Semanada – Bleach #537: Prinz von Licht

headerKubo gastando todo o alemão que não aprendeu na sua viagem à Alemanha.

E você aí se matando no curso de japonês pra ler Bleach, tsc!

1Bleach #537

Nada Além da Chuva 10ª Abertura – Prinz von Licht

Isshin prossegue com sua explicação, desvendando os motivos por trás da morte de Masaki. De acordo com o shinigami, ela não deveria ter morrido naquela noite. Sua habilidade quincy do blut vene, que cria uma defesa através da reitasu que corre nas veias, era extremamente poderosa – e por isso ela nunca mais havia sofrido qualquer ferimento de um hollow desde o incidente que a fez conhecer Isshin.

Ele conta que naquela fatídica noite, ele sentiu as reiatsus de Masaki e do Grand Fisher, e sequer cogitava que Masaki teria problemas em derrotá-lo, pois a vantagem de poder da quincy era muito grande. Além disso, no mesmo dia da morte de Masaki, Katagiri – aquela mesma, a quincy mestiça empregada da mansão Ishida -, mãe de Uryuu Ishida, perdeu a consciência e morreu 3 meses depois.

2A explicação para tais fatos foi a “Auswählen” (Seleção), feita por Juhabach… aliás, por Yhwach, a romanização correta do nome do líder dos quincies. As lendas quincies falam de um rei selado, que se recuperaria aos poucos, sendo o último estágio a recuperação de seus poderes, depois de 9 anos. Assim, para ter seus poderes de volta, Yhwach os roubou dos quincies ditos impuros para si há 9 anos atrás, matando Katagiri – que era fraca desde que nasceu – e Masaki, que perdeu seus poderes enquanto lutava contra o Grand Fisher.

Isshin explica que Yhwach é a origem de todos os quincies e que seu sangue corre nas veias de todos eles. Ichigo então se recorda de tudo que Yhwach lhe disse sobre seu passado que ele desconhecia, e sobre chamá-lo de “filho nascido nas trevas”. Ele agradece a Isshin e quando sai da clínica, encontra com Izumi, que veio lhe devolver sua insígnia de shinigami. Ichigo parte, agora sabendo o que fazer.

3Voltamos para o palácio quincy, onde Yhwach espera por alguém. É Uryuu Ishida que chega, vestido como um general quincy; o líder o recebe com satisfação, dizendo que irão lutar juntos… e chamando-o de “meu filho”.

A trollada com a mudança de cenário não aconteceu, mas para não perder o costume, Kubo deu aquela sacaneadinha, mudando a romanização do nome de Juhabach, tornando a leitura ainda mais difícil para os pobres mortais. Mas isso criou algo curioso, que eu inclusive já havia citado em outro Semanada: a alusão ao nazismo alemão e a perseguição aos judeus. Yhwach sempre citou o sangue-puro quincy e sua superioridade perante os outros. Agora, com a descoberta dessa “Seleção” feita há nove anos atrás, remeter ao nazismo é quase inevitável: superioridade ariana, com perseguição e morte aos ditos “impuros”. Para complementar, a nova romanização do nome de Juhabach, Yhwach, me remeteu ao nome hebraico de Deus, YHWH, cuja leitura é Javé (ou Jeová). Acho que a recente viagem de Kubo à Alemanha o fez muito bem e o encheu de criatividade!

5Tivemos ainda a confirmação da maternidade de Ishida, realmente filho de Katagiri e Ryuuken. E que no final das contas, Ryuuken não deve ter se casado tão a contragosto com a ex-empregada, já que ele mantém até hoje uma foto dela no seu escritório; uma relação que começou conturbada parece ter dado bons frutos.

E será que Ishida realmente mudou de lado, se juntando à Yhwach? Tendo o líder quincy culpa na morte de sua mãe, me parece óbvio que é uma tentativa de destruir o líder por dentro da sua organização. E acho que podemos esperar Ichigo no meio disso em breve, afinal, ele também perdeu sua mãe por culpa de Yhwach. Mas se bem conhecemos o moranguinho, ele provavelmente vai demorar a entender os motivos de Ishida; sendo o quincy muito mais cerebral do que Ichigo, que prefere chegar quebrando tudo ao invés de formar um plano – o típico herói de shounen. XD

4Até a próxima!

Asevedo

Designer de formação, atualmente sou Assistente editorial da Panini Mangá. Acumulo mangás e HQ's, que espero conseguir ler um dia. Assisto animes de vez em nunca.

