Confira a capa do retorno de Vagabond pela editora Nova Sampa

Vagabond 15Volume 15 deve sair no começo de 2014.

Como anunciado aqui em Outubro, Vagabond está de volta ao Brasil pela editora Nova Sampa. O mangá retomará de onde parou na Conrad, a partir da edição 15, e posteriormente teremos os primeiros volumes lançados também (em um paralelo, algo parecido com o que aconteceu com a Panini e One Piece). O volume 1 da Nova Sampa, inclusive, está confirmado para lançamento ainda em 2014. Cada volume sairá por R$40,00 – dez reais a mais do que a publicação há 6 anos atrás – e seguirá exatamente o mesmo formato. A tradução ficará a cargo de Dirce Miyamura, a mesma que já tomava conta do mangá antes. Atualmente Vagabond se encontra em seu volume 36 no Japão.

Assim como noticiamos em primeira mão o lançamento do mangá, também divulgamos em primeira mão a capa do volume 15! A edição deve estar a venda já no começo do próximo ano (provavelmente em janeiro). Confira abaixo:

Vagabond 15 Capa

Capa 15 1

Capa 15 2

Lançado no Brasil em 2002, Vagabond teve um curioso método de publicação. No primeiro momento tivemos a edição meio tanko que durou até o volume 44. Em 2005 a editora decidiu parar a publicação meio tanko e prosseguir apenas com a bela e caprichada edição definitiva – considerada por muitos como a mais bela edição de Vagabond no mundo, porém a mesma foi cancelada em novembro de 2007 com apenas 14 volumes. Uma edição definitiva equivale UM tanko, mas possui uma versão luxuosa com papel pólen, sobrecapa e formato maior.

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Paula

    Kojiro lindo.

  • Fico a pensar quando terá uma animação para essa grande série.

  • O mangá é sensacional e essa edição de luxo é linda demais, mas por 40 reais não rola. QUEM SABE se pintar alguma promoção com preço camarada.

  • Diego

    Eu quero!!Só q desde a edição 01, fazer o favor, Nova Sampa!!

    • Dih

      Só esperar meados de 2014. 😛

      • Diego

        Se com empresas de mais tradição como a JBC e Panini ficamos sempre com um pulga atrás da orelha, imagina com a Nova Sampa, editora que ao mesmo tempo que lança mangás, lança revistas como “Unhas”, “Toalinhas” ou “Pães Caseiros” rsrsrsr Quero datas precisas, não incerteza.

      • Wagner

        Isso ta confirmado Dih? pq a Nova Sampa…….. Pelamor!

        • Dih

          Sim, confirmado.

  • ” Uma edição definitiva equivale a 2 meio tanko, mas possui uma versão luxuosa com papel pólen, sobrecapa e formato maior.”
    Não seria equivalente a 2 tanko, senão qual a lógica de ser uma “versão de luxo”? c_c

    • Dih

      Edição de luxo não significa 2 tanko. São coisas diferentes. 😛

      • Tudo bem que o acabamento (folhas, sobrecapas, tamanho etc) é bem superior, mas não justifica esses 40 reais, então achei que fossem 2 tankos (vide Death Note B.E.).
        É realmente decepcionante, principalmente porque tenho a versão “básica” antiga, e esperava colecionar a edição de luxo pra poder prosseguir com a história, mas agora não sei se vale a pena.

        • Dih

          Você já viu a antiga edição de luxo da Conrad? Custava 30 reais e era exatamente esse formato. Considerando o tempo que se passou tivemos o aumento natural de 10 reais. Material de luxo de quadrinhos é assim em qualquer parte do mundo.

    • Edição de Luxo pq é impresso em uma qualidade superior a dos outros mangás que temos no mercado brasileiro hj em dia, uma capa mais trabalhada com material melhor, mais resistente, e com folhas seguindo o mesmo padrão, isso é uma edição de luxo.

  • Uma pegunta, vai ser distribuído só em bancas ou em livrarias também? To pensando como vou arranjar 40 reais por mês pra comprar esse mangá. Mas se for como o Black Edition dá pra ir juntando a grana e depois comprar tudo na livraria, sem o perigo do volume sumir no fim do mês.

    • Dih

      Provavelmente livrarias e lojas especializadas. 🙂

      • Quando tiver a notícia oficial podia dar uma atualizada no post 🙂 . Tomara que seja assim mesmo, se não num vai ter bolso que aguente isso.

  • Freak

    E para quem vai começar a colecionar a partir do volume 1, já deve ir comprando esse 15 ou será que depois vão lançar novamente em sequência após o 14?

    • Dih

      O mangá estará em livrarias, portanto não deve ser difícil adquirir depois. Mas se quiser ir adiantando, fica na sua escolha.

  • Nossa por que nao manter o padrão da conrad e as duas capas serem preto e branco?
    Estranho

  • espero que a nova sampa termine oldboy antes de falir com esse vagabond superfaturado

    péssima estratégia

    del grecco com sonhos retardados de grandeza denovo

  • Mi Ka DXD

    Puxa, estas capas ficaram até que bem bonitas!

  • Confirma 2 Tankos e meio mesmo cara? Pq eu fico encucado que se é 2 tanko e meio mesmo o volume 15 deveria equivaler ao volume 37 japones normal (que nem existe) afinal,15 x 2,5 = 37,5

    • Dih

      A edição é equivalente a UM tanko.

      • hugodsouza

        Na outra matéria tinham escrito 2 tanko e meio,malz.
        Sem condições então de eu comprar…se fosse 2 tankos eu estaria pagando 20 reais em cada “volume” suave até…mas 40 reais em 1 volume? Só lamento,queria muito pegar

  • samurandre

    tesao!!!! so espero que essa bagaça chegue nas bancas daki

  • DMMGBHN

    E que fim levaram Oldboy e Hitman????????????

    • Dih

      Voltam em 2014. Oldboy já teve contrato renovado até o final da coleção, inclusive.

