Mangá Soul Eater Not! chega ao fim em novembro no Japão

Header_SENotSpinoff chegará ao fim no próximo mês.

A edição de novembro da revista Shonen Gangan anunciou nesse final de semana que o capítulo final do spin-off será publicado na edição de dezembro e será lançado no dia 10 do mês que vem.

Soul Eater Not! é um spin-off do mangá de Soul Eater e ambos de autoria de Atsushi Ohkubo. Foi lançado em 2011 na Shonen Gangan e estava em hiatus desde outubro passado. Nos Estados Unidos, o mangá é licenciado pela Yen Press, que está para lançar o 4º volume encadernado no dia 18 de novembro. No Brasil, o mangá será publicado pela editora JBC nos próximos meses.

A história se passa praticamente no mesmo período da trama original e fala de Harudori Tsugumi, uma nova aluna na Shibusen, que, antes de viver seu sonho de ser famosa, precisa arranjar um parceiro e sobreviver aos métodos de ensino do Shinigami-Sama (ou, Deus da Morte).

A série ganhou uma adaptação em anime pelo estúdio Bones e foi exibida entre abril e julho desse ano, com 12 volumes no total.

Related Post

  • Kurosaki

    Graças a Deus!

    Esse mangá estava acabando com a reputação do autor!!!!

  • Essecara

    Que acabe e caia no esquecimento essa mangá que nunca deveria ter existido

  • Ane

    To vendo que todo mundo adora esse mangá KKK Eu li 12 capítulos e gostei mas não consegui nem terminar o segundo episódio..

  • Micael Okamura

    Não vai fazer falta pra mim

  • Caraca so eu que gostei de Soul Eater Not ‘-‘

  • kelvlin

    Acho que quem anda falando mal é a galerinha que ficou órfã da série original e foi atrás do spin-off esperando encontrar o mesmo conteúdo… Eu não sou fã de Soul Eater Not!, mas não dá pra dizer que é ruim. O fato é que deveria ter acabado há mais tempo. O Okubo se enrolou muito do meio pro fim de uma história tão simples…

  • Hebert

    “mimimimi soul eater not é ruim mimimi acabando com a reputação do autor mimi”
    Essas viúvas do anime são chatas mesmo…
    Tô aqui só esperando a JBC lançar o mangá aqui.

  • Eu gostei de soul eater not, acho que quem tá falando mal é quem esperava algo idêntico a soul eater e quebrou a cara.

    • Micael Okamura

      A maioria é assim. Acredita que tinha gente achando que o NOT era a segunda temporada?

    • Essecara

      Não e por ser diferente do original sem por sentir falta do anime antigo é pelo simples fato de que é ruim:

      personagens sem graça
      ritmo lento
      historias rasas e entediantes
      humor forçado
      os problemas começam do nada e terminam do nada

      esse mangá devia ser pra explorar alguns elementos do universo da historia que não puderam aparecer no original, tipo como as pessoas se tornam armas e como elas entram na escola, mais virou um k-on no universo de soul eater

      nem se eu não tivesse visto o original eu ia gostar disso, alías eu podia até ignorar o original por causa do not

      • Concordo plenamente. Eu li NOT!, e parece ser mais um universo paralelo do que qualquer outra coisa: temos a Kim, que só é revelada bruxa no arco da Arachne (em SE), mas que já começa sendo conhecida como bruxa em NOT!; A Medusa, que ainda é enfermeira da Shibusen (Amaan), que não condiz com os fatos de todos saberem que a Kim é uma bruxa, já que a Medusa “se mostra” bem antes disso…
        NOT! pode até ser querido pro uns, mas não consigo engolir o mangá. Tem muita coisa mal explicada no roteiro, muita enrolação, é muito lento e tem uns personagens bem chatinhos. Mas esperar o quê,né? Afinal, o fim de Soul Eater foi horrível, mesmo… Deve ter acabado com a criatividade do autor.

      • “NOT! pode até ser querido por* uns”

      • kelvlin

        Esperava o quê de um slice of life?!

        Tá querendo tretar com o universo otaku inteiro é?

