Editora JBC lançará o mangá Zetsuen no Tempest

Zetsuen no TempestO fim da humanidade é o tema do novo lançamento da JBC.

A editora JBC revelou o seu novo título para 2015. Trata-se de Zetsuen no Tempest, shonen que mistura ação, mistério e fantasia; escrito por Kyou Shirodaira e ilustrado por Ren Saizaki, foi lançado pela Shonen Gangan (Square Enix) em agosto de 2009 e finalizado em novembro de 2013, com dez volumes mais dois volumes especiais. O mangá ganhou uma adaptação para anime produzida pelo estúdio Bones entre outubro de 2012 e março de 2013, com 24 episódios. 

Zetsuen no Tempest Volume 1 JBC

A história se centraliza em dois grandes amigos, Mahiro e Yoshino. Certo dia Mahiro de repente desaparece e Yoshino pressupõe que o garoto poderia ter achado alguma pista sobre o assassinato de seus pais e sua irmã. No entanto, uma feiticeira chamada Hakaze diz à Yoshino que seu amigo está sendo procurado pelo governo por se envolver em questões que podem por um fim à humanidade.

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Mais um bom e interessante lançamento da JBC. O anime não pegou a história do mangá toda, pegou??

    • Pegou sim. O anime e o mangá foram finalizados ao mesmo tempo.

  • Estava lá no evento quando anunciaram e quase tive um infarto. Tem coisas que só a JBC faz por você <3.

  • PARA PARA, alguém por favor manda a jbc parar? Ta demais cara, mais de 50 reais por mes só na jbc não da cara, chega, vou ter que penhorar minha casa agora porra?

    • KKKKKKKKKK.
      Estas editoras brasileiras……xD
      Das duas, uma: ou o mercado brasileiro vai se afundar de títulos e falir ou a maioria das pessoas ficarão magrinhas deixando às vezes de comer para comprar mangá…

      • kelvlin

        Com o Governo do PT a população brasileira pôde crescer financeiramente. Graças a Lula e Dilma, temos hoje acesso à essa linda cultura do Japão. Votem hoje para que essa ascensão financeira e cultural do nosso povo continue.

        Brincadeira, brincadeira. Frisem bem isso: BRIN-CA-DEI-RA!!! kkkkkkkk (vejam esse kkkkkkkkk aqui, ok. Poupem minha mãe)!!!!!!!!!

    • Zaregoto

      Só uma dúvida: O que vocês fazem depois de ler o mangá? Fazem coleção? Eu infelizmente não tenho mais espaço(Não que eu tenha milhares xP), queria saber que outras alternativas eu tenho xP

      • queima eles.

      • @Zaregoto, talvez este tipo de pensamento seja o mesmo das editoras e é por isto que o mercado nacional está ruim do jeito que está.
        Eu me vejo como um colecionador desde antes de comprar qualquer título, porque se vou comprar um mangá, é para ler, guardar e automaticamente colecionar, afinal, mangás são obras sequenciais, não são historinhas da Turma da Mônica ou HQ’s norte-americanas.
        Você, na maioria dos casos, vai precisar ler um volume após o outro para entender o desenvolvimento da história. Em geral, todo mundo que eu conheço COLECIONA mangás, não apenas lê e depois descarta como se fosse uma antologia barata que se faz com papel reciclado, mesmo que a maioria de nossos mangás sejam feitos com papel de bunda… só as editoras não enxergam isto.

        Mas enfim, se quiser descartar sua coleção, pode tentar vender em sebos, ou para alguém específico que tenha interesse na compra (deixar um e-mail para contato aqui seria interessante, caso o dono do ChuNan! deixe), ou ainda pode dar para alguém que tenha interesse caso queira fazer uma ação beneficente. =)
        Ah sim, também tem a opção de simplesmente jogar fora, mas acho que dificilmente alguém jogaria uma coleção de mangá fora. Jogar 1 ou 2 eu mesmo já joguei por motivos de força maior, agora uma coleção… improvável. Mas tem esta opção também…

      • Vinícius

        Faço coleção, apesar de não ter mais espaço tento dar um jeito. Você pode dar uma olhada no guia dos quadrinhos, registrando os volumes do que você tiver la e declarando no que tem interesse em adquirir podem aparecer pessoas dispostas a trocar.

