Mangá Orange ganhará adaptação live-action em dezembro no Japão

orange liveMangá shoujo já passa de 1 milhão e meio de cópias com apenas 4 volumes.

A edição de junho da revista seinen Montly Action, da Futabasha, anunciou que o ex-shoujo da Betsuma, Orange, de Takano Ichigo, ganhará uma adaptação para filme live-action. O filme será lançado em dezembro nos cinemas pela TOHO.

Takano (Yume Miru Taiyou) começou o mangá na Bessatsu Margaret, da Shueisha, em 2012, mas se mudou para a Montly Action em 2013 publicando o quarto volume compilatório no dia 20 de fevereiro. A série tem mais de 1,500, 000 milhões de cópias impressas. 

No dia em que faz 16 anos, Takamiya Naho recebe uma carta estranha, mas com o remetente vindo de si mesma, de dez anos no futuro. No início, ela acha que a carta é uma brincadeira, mas depois as coisas escritas na carta realmente passam a acontecer, incluindo o novo aluno transferido que se senta ao lado dela em sala de aula, Naruse Kakeru.  A carta diz é como seu diário, e narra tudo com perfeição, até os mesmos personagens – que são seus amigos. Naho então decide ler a carta até o fim. Na carta, ela de 27 anos de idade, diz a ela de 16 anos de idade, que seu maior arrependimento é que Kakeru já não está com eles no futuro, e pede a ela para vigiá-lo de perto.

Miyuki

Tão normal, nem parece otaku. A louca das webcomics. Segue o mantra de ler e assistir de tudo um pouco (menos o que for terror, por favor). Tem um vício novo a cada mês e surta horrores na conta pessoal no Twitter.

Related Post

  • Com o final dele já definido pra esse ano, o que provavelmente vai deixar ele com só 5 volumes, acho que Orange é o shoujo com mais chances de dar as caras no Brasil atualmente.
    Torço muito por isso, mas que seja pela JBC, pois o Aoharaido da Panini decepcionou um pouco na qualidade infelizmente. :/

  • “acho que Orange é o shoujo com mais chances de dar as caras no Brasil atualmente.” -> também acho @haag, assim como também torço para que seja pela JBC. Um shoujo curto e finalizado. Se ainda por cima a JBC fizer assinatura, o que é quase certo se ela trouxer o título, as chances de eu comprar aumentam muito.

    • Agora, falando do live em si, tudo está virando live ultimamente no Japão. E em pouquíssimo tempo… Estão mais parecendo animes, do que lives propriamente ditos. Estou achando que além de estar saturando o mercado de entretenimento como um todo, já está ficando um pouco chato isto aí…u_u

      • “Estou achando que além de estar saturando o mercado de entretenimento como um todo, já está ficando um pouco chato isto aí” -> depende cara, eu gostei muito dos filmes de Rurouni Kenshin, embora com o live se perde um pouco da “magia”, por isso obras como One Piece não funcionariam.
        Ontem li uma matéria que a Scarlett confirmou essa semana que em janeiro começam as filmagens de GiTS. Tenho boas esperanças dele.

      • Não estou falando de mangás/animes mais antigos. Assisti a trilogia de RK também e gostei bastante, embora o Shishio… bem… o Shishio… bem, o Shishio foi aquilo né? Não precisa dar spoiler, você sabe do que estou falando.
        Mas assim, GITS, apesar de norte-americano, eu não englobo nesta ‘vibe’ aí. O que falo são justamente filmes novos de coisas extremamente recentes… como este da notícia. Ou mangás/animes que não têm nem 10 anos… Temos vários outros exemplos: Bakuman, Sukitte Ii Na Yo, Kuroshitsuji, Chihayafuru, Zekkyou Gakkyuu, Another, Mirai Nikki, Seven Days, Heroine Shikkaku e Ansatsu Kyoushitsu.
        GITS e RK, assim como Akira, caso realmente seja produzido, têm nada a ver com esta situação explanada por mim.

      • Realmente, nesse ponto até concordo com você.
        Mas agora pensa por um outro ponto de vista: os japoneses estão adaptando para lives os seus mangás, da mesma forma que os americanos adaptam os seus livros.
        Talvez apenas agora é que começamos a prestar atenção nessas lives-actions japonesas, mas em compensação todo ano temos “Harry Potter”, “Vigandores” e outras adaptações americanas estourando no cinema.
        E sei lá, tem filmes (como o caso de Orange) que tem um tema para criar um bom roteiro, não parecer forçado e ainda assim ser algo que eu iria facilmente no cinema assistir mesmo sem saber que era um mangá.