      • DMMGBHN

        Ai, que bom! Pensei que ia ficar na mão, tava até desistindo de Vagabond.
        Mas bem que eles podiam ser mais transparentes com relação aos mangás que estão em andamento…

  • Rafael

    quarentão!!aê temos o ps4 dos mangas

  • Pingback: Nova Sampa revela capa de Vagabond 15! | Guia do Otaku()

  • Não creio! 40 reais?! Eu estava animada pra comprar desde o primeiro volume, mas esse preço é meio salgado, e sem falar que no Japão já são 36 volumes… Isso não me sairia barato… Com 40 reais eu compro Rurouni, Century Boys, Shingeki, e ainda sobra dinheiro suficiente pra comprar uma empada de frango com catupiry, então não, não, 40 reais não, obrigada.

    • Não pera, eu entendi essa bagaça de modo errado… Ignorem meu comentário.

  • renato motta

    realmente esta salgado!! preciso ver como eh essa edição de luxo para saber se vale a pena comprar… sempre quis ler esse manga, to pensando seriamente em comprar, mas quero uma definição de quando sera lançado o volume 1 e se for bimestral meu bolso agradece, pq desembolsar oitenta dinheiro por mes durante 15 meses vai ficar muito pesado e depois 40 ate o final… coleção para quem ama msm… depois de completa os colecionadores de mangas nunca mais serao os msm… serao divididos entre aqueles que possuem vagabond e aqueles que nao possuem kkkkk

  • Eu tenho certa desconfiança na Nova Sampa publicando uma edição de luxo, já que as outras obras publicadas pela mesma possuem qualidade questionável. Porém, ainda acho que eles podem fazer um bom trabalho, já que fazer algo “questionável” inicialmente não significa que continuará assim eternamente, e que posso investigar cautelosamente.

  • Infelizmente achei um tanto quanto amadora, ao menos em comparação à da Conrad. Principalmente por conta da quarta capa colorida e o uso apenas de um mero “crop” circular na lombada, diferente dos padrões que a Conrad utilizava.
    Além disso, o uso da fonte preta na capa frontal, fonte diferente da anterior na numeração, e a alteração de “A História de Musashi” para “A Lenda de Musashi” acabam com a padronização (que já seria quebrada por conta da logo).

    Mas, apesar de todas as reclamações, é uma excelente obra, e que vou continuar colecionando com afinco. Já não esperava muito da Nova Sampa na parte gráfica da coisa, mas nesse caso, a história e arte compensam e muito. Mesmo para colecionadores. E ainda assim parabenizo a iniciativa de trazerem novamente este mangá para o país.

  • Quero Old boy 5 logo U.U””

  • Diego Marques

    Vou continuar importando os meus pelo BD. Além de ser beeem mais barato, tem o mesmo tamanho que os meio tanko que eram publicos pela Conrad. Aí não fica estranho na minha prateleira.

    • Wagner

      Penso em fazer o mesmo, já que não confio nem um pouco na Nova Sampa. O meu é o formato Viz Big

  • Carlos

    Por esse valor, infelizmente eu dispenso. Seria muito melhor se lançassem em um formato como a JBC vem trabalhando em seus mangás como Rurouni Kenshin, Love Hina e Guerreiras Mágicas de Rayearth (que edição linda por sinal), e todos eles por menos de 20 reais.

    • Likou

      E que são bem chinfrins comparados a qualidade desse. Sem zoeira, dá uma olhada quando puder e depois me diga se não é uma das edições mais caprichadas (na verdade é a mais caprichada) de algum mangá já publicado no Brasil, inclusive é considerada a mais bela edição de Vagabond do mundo. Totalmente pra colecionadores.

  • Rodwillgo

    Quarenta Dilmas?! =O
    Pra quem tem prioridades na vida fica cada dia mais difícil colecionar mangás.

  • 40 reais em UM Tanko é inviável cara…

    • Likou

      Se chama edição de luxo, e não aquelas coisas da JBC.

  • Anata

    Tô meio perdida… Vi aqui que a edição antiga da Conrad tinha a capa do lado ocidental, então a capa colorida da versão da Nova Sampa seria a capa de trás, certo?
    O ideal seria se fosse que nem a da Conrad mesmo, com os dois lados em preto e branco, ficaria mais bonito… Com a ilustração colorida dentro do volume, talvez… Mas, de qualquer jeito, estou super contente com o lançamento, compra certa!
    Se eles conseguiram o direito de publicar da Conrad, me pergunto se vendendo bem eles correriam atrás dos direitos de Slam Dunk também… Acho que deve ser um dos relançamentos mais aguardados, pelo menos por mim com certeza!

  • egonlucas

    Sasaki Kojiro!!! o////

  • Yoshikawa

    Me desculpem, mas a maioria comenta sem ter o mínimo conhecimento.

    1º Essa edição não é qualquer coisa. Como mencionado na matéria, essa edição de Vagabond é considerada uma das mais fodas do MUNDO! Até os japoneses rasgaram elogios a edição brasileira. Sabe quando isso aconteceu antes? NUNCA!

    2º A edição possui formato especial, sobrecapa, papel especial e inumeras paginas coloridas. Senão me engano tem até verniz na sobrecapa.

    3º O preço esta razoavel. Tem mangas sendo vendidos à 39,90, 29,00 que não possuem nenhum dos atributos da edição luxuosa de Vagabond, 40 reais não tá caro. .

    4º Não chorem antes do tempo. Ninguém precisa pagar preço de capa, só otários pagam. Vejamos, Thermae Romae e Death Note Black Edition eu nunca paguei o preço de capa. Sempre peguei promoções via internet, pelos sites buscape e google shopping. Black Edition eu pago em media 27 reais por volume. Thermae Romae peguei o kit, com o volume 1 e 2, por um preço muito bom.

