cenas de sexo e violência “visual” que não podem ser consideradas “normais” para quem não está acostumado com esse tipo de linguagem (logo nesse primeiro volume praticamente temos um estupro da protagonista). Claro que muitos não se incomodam com isso e provavelmente esse foi um dos motivos para o grande sucesso da série.

Considerações Técnicas – A versão JBC

Eis aqui o verdadeiro atrativo para a compra do mangá. Se você gostava da história simples de Freezing, mas tinha medo de adquirir a versão nacional por uma possível qualidade baixa, pode ficar despreocupado. Provavelmente esse foi o melhor lançamento da JBC nesse formato “padrão”, implementando todas as páginas coloridas da versão normal e um papel mais “claro” e sem tantos problemas de transparências, como era o esperado (vale dizer que o mangá não possui as capas internas desenhadas como Soul Eater). No geral, tivemos uma versão satisfatória, que manteve as páginas coloridas em um papel couché que não lembra nem de longe aquele horror de Next Dimension. Com isso, a editora ganhou bons pontos com essa versão nacional. Um bom trabalho que merece uma espiadinha.

A escolha do logotipo para o nosso mercado também ficou apropriada. Nada muito diferente do original e… não! Não adianta reclamar que aquele logo em japonês era melhor! Escolha acertada da editora nessa adaptação simples, mas muito melhor para a visibilidade nas bancas e do público que desconhece a “origem” de tal mangá. Além disso, a JBC manteve grande parte dos termos originais e a tradução de Denis Kei Kimura (nome que eu particularmente desconhecia) não deixa a desejar. Novamente vale reforçar que a classificação indicativa da série é de 18 anos e que a compra fica por sua conta e risco. É, você mesmo garotinho de 15 anos que está lendo isso aqui e vai comprar pra ler escondido dos seus pais. O preço de capa é de R$12,90.

O único fato curioso para esse mangá se encontra no glossário da série. Ao invés de manter um glossário interno como em Soul Eater, a editora optou por manter um glossário online, na página do título dentro do próprio site da JBC (que pode ser acessado clicando AQUI). Aqui fica à sua escolha dizer se a decisão foi acertada ou não. Eu particularmente achei uma decisão bem criativa, que economiza algumas páginas do mangá. Mas… será que um glossário impresso não seria interessante justamente para esse público casual que adquire esse tipo de mangá? Será que ele terá tempo ou vontade de ir até o site da editora para conferir algo assim? Acredito que muitas pessoas tenham gostado mais da ideia de Soul Eater, que manteve o glossário dentro do próprio mangá impresso.

Comentários Gerais

Não acho que Freezing seja um lançamento de peso nesse ano de 2012 que nos trouxe tantos mangás importantes. Também não acho que ele tenha sido a decisão mais acertada para a editora (eu particularmente teria ficado com Ikkitousen, que tem uma popularidade muito maior por essas bandas). Mesmo assim, como disse anteriormente, o título tem o seu público. Posso dizer que apesar de ser extremamente clichê, Freezing apresenta uma leitura agradável e rápida, ideal para o leitor rotineiro. Um legítimo “sessão da tarde”, dizendo de uma forma mais espontânea e popular. Volto a dizer que o excesso de pornografia pode ser um empecilho para alguns e um atrativo para outros. Fica ao seu critério.

Se você tem outras prioridades em um ano agitado como esse, não vai sentir falta de manter Freezing em sua coleção. Se tem um dinheiro sobrando na carteira e o título te interessa, não vai ser um dinheiro “gasto a toa”. Fica ao critério do leitor. Pelo menos vale dizer que a JBC fez valer o investimento dos que escolheram a segunda opção. Em um momento em que o único concorrente “direto” do mangá é Air Gear, e que outros títulos semelhantes como Tenjho Tenge e Highschool of the Dead provaram que podem funcionar, Freezing pode construir uma boa fanbase por essas bandas. Vamos descobrir isso se a JBC resolver investir nos spinoffs da série ou não…

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • victor

    o Mangá lançado pela jbc de freezing está sensacional! vocês podem ter certeza que levarei a coleção até o fim! recomendo o anime também e a espera de uma possível segunda temporada

  • Daniel

    O grande problema, no meu caso que moro na fase 2, é que esse mangá nunca vai chegar por aqui pois é para maiores de 18 anos, assim como Hellsing e Futari H nunca chegaram.

