Nobuhiro Watsuki trabalha em spinoff de vilões de Rurouni Kenshin

kenshinOlha que a ideia pode ser interessante.

Para Nobuhiro Watsuki, sua oba máxima Rurouni Kenshin é eterna. E isso parece cada vez mais evidente em seus últimos trabalhos. Em um evento realizado nos Estados Unidos, sua esposa, Kaworu Kurosaki, revelou que o autor está nesse momento trabalhando em mais uma série relacionada a Rurouni Kenshin – dessa vez uma saga totalmente voltada para os vilões da série. Podemos dizer que será uma espécie de “Gaiden” de alguns personagens marcantes na tropa inimiga de Kenshin e companhia. Ainda não existe uma data e nem mesmo uma revista certa para confirmar o lançamento da história, mas Kaworu admitiu que seu marido já está botando os planos em andamento, portanto em breve deveremos ter mais notícias relacionadas.

Nos últimos anos Rurouni Kenshin tem voltado de forma intensa para a mídia japonesa. Além de episódios especiais e sua adaptação para o cinema (que em breve terá a segunda parte), Watsuki também planejou um mangá alternativo da série nas páginas da Jump Square em 2012. O mangá continua sendo um dos mais queridos da história da Jump e do Japão, além da grande fama internacional, inclusive no Brasil onde o mangá vem sendo relançado em edição especial pela editora JBC desde 2012.

Desde que Watsuki concluiu Rurouni Kenshin, nenhum de seus trabalhos conseguiram o mesmo grau de notoriedade e muito menos de satisfação própria para o autor. Buso Renkin (que até chegou a ganhar um anime, mas nunca foi das obras mais adoradas pelo próprio mangaká) e Embalming (que sofre com as paralisações por conta dos trabalhos paralelos) não são os hits que o mestre de Eiichiro Oda gostaria de ter emplacado. Mesmo assim, a chance de um bom material com personagens já consagrados de Rurouni Kenshin é uma probabilidade alta, já que bons vilões e personagens antagonistas é o que não falta na saga do Retalhador. Shishio, Enishi e outros que o digam.

via Anime News Network

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Pois é, Rurouni Kenshin é eterno. Nenhuma série do Watsuki conseguirá derrotar o retalhador com cicatriz em forma de X no rosto.
    Podemos dizer que Watsuki ficou marcado na história dos mangás por causa de Rurouni Kenshin.
    Acho que este spin-off será interessante, e poderá nos revelar mais informações sobre os personagens da eterna saga do retalhador, que fez milhares de fãs ao redor do undo e é um dos animes mais marcantes dos anos 90, e talvez, do mundo..

    • KenU

      Cruz, não x

      • Sennaffogo

        Huahuahuahua, looool, dá no mesmo cara….. isto depende de que ângulo se olha para a cicatriz do dito cujo….xD

      • Para mim parece um X, tanto que no Brasil, o nome do anime é “Samurai X” e não “Samurai Cruz”

  • Sennaffogo

    Realmente a ideia é muito interessante, e eu diria promissora até.
    O problema disto fica para os fãs de Embalming. Os autores japas tem a péssima mania de não se desligarem de suas obras de maior sucesso enquanto estão fazendo outra obra, isto é realmente chato, muuuito chato pra quem curte estas outras obras…..¬¬

    • JMB

      Pior q Embalming é um ótimo mangá.

  • Leandro-Sama

    Bem legal esse projeto dele, espero que fique bom.

  • Kenshin ‘O Battousai’

    Sou fã do Watsuki, mas ele é homem de uma única obra (assim como o Kurumada). Ele gastou – e muito bem gasto – todo seu potencial em Rurouni Kenshin. Nenhuma das suas outras publicações chegam aos pés de Kenshin e duvido muito que qualquer outra dele alcance isso. Porém seria bom ver algo, pelo menos mediano, coisa que nem Busou Renkin é.

    • Sennaffogo

      Poutz…. Kurumada então……¬¬
      Nossa senhora! O cara tem mais de 10 mangás publicados e finalizados, mas nada se compara ao sucesso, famigerado ou não, de CDZ…..

      • A mesma coisa a Hiromu Arakawa, a autora de Fullmetal Alchemist. Eu até gosto de Silver Spoon, mas este nunca vai chegar aos pés de FMA, que é a obra mais marcante dela.