  • Itsuki

    Sim cara, eu concordo plenamente com você mas tipo. se vai lançar uma edição de luxo 1ª lance o mangá normal e depois um edição de luxo igual death note, pq tem muitas pessoas (tipo eu) q não tem condição de pagar 40 reais por mês com mangá sendo q com esse dinheiro eu compro 3 mangás e mais um DVD pirata na feira kkk (ah pra deixar claro, eu tenho 13 anos e minha mãeja paga uma escola super boa então não tem condições pra me dar dinheiro a vontade pra comprar mangá)

    • Yoshikawa

      Fala Itsuki blz? Então cara, imagino que muitas pessoas não poderão comprar, mesmo se o mangá custasse 30 ou até 20 reais. Eu tb não posso me dar ao luxo de sair comprando todos os títulos. Temos de escolher e dar prioridade aos melhores títulos. Outra coisa que precisamos lembrar, Vagabond será distribuído em livrarias portanto, podem esperar promoções. Fique atento a promoções, pre-vendas, sempre rolam bons descontos. Eu já mencionei aqui sobre a edição Black Edition, até agora peguei todos os volumes em promoções na Saraiva/Siciliano por 27 reais e uns quebrados. O preço de capa é 39,90, nunca paguei preço de capa.

      Eu to empolgado com Vagabond, falei muita coisa na postagem anterior mas agora estou pensando aqui, será que a Nova Sampa vai manter REALMENTE o mesmo padrão da Conrad?

  • DrunkKrab

    Hellboy custa 47 pilas por volume pela Mythos editora e nem é de luxo, rs.

  • tapps

    Nao tenho nenhum vol de Vagabond das antigas, pela Nova Sampa estou comprando OLD BOY e totalmente decepcionado com a demora. Publicaram a capa do 4 em julho, estamos nas barbas de 2014 e nem sinal de vida do vol. 5…. primeiro e ultimo titulo que compro la.

  • Sennaffogo

    Muitos estão defendendo este preço, em virtude da qualidade e tal, mas não, assim como eu já achava que não valia dar 30,00 na edição da Conrad, muito menos dar 40,00 nesta da Nova Sampa.
    Sim, a edição de Vagabond da Conrad é a malhor do mundo, isto foi dito pelo próprio Inoue. Se a Nova Sampa vai continuar com este padrão de qualidade, o preço alto se justifica, mas não tão alto assim…..
    Yoshikawa, nem todo mundo tem tempo pra ficar buscando promoções pela internet afora, e outros nem cartão de crédito possuem, portanto, não é tão simples como você menciona. Fora que, se a Nova Sampa observar que o mangá não está vendendo a preço de capa, você sabe quais as chances de cancelarem o título? MUITAS! Del Greco está apostando alto e a NS vai querer um retorno que no mínimo pague as contas e dê uma margem de lucro pequena. Acho que como alguém disse mais acima, ele está com sonhos de grandeza, e de maneira muito precipitada. Acho que deviam focar nos mangás que eles já tem em mãos, especialmente em HITMAN, que eu até sugeriria um recall do primeiro volume….
    Apesar de saber dos problemas deles, apostei neles na Bienal (mesmo comprando em promoção), e comprei 4 vols. de Hitman, 4 de OldBoy(mesmo já tendo o mangá completo), Ikkitousen(só pra dar impulso mesmo) e outros 2 mangás pequenos que não são lá estas coisas.
    Fazendo uma conta bem superficial, se eu tiver que comprar todo o Vagabond até o 30, por estes 40,00, vou gastar 1.200,00 num único título de mangá, é meio loucura isto, não tenho a mínima condição de me dar a este luxo…. lamento Nova Sampa, mas não tenho como comprar Vagabond por este preço. Talvez compre a ótima edição standard da Conrad e busque promoções futuras das edições de luxo a partir da 23, isto se a Nova Sampa chegar lá.
    E pra terminar, todo mundo fica com esta historinha de “pra colecionadores”. Quer dizer que todo mundo que compra mangá a 11, 12 ou 13 pratas seja aqui no Brasil ou no Japão, não é colecionador??? Todo mundo que compra mangá costuma gastar bastante com isto, mesmo que compre através de promoções e/ou assinaturas, mas as pessoas se deixam enganar muito facilmente pelo discurso das editoras com a história de uma “edição para colecionador”…. que eu saiba todo mundo que gasta dinheiro regularmente com mangás, coleciona mangás, e nada diferente disto. O mangá de 11,00 aqui no Brasil tem uma qualidade muito inferior do mesmo mangá no Japão. Só isto já muda a visão que as editoras daqui tem do público brasileiro. Tirando isto, nós mesmos somos os maiores problemas por não termos culhões de boicotar os excessos e desrespeitos das editoras, deixando de comprar mangás que gostamos por causa do preço e qualidade. Enquanto não houver um movimento maciço para ‘não-compra’ de mangás como forma de protesto, estaremos fadados a ter esta qualidade geral ridícula e estes preços absurdos em nossas edições…..

    • kelvlin

      Li tudo. Ó…Mestre das letras…

      Falando sério agora, concordo quase 100% contigo. O acabamento japonês é bem melhor, mas o preço lá costuma variar entre 200 e 300 ienes, se não estiver equivocado. Isso chega a quase 20 reais aqui no Brasil. Tem noção do valor cobrado pelas editoras japonesas pra liberarem seus títulos?! Os da Shueisha, principalmente, são caríssimos, apesar de não ter acesso aos números. Sem falar na burocracia dos japas. Pra lança algo da mesma qualidade, seria cobrado esse preço de 20 a 30 reais, que é o preço dos mangás de luxo que estão saindo por aqui, como Thermae Romae e Death Note Black Edition, que tem um material excelente e fica aos pés dos encaderados japoneses. Além disso vem outros impostos, que encarecem demais o produto. Enfim, se reclama do R$ 11,90 daqui e seu material chinfrim, é porquê esse é o método usado pelas editoras para torná-los acessíveis às pessoas que não tem condições de pagar quase 50 reais por um mangá por mês. Não defendo nenhuma editora, mas o formato “lixoso” escolhido por aqui é algo que beira mais à necessidade. No Japão, encadernado é caro. Mas 20 reais pra eles, em um país tão desenvolvido, é uma miséria. Aqui não. E creio que vá levar mais uns 10 anos até esse material usado no Vagabond, no que usam no Black Edtion, ficar com um preço acessível para as editoras e gráficas dstribuirem todos os títulos em formatos melhores… Sem falar que em 10 anos é capaz do preço médio de um mangá beirar quase aos R$ 20,00. Em 2003, o preço médio ficava entre R$ 3,90 e R$ 4,90. Hoje já tá em R$ 11,90. Há casos de aumento de 100%. Mas o papel e acabamento melhoraram também. A evolução dos mangás aqui se dá calma e lentamente…

