Ranking Oricon de Vendas de Mangás: de 27 de Fevereiro a 5 de Março

Cadê Haikyuu no Brasil????

Assisti um filme recentemente e que me chamou muita atenção. Se chama “O Curioso Caso de Haikyuu no Brasil”. Segue a sinopse:

Japão, 2012. Haikyuu nasceu de forma incomum, com a aparência e a responsabilidade de um mangá pronto para ser cancelado ao invés de vingar. Ao invés de seguir seu destino, com o passar do tempo, Haikyuu faz sucesso. Quando ainda em andamento ele ganha um anime, de mesma qualidade, por qual o público se apaixona. É preciso esperar que o anime faça sucesso, tornando-se um hit, e que alguma editora do Brasil o note, quando tiverem volumes suficientes, possam enfim ser publicados.

Depois da brincadeirinha acima, é hora de conferirmos os 50 mangás mais vendidos da semana no Japão! E claro, tem Haikyuu – menos no Brasil.

Rank Título Vendas
Semana Total
1 Haikyuu!! 25 308,478 308,478
2 Kimi ni Todoke 28 176,465 351,11
3 Shokugeki no Souma 23 150,667 150,667
4 World Trigger 18 137,262 137,262
5 Ooku 14 102,264 102,264
6 Kuubo Ibuki 6 88,830 89,111
7 Akagami no Shirayukihime 17 82,522 82,522
8 Black Clover 10 66,723 66,723
9 One Piece 84 62,755 2,393,553
10 Shin Tennis no Ouji-sama 20 61,470 61,470
11 Kinnikuman 58 60,200 60,200
12 Terra Formars 20 51,314 344,935
13 Sousei no Onmyouji 11 47,802 47,802
14 Tsubasa to Hotaru 9 46,877 96,816
15 Dungeon Meshi 4 45,575 464,522
16 Kakegurui 6 42,842 131,816
17 Diamond no Ace Act II 6 42,463 297,458
18 Kimetsu no Yaiba 5 41,476 41,476
19 5-ji kara 9-ji made 13 37,242 78,737
20 Satsuriku no Tenshi 4 37,106 37,106
21 Major 2nd 8 34,466 216,121
22 Kono Oto Tomare! 14  33,520  33,520
23 Akame ga Kill! 15  33,049 123,353
24 Hana yori mo Hana no Gotoku 16  32,517  32,517
25 Coffee & Vanilla 5  32,286  75,930
26 Dame na Watashi ni Koi shite Kudasai Returns 1  30,096 63,208
27 Noragami 18 29,084  162,055
28 Football Nation 10 27,376 27,376
29 ReLIFE 7  27,160  55,798
30 Goblin Slayer 2  27,016  44,268
31  Asahinagu 22 26,960 26,960
32 Gokuto Jihen 3 25,828 27,117
33 Kakegurui Twin 3 24,839 80,844
34 Hinamatsuri 12 24,729 24,729
35 Yuukoku no Moriarty 2 24,604 24,604
36 Suteki na Kareshi 3 24,422 54,614
37 Given 3 24,345 24,345
38 Sabaku no Harem 5 24,295 24,295
39 Kuroko no Basket: Replace Plus 6 23,827 23,827
40 12-sai.  11 23,522 23,522
41 Yumemiru Taiyou 9 22,528 22,528
42 Angel Heart 2nd Season 15 22,326 100,622
43 Shokugeki no Souma: L’étoile 4 21,062 21,062
44 Let’s! Haikyuu!? 4 20,607 20,607
45 Boku no Hero Academia 12 20,435 440,536
46 Jibaku Shounen Hanako-kun 5 19,924 19,924
47 Fire Punch 4 19,587 19,587
48 Ikinokore! Shachiku-chan 2 19,339 23,028
49 Romeo 2 18,508 18,508
50 Samon-kun wa Summoner  8 18,487 18,487

Haikyuu lidera com folga nesta semana. O volume 25 do mangá encabeça a lista com seus mais de 300 mil mangás vendidos. E em apenas 2 dias! Se tudo continuar assim, Haikyuu deve ultrapassar a marca dos 500 mil neste volume muito antes de todos os anteriores. É assombroso o sucesso que esta série vem alcançando – assim como é assombroso o enorme descaso das editoras nacionais com ele. O que mais ele precisa pra se provar? Chegar no volume 40 e dizerem que é muito longo pra ser trazido ao Brasil? Provavelmente é essa a opção. Uma pena a mentalidade nesse nível. Outros que devem ter o mesmo caminho – mesmo não tendo o mesmo sucesso – são Shokugeki no Souma (em terceiro, com 150 mil em seu volume 23) e World Trigger (em quarto, com 137 mil em seu volume 18). Hoje em dia quem ainda usa aquele argumento “é Jump, deve vir pro Brasil” precisa rever os critérios que as editoras nacionais estão utilizando.

Enfim, mas como nem só de coisas ruins nós falamos, podemos lembrar que dois mangás do Top 10 desta semana estão em nosso território. Kimi ni Todoke – volume 28 ultrapassando os 350 mil – e One Piece – com seu volume 84 pela quinta semana e quase nos 2 milhões e 400 mil – são representantes como os mais importantes mangás shounen e shoujo da Shueisha por aqui. São duas séries que possuem publicações bem regulares no Brasil e que não devem trazer grandes problemas para a Panini.