      • Raziel

        Estou com uns 460 volumes aqui em casa e não pretendo me desfazer tão cedo. Eu guardo tudo no guarda roupa, mas se tudo der certo vou comprar uma estante com porta para todos.

      • Marcos Correia

        Zaregoto, se possível, não jogue fora. Se não conseguir vender e mesmo assim quiser se desfazer, tente doar para gibitecas, bibliotecas ou para alguém que não tenha como comprar. É o que eu costumo fazer, se bem que só com séries de que não gostei. No geral, aqui em casa o manga vai tomando o espaço de tudo o que for possível.

      • Micael Okamura

        Sou d avelha guarda, gosto de ter uma pilha de mangás para ler e reler, se você quiser vender, tudo bem, aí passa a baixar online, mas se for que nem eu, aí eu entendo porque essa dúvida.

      • Zaregoto

        aushaushuahsu Relaxa que jogar fora eu não consigo, pô mangá também é arte né xD
        Valeu pelas dicas acho que vou tentar arranjar mais algum lugar pra colocar eles

      • Assim eu tenho algo chamado colecionismo, eu adoro colecionar coisas, livros, videogames etc, e eu faço isso com o mangá, mas não é apenas isso, é também pra ajudar a industria nacional a trazer os mangás que eu gosto pra cá, porque a gente que le mangá le por scan sem pagar nada, isso é por simples falta de opção, e quando vem uma obra legal pra cá é um ato de respeito as editoras e ao autor a mostrar seu carinho pelo trabalho e obra das pessoas envolvidas, sei que vai ter gente que pensa que é babaquise mas é o que eu falo, se você compra você ajuda, se você não faz nada, quem cala consente mas depois não reclame que não teve continuação do mangá ou que o mangá que você quer não vem pro Brasil e tudo é uma merda aqui porque não traz mangá legal, a gente é responsavel por isso, então por isso faço questão de comprar.

      • 450 seria uma boa pra min….to com 3.127 mangás…no quarto…acho que vou ser o primeiro brasileiro a morrer soterrado por mangás… pior que eu gosto de lêr, leio tanto na internet quanto os comprados, geralmente eu leio o começo na internet e se eu gostar compro quando sair… mas como eu compro muito não tenho como reler… caramba e pensar que Gantz 1 eu comprei a 14 anos atrás… e ta como novo, sem orelhas…vai ver pq tomo cuidado e guardo em sacos plásticos, e de vez em quando mudo eles… acho que vou vender ou trocar boa parte deles… me interessa é lêr mais e mais.

  • japadk

    Por essa eu não esperava. Gostei bastante no anime e até assisti novamente recentemente.

    • CarlosJr

      Nem fala, terminei de assistir ontem, e já quero assistir de novo! Fantástico! Eu vi dizer que teria até um Spin-Off sair procurando e não encontrei nada =/
      Essa obra merecia ao menos um bom filme com o autor no roteiro, nada filler.

  • Pingback: Kyon News (25/10/2014) | Anime Portfolio()

  • esperando eternamente mushishi///10 vols//bem diferente//fodão// cadê?

  • Micael Okamura

    Aff, trás esse e não trás Pandora Hearts?

    • Simone

      Também estou decepcionada :c Nem achei a história de zetsuen lá grandes coisas

      • Micael Okamura

        Zetsue não é um mangá ruim, mas a história… Não sei direito como classificar. Tem seus fãs, e tudo bem publicar no Brasil.
        E eu gosto da história de Pandora Hearts, para mim ela é muito bem desenvolvida.

    • Gabriela B.

      Sendo bem sincera, não sou fã de nenhum dos dois (apesar de conhecer) mas eu, na minha experiencia com ambos, prefiro bem mais Pandora Hearts do que ZnT… bem que podiam trazer ele tbm :/ (e me parece até que Pandora tem um fandom maior lol)

  • Ronirj

    De verdade, esperava mangas mais cotados como : Prison School, Sun-ken Rock ou qualquer um do Katsura Masakazu como Is”Pure, por exemplo( gênero que esta fraco por aqui) e coisas do tipo.