        Mas… de fato, seria legal e coerente a JBC utilizar o título Soul Eater Sqn…

      • Micael Okamura

        Essecara: No meu blog fiz uma análise desse anime, e listei justamente o que você falou
        (Só não coloco aqui o nome ou link pois vai ser um spam)

    • Luly

      Também gostei do Not e concordo em parte com o que você disse: Alguns devem ter achado que é uma continuação de Soul Eater, mas como o título brinca, não é continução (Not). Tem que ler Soul Eater Not como se não existisse Soul Eater, é um plot diferente e dinâmica diferente, típico de slice of life/shoujo. Assim como o autor mesmo falou, ele queria que Soul Eater fosse desse jeito, mas acabou ficando bem shonen. O que eu achei bem legal ele ter se “redimido” como ele mesmo fazendo o Not. Acredito também que uma outra parte das pessoas o julgam ruim pois estão acostumadas com os shonens (público alvo de Soul Eater) e aí quando viram que o Not era diferente já julgaram ele ruim UAUHSUASHUASUAHUS, comparando ele com K-on e Lucky star como se fosse um xingamento sendo que essa era a intenção desse spin-off desde o começo! HUAUSHAHU

      Gostei do mangá, diferente dos comentários que vi achei os personagens gostosos de ler. Foi uma leitura rápida e divertida. CLAAROO que queria que ele se expandisse mais no universo de Soul Eater, mas não era essa a intenção do mangá, infelizmente 🙁

  • biazacha

    Gente o povo entende o que é um spin-off? Porque sinceramente não entendo esse butthurt todo com o Not! que as pessoas tem. Os personagens são diferentes, os gêneros são diferentes e o foco idem, se não gosta só não ler… nego fica com esse mimimi eterno, vish.

    Agora fico curiosa com trabalhos futuros do autor, tomara que ele não demore pra vir com novidades.

    • Micael Okamura

      O problema foi a proposta errada. Propaganda enganosa.
      Eu assisti achando que ali o autor poderia explicar mais sobre o mundo que ele criou, explicar coisas que no original ficaram de fora, mas que nada, acabei quebrando a cara:
      Personagens sem graça, histórias que se contradizem, um desenvolvimento péssimo, soluções retiradas do nada, um humor forçado e um péssimo desenvolvimento.
      A luta contra a vilão final, a Shaula, foi horrível! Ela se resolve em poucos minutos, sendo que o trio principal usa o “poder do protagonismo clichê” somado a um Deus Ex Machina para vencê-la, sendo que ela era pra ser, segundo o roteiro, uma das bruxas mais poderosas que existe. Não é explicado em nenhum momento de onde vem esse poder, muito menos o motivo delas conseguirem evocá-lo. O mais incrível é que mesmo conseguindo a alma da bruxa, elas continuam na classe NOT, a classe em treinamento. Por que não mudaram se já demonstravam talento para serem da EAT, a classe dos artesões? Vai saber. Ou ainda: Tsugumi é uma arma que vira um tipo machado com lança. Beleza, isso é aceitável, visto que a Tsubaki vira um monte de armas. Mas e quando ela consegue criar asas e Anya e Meme a usam para voar, como se fosse uma vassoura de bruxa? Como ela consegue criar asas, nem mesmo as outras armas fazem isso? É a coisa mais ridícula que eu já vi. Além disso, como já mencionei, só tem “slice of life” com comédia, que é bem forçada. Eles tentam contar o dia-a-dia das garotas enchendo a tela de humor desnecessário com insinuações yuri, fazendo com que NOT não se diferencie de outros animes do gênero como K-On ou Lucky Star. Sei que tem público para esses tipos de anime, mas a trama acabou por se perder muito. Tentam inserir drama no meio, e mesmo a história da Liz e da Patty tenha sido legal, o drama não é tão convincente.

      • Sab Morales

        Esclarecendo o fato de ela ‘criar’ asas: vide volume 16 do mangá de Soul Eater. Não defendendo a animação que pra mim tanto faz como tanto fez : não amei, nem odiei. Só assisti e fim. E não comprarei o mangá, tem outras coisas que merecem meu investimento.