      No fim, escrevi muito também… T_T

    • Yoshikawa

      Sennaffogo, você tá exagerando, forçando a barra nos teus argumentos.
      1º Quem disse que é necessário cartão de crédito pra comprar online? De onde você criou isso? Já ouviu falar em boleto bancário? Além do mais, pra conseguir um cartão de crédito hoje em dia é a coisa mais fácil do mundo.

      2º O tempo que você demorou pra escrever esse tópico imenso, daria pra você ter acessado, dezenas de vezes, os sites que procuram por descontos – buscape e google shopping – e realizado sua pesquisa, algo que não duraria 5 minutos. Isso que você argumentou é desculpa de quem quer tudo fácil. Quer um preço justo? Pesquise, quer um preço melhor ainda? Pesquisa mais! Nenhum lojista vai liga na tua casa avisando sobre promoção X ou Y.

      3º Todo mangá tem risco de cancelamento. Eu não boto fé na Nova Sampa. Hitman e Old Boy estão em hiato, nem sinal de voltarem. O Del Greco havia mencionado, via facebook, que HItman voltaria em novembro e até agora nada.
      O que você falou é obvio, todo mundo sabe, Vagabond corre um certo risco e esse risco aumenta ainda mais quando a editora adota uma estrategia de venda bem bizarra, iniciando do volume 15 em diante. Embora o Del Greco deixou bem claro que irão publicar os volumes iniciais. Mas eu tb não senti firmeza! Comprar mangás no Brasil é um risco, mercado ainda é frágil e extremamente limitado.
      Cabe a cada um decidir o que é melhor ou pior pra si. Eu irei comprar quando encontrar boas promoções. Não saio comprando impulsivamente e todo material que sai em livrarias SEMPRE tem bons descontos em pré-vendas, etc.

      4º A respeito dos preços, ninguém tá defendendo nada. Até pq não ganharei ($$$) nada com isso rs. Mas esta na hora do mercado de mangás começar a se diversificar da mesma forma que ocorre com os comics. Tem comics pra todo tipo de leitor, pra todo tipo de bolso. Do mais ao menos exigente, do encadernado mais luxuoso ao mais simples e com os mangás não deveria ser diferente.
      É obvio que não acho 40 reais um valor irrisório, não é troco de pão. Mas pela qualidade dessa edição – se ela for fiel a edição da Conrad – os 40 reais são justificáveis, mas isso não quer dizer que seja justo.
      Embora há um elevado custo numa edição luxuosa e isso é repassado ao consumidor. Portanto, se buscam luxo, preparem o bolso.
      Infelizmente nem todo titulo é direcionado para todos os leitores, cito como exemplo a edição definitiva de Sandman que custa em média 145 reais senao me engano. Esse é o tipo de material que as editoras tem plena consciência que não será consumido por todos os leitores mas por uma pequena parcela. Embora Sandman tenha esgotado e rolou mais uma impressão da 1º edição.

      • Sennaffogo

        @Kelvlin, não é o acabamento acabamento japa que é bem melhor, todo o mangá em si, e aí se inclui o preço, é bem melhor, não se compara. Você realmente está enganado, o preço lá varia de 400 a 600 ienes, e de modo algum isto chega, mesmo atualmente o iene bem valorizado, a 20 reais. Realmente um lêdo engano seu. A média dos mangás lá, girando por volta dos 500 ienes, fica entre 11 e 12,00 reais, o que não é muito diferente daqui, mas a edição deles não usa papel de ‘b*nda’, usa capa e sobre-capa, uma boa capa flexível e o preço é 100% justo e justificável.
        Pode ser que as licenças sejam caras, mas se for pra colocar preços exorbitantes, não licenciem ora bolas…. porque nem todo consumidor terá dinheiro pra pagar, e aí depois as editoras vão vir com historinhas de que nós somos os culpados pelo mercado de mangás aqui não andar pra frente…..¬¬ Ou então façam acordos melhores, pechinchem, negociem…sei da burocracia dos japas, da dificuldade como um todo, mas dá pra fazer, o mercado brasileiro tem muito potencial, basta ter mais vontade de querer fazer.
        Discordo. Pra lançar algo de qualidade boa, (não precisa ser igual), não precisa cobrar 20,00. A Conrad já fez isto, e muito bem, faltou apenas planejamento para que ela desse continuidade e não falisse…. mas concordo que os impostos são uma pedra no nosso sapato. Como disse, dá sim pra fazerem melhor por preços justos e razoáveis, a própria re-edição de Sakura é um exemplo disto. Está caro pra mim, mas não posso dizer que, diante do mercado, está completamente injusto. Acho que 13,00 seria o preço mais justo, mas 14,00 não tá fugindo tanto da métrica.
        E no Japão, encadernado não é tão caro. Como eu disse, tankohon japa custa muito menos de 20,00. O nosso mercado já tem 14 anos desde o ‘boom’ e praticamente nada melhorou de lá pra cá, pelo contrário, piorou…. E você diz que vai levar mais uns 10 anos para que o mercado brasileiro fique melhor pra todo mundo? I don’t believe…..
        Sim, o preço aumentou bastante. Mas o papel no geral não melhorou significativamente, e o Brasil é lerdo pra tudo, somos a sucata do mundo…. taí a internet pra não nos deixar mentir.