      • Sennaffogo

        Ah pô, mas não dá pra comparar FMA com Rurouni Kenshin, e muito menos com CDZ…. FMA acabou faz 5 anos apenas. E ela já lançou outra obra entre FMA e Gin no Saji, Hero Tales. Da mesma forma que Gin no Saji não deve se comparar a FMA, Hero Tales também não deve.
        Mas a minha bronca maior é dos caras ficarem voltando na sua ‘única’ obra e deixando as que eles estão trabalhando atualmente de lado, coisa que a Arakawa ainda não fez.

      • Kojiro

        Vocês estão esquecendo do Akira Toryiama !!!

      • Sanosuke Sagara

        Akira além de “Dragon Ball” tem outro sucesso, “Dr Slump”. Sem contar que faz Character design dos jogos Dragon Quest.

      • @Mi Ka DXD:
        Eu não gostaria de dizer que é a “mesma coisa”, Gin no Saji realmente não chegará aos pés de FMA, mas já é um mangá que tornou-se um grande sucesso. Eu não gostaria de deixá-la na categoria “Mestre com um único sucesso”.

      • Sennaffogo

        É, Dragon Ball foi sucesso mundial, mas Dr.Slump fez muito sucesso por lá antes do mestre Akira fazer Dragon Ball, mas acho que ele pode se encaixar na premissa do Watsuki e do Kurumada também, e o 14º filme de DBZ está aí pra provar isto…..

        @Renan SHQ, concordo plenamente. Não vejo a necessidade dela fazer qualquer outra obra que supere FMA, além disto ser algo muito difícil depois de FMA se tornar um sucesso tão grande. Pelo menos a Arakawa não está presa a FMA, como outros autores ainda estão presos nos seus maiores sucessos. u_u

      • Mika DXD

        Nunca falei que a Arakawa estava presa a FMA. Apenas falei que difícilmente ela vai criar algo que supere FMA. Assim como o Watsuki jamais criará algo que supere Rurouni Kenshin.
        É a mesma coisa com outros mangakás. O Kishimoto, por exemplo, se ele criasse um novo mangá, dificilmente este novo mangá seja tão marcante quanto Naruto. A mesma coisa para Eiichiro Oda, que é marcado pelo seu One Piece. As pessoas iriam estranhar um pouco.
        Mas não é impossível, só difícil. O Mashima, por exemplo, era conhecido por Rave Master, mas ele ganhou mais notoriedade por causa de Fairy Tail, que veio depois, claro.

    • Pessoal, para vcs terem uma ideia, Gin no Saji se passa em uma fazenda pq a autora viveu sua infância na fazenda. Tanto que em FMA, o Ed e o Al viviam EM UMA FAZENDA!
      @Kojiro: Quem disse que o Toriyama-sensei é mestre de um único mangá? Está se esquecendo de sua primeira série de sucesso, Doutor Slump?

      • Sennaffogo

        @Micael, é, já dissemos pra ele da existência de Dr.Slump. =)

        @Mika DXD, também não disse que você disse isto, talvez tenha faltado o conectivo de ligação “E” ali exatamente antes do “Não vejo a (…)”, foi malz….
        Sim sim, é muito difícil, mas não é impossível, taí a titia Rumiko pra nos provar tal fato. Exceto no caso de One Piece mesmo. Sabem, eu acho que Oda nem sequer fará outro mangá depois de OP, o cara merecerá um belo d’um descanso para o resto de sua vida. Pelo tempo estimado, ele terá demorado 25 anos para terminar a obra, e isto porque ele só dorme 3 ou 4 horas por dia. Já temos quase 16 anos de estrada, ainda faltam 9….
        E quanto ao Mashima, verdade. Rave Master foi para o Mashima o que Dr.Slump foi para o Toriyama.

      • @Sennaffogo:
        O Mashima é surpreendentemente mais parecido com o Toriyama do que as pessoas pensam… ambos possuem 2 sucessos e várias histórias curtas que são divertidas de ler.

        Obs: Não estou discutindo qualidade nem nada. 😛

  • JMB

    Seria legal se fosse uma edição pra cada vilão (no mesmo esquema dos gaidens do The Lost Canvas). Espero q ele conte as histórias do Shishio e da Yumi (tô pouco me lixando pro Enishi).

  • Ideia legal, muito mais interessante do que a péssima ideia de dar um reboot em Kenshin.

    • Sennaffogo

      Fato.

  • Meu amor eterno a Shinta!!

