Semanada PLUS #04 – HxH #336, Reborn #373 e Toriko #176

Não se preocupem. O Semanada PLUS não virou quinzenal.

Mais uma vez sem semanada na semana passada! Desculpem o atraso, é que estou passando por maus momentos. Espero que gostem dessa vez, e entendam o desabafo para com Hunter x Hunter. Enquanto isso, tem muita luta em Reborn! e diversão garantida em Toriko!

Hunter x Hunter #336 – Cancelar

Realmente não estou feliz e não sei o que houve com o Togashi. Bem que o título do capítulo podia significar outra coisa (brincadeira! Apesar dos pesares, HxH é meu favorito atualmente na Jump ao lado de Toriko e Medaka Box). Eu reclamava da eleição, mas depois de um capítulo desses já estou é com saudades. Desleixo foi pouco para o traço do autor nesse capítulo e esse plot de Alluka e família Zaoldyeck já está ficando extenso demais. Poxa, a família do Killua podia ser explorada de um jeito tão interessante…

Mas vamos ao capítulo. Illumi começa divagando sobre a vida e tudo mais Alluka e sua habilidade de realizar desejo, desde o pedido do irmão gordo, Milluki, até o de Killua. E aí, depois de uma análise de como Alluka e como Nanika tratam Killua diferentemente, vem a explicação de que Killua usou Game Shark e agora controla Nanika sem o risco de pedidos. Ou seja, tudo de graça e Illumi quer manipular o irmão para chegar através da irmã.

Enquanto isso Killua fala com Nanika, a “outra personalidade” de Alluka, e pede para ela voltar e deixar Alluka livre. Alluka volta dizendo que não perdoa um irmão que trate mal sua outra forma e assim temos uma briga de irmãos. Killua pede desculpas para Alluka e pede para chamar Nanika de volta e assim pedir desculpas para esta. Só que tudo foi muito mecânico, a cena de Killua chorando também poderia ter sido mais bem trabalhado, ficou tudo com muita cara de desleixo esse capítulo.

E ao fim, Tsubone, o mordomo, falando que a marcação para cima de Killua foi desfeita. Acabou a “saga Zaoldyeck”? Togashi falhou pela segunda vez ao introduzir os membros da família (a primeira no começo, lembram? Com aquele mini-arco…)? Sinceramente eu esperava mais e me saí ofendido, até porque Hunter x Hunter é um mangá que gosto muito. O capítulo poderia ter sido bom se não fosse a (enorme) sensação de pressa. Espero que ele dê o seu melhor nos próximos capítulos, pois parece que o mangá já não tem mais rumo. Gon também não tem mais objetivo, o que explorar? Killua também conseguiu seu amigo. Leorio voltou para dizer que existe. A única pendência é Kurapika. Vamos ver o que sai na próxima semana. Até a próxima!

Reborn! #373 – Fon VS Mammon

Não bastasse o fanservice do Hibari, teve a Varia junto. E se não bastasse isso, mais um Arcobaleno foi liberado temporariamente da maldição! Mammon/Viper foi o escolhido da vez! (ou “a”? Até hoje não sei se é homem ou mulher D: ) Agora a coisa fica séria de vez e temos Hibari vs. Varia e Fon vs. Mammon.

Depois da briga de quem é melhor, ilusões ou artes marciais, Mammon quer provar que é o melhor e joga uma ilusão que quando a pessoa sentir que estiver difícil de ganhar a luta, mais machucada fisicamente ela ficará. E isso se aplica a todos, inclusive a ela mesma e Squalo e Xanxus (os únicos restantes).

Mais mimimi de discussão se ilusão ou porrada vence, uma conversa tão relevante quanto discussão no Orkut. Até que ambos vão pra outra dimensão acertar as contas enquanto Xanxus e Hibari trocam elogios (nada melhor que a boca suja de Xanxus pra salvar um capítulo \o/). Mammon toma controle do corpo de Fon e o deixa imobilizado enquanto o ataca com….LOL, tentáculos de hentai? Tipo isso. Só que, por conveniência da autora, esse tipo de ataque é inútil e Fon se liberta em um piscar de olhos!