      • Norte-americanos adaptam tantos livros assim?? É por isto que muitos dos filmes são umas porcarias… várias das obras em si já não são lá estas coisas todas na minha opinião…
        Já que citaste HP, vou citar outra obra que ganhou adaptação de livro: você gosta de ‘Percy Jackson’? Bem, eu não tenho opinião ou gôsto formado sobre a série, mas te digo minha opinião sobre o 1º filme: uma verdadeira bosta!
        E pow, falaste em ‘Vingadores’ também… cara, estamos vivendo a década dos heróis em Hollywood, e… e… e… e eu estou pouco me lixando para isto. Liguei o fod*-se! Não vou gastar meu suado dinheiro em reboots e estereótipos forçados em filmes forçados só para ver um herói de um quadrinho que eu gosto na tela do cinema. Estão aí Batman, X-Men e Homem-Aranha para provar isto. Batman eu nunca vi nada no cinema e apenas entre o fim de 2014 e o início deste ano é que vi a trilogia dos filmes novos. Homem-Aranha vi os 3 primeiros filmes com o Tobey Maguire na telona, depois não repeti a dose. X-Men foi a mesma coisa. Poha mano, quantos filmes de X-Men os caras querem que eu assista? 20???
        De ‘Vingadores’ eu nem sou fã, mas pqp, está um saco… todo ano tem um filme dessa merd*… junto com outros filmes-solo dos caras que compõem o grupo…u_u
        E cara, não é só 1 ou 2 filmes por ano, são vários! Está um verdadeiro pé no saco isso aí.
        Para você ver, eu só assisti o Hobbit 3 no cinema porque um amigo meu me arrastou e pagou minha entrada, se não eu sequer teria visto a trilogia. 3 filmes do Hobbit? PARA QUÊ?? O.o
        Não, deixa, eu mesmo respondo: puro fanservice e dinheiro, only this.

        Mas nesse ponto “tem filmes (como o caso de Orange) que tem um tema para criar um bom roteiro, não parecer forçado e ainda assim ser algo que eu iria facilmente no cinema assistir mesmo sem saber que era um mangá.” sim, concordo totalmente por você. Este é um ângulo de visão que realmente dá para se olhar e pensar: é, este filme live vai valer a pena. O problema é o mangá estar muito recente… os caras querem de qualquer maneira aproveitar o ‘boom’ do mangá e “forçar” os fãs a irem ao cinema ver… Pelo menos o mangá é finalizado e deve render um filme único e bacana.

  • Desculpe mas sigo o twitter da autora e não tem nada sobre o mangá acabar no volume 5! Procurei no MAL, no ANN e vários sites americanos até mesmo no Crunchyroll que libera o mangá oficialmente em inglês e não tem absolutamente nada sobre isso! A única coisa que eu vi foi a autora falando que vai fechar o 5° ainda em 2015, pois o mangá está em hiato desde de Janeiro! Pesquisem e se for algum engano se retratem! Já não basta termos pouca qualidade em notícias pt-br ainda sai notícias ou erradas ou equivocadas! Por favor peço que verifiquem o assunto! Grato!

    • Olá, Paulo.
      A autora realmente disse em seu Twitter que Orange acabará em seu volume 5. Você deve ter se confundido, pois ela também mencionou que o lançamento de seu último volume ainda não tem data definida. Sobre o hiatus, ela se desculpou pelo tempo sem capítulos, provavelmente pelas complicações que teve durante seu período na Betsuma. E, mesmo quem acompanha percebe: Orange está em seu arco final.
      ANN e outros nem sempre dão notícias fresquinhas, uma prova disso é o final de Chi Sweet Home. O ANN só foi postar a notícia esse mês, sendo que postamos ano passado, quando foi anunciado.
      E também há um tumblr que informa tudo sobre Orange, inclusive foi o primeiro a anunciar a mudança de revista da série.
      Além disso, caso nos enganemos – ou a autora mude de ideia – com certeza informaremos nossos leitores. 😀

      Tweet da autora: https://twitter.com/ichigo_takano/status/576412699195756544
      Tumblr que citei: http://orange-takanoichigo.tumblr.com

    • Sei lá, antes de ver no ChuNan sobre o fim, eu já tinha lido isso em mais uns 3 sites, e todos citando o twitter dela como fonte.
      Tem certeza que não foi um erro de interpretação seu?

      • @haag, sua resposta sobre as adaptações sumiu ou é impressão minha? Será que deu um bug na hora de publicar?? Estranho…

      • Sei lá, ficou online uns 20 minutos e sumiu.
        Acho que devem ter finalizado a conversa. hahahahaha

  • Micael Okamura

    YEAH! QUE MASSA!

  • A JBC podia parar de preconceito e publicar uns shoujo >:

    • Mas ela não tem preconceito, ou pelo menos ATUALMENTE não tem. O problema dela não é este. A questão envolvendo poucos shoujos na JBC atualmente é que ela não se prende a gêneros. O Cassius já falou a respeito, e ele, que é o chefe lá agora, disse também que não acredita em separação por gêneros aqui no Brasil, que a coisa aqui não é tão demarcada como no Japão. Então, isto dificulta, naturalmente, a vinda de mais mangás desta demografia para cá.

  • depressivegirl

    pelo amor. Eu preciso que essa história continue.