    • Micael Okamura

      Eu também esperava.

      • Ronirj

        Não é…!. . . !

  • Mike

    Gostei muito do anime, mas JBC não confio tanto assim, vou esperar o feedback dos três primeiros volumes antes de comprar.

  • julia

    Zetsuen fala do fim da humanidade. O tal de Afterschool of the Earth tmb fala disso. Será que fim da humanidade é o nosso proximo survival game da jbc?

  • Esses dois caras ai… são caras mesmo?
    não é shonen-ai não? pq pelo q vi de imagens por ai eles parecem meio enfeminados? o.O

    • Dih

      Não, não é shounen-ai.

    • Não não, eu tive esse medo quando o anime saiu, mas felizmente não é.
      Só a arte que é mais trabalhada que o normal de um shonen. Se fala muito dos dois caras, mas a série tem 4 protagonistas, 2 homens e 2 mulheres.

  • Ótimo titulo, eu já estava lendo ele online, mas não tem nenhum site com ele completo, então isso vai me ajudar.
    Ver a JBC trazer títulos com animes que tenham “fandom” no Brasil me deixa otimista em ver no futuro algumas séries como Silver Spoon e Natsume Yuujichou serem publicadas aqui,

  • Animê foi horrível.

  • Cazn

    Jbc não ousando nunca em seus títulos… Queria clássicos como Jojo’s Bizarre Adventures, Ashita no Joe, Hokuto no Ken, Ring ni Kakero. Mangás atuais já não tenho interesse em quase nenhum.

    • Cara, a questão de Jojo’s é muito complicada, as chances são quase zero por causa dos direitos.
      Jojo’s não envolve apenas a série em si, mas também os direitos das referências, principalmente no nome dos personagens que homenageiam bandas. Precisaria de licença para nomes como o Zeppelin, AC/DC e outras.
      Isso tudo é caro e aposto que se o mangá chegasse aqui por mais de 20 reais todos dariam “piti”.
      Essa questão dos direitos de Jojo’s é muito delicada, na Europa o jogo ia ser lançado, mas cancelaram por causa disso. Nos EUA apenas a saga SC foi publicada.
      Não é tão fácil assim bater na mesa e dizer: “Vamos trazer Jojo”.
      Só o Sailor Moon levou 10 anos de negociação, e nem tem tantas frescuras quanto Jojo.

      • Cazn

        Compreendo, mas a mesma Jbc lançou Bastard! que também é lotado de referências à música heavy metal e hard rock. Os nomes dos personagens e dos golpes eram todos de bandas e de personalidades do ramo. Acho que o problema de Jojo é mais fácil de resolver do que parece. Nos Estados Unidos mudaram nomes de alguns personagens, e achei a mudança bem aceitável, nada que fosse impedir o entendimento da obra, sendo que no começo do ano que vem, os EUA irão publicar Jojo desde a primeira saga. Aqui podia muito bem alterar, assim como a Jbc já fez antes mudando Kagome para Agome (Inuyasha) e Kurapika para Kurapaika (Hunter x Hunter). O que está faltando é mesmo ousadia de arriscar em um título antigo e longo como Jojo, o que é uma pena, porque Jojo é obra prima e é um mangá inteligentíssimo.

  • Bismuto

    Mais um título da JBC que vou passar bem longe (meu bolso agradece).

  • Vinícius

    Zetsuen no Tempest *-*
    Alguém aí já leu e sabe se tem mais coisas no mangá?
    Se bem que o anime foi bom dmais, já sei que o manga é no minimo tão bom quanto. 😀

    • Ane

      Eu já li metade dos capitulos :/ Na verdade não posso nem comprar mais nada e pior que nem é por causa de dinheiro mas sim espaço. Eu gosto da história, o que me incomoda um pouco é o traço, todos os personagens tem o rosto igual KK Fizeram uma adaptação muito boa pro anime.

      • Vinícius

        Fizeram mesmo. Acho que valerá a pena comprar ^^
        Também tô sem espaço, até tenho mangas em caixas por falta de espaço na estante que esta cheia de livros XD

  • Pingback: Zetsuen no Tempest e All you need is Kill são da JBC()