Related Post

  • Esse final do FB fechou as lacunas mas deixou algo estrano no ar: se Yhwach roubou os poderes dos Quincies impuros então ele não considerou Ishida impuro por ser filho de Katagiri(que ele tirou os poderes sem dó?) ou será que é porquê ele é filho de Ryuuken,um Quincy puro e não seria assim tão impuro?Ficou meio estranho isso aí.
    Essas referências filosóficas/religiosas não são novidade em Blech.O próprio Izayel Aporro era uma alusão a Jesus Cristo e sua batalha erauma lusão aos adversários dele.O Kubo costuma debater muito sobre coisas polêmicas como guerras e ideologias,ciência e religião

    • jvmunhoz

      E além disso, olha os uniformes da SS (schutzstaffel) o exército de elite nazista. Não parece com o do Ishida?

      http://hollywoodprop.com/HauptsturmfFuhrerAllgemeine-SSb.jpg

    • Aka

      Tbem não entendi pq não tirou o poder do Ishida. O Ichigo tbem tem sangue Quincy, pq não tirar dele tbem? Ou ele tinha q “despertar” antes?
      Agora… a Mazaki não era uma uma Quincy pura, então pq roubar os poderes dela? Eu não sei se foi eu q li errado, a tradução estava ruim ou simplesmente tem coisa a mais aí, só sei q estou confuso com td isso.

      • Pelo que entendi, ele considerou a Masaki impura, talvez por ela estar infectada pelo hollow do Aizen…

      • Pred

        Disse tudo. Pq Ichigo e Ishida não foram mortos também? Afinal, tal qual suas mães, eles são impuros. Será que foi por protagonismo??

      • Chelsea

        Eu acho que o Ishida pode ser 100% quincy (a mae dele nao era 100, mas era quincy. Acho que ele pode ser 100% quincy, caso ele tenha herdado o sangue recessivo da mae.
        Quanto ao Ichigo, pelo fato de ele nunca ter desenvolvido o sangue quincy dele ele pode ter ficado “camuflado” até agora.
        E, quanto à alusao ao nazismo, note que desde o início isso existe em relacao ao Ishida. Ele sempre fez questao de bater no peito com orgulho o fato de ser um puro quincy e todas as técnicas dele eram em alemao (como todas dos quincys).

    • RafaSCCP

      Sim, e sobre o “nazismo” não é a 1° vez também.

      Desde o começo de sua aparição que o Juha vem matando quem não é Quincy puro, como o Hollow/Quincy que lutou contra o Ichigo e até mesmo o Roid que lutou contra o Yama, que no caso era um Fullbring/Quincy.

      Ou seja… ele usa a “mão de obra” dessas pessoas para depois descarta-las, assim como os Nazistas faziam com os Judeus.

      Bem legal mesmo isso que o KT faz, de misturar cultura, história e religião.

  • Mi Ka DXD

    De fato, o Ichigo é meio idiota e saí direto na porrada.

    • luis

      lol, diga-me uma cena ele tenha feito isso

      • Mi Ka DXD

        Quando invadiram a Soul Society e toparam com o Gin, em vez de bolarem uma estratégia (afinal era um capitão) o Ichigo já foi atacando ele. A Yoruichi então o chamou de idiota.
        O problema desses protagonistas é que eles sempre que vêem um inimigo e uma pessoa ferida, já saem atacando o inimigo sem pensar duas vezes.

  • Um bom capítulo, mas só acho que Ishida vai ser desnecessário nessa guerra, e pelo que tudo indica mesmo, ele não está do lado do Juha pra traí-lo, acho que o quincy vai ficar contra os shinigamis mesmo, mas não seria justo colocá-lo contra o Ichigo, mesmo esse sem seus podereis de ‘antes’, ainda assim daria um coro no Ishida, não levando o protagonismo em conta, mas sim as habilidades do Uryu. E não imagino ele ficando mais hypado com a ajuda do Juha, muito menos que esse tempo todo tenha escondido seus verdadeiros poderes.

    Esperando pro pai do Ishida aparecer comendo cus, ele sim é foda.

    • RafaSCCP

      Eu já acho que o Uryuu está envolvido só para destruir os caras por dentro! Com a ajuda do Osvaldo(kkkk) talvez.

      Não existe a menor possibilidade dele trair o Ichigo!