        @Yoshikawa, FUI EU mesmo que disse que é necessário cartão de crédito pra comprar online, porque a maioria dos sites de compra online pesquisados por mim pra algum fim, nunca disponibilizam boleto, e quando o fazem, dependendo da compra, você paga pelo boleto em si…..¬¬
        Tirei isto das minhas pesquisas já feitas, tenho base pra falar a respeito. Sexta-feira passada estava pesquisando duas coisas online, uma era 160,00 e permitia boleto; a outra, de 70 pratas, não permitia boleto, somente cartão de crédito….. Realmente é muito fácil conseguir um cartão, difícil é sair dele…..
        E quem não gosta de cartão de crédito, não quer ter um/não quer se envolver com um, se ferra né?…. huummm….legaaal…….¬¬
        Realmente poderia ter pesquisado um pouco, mas se eu o tivesse feito, você não estaria aqui respondendo isto….xD Parece que você não entendeu tudo o que eu disse em relação a este ponto, então deixa quieto.
        Todo mangá não! A JBC tem um pouco mais de respeito para com os colecionadores. Mesmo seus mangás não sendo lá grandes coisas em relação a edição, a única falha dela até hoje é o cancelamento de Futari Ecchi, de resto não há o que reclamar da editora. Mas enfim, se o mangá não tá vendendo, diminuam a tiragem, tentem outras situações, mas cancelar uma obra aqui do modo como as editoras fazem, é algo completamente desrespeitoso para com o bolso dos colecionadores, inclusive o seu. Não sei porque as defende então….. E venda bizarra por venda bizarra, a Panini fez o mesmo com One Piece. Mas o esquema das vendas em si foi diferente, inclusive nêgo da Panini me ligou ontem mesmo pra saber se eu não queria assinar OP……..¬¬
        Não tente comparar HQ’s/comics com mangás, são mercados bem diferentes, porque logo de cara, as histórias como um todo são diferentes. HQ’s são milhões de vezes mais aleatórios do que mangás, que tendem ao continuísmo de maneira completamente distintas.

  • O preço está em conta e quem não acha que está é porque nunca ou faz muito tempo que não entra numa livraria. Edições com acabamento decente são caras não se iludam.

    Só para exemplificar:
    Wolverine Arma X – Ed. Definitiva –
    R$48,00

    Sandman Ed. Definitiva
    Custa R$ 145,00 cada volume

    Homem de Ferro: Extremis
    R$70,00

    Todos seguindo mesmo padrão: Capa dura com costura e papel couché.

    • kelvlin

      Fato. Galera reclama que nunca lançam nada de luxo por aqui, tratando-se de mangás. Aí quando lançam, todos reclamam do preço e dizem que só vão comprar se tiver promoção. Ou que nem vai comprar…

      Querem mangá com papel couchê, páginas coloridas, capa dura, formato 18,5 x 27,5 por R$ 11,90 e com Garage Kit de brinde?!

      • Sennaffogo

        Lá vai o povo comparar HQ’s com mangás………¬¬
        Kelvlin, não sei sobre outrem, mas mangás decentes na minha opinião não precisam ter todo este luxo. Não quero garage kit de brinde, nem papel couché, e muito menos capa dura. Páginas coloridas somente iguais às originais.
        As edições de CDZ(1ª edição), Dragon Ball e o próprio Vagabond são exemplos claros de edições decentes na minha opinião. Papel off-set, capa flexível para baratear o mangá, páginas coloridas….
        BUDA e Dragon Ball Ed. Definitiva nem se falam, pois são exemplos-mor de que dá pra fazer edições fodas por um preço justo. Ambas custavam 20,00 ao preço de capa e tinham mais ou menos os mesmos frufru’s destas tais edições de hoje “pra colecionador”……

      • had

        Que que tem compara mangás com hqs?Ninguem ta falando de história e sim de preço.

        ”BUDA e Dragon Ball Ed. Definitiva nem se falam, pois são exemplos-mor de que dá pra fazer edições fodas por um preço justo. Ambas custavam 20,00 ao preço de capa e tinham mais ou menos os mesmos frufru’s destas tais edições de hoje “pra colecionador”……”

        Vc tem que levar em consideração que o tempo passa,o salário aumenta,o imposto sobe….

  • Fiwne

    Prevejo que dura 5 edições

  • Yoshikawa respondendo para o Sennaffogo.

    Sennaffogo a maioria dos sites pela internet aceitam pagamentos via cartão e boleto. Quando mencionei sobre pagamento via cartão ou boleto estava me referindo a livrarias/lojas renomados e conhecidas, OBVIAMENTE. Estas conseguem fazer boas promoções, por esse motivo foram mencionadas. Nestas lojas você opta por pagar da maneira como quiser via boleto ou cartão. Eu não sei quais sites você anda pesquisando rs, mas é dificil hoje em dia uma loja virtual não aceitar boleto ou cartão. Deve ser uma lojinha bem estranha hein.
    Vagabond será distribuido nas grandes livrarias tal qual Thermae Romae e Death Note Black Edition.

    Agora se você quer fazer uma compra na Amazon, Ebay, Book Depositoy ou qualquer outro site internacional é necessário cartão de crédito internacional. Em territorio nacional eu nunca vi isso que você comentou.

    Livrarias como Saraiva/Siciliano SEMPRE disponibilizaram pagamento via boleto e cartão e NUNCA vi nenhuma loja e/ou livraria que cobrasse a mais por pagamento via boleto. Em qual loja você viu que não permitem pagamento via boleto e cobram mais por esse serviço ? Na Saraiva, Siciliano, Fnac, Submarino você até ganha 10%, 5% quando optar por pagar via boleto bancário.