    Até gostaria de conferir, mas se a JBC não ajuda, fazer o que né.

    • Diego Azevedo

      Pow, assina. Além de receber junto da fase1, fica 10% mais barato. Recebe em casa, 1 a 2 dias antes de aparecer nas bancas (no seu caso, 1 mes antes)

      • victor

        ou você pode comprar pelo site da liga HQ la é baratinho sem taxa de frete só paga o valor do mangá +1,50 de taxa de manuseio eu acho

  • A qualidade da versão nacional parece estar excelente! Se eu tivesse uns trocados sobrando Freezing entrava na minha coleção!

    De fato, o mangá não é “cult” , mas os personagens com o tempo vão tendo um desenvolvimento psicológico bem mais aprofundado (ainda que seja cliché, mas o povo gosta do cliché). Como é o volume inicial, a quantidade de peitos e pouca roupa é absurda, mas tende a diminuir um pouco com o avançar da história, mas os fãs dos corpos sensuais das Pandoras não ficarão decepcionados pois na abertura de cada edição tem um poster da Pandora da capa numa pose “sexy.

    Freezing é como o filme blockbuster da temporada: é bobo, cliché, mas cumpre muito bem sua função: divertir.

  • Kamal

    Não conhecia o mangá e resolvi comprar para ver qual era a dele. Me surpreendeu a qualidade fisica do mangá, ótimo trabalho da JBC, vale o preço um pouco maior. Referente a história, achei bem divertida a leitura, é porrada e sem muita enrolação. Vale a pena conferir.

  • Apesar de não ter uma história semelhante, Freezing, na minha opnião, é bem indicado pros eros que ficaram orfãos com o fim de High Scholl Of The Death. Achei a história clichê e tudo acaba sendo uma desculpa pra uma nudez desnecessária, puro fan service, mas tenho que me conformar, hoje a indústria de mangás e animes é quase toda movida pelo fan service. Claro que tudo isso é proposital, atingindo muito bem o publico alvo.

  • Vou dar minha opinião sobre Frez… z. .zzZzZzZzzzzzzz

  • depoi de ler esse post fico na duvida se compro esse mangá, divido o quanto com meu irmão de 14 anos e ele costuma ler meus mangás, ñ sentiria bem ele lendo mangas assim

    • É só a minha opinião, mas qual seria o problema? Ele tem 14 anos, é um adolescente que tem acesso a qualquer tipo de material, independentemente de ser um mangá comprado pelo irmão, comprado por ele próprio ou lido na internet. Para além disso, ele já tem maturidade para saber que o que se lê num mangá não é o correto no dia-a-dia, certo? Falo, pelo menos, de um rapaz de adolescente comum. O caso pode não se aplicar ao teu irmão.

  • Eduardo

    Dih você não é muito de mangas/animes ecchi né? Eu não gosto muito, comprei Rosario + Vampire II sem saber que era ecchi, ai me obriguei a ler e acabei gostando da historia.
    Teve mangas que aconteceu o mesmo com você?

    • Dih

      Que nada! Eu amo Tenjho Tenge, por exemplo. XD E leio outras coisas também. Não tem algo que eu “não goste”, acho que depende muito da história me prender ou não. Pra mim Freezing foi “indiferente”. Não me importo em ler, mas também não é algo que eu vou ter que comprar religiosamente.

    • Eu diria que R+V é ecchi e não é.

      Apesar de ter muito fanservice, ele ainda mantém prioridade para o enredo.

