Ranking Oricon de Vendas de Mangás: 26 de Janeiro a 1 de Fevereiro

oricon header 26 a 01Kimi ni Todoke no pódio pela segunda semana consecutiva!

Última semana de janeiro no Ranking da Oricon! Com 11 dos 50 mangás da lista saindo do Brasil, como você acha que anda o mercado brasileiro? Tá bom? Dá pra curtir ou tá faltando muita coisa? Enquanto vocês pensam, hora de conferir os mangás mais vendidos no Japão nessa última semana.

Os mangás grifados em amarelo são os comercializados no Brasil. A fileira “Vendas Total” contabiliza a soma das semanas que o mangá já se encontra no ranking.

26 01 a 01 02

Essa semana temos dois shoujos ocupando o primeiro e o segundo lugar, respectivamente. Kimi ni Todoke novamente ocupando o pódio, o que já era esperado levando em consideração de que o volume 21 e 22 do mangá também ficaram no top 3 por pelo menos duas semanas quando lançados; ainda vale destacar que esse volume já vendeu mais de 500 mil cópias. Logo em sequência temos Kobayashi Ga Kawai Sugite Tsurai!! (da mesma autora de Moe Kare!!), que mesmo não sendo tão conhecido aqui, já ganhou OVAs no Japão e em sua semana de lançamento vem ocupando o segundo lugar desse ranking. E para fechar o top 3, temos Giant Killing (o mangá sobre futebol que ganhou uma adaptação para anime em 2010) que na semana passada estava ocupando o sexto lugar.

Tivemos pouquíssimos lançamentos – apenas nove entre os cinquenta títulos – com uma predominância da Shueisha, que apresenta dezesseis obras. One Piece, um dos mangás da editora, ultrapassou as 2.800 cópias nessa semana, seu mangá anterior (volume 75) apareceu pela última vez no ranking do finalzinho de dezembro e no começo de janeiro desse ano, totalizando uma vendagem de mais 2.700 mil cópias, ou seja, esse atual volume já bateu os números do irmão e provavelmente continuará aparecendo no ranking pelas próximas semanas. Outra obra que continua se mostrando firme e forte é Ataque dos Titãs, lançada a quase dois meses, com um vendagem de mais 1.600 cópias.

Ainda devemos dar um destaque para Haikyuu!!, um dos mangás de esporte mais famoso do momento, que ultrapassou 800 mil cópias com o volume 14 e Boku no Hero Academia, que continua no ranking com seu segundo volume vendendo mais de 200 mil cópias. Como será o desempenho do mesmo quando o terceiro volume for lançado? Fica aí uma curiosidade.

Miyuki

Tão normal, nem parece otaku. A louca das webcomics. Segue o mantra de ler e assistir de tudo um pouco (menos o que for terror, por favor). Tem um vício novo a cada mês e surta horrores na conta pessoal no Twitter.

Related Post

  • Marcos Correia

    Seria possível inserir uma coluna nessa tabela com a demografia? Shoujo, Shounen, etc.

    • Lucas

      É. Seria legal. Seria uma boa botar a editora também x(

    • Seria legal deixar essas demografias de lado e sem preocupar apenas se o mangá é bom ou não.
      Acho que atualmente anda um mimimi muito grande com essa questão “shoujo x shounen”. Acho que tem muito shounen “romântico” que é melhor que shoujo e muito shoujo “pauleira” que é melhor que shounen.
      Mas sei lá, é minha opinião apenas.

      • @haag, “Acho que atualmente anda um mimimi muito grande com essa questão “shoujo x shounen”.” -> concordo. Há mesmo este mimimi. Mas as editoras daqui não investem em shoujo, então o mimimi fica pior ainda. Tem shounen genérico pra car*lho sendo lançado, e quase nada de shoujo… no fim são sempre elas, que são as empresas, as culpadas de várias coisas negativas aos mangás…¬¬
        E também concordo plenamente com você na frase “Seria legal deixar essas demografias de lado e sem preocupar apenas se o mangá é bom ou não.”, é exatamente o que eu tento fazer. Só BL/yaoi/etc., no meu caso, que fica meio complicado mesmo não olhar para isto… mas mesmo neste tipo de mangá sei que tem coisa boa.

      • Sennaffogo, que bom que você me entendeu o quis dizer.
        Apenas dando exemplos, temos “Kimi No Iru Machi” e “Nisekoi” que deixam muito shoujo no chinelo, assim como temos “Sailor Moon” e “CardCaptors Sakura” que conseguem ser infinitamente melhores que muitos shounens que estão ai.
        Acho que tem que se parar com essas demografias e tal, porque se perde muita coisa por briguinha besta. É o mesmo que dizer: não gosto de hentai, ai perde obras incríveis como “Nozoki Ana”, ou seinen e deixa passar um “Gantz”.
        O importante é a obra, se é boa ou ruim. Demografia não importa.
        Mas infelizmente isso parece ser a única coisa que interessa atualmente.