  • Vou falar minhas impressões aqui:
    Quando um autor fica marcado pelo seu mangá de sucesso, dificilmente ele vá criar algo que seja um sucesso como o anterior. Claro que há exceções. Mas é difícil. As pessoas estranham. Isso pq elas geralmente associam tal autor a sua série de maior sucesso. Se o Kishimoto criasse um novo mangá, pouco provável que ele fizesse um sucesso igual a Naruto, uma vez que associariam seu nome a Naruto e é como o Kenshin ‘O Battousai’ disse: Ele teria gasto todo seu potencial no ninja. Fora que a grande maioria só iria se interessar não pela história, mas sim por ser daquele autor. Com Gin no Saji não foi diferente. Bastou saberem que é da Arakawa, a autora de FMA, que muitos quiseram assistir. O mesmo com Kill la Kill (dos criadores de Tengen Toppa) e Golden Time (da autora de Toradora!). Mas, como mencionei, existem exceções. E uma delas é o Mashima, que mesmo ainda estando ligado a Rave Master, ele conseguiu fazer Fairy Tail ser um grande sucesso, até mesmo maior que o de Rave Master.

    • JMB

      Verdade. Outra (maravilhosa) exceção é o Takehiko Inoue. O kra ñ só conseguiu fazer um dos maiores sucessos da Jump de todos os tempos (Slam Dunk) como ainda fez a proeza de evoluir (tanto no traço como no roteiro) e criar a obra-prima q é Vagabond.

      • JMB

        E esqueci do Togashi (Yu Yu Hakusho, Hunter x Hunter). Apesar de ser um vagabundo preguiçoso, é um mangaká brilhante.

      • Sennaffogo

        @Micael, é claro que saber de uma obra de um autor já famoso, conta para que as pessoas assistam/leiam aquela obra, afinal, isto se chama referência. Mas se a coisa não cair no gôsto dos leitores/telespectadores, não tem santo que dê jeito, e a maior prova disto é justamente o já citado Masami Kurumada.

        @JMB, Takehiko Inoue, bem lembrado, outro ótimo exemplo. xD

    • Jonas

      concordo plenamente vinde um tal de kurumads

      • Jonas

        Kurumada

  • Triste ver Watsuki virando Kurumada.

  • Fã de seinens chateado

    Acho que não é bom fazer comparações entre os autores;cada caso é um caso .Kurumada por exemplo ,é um mangaká muito ruim ,faz roteiros onde não há construção de personagens ou histórias coerentes ,além de ter uma arte que embora visualmente bonita ,se pegarmos quadros individuais ,repete muitos padrões;CDZ fez sucesso por se tratar de uma ideia interessante ,mas como o autor desenvolveu o enredo muito mal os leitores se cansaram ,e suas obras posteriores nada trouxeram de inovador.
    Já Hiromu Arakawa ,acredito eu ,ainda tem muito potencial e há muito ainda a ser mostrado ,sendo ela tão competente escritora.
    Agora falando de Watsuki ,sejamos honestos,não vou negar ,sou um grande fã de Rurouni Kenshin ,mas a obra em questão de roteiro não tem nada de incrível ;o que realmente torna o mangá interessante são os personagens muito bem desenvolvidos ,o autor também em termos e arte é no máximo mediano ,podemos ver isso nas confusas cenas de batalha de Kenshin e cia.Não quero tirar o mérito da obra e nem do mangaká ,só estou sendo realista,tambem espero não me lembrar de Nobuhiro Watsuki como “o autor de Samurai X”,tenho esperanças de ver obras melhores do artista;já que se levarmos em consideração o samurai com cicatriz em forma de cruz foi uma de suas primeiras obras e atualmente as ´tecnicas de Watsuki ,tanto em arte quanto em narrativa ,estão muito melhores.

    • Sennaffogo

      Acho que opinamos apenas em cima dos fatos. Eles existem e estão aí para serem citados.
      Agora, acho que ninguém comparou autor por autor, querendo dizer que um é melhor que outro, etc., apenas comparamos que a maioria deles tem uma obra de enorme sucesso na carreira, e quando fazem outra obra não repetem tal feito, simples assim.

  • gustavo-kun

    bem e fato que watsuki nunca mais criará outra obra de maior sucesso que rurouni kenshin, mais acho que esse spin-off podera render bons frutos.