      Apesar de que nos primeiros capítulos da Season I ele fosse um pouco mais romcom, quando ele começa a migrar de fato pra shonen de ação, ele passou a valer muito.

  • Giovanna

    Concordo q acertaram traduzindo o logotipo, mas achei curioso terem colocado em cima do original, em vez de substituí-lo. Algum motivo pra isso?

  • Vou ser rápido e direto: Tem mamilos?

    • Dih

      Sim. Mamilos polêmicos.

      • Dih fiz o pedido do meu pela jbc, mas quero saber,quantos volumes são ao todo e se ainda está sendo públicado no Japão ou já foi finalizado? Vlw!
        PS: Sou relativamente novo no quesito de assinatura de mangás, queria adquirir Hellsing com a JBC. Nesse caso eu tenho que esperar a JBC oferecer ou tem como fazer o pdedido?

        • Dih

          Como disse no review, são 15 volumes e está em andamento.

      • Aí sim, já esta na lista desse mês. Olha o Dih mudou a foto do gravatar LOL tava acostumado com a outra, quase não percebo

  • Leonardo

    o começo de freezing é puro e completo fanservice, mas depois vai ficando melhor. pelo menos na minha opinião !
    é uma boa pedida pra tudo que tu disse ai

  • Eu sou um rapazinho de 15 anos que vou comprar o mangá. Diferenças? Apenas se ele for lançado nos EUA e sem esconder dos meus pais. Primeiro as chances de eles os abrirem são quase nulas, sendo que as capas não têm nada de mal. E, mesmo que abrissem, não tem pornografia, apenas fanservice muito forte (por exemplo, uma das imagens que ilustram este post dá a impressão de um estupro, mas não é um estupro). Logo… qual é o problema? Não tenho vergonha. Isso é estranho? xD

    • Dih

      Problema nenhum. Foi só uma brincadeirinha. XP

      • Sei que sim, gostei da brincadeira, senti-me referido no post 😛

  • Ikkitousen tem o traço bem mais “feio” que Freezing, e brasileiro não otaku (a maioria) leva isso muito em consideração. E se excluímos os otakus, ambos títulos são tão (des)conhecidos quanto.

  • Achei bem fraquinho o review em Dih, esqueceu de citar que Freezing pode ter putaria, mas tem “plot” a ser desenvolvido, o pouco que prestou do anime prova bem isso.

    E se fosse pra vir um mangá de guerreiras no lugar de Freezing, é Sekirei, pois esse sim tem traço bonito lol (e ainda uma personagem igual a Satellaizer).

    E os personagens tem um mínimo de aprofundamento sim, mas só lá mais pra frente, esse vol 1 tá mais só pra apresentar o inicio da história, comprarei todo o mês e reclamarei se não tiver 🙂

  • Henrique

    bem esse vai ser um comentario meio que spoiller mas só eu tenho a impreção que o autor esqueceu do modo pandora ? tipo acompanho online e ja faz um tempo que nenhuma pandora o usa ‘-‘

  • Freezing possui muito fan service, o que pode ser ruim para alguns[como eu] mas depois de um certo tempo isso se torna menos intenso. A história passa a se focar mais nas relações do Projeto Pandora e na convivencia das garotas que estão alí. Também demonstra os ideais e as histórias de algumas pessoas, tais como seus sacrifícios ou seus motivos para se tornarem “guerreiras”.
    É uma boa leitura, no começo a história ainda é muito confusa, faltam alguns detalhes para deixar o leitor com maior carisma com alguns personagens.

    Sem dúvida, levarei a série enquanto a JBC publicar.

    Só tenho uma pergunta. A 2ª Edição já está nas bancas ou só no meio de Agosto mesmo?

    • Roger

      Já está nas bancas. Se não encontrar você pode comprar pela comix ou pela Liga HQ.

  • Roger

    Estou gostando. É uma leitura divertida e uma boa opção para passar o tempo. Sou um daqueles que acha que nem só de cult e grandes sucessos vive um otaku. Certas vezes é preciso relaxar e dar umas risadas com alguns seios balouçantes.