  • Lucas

    Haikyuu já tá na hora de vir pro Brasil. As vendagens já tão chegando em 1 milhão já. Tem que vir o quanto antes.

    • Acho que com o Kuroko sendo recente ainda não vai vir.
      Os próximos Jump vão ser Nisekoi e Souma, mas acho que em 2016 ele pode ser um bom nome, ainda mais com as Olimpiadas para fazer “propaganda”.

      • biazacha

        Também acho que por enquanto não rola…. Mas se Kurobas vender bem sem dúvidas que Haikyuu!! vem pra cá. Pessoalmente tô ansiosa pra ter SnS em mãos! Nisekoi meio que já começou a desandar pra mim.

      • @biazacha: eu também estou ansioso por SnS, espero que ainda em 2015. Foi um mangá que me surpreendeu muito. Quem sabe a Panini (pq com certeza não vai ser a JBC) não aproveita o anime pra lançar.
        Já o Nisekoi eu acho que vem por ter um publico pedindo, mas eu não compraria.

      • Pow, ruim é Haikyuu!! ficar dependente da venda de KnB…
        São esportes, ok. Mas além de KnB ser de outro esporte bem diferente e muuuito mais fantasioso, seria uma grande bola fora não tentar nada com Haikyuu!! porque KnB não vendeu… principalmente pelo fato de Haikyuu!! ser mais realista com relação ao próprio esporte e não ter ‘artes marciais’ no meio…

      • Eu sinceramente prefiro Haikyuu!! do que KnB, pois é como você falou, acho ele mais “realista” e centrado que o Kuroko.
        Mas infelizmente nosso mercado é muito chato, as editoras não arriscam novidades (não to falando dos mangás “3 volumes” da JBC, falo de coisa longa).
        Prova disso é que vamos depender do resultado de Aoharaido para sonhar com mais mangás leves. (e ai não falo apenas da demografia, e sim de mangás modelo “menos pauleira”).

      • Pois é @haag, as editoras não arriscam nada…¬¬
        O mercado de mangás aqui piorou de uma forma bem rápida na minha opinião, e para mim tende à decadência. Isto se reflete na tiragem dos mangás, e nesta questão do que se arriscar acerca de títulos.

        Esta do Ao Haru Ride é de ferrar com a coisa toda…
        Não estou querendo falar de demografias, mas neste caso, acaba se tornando inevitável. Tanto shoujo legal por aí, e o que vai decidir o destino de todos eles é um shoujo melodramático genérico e clichê? Aff!

        Interessante você falar de tudo isto… a galera do Kyoudai Cast comentou isto nos 2 primeiros cast’s deles, que ouvi ontem… sua opinião bate direitinho com a deles…=)

      • Lucas

        Nikesoi tá tão chato. Espero que não tragam pra cá tão cedo

  • STX

    Nenhum comentario pelo amado por todos Futari Ecchi (H) que apareceu no ranking? Amavam tanto as capas amarelas e agora esse tratamento frio? 😛

    • Pois é @STX… único mangá da JBC a ser cancelado.
      Bem, olhando para a obra, eu sinceramente acho que Futari já deveria ter acabado há um bom tempo… se ele já estivesse finalizado, talvez as coisas seriam diferentes aqui no Brasil.