    A respeito do cartão de crédito, é uma escolha pessoal tua não é? Você não quer ter cartão. O problema não é das lojas, do mercado, dos preços é teu. Uma opção sua. Não culpe o mundo por isso! Além do mais, como mencionei acima, em qualquer loja/livraria, aceitam pagamento via boleto bancário e cartão. Até pouco tempo atrás os pagamentos eram apenas via boleto bancário.

    A respeito dos cancelamentos, nenhuma editora faz caridade. Ainda mais em nosso frágil mercado, se não vende eles cancelam mesmo. Infelizmente funciona assim. Saiu um pouquinho fora da margem de lucro, “do esperado”, os cras cancelam mesmo. No Japão rola cancelamentos tb viu e lá é até mais voraz que aqui.

    Eu acho a JBC a melhor editora a que mais diversificou sua linha de mangás e os preços. Tem mangá custando 4,90 à 39,90 reais.

    No que tange o mercado de mangás e comics é evidente que são completamente distintos, quanto a isso não há duvidas. Minha comparação foi apenas com relação a diversificação de formatos e preços e isso a JBC vem tentando aplicar.

    Pode ficar tranquilo se o teu receio é a falta do cartão de crédito pra realizar compras online.Na LigaHQ, Comix, Fnac, Saraiva, Submarino, Cultura, Siciliano, MercadoLivre, Estante Virtual você encontrará todos os titulos em mangá que estão sendo publicados atualmente, Em algumas lojas mais e em outras menos, mas em suma dá pra comprar tudo online e pagando apenas por boleto bancário nestes sites mencionadas acima e o melhor ainda rola descontos. Tem sempre uma promoção bacana.
    Abs

    • Sennaffogo

      Sobre a loja que não aceitava boleto, foi a NetShoes…. se pra você ela é uma “lojinha estranha”, ok. Sobre a do boleto, não me lembro, mas era uma vinculada à Estante Virtual onde eu iria comprar um livro que custava 11 pratas…. você nunca ter visto nenhuma loja que compra por boleto, não quer dizer que não exista, aprenda isto.

      É claro que rola desconto, mas depende de uma série de fatores, não é uma coisa simples como apenas o desconto em si. Fora que tem se levar o frete em consideração em tudo que falamos sobre compras online, mas beleza, os pontos de vista já foram colocados, não há mais o que se falar sobre isto também.
      E sobre os ‘odiosos’ cartões de crédito, nem vou entrar nisto novamente também, haja vista que daria uma longe e quase eterna discussão. Deixa quieto.

      No Japão, dificilmente os cancelamentos rolam nos tanko’s. Acredito que a maioria esmagadora dos cancelamentos ocorram ainda nas antologias. Pra isto que, por exemplo, a Shounen Jump tem aquele tal de TOC, não é mesmo??

      Super Onze tá caro pela JBC………Loool cara, como tens coragem de citar um mangá como Super Onze como diversificação de preço numa métrica de uma discussão em que Vagabond era a premissa?? =O
      DE QUE adianta diverisificar preço e formatos, se os preços não condizem com a qualidade?? Pra mim, nada.

      • Wagner

        cara, li todos os seus argumentos na sua “discussão” com o Yoshikawa concordo que um preço de 40 reais seja alto, mas não força vai.

        1) Você tá totalmente equivocado ao comparar preços daqui com os do japão, aqui não é o japão. O custo Brasil é totalmente diferente, e impacta diretamente no preço final ao consumidor.

        2) “Pode ser que as licenças sejam caras, mas se for pra colocar preços exorbitantes, não licenciem ora bolas” Tá falando sério? então você não quer mesmo mangas licenciados no Brasil. Licenças são bem caras e não há pechincha tão facil quanto voce mencionou.

        3) Cartão de crédito da Saraiva é Internacional e tem 0 de anuidade. é só se cadastrar e fazer o pedido. (tenho 1 e ainda tenho um dependente)

        4) Você ja deixou claro que vai dropar, então pra que defender com unhas e dentes essa sua opnião? deixe o MERCADO reagir à esse valor.

  • Um volume custará R$ 40,00. Suponhamos que um colecionador compre. Caso esse mesmo volume custasse por exemplo R$ 25,00, suponhamos que dois colecionadores o comprassem. Melhor para a editora, teriam dois volumes vendidos, e melhor para os colecionadores; teriam a obra com qualidade superior e com preço acessível. Acho que até R$ 30,00 seria um preço aceitável. De fato, o poder aquisitivo em nossa nação não é alto. Evidente que se quisermos mangás com uma qualidade bacana teremos que pagar mais, mas acho que esse valor impedirá que muitas pessoas tenham acesso a essa obra. Como já escrevi, R$ 30,00 seria ideal. Embora eu possa pagar R$40,00, há muitas pessoas que terão dificuldades. Mas não vivo só no mundo. E sinceramente gostaria que todos os leitores-colecionadores tivessem acesso a esse mangá. É muito desagradável viver em um lugar que as coisas são feitas por poucos e para poucos. Chamo isso de segregação social.

    • Sennaffogo

      @Charke, exatamente! Concordo integralmente com o que você disse. As editoras aqui não pensam no todo, sempre pensam no pouco e no que é garantido. Implicitamente, tudo que falei se resume no que você disse….

      @André Lima, eu já folheei váááárias edições dentre as 14 que a Conrad lançou, não só apenas VI de perto, portanto tenho embasamento suficiente pra falar sobre isto.