“Ferrou, vou usar minha melhor técnica” – pensa Mammon, só que nada adianta contra Fon e ele esmaga os “Uroboros” rapidamente. Mais uma vez por pura conveniência, Fon tinha passado por treinamentos com ilusões para fortalecer o corpo (?!). Mammon começa a se desesperar por saber que está perdida, e então sente os efeitos da sua própria ilusão. Fon tenta “acabar com o sofrimento dela, só que… TIME IS OVER BABY. “Baby” literalmente, porque o chinês acaba de voltar a ser bebê e a vitória vai pra Mammon!

E agora, quem poderá nos salvar? Não, não é o Chapolin Colorado, porque falar de perigo em Reborn só quer dizer que o Hibari vai entrar no meio. MAS NÃO! Incrivelmente, pela primeira vez na história do mangá, Hibari está encurralado! É Xanxus mostrando que é um ótimo personagem, mesmo com suas limitações (porque né, é Reborn). Com tiros e explosões, entra outro personagem para salvar a pátria. É NINGUÉM MENOS QUE DINO, o tutor de Hibari (LOL, alguém lembrava disso, fora as fujoshis Yaoi? XD).

Será que no próximo capítulo teremos o Cavallone em ação? Esperem! Aguardo ansiosamente e tenho altas expectativas, pois adoro a Varia. Para mim o mangá anda aquém das expectativas, mas faz bem para a parte fanservice. Gosto bastante de Reborn! e não é agora que vou largar.

Toriko #176 – Vinagre do Rei!!

Toriko não tem muito o que comentar, pois os capítulos andam sendo bem episódicos e com poucas informações gerais para a trama. Mas apesar disso, andam com uma sensação ótima, estão todos muito bons e agradáveis de se ler!

Toriko ainda está na missão do Presidente de conseguir ingredientes para entrar na saga definitiva, o Gourmet World. A missão da vez é conseguir um Ehou Maki com Monchy, um Sushiman. Só que Zebra aparentemente comeu boa parte do ingrediente e isso não foi o suficiente para Toriko pegar o ingrediente (LOL). Além disso, a missão de agora é conseguir vinagre. E Monchy surtando por causa disso foi legal, apesar do personagem ter sido meio, erm…bizarro.

E Shimabukuro ressuscitando personagens, temos Tom, o cara do barco, que só fez tipo, 2 aparições no mangá? Pois é! XD Depois é a hora do mau exemplo para as crianças que leem o mangá! Toriko e Komatsu vão para o Mar de Licor, no  Arquipélago “Bebedor Viciado”. Os mares são de vinho, whisky e bebidas japonesas, além das ilhas com formato de garrafas, taças, etc. É a criatividade rolando solta e mostrando que o mundo de Toriko não tem limites! Adoro isso no mangá.

E aí começa o passeio muito gostoso por essa ilha. Mas claro que terão até animais para atrapalhar a dupla! Só que os animais são bêbados também! E nem só de álcool vive a ilha, e tem vários ingredientes como salgadinhos e aperitivos para acompanhar a bebida. No meio da aventura, eles se deparam com um dragão com uma terma nas costas, e no topo está JIRO, o mestre do nocaute, um personagem bem importante no universo de Toriko. Só que como estamos em capítulos de diversão, nada de “importante” acontece e isso só serviu para relaxar nossos heróis e dar mais bebida a eles. Mesmo assim, muito bom.

E o capítulo acaba com todos embriagados e ao final, dizendo que uma semana depois Toriko e Komatsu conseguiram o Vinagre Rei. Fácil assim. Adoro esses capítulos pequenos e simples, mas não sei se é o melhor para um mangá como Toriko. Alguém tem apostas para quando acabarão essas sagas pequenas e começará algo maior?  Até a próxima, pessoal!

por Artur

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post