Overlord e a dominação carismática de Ainz Ooal Gown

overlordanimemateriaTodos saúdam Ainz Ooal Gown!

Overlord é originalmente uma light novel escrita por Kugane Maruyama. O autor publicava a série na internet em meados de 2010, até a Enterbrain ter interesse em investir na historia que hoje conta com um total de 09 volumes ainda em publicação. O anime está sendo exibido nesta temporada de verão japonês, tendo como estúdio de animação o famoso Madhouse.

Ainz Ooal Gown é o protagonista e o centro do tema que venho tratar nesse texto. Ele, assim como os personagens da grande maioria das histórias voltadas para um mundo MMO, está preso no jogo de forma misteriosa e precisa se adaptar e viver até que consiga achar uma saída. Durante uma cena do anime, mais precisamente aonde Ainz conversava com um de seus fieis soldados, o poderoso ser esquelético comentou despretensiosamente sobre como seria divertido conquistar aquele novo mundo que o cercava. E contemplando a vasta paisagem que ele via do alto de sua guilda, senti algo dentro de mim ressoar: se eu estivesse naquele mundo, seguiria as ordens de Ainz, com toda a certeza. Digo mais, você seguiria de bom grado também. E após o episódio terminar, fechei o monitor e comecei a pensar no porque dessa confirmação. E a resposta que encontrei é bem simples: Ainz é um líder nato e o autor o constrói de forma minimalista para o enxergarmos assim.

Overlord-anime-teaser-009

Mas então, o que é necessário para ser um líder e por quê Ainz se encaixaria nesse perfil?

Existe dois elementos essenciais para que alguém se torne um líder notável: poder e (esse talvez o que faça a maioria dos homens que chegaram ao topo e entraram na historia) o mais importante: carisma. Liderança e carisma são duas palavras que estão praticamente casadas uma com a outra. É impossível ser um bom líder se não tiver carisma. Você pode até seguir as ordens de alguém que não gosta, mas com certeza seria mais conveniente para ambos que você sentisse empatia por quem irá te comandar. Ao ver um tirano, é como se você sentisse que é uma formiga a frente de um leão. Ainda se têm a imponência e força que alguém a frente deve ter, mas você geralmente é movido mais pelo medo ou uma regra estabelecida e segue suas ordens baseadas nesses fatores, por isso mesmo regimes totalitaristas como o fascismo italiano usavam de propagandas para investirem na maneira como a população via seu líder, seu objetivo era transformá-lo em um ser carismático.

Para exemplificar melhor, vamos a uma aula básica de sociologia. Max Weber, conhecido por ter “criado” a palavra carisma em seu trabalho sobre sociologia politica, desenvolveu três tipos de dominação: a legal, que se baseia unicamente no profissionalismo e na hierarquia da empresa, desprovida de qualquer sentimento; a tradicional que como o nome já diz, vem enraizado das regras sociais, como e relação entre pais e filhos; e  a última delas definida como “dominação carismática”, onde o carisma é “determinada qualidade de uma personalidade individual pela qual um líder se destaca dos homens comuns e é tratado como dotado de qualidades sobre-humanas ou pelo menos excepcionais, considerado como se tivesse poderes mágicos”. Ao ver um anime ou ler um manga, você prefere o personagem que sempre esta sendo derrotado ou o que demostra sua força, das várias maneira que ela pode se aplicar? Poucos gostam de um Shinji, mesmo achando válido seu  estado emotivo e comportamental, apesar de no caso dele ter sido criado com esse objetivo. A grande maioria adoram o Goku, ainda que ele tenha uma personalidade bem plana e padrão. Isso se deve a sua força, que ao estar interligada a boa construção do seu carisma causa esse sentimento em quem acompanha seus feitos. Ainz cumpre a cartilha como bom seguidor da dominação carismática  de maneira mais literal, como Goku com seu power level extremamente alto, sendo praticamente um deus no universo da obra. Apesar de que não é necessário um personagem começar forte para se construir seu carisma. Muitas obras como, por exemplo Naruto, começam com seus personagens fracos e ao longo de seu trajeto vão ficando fortes.

Planime-Overlord-01-v23B285585

Kugane ainda usa de outra característica apontada por Weber para criar o carisma de Ainz: “o que é de fato importante é como a pessoa é vista por aqueles sujeitos à sua autoridade carismática, por seus ‘seguidores’ ou ‘discípulos’. Em outras palavras, os seguidores distinguem o líder dos outros e lhe concedem o carisma”. Esse elemento é usado e abusado em várias obras, principalmente as de ação. Quem nunca viu uma afirmativa de algum personagem falando o quanto o protagonista está forte ou se desenvolveu? Somos mais fáceis a reconhecer as qualidades de alguém quando outra pessoa as acentua. Sim, parece estranho, mas é verdade. Se alguém te falar que a pessoa a sua frente é um ótimo escritor, você já a olha de maneira diferente. Esse tipo de característica é usado em Overlord pelos NPCs que criaram vida e personalidade após o jogo se tornar real, os rotulados seguidores de Ainz, extremamente leais ao seu mestre. Kugane demostrar a todo momento por meio destes NPCs o amor e confiança que eles tem por seu mestre. O primeiro episódio do anime foi dedicado inteiramente a nos convencer disso. E talvez  a sacada mais genial do autor ao montar o personagem: no fundo, Ainz é tão humano quanto nós, mesmo que naquele mundo ele tenha um corpo e características de um esqueleto, nós podemos ouvir seus pensamentos, que legitimamente são humanos. Essa é a ponte que nos torna intimo com o protagonista, onde Kugane nos diz que “ei, ele pode ser um monstro, mas ainda é um gamer como você provavelmente também é”.

Muitos protagonistas de outras obras usam de várias das características de dominação carismática que Weber definiu para montar a personalidade e até mesmo a historia deles. Um conceito sociológico que se tornou ferramenta essencial para autores ao longo dos anos.  Agora deixe-me ir pois Ainz-sama me chama para mais uma de suas conquistas.
CM_Ex7iVAAApjTH

Related Post