      @Wagner, não estou comparando diretamente, sei que aqui as coisas são diferentes, mas como eu disse e exemplifiquei, tivemos trabalhos fodas da própria Conrad por preços justos, não concordo com este preço, acho injusto, caro e ponto final.
      E sim, estou falando sério. Ninguém aqui vai morrer se ficar sem ler um mangá que gosta, ou vai?? Gosto muito de mangá, mas pra pagar preços como os nossos em mangás sem a qualidade que considero ideal, prefiro não comprar a preço de capa, ou simplesmente não comprar. Não vou morrer porque vou ficar sem ler Vagabond ou qualquer outro…. E não me venha dizer que penso assim porque leio scans, porque DETESTO ler mangá em computador. Prefiro ter meus ‘mangás de mão’ a ficar preso à tela de um PC quando se trata de mangás. Mas é por causa de casos como Vagabond, que muita gente muda de opinião, para de comprar mangá, e dá muita força para os scanlators no sentido de irem além da divulgação.
      Não vou dropar nada, simplesmente porque não tenho Vagabond, ou seja, eu não vou é comprar…….kkkkk

  • R$ 40,00?
    Ai meu corassaum!

  • André Lima

    Comprarei com certeza.
    Tenho os volumes anteriores lançados pela Conrad, e espero que esses novos tenham continuidade com o formato antigo.
    Pessoal que está reclamando do preço, provavelmente nunca viu uma edição dessas de perto: essa edição está mais para “LIVRO DEFINITIVO” do que para edição definitiva. Não é simplesmente uma versão do mangá com papel melhor, capa melhor e outras perfumarias. Vale cada centavo, desde que eles não me obriguem a comprar todas as edições novamente.

  • queria tanto ler isso mas não sabia q ia ser tao caro T.T

  • Felipe

    A edição de luxo é muito caprichada, OBRIGADO NOVA SAMPA, ACREDITEM: R$40,00 TÁ BARATO!!! Isso que é edição de luxo, e isso que é respeitar os consumidores e fãs de mangá. Eu tenho do 1 ao 14 e falo sem medo, é a coleção mais bonita da minha estante… e olha que tenho mais de 3 mil mangás e hqs…. moçada nova que nunca leu VAGABOND podem começar a economizar mesada ou parar de comer lanche no mcdonalds, pois o titio aqui garante VALE A PENA.

  • Rafael

    Essa editora está dando palhaçada em publicações como do Old Boy. Não dá para confiar….em 1 ano lançou apenas 4 volumes e com muitos atrasos, há 4 meses que não há informações se continua, até o site deles parece amador. Eu não me arrisco mais com essa editora…

  • ninguém

    Bem,vou deixar minha opinião aqui. Pra quem já leu a versão de luxo da Conrad e chegou no vol. 14 provavelmente buscou pelo resto da história na net pois é muito bom e vale muito a pena ler. Quando vi o post que a nova sampa ia dar continuação ao mangá eu fiquei feliz, mas tomei um chá de realidade depois pq 40,00 pila tá floyd de arrumar, principalmente pra pessoas como eu que ainda não trabalham e seguem as séries de mangá.

    eu só acho que se seguir o padrão da Conrad vai valer os 40,00, pq dá trabalho pra licenciar, burocracia, e custa dinheiro fazer um material com qualidade maior comparado as versões normais do nosso país. EU vou fazer um esforço pra comprar, pq fui uma das melhores séries que eu li até hoje. E com relação à editora: se elas forem seguir só o q é “certo” de lucro não teríamos essa variedade de títulos por aqui.

    • Sennaffogo

      Da mesma forma que não teríamos os cancelamentos que já tivemos.
      Nada a ver esta coisa do “certo” de lucro. A variedade de títulos por si só já representa lucro, as editoras ganham na quantidade e má qualidade do papel, até porque o que elas não vendem, elas dão um foda-se para os colecionadores e cancelam o bagulho, simples assim….. Política totalmente errada na minha opinião, pelo simples fato de que o mercado não tem tanto público consumidor pra suprir a venda que eles esperam. É mangá demais pra um público que não tem dinheiro suficiente para esta demanda.
      A Panini não está num “chove-não-molha” danado com o último volume de Homunculus? E o que pode-se dizer de Kekkaishi??

  • evandrogomes

    Fica difícil desembolsar 40 conto/mês (ou seja la qual for a periodicidade disso) em uma edição que infelizmente tem toda probabilidade de quebrar após alguns lançamentos, isso parece mais uma oportunidade do Marcelo se embalar no sucesso de Death Note B.E. e também solicitar um valor absurdo (na minha opinião), e vou explicar por que mais adiante, o que ele esquece é que D.N. tem 6 volumes, e o dobro de páginas já Vagabond tem muito mais volumes, o que vai encarecer a coleção final de uma forma tremenda. Toda empresa visa lucro, isso é fato, mas lucros abusivos também não rola, tão dizendo que não conhecemos versões de luxo e quando elas vem nós reclamamos dos preços, blz, então vamos fazer uma conta básica se baseando em uma versão não de luxo mas especial da própria JBC, no caso o Death Note.

    Hoje (dia 18/01/2014) o manga está custando de 27,30 até 31,20 no site da Saraiva, sendo que seu preço de capa é de 39,90, então digamos que a Saraiva esta deixando de ganhar 8,70 por volume de manga (12,60 no caso do vol. a 27,30), então já se entende que poderia custar (pelo menos) 31,20 o D.N., dai a Saraiva vai e faz uma promoção, como foi o caso em que adquiri minha coleção com desconto de 20% então o preço já cai pra 24,96, 25 reais pra arredondar, e mesmo assim ainda teriam lucro, e não acredito que seja pouco, afinal eles não venderiam a um preço muito próximo do que eles compraram, então digamos que por baixo eles tenham feito a compra do produto por 70% do valor com os descontos aplicados e que em um mundo de sonhos e fantasias eles teriam só 30% de lucro com a venda, então o produto custaria 17,50 pra ser comprado da JBC, supondo que a JBC tem um custo de 17.50 pra fazer uma edição de luxo como a do Black Edition (já incluindo todo custo de licenciamento, impostos, fabricação e também algum lucro prévio), então a Nova Sampa tem possibilidade de fazer o mesmo por muito menos do que eles vão cobrar e ainda sim obter lucros, podem falar o que for, que a licença é cara, que tem custo de material, e etc… pra mim esse preço é injustificável.