A Shueisha ainda aparece com dois outros mangás nos dez primeiros colocados. O primeiro é Black Clover, que chega ao décimo volume com esperanças em seu anime para emplacar de vez nas vendas de encadernados. Aliás, esse ainda é um dos que aposto forte na vinda para o Brasil, talvez por simbolizar, ao lado de Boku no Hero, uma espécie de reformulação da Shounen Jump atual. É natural que com o tempo precisemos de substitutos para os velhos de casa e esses parecem carregar esse fardo adiante. Pra completar a lista da editora, temos ainda The New Prince of Tennis, o interminável mangá de Takeshi Konomi com seus mais de 60 mil, no volume 20 da série. Apesar de estar mais doida do que nunca, é uma franquia que não deve morrer tão cedo. Parece que é um dos queridinhos do editorial.

Três mangás aparecem de intrusos na lista. O primeiro é o shoujo Akagami no Shirayuki-hime, bem conhecido por essas bandas depois de seu anime, que lhe trouxe bons vendos e empurra um sólido número de 80 mil cópias logo em sua primeira semana de vendas. Mas os destaques mesmo ficam para os outros dois: Ooku, mangá histórico que chega ao seu volume 14 vendendo mais de 100 mil cópias! E um que vale a pena ser notado, Kuubo Ibuki, titulo com temática futurista que fala de uma guerra do Japão com a China utilizando toda a fucking força nacional! É uma pérola! Você pode nunca ter ouvido falar dele, mas seu sexto volume chega em quase 90 mil em pouco tempo. É a Shogakukan ainda revelando boas surpresas.

Vamos dar aquela passada pelas principais novidades dos mangás restantes nos 50 desta semana.

  • A Shueisha realmente domina, e muito, o ranking de vendas. Prova disso são tantos mangás que continuam a aparecer adiante, como Kinnikuman 58, Terra Formars 20 (chegando em quase 350 mil cópias), Twin Star Exorcists 11, Kimetsu no Yaiba 5, Boku no Hero Academia 12 (passando os 440 mil) e os spinoffs de séries famosas, como Shokugeki no Souma: L’étoile 4 e Let’s! Haikyuu!!? 4, ambos chegando em cerca de 20 mil unidades vendidas.
  • Parece que a Shogakukan realmente fez bem em pedir para o autor de MAJOR largar Buyuden e voltar para sua série mais famosa. O mangá continua empolgante em MAJOR 2nd, e consegue vender muito bem. Mais de 200 mil cópias em 3 semanas de lançamentos. Ótimos números para um mangá publicado na Shounen Sunday.
  • A obra anterior de Ichigo Takano, a autora de Orange, continua rendendo no Japão. Em uma nova edição, agora da editora Futabasha, Dreamin’ Sun chega ao seu nono volume vendendo mais 20 mil cópias. Parece baixo, mas vale lembrar que esse é um relançamento, já que a autora tirou todo seu catálogo da Shueisha por motivos ainda não muito claros. É um título que eu adoraria ver chegando por aqui, ainda mais com Orange finalizado pela JBC.
  • Fire Punch é um título que merece um pouquinho mais de sua atenção. A primeiro momento pode não parecer nada, mas estamos falando de um mangá publicado em plataforma digital que vem conseguindo um destaque muito grande dentro da Shueisha. O título já será publicado na França de uma forma bem peculiar: capítulos digitais liberados semanalmente, até lançarem um encadernado ao final da disponibilização. Massa, né não? Isso vai possibilitar que muita gente que não conhece a obra ganhe a sua. É um dos mangás que com certeza falarei mais pra frente em algum post de recomendação.

Semana sem grandes novidades. Vamos esperar que o ranking da próxima possa nos trazer mais comentários pra galera. Aguardo vocês lá.

Miyuki

Tão normal, nem parece otaku. A louca das webcomics. Segue o mantra de ler e assistir de tudo um pouco (menos o que for terror, por favor). Tem um vício novo a cada mês e surta horrores na conta pessoal no Twitter.

Related Post

  • Kimi ni Todoke é mesmo impressionante.

  • Joao gabriel

    Bem que world trigger poderia ser publicado aqui, a historia e os personagens são muito cativantes.
    Espero que o anime tenha segunda temporada.

  • Pelo que ouvi, me pareceu que o anime foi péssimo…
    A Toei coloca todo mundo para trabalhar em One Piece e quando pega um outro anime, coloca ninguém para trabalhar nele…u_u

    Segundo o LukLukas, em World Trigger havia apenas um anão trabalhando no anime… kkkkkkkk…
    O que me espanta ainda mais é que mesmo com a tal mal falada animação geral de World Trigger, o anime teve 73 episódios… O_O
    Tem mangás de obras muito melhores e menos genéricas que WT que mereciam uma animação maior e não têm… Mas também, entre ser animado pela Toei e não ter anime, é melhor não ter anime…xD