  • Micael Okamura

    Vamos aos comentários:
    Kimi ni Todoke já falei isso antes, mas volto a repetir: É um shoujo legal, o problema é que tá enrolando muito, e isso faz com que fique meio chato.
    Kobayashi Ga Kawai Sugite Tsurai!!: Super recomendado!
    Giant Killing: Ainda não entendo como esse e o Captain Tsubasa ainda não foram publicados no Brasil, se teriam um forte apelo já que o tema é futebol. Imagina quantos fanáticos pelo esporte poderiam comprar só por causa da temática? Conheço vários que só viram o anime por causa disso.
    One Piece dispensa comentários.
    Shingeki no Kyojin dispensa comentários também, mas farei uma breve observação (se é que posso chamar de breve): Eu espero, do fundo da minha alma, que o Hajime Isayama NÃO prolongue demais o mangá! Ele prometeu que iria acabar em 4 anos, se não me engano, e isso tem de ocorrer! Já estou cansado de afirmar, mas sempre afirmo, que mangás quando se prolongam demais, a não ser que o autor tenha muita, mas MUITA criatividade, tendem a e perder e ficarem muito chatos. Temos vários exemplos: Naruto, Negima, Bleach… Poucos conseguem se manter bons, e mesmo assim ás vezes se perdem, visto que ocorreu em One Piece, e só agora com o arco de Dressrosa que ele está ficando melhor. Não sei o quanto de criatividade tem Isayama, mas só sei que não parece ser muito, e afirmo isso com base no que tem ocorrido no mangá: Isayama pecou muito em alguns capítulos, claro que não dá para cometer erros, é IMPOSSÍVEL, mas teve mancadas demais. As coisas estão ficando previsíveis de mais, o elemento surpresa me pareceu que diminuiu muito, e o legal neste mangá era se surpreender. E a maior mancada, pra mim até agora, e sobre o Titã Colossal, que, pelo amor de deus, QUE PORRA FOI AQUELA?! Não sei como foi a reação dos demais, mas, mano, parece que Isayama ligou o “Foda-se o suspense. Eu vou é revelar tudo de uma vez!”, e não está dando tempo pras pessoas digerirem o conteúdo! Ryner chega e revela do nada, na lata, sem nenhum motivo dois dos grandes mistérios do mangá. Dois, não, TRÊS, pois além de revelar a verdadeira identidade dos titãs encouraçado e colossal, ainda explicou qual era o verdadeiro objetivo deles! E além do objetivo me parecer tosco, eles desistem do nada, como assim??? Pode isso produção??? Eu sei que o objetivo de Isayama é fazer com que cada capítulo supere o anterior (e, realmente, nesse ele se superou) em impressionar o leitor, e isso deve de ser a fórmula para esse sucesso todo.Mas dessa vez eu acho que ele passou um pouco da linha em revelar tanta coisa de uma vez tão cedo. E o problema é que nem foi tão cedo, mas foi algo quase que sem emoção, tipo assim, como se fosse algo simples sem importância, quando tem MUITA importância! Me pergunto agora se realmente ele planeja prolongar ou encurtar, pois prolongando fica chato, mas encurtando TAMBÉM fica chato! É uma verdadeira faca de dois gumes! Olha, eu espero que Isayama dê um jeito nessa confusão toda que armou, SnK eu sempre repito que não é um mangá genial, não é o melhor do mundo. PASSA LONGE DE SER. MAS é um mangá daqueles que eu recomendaria pra quem quer ser surpreendido sempre e gosta de uma boa carnificina, e foda-se o traço. SnK é um mangá que tem uma enorme fama, mas uma grande responsabilidade (“Grandes Sucessos, Grandes Responsabilidades”, como diria o tio Ben), e deve acabar com CHAVE DE OURO, fazer jus a sua fama. É isso que espero. Isayama, faça de SnK o melhor mangá já feito na história desde Death Note, que acho que foi a única obra nesse estilo que conseguiu ser uma das mais fodas que já conheci! Acredito eu, que nenhum fã quer ver seu mangá favorito virar um shonenzinho de luta infinito (tá, sei que é shonen, mas Snk tem uma temática bem mais madura, e não leva esse estilo Shounen com ele de ter um grupo de heróis, sempre amiguinhos, que a cada arco lutam individualmente com os próximos inimigos e vencem pela força da amizade e outras coisas). E olha que o final de SnK foi originalmente planejado para ser traumático e brutal, mas ele mudou de ideia para não cometer o crime de matar os personagens favoritos dos fãs. Alguns elementos foram alterados, incluindo as pessoas que deveriam estar mortas, mas estão vivos no presente (Sasha, Connie, Erwin). Pelo fato deles estarem vivos, o final será diferente.

    • Micael Okamura

      Voltando aos comentários:
      Haikyuu realmente é um bom mangá, e espero ansioso a segunda temporada.
      Boku no Hero Academia ainda tem de amadurecer mais, mas fico feliz que já esteja conquistando os japas em sue comecinho. Quando sair um anime, com certeza verei!.

      • Micael Okamura

        Gosto de One Piece, sim. Não é meu favorito, mas é bastante divertido.
        Não sei quanto em média vende Berserk, até porque o autor não lança o mangá sempre.

      • @Micael, sobre Berserk você quis dizer “até porque o autor não lança o mangá NUNCA.” né?

    • biazacha

      Kimi ni tá virando o Bleach dos shoujos já…. eu que acompanho ambos só sofro nessa vida.

      E sobre SnK: ele sempre disse que a história não teria mais de 20, 25 volumes, desde antes de anunciarem o anime. E pelo andamento atual do mangá, isso faz todo o sentido. Quando ele anunciou que levaria mais uns 4 anos teve tanta gente elogiando a postura dele que seria tiro no pé prolongar… mas claro, certeza que depois vai ter mais spin-off.

      • Micael Okamura

        biazacha: “Kimi ni tá virando o Bleach dos shoujos já” Perfeita definição! Kimi ni deveria ter acabado faz tempo.
        Sobre SnK, eu sou um dos que elogiou a postura do autor, e como eu disse, quero muito que ele cumpra isso, que feche o mangá com chave de ouro!

  • Lucas

    Um bom mangá pra vir pra cá seria parasyte e mais pela nova sampa que não tem essas frescuras de lançar mangás atuais e não-datados. Peçam aí pelo facebook da editora. Talvez eles tragam pra cá.