  • Geane

    Só uma coisa veio a minha mente nesse momento :ENISHIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!!!
    YOLEIHOOOOOOOOOOOO

  • Não é meu anime de samurai favorito, mas finalmente apareceu alguma coisa que eu goste…

    • egonlucas

      É.. quesito Samurai, ele tá longe de ser o melhor.
      Gintama e Vagabond estão brigando pelo pário. xD

      • Sennaffogo

        Gintama??? O.o
        Loool, faz-me rir com tal afirmação……

      • thomaz

        Gintama pode ser classificado como um anime de comedia non sense. Mas tambem possui arcos com lutas que chutam bundas de muitos battle shonens, inclusive RK. Logo não vejo motivos para rir.

      • Sennaffogo

        Dizer que ele possui arcos com ótimas lutas é uma coisa completamente diferente de dizer que ele está brigando pelo páreo de ser o melhor anime/mangá de Samurai.

      • thomaz

        Tem certeza?

      • Sennaffogo

        Looool mano, foi você mesmo que disse que o gênero do anime é uma comédia non-sense……. ou você está se contradizendo?
        Cara, ‘samurai’ seria tema, não gênero, mas mesmo assim, Gintama na minha opinião não tem ‘samurai’ como tema-base. É histórico e paródia(e referência) somente. Esta coisa de samurai aparece e talz, mas não é o mote da série. Bem diferente das outras citadas na comparação.
        Bem, qualquer coisa consulte o ANN, uma das maiores fontes quando se trata de animes/mangás.

    • Escuta, acho um erro se referirem ao Kenshin como um samurai, uma vez que ele não é um. Entre as classes de guerreiros do Japão feudal, Kenshin ficaria melhor definido como um ronin ou “rurouni” que segundo Watsuki, significa “andarilho” (a palavra “rurouni” não existe propriamente em japonês; na verdade é um trocadilho do autor com a palavra ronin), portanto o título da série poderia ser traduzido como “Kenshin, o andarilho”. Foi no Brasil (ou nos EUA, sei lá) que alteraram o nome dele para “Samurai X”.

      • Dih

        Andarilho é um ex-samurai, oras. Não é errado falar que ele é um samurai. Além disso o próprio Watsuki diz adorar o título Samurai X.

      • Sennaffogo

        É Mika, o Dih tá certo. Todo ‘ronim’ é um ex-samurai. E foi aqui no Brasil que colocaram este nome de ‘Samurai X’. Eu achei que ficou bem adaptado no fim das contas, condiz com o personagem, etc.. Melhor do que muitos títulos de filmes que aparecem por aqui, como “Racha – Velocidade Sem Limites”, título dado ao Live de Initial D. E na verdade, eu sinceramente acho ‘Samurai X’ um título de mais impacto do que ‘Kenshin, o Andarilho’….
        Agora desta eu não sabia Dih… quer dizer que o Watsuki gosta do título brasileiro de sua obra? hahaha, legal.

        • Dih

          Na verdade o nome Samurai X foi usado em outras partes do mundo também. Alguns países da Europa e os EUA utilizaram o nome.

      • Dih, valeu por me esclarecer um pouco. 🙂

      • Sennaffogo

        Sim sim Dih, mas o primeiro país a adotar este título não foi o nosso??
        Eu sei que ‘Cavaleiros do Zodíaco’ realmente não foi nós que criamos, foram os franceses, mas tinha lido em algum lugar, há tempos, que ‘Samurai X’ tinha sido criado aqui.

        • Dih

          Foi um nome escolhido pela Sony of America. O anime foi lançado aqui e nos EUA em 99 com o nome de Samurai X.

  • Que legal, que legal! c:
    Bem que a JBC poderia trazer também, tipo como vão fazer com Mirai Nikki a partir de Fevereiro, com o término da série principal… Até Kenshin acabar aqui deve dar tempo de ao menos 1 tankobon sair lá nos JP~

  • biazacha

    Os fãs agradecem esse tipo de mimo, de coração. Mas não curti muito saber que ele deixa projetos em andamento de lado para se dedicar a essas coisas; todo mundo já viveu ou vive um hiato na vida e nada mais terrível que passarem os meses e você nem saber se o cara vai terminar ou não. Pra um mangaká tão conhecido a adorado, tá faltando responsabilidade.

    Enfim né, pelo jeito que a esposa falou tão cedo a gente não começa a ver resultados, mas vou ficar de olho.

    • Sennaffogo

      “Pra um mangaká tão conhecido e adorado, tá faltando responsabilidade.” -> não só pra ele, pra alguns outros também…… u_u