  • flavio

    Freezeng é mediano, foi um pouco dura a avaliação.

    tem fanservice, mas a satellizer é linda, e a história é bem dinamica, sem enrolações, e as cenas de batalhas são muito bem feitas.

    É o tipo de manga ideal para atrair futuros compradores, seja pela história leve, ou pela carne a mostra.

    Vale uma lida pra julgar.

  • Rayovac

    Eu comprei freezing porque não tinha nada parecido com ele em minha estante e uma edição tão caprichada sem duvida vale a pena, eu recomendo não só pra quem curte fanservice mas para uma leitura diferente e alternativa a comum ou para quem quer algo mais descontraído em meio a Monster e Soul Eater, enfim curti e recomendo, as paginas coloridas estão ótimas recomendo a todo bom fã de manga.

    (OBS: Meu Sakura ainda não cegou na banca o geito é comprar online u_u e to loco pro 2º volume de Freezing, monster e tudo mais hehe)

    Rayovac!

  • Pingback: Checklist – Agosto com Lost Canvas Gaiden pela JBC | ChuNan! – Chuva de Nanquim()

  • Pato Supersonico

    Comprarei alegremente

  • É clichê ,é previsivel ,não faz muito sentido ,é apelativo e muitas vezes é raso .Mas e daí !?Me diverti lendo o primeiro volume desse mangá (que comprei mais por curiosidade do que por qualquer coisa) e pretendo comprar os outros .E sobre a descrição deste mangá ,a maioria dos “shonens do momento” podem ser descritos da mesma forma .

  • João

    É divertido e arte é maravilhosa. Sinceramente, apesar de ter fanservice não ficou tão pesado quanto High School DxD, aliás ficou do mesmo nível em questão de arte e “nudez”, mas ainda ficou muito mais envolvente. Se você gostou de High School DxD, vai gostar muito mais de Freezing.

  • Mystical

    Eu ja havia lido o mangá pelo brazil manga,mas pausei um pouco por preguiça.Me interessei por ele,pelo anime,que não tem nem comparação com o Mangá.
    O traço,as imagens,e tudo mais do mangá é ótimo,as lutas também,e gosto da história e do romance,acho que vale muito apena pra quem quer uma história boa,lutas e um romancinho tipico de qualquer Ecchi.

  • Mystical

    Ah,no volume 2 ele só melhora,a história vai andando,tem uns flashbacks dramáticos que todo mundo gosta(XD),e uma personagem nova,que na minha opinião é a mais irritante do anime,mas que também é bem importante 🙂

  • fab

    Assisti o anime de freezing é achei show, as lutas são intensas, as personagens femininas são demais (Ela é Rana Linchen 😉 ). Para quem ainda assistiu, vejam este amv, para ter uma noção do anime de freezing.

    [embed width="300"]http://www.youtube.com/watch?v=OghMGKKSKec[/embed]

  • Mauro Felix de Souza

    Gosto muito de Freezing. Achei a edição da JBC ótima e pretendo continuar a coleção até onde puder!

  • Caio

    Excepcional. Um dos melhores

  • Pingback: Balanço do mercado editorial do 1º Semestre: Editora JBC | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Checklist – JBC: Junho de 2015 | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Checklist – JBC: Janeiro de 2016 | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Acabei de comprar 26 de 28 volumes lançados (incluindo o 1) de Freezing. E numa tacada só (O.o), o que me deixará um tanto quanto falido…
    E após procurar saber sobre um possível término da obra, caí aqui e num post sobre o checklist de janeiro de 2016 da JBC.

    A pergunta que me fica depois de ler ambos os posts, é: @Dih, você ainda está comprando/lendo Freezing? Se sim, o final realmente parece estar próximo??
    Eu analisei algumas condições para poder comprar o mangá, e o fato de já estar com quase 30 volumes foi uma delas, mas espero que não demore muito a terminar… meu bolso ficaria feliz. xD