  • Eu ainda não me lembro do Ishida ter dito “Ei, Ichigo, vamos ser amiguinhos e pular nos campos de flores!”, então é bem aceitável que ele vá para “o lado negro da força” (que ironicamente deve ser chamado de “branco”, mas enfim), então nem tem porque ficar em choque com essa mudança repentina. Claro, o Ichigo, no início da série, tocava o foda-se e lutava com qualquer um, mesmo sendo mais fraco, só que o Tite (não o do Corinthians) fez o Ichigo evoluir (não no sentido de piada) muito com o passar do tempo. E, se me lembro bem, no capítulo 303 apareçe o Mayuri na capa, com cabeça de bode e tudo o mais, com o título de “Not Perfect is GOoD”, então já é meio que marca registrada do Kubo mexer com religião/história/etc.
    E o capítulo foi bem interessante, agora resta saber se o Kubo fez tudo isso, desde o início de Bleach, já pensando nesse final, ou se ele só pensou nisso agora…

  • dbatta

    Rukkkkkiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  • Esse capítulo foi fodastico a tempos bleach nao tinha um capitulo desse naipe..
    Enfim…Kubo disse que a batalha final não seria na SS,HM e nem no mundo dos humanos…
    ou seja..
    Ishida abre os portões para os inimigos entrarem e assim acabarem com os quincys.

    Bom agora uma coisa que eu entendi mais ou menos foi
    o ichigo ser o “filho das trevas”
    Ishida ser o “principe da luz” coisa parecida
    bom Ichigo é fruto de um shinigami com uma quincy
    ja Ishida é filho de dois quincys…enfim talvez seja isso

    tbm creio qe Ichigo não irá querer completamente os poderes de quincy..
    Bom quero ver os espadas que kubo disse que ia aparecer lutando ao lado da SS

  • Dahora Ishida,o cara mata sua mãe e você ainda vai ajudar ele(ainda tenho algumas duvidas quanto a ele ter feito isso,talvez ele só esteja aí pra colher informações..).

  • rodwillgo

    Na maior parte do tempo Ishida foi mal aproveitado. Não senti emoção/comoção alguma vendo ele ali. E vai ser estranho se ele virar um badass de uma hora pra outra. Por outro lago gostei muito dos momentos shoujos dos ultimos capitulo! lol

  • Hmm… inimigos que lembram os nazistas, um personagem que é um príncipe impuro e se alia ao inimigo que matou alguém que ele ama… estou falando de Bleach ou Harry Potter? 😀

    Quanto a Ishida ser aceito nas tropas de Yhwach, acho que pensar o nazismo ajuda um tanto (ou o próprio autor responderá mais para frente): os nazistas aceitavam soldados com sangue judeu, os chamados Mischling (impuros ou mestiços). Alguns com meio sangue judeu (sim, os alemães repartiam matematicamente a hereditariedade dos sujeitos) serviram nas fileiras do Reich e conquistaram posições do comando. Soldados com um quarto de sangue judeu também foram identificados. A partir daí (um oitavo, dezesseis avos, etc.) não foram contabilizados e acreditava-se que eram mais comuns. Por mais que as leis de Nuremberg proibissem os casamentos entre alemães e “aparentados” (ou seja, outros povos arianos) com judeus e que todos os casamentos que existissem nesses moldes estavam invalidados na Alemanha nazista, o exército e o partido foram mais flexíveis com aqueles que, mesmo com sangue judeu, se alistaram em suas fileiras. Mas estes, claro, nunca conseguiriam os mesmos direitos dos cidadãos “arianos” na nefasta Alemanha sob o julgo nazista.

    Um adendo: YHWH não é o nome hebraico de Deus, pois Ele não pode ter Seu nome dito em vão (Tanto que os judeus ortodoxos costumam grafar D’us ao invés de Deus, que é como os cristão normalmente grafam, ou Alá – Deus em árabe, como os muçulmanos, no lugar de YHWH). Alguns traduzem esse tetragrama como ‘Eu Sou’, que é como Javé diz que é para ser chamado quando Moisés O pergunta “E em nome de quem devo levar essas mensagens aos egípcios?”

  • Importante notar que no começo da 2ª guerra para ser membro da SS você tinha que ser ariano puro, com mais de não sei quantas gerações de pureza comprovada, conforme a guerra foi avançando e a Alemanha sacando que estava com falta de pessoal afrouxou e por demais os requisitos de pureza, tanto que há casos documentados de soldados da SS indianos.

    No final das contas, o pragmatismo sempre fala mais forte.

  • biazacha

    Resumindo o rolê: Bleach está foda, com revelações e reviravoltas que mostram que o titio Kubo vai dar um fim mega digno pra série – basta saber se as lutas acompanharão esse ritmo ou vai decepcionar.