    PS: Não sou conhecedor de muitas HQs e desse universo, mas até onde sei as edições de luxo tem muito mais “gastos” do que uma edição de Vagabond terá, por exemplo o fato de ser todo colorido, ter capa dura, ser um tamanho expressivamente maior que um manga, dentre outros e ainda sim custa (em alguns casos) o mesmo preço que Vagabond custará.

    Minha conclusão final é que esse preço será um tiro no próprio pé.

    PS2: Senna vc frequenta o Forum da MDAN??

    • Sennaffogo

      Faaaaaaaaaala meu caríssimo amigo @evandro, tudo beleza? =D
      Saudades da galera lá. Já postei alguma coisa lá depois que o tracker voltou(acho que semana passada inclusive), mas as coisas ainda estão devagar, pois tanto as MP’s quanto os tópicos antigos foram perdidos, né?
      Bem, depois me manda uma MP lá me enviando seu e-mail, queria falar contigo sobre uma certa coisa. xD

      Sobre o assunto em questão aqui, depois do seu post eu não precisaria responder mais nada né? É como eu disse ao @Yoshikawa, que estava defendendo a publicação e dizendo que tal preço não está caro. Baseando-se na própria experiência dele, que disse “Não chorem antes do tempo. Ninguém precisa pagar preço de capa, só otários pagam. Vejamos, Thermae Romae e Death Note Black Edition eu nunca paguei o preço de capa. Sempre peguei promoções via internet, pelos sites buscape e google shopping. Black Edition eu pago em media 27 reais por volume. Thermae Romae peguei o kit, com o volume 1 e 2, por um preço muito bom.”, temos duas observações: ele acha que as editoras não monitoram suas vendas e tem absoluta de que você, eu, e muita outras pessoas são otários, simples assim. Ele mal parece saber que para ele comprar alguns mangás com desconto, muitas pessoas tem que comprar a preço de capa.

      Em outro post ele repete a “façanha” dele com Death Note Black Edition, que por sinal você ainda conseguiu pagar mais barato, e aí eu digo que “Fora que, se a Nova Sampa observar que o mangá não está vendendo a preço de capa, você sabe quais as chances de cancelarem o título? MUITAS!”, além de outras coisas, como a fortuna que sairia pra qualquer pessoa se fosse comprar Vagabond até o vol.30 a este preço da Nova Sampa. Tu se imaginas pagando mais de mil reais numa única coleção de mangá(e ainda por cima em andamento)?? Creio que não, assim como nem eu……

      • evandrogomes

        Realmente o cálculo fica absurdo quando a gente faz a conta e poe no papel o que vai custar ter a coleção completa de tudo que você vai pegar principalmente pra quem vai começar do zero (como seria meu caso).

        Eu fui procurar na net como era o manga e apesar de achar muito bonito e realmente tenho que concordar que é o manga mais bem feito aqui, ainda sim não concordo com o preço, poderiam simplesmente manter um preço baixo sem possibilidade de descontos, do que deixar o preço la nas alturas e ter a grande chance de ser cancelado novamente por não ter vendas, sei que a empresa deve fazer uma estudo ou cotação quando lança esse tipo de material pra não jogar dinheiro fora, mas ainda sim é muito arriscado, é um padrão de preço muito alto pro mercado atual, estamos nos acostumando com os preços atuais que a JBC impõe sobre seus mangas mais bem trabalhados e de repente de uns 14-16 reais (sem considerar Death Note) sobre pra 40 reais, é inviável, se você coleciona apenas 1 manga e esse é justamente o Vagabond então blz, agora quem compra esse tipo de material nunca consome apenas 1 mangá e sim uma pancada, o gasto pra esse tipo de consumo fica alto.

        Holy Avenger, não conheço a história e nem vi a fundo a versão que tão lançando de luxo, mas ja dei uma olhada nas lojas e digo que é LINDA, melhor até que Vagabond, por que citar isso?, Simples, eles lançam 1 volume por ano, eles sabem da dificuldade de se ter uma manga ou quadrinho de luxo então tem bom senso de vende-lo apenas 1 edição nova por ano, se não me engano são 4 edições no total, eles poderiam lançar tranquilamente por 4 ou 8 meses seguidos e simplesmente deixar nas lojas a venda, mas ainda sim deixam esse espaçamento adequado entre os volumes, agora imagina sair de 1 em 1 mês ou 2 em 2 até 3 em 3 esses volumes, é pra quebrar com orçamento de qualquer um… inviável.

        Mando MP lá sim.

      • Sennaffogo

        Dizer que o consumo fica alto é bondade sua @evandro, isto é apelido na minha opinião, pra mim fica é absurdo! Até porque como você bem disse, quem coleciona mangá, dificilmente compra(rá) apenas este título.
        Ouvi falar desta edição do Holy Avenger, mas não sabia que já tinha lançado. Acho que poderia ser semestral, seria o mínimo aceitável para um volume deste tipo com este valor. Mas anual tá mais do que bacana a peridiocidade x preço. Por que as editoras de mangá não aprendem com este lançamento e deixam de serem ‘olhos-grandes’???

        Acho que as editoras tinham que urgentemente fazerem ações de venda online com diversas opções de pagamento(incluindo boleto), acho que tanto o trabalho delas seria mais fácil, elas venderiam mais barato e seria mais rentável penso eu. Nossos bolsos agradeceriam…..

        Agora, falando em Holy Avenger, como está a situação dos Combo Rangers?

      • evandrogomes

        Eu vi que tinha saído o primeiro vol. mas não sei do resto, sei que saiu faz um tempo já, mas quando vem o restante eu não faço ideia…

  • Rodrigo Barbosa

    Até acho que vale os 40 reais. A edição é linda, a história é incrível, etc… mas tenho medo de começar a comprar as edições e cancelarem o título. Daí o preju é alto.