Análise – Highschool of the Dead Full Color Edition: Volume 1 (Panini)

hotdfullheaderConfira em imagens como ficou a nova edição do mangá de zumbis e peitos.

A editora Panini lança nesse mês de Junho o primeiro volume da edição totalmente colorida de Highschool of the Dead. A curiosidade pela edição é grande pois é a primeira vez que temos um mangá nesse formato de reimpressão por aqui (claro, esquecendo os tempos em que a editora Globo publicou uma edição totalmente colorida e espelhada de Akira na década de 80/90). A edição colorida de HOTD começou a ser publicada em 2011 no Japão e se encontra no seu volume 7, assim como a edição comum, aguardando retorno dos autores para a série em definitivo.

A edição custa R$24,90 e apresenta um material semelhante ao da editora em publicações encadernadas de comics americanas. A capa possui orelhas – que completam as ilustrações de capa e contracapa – e as páginas são todas em um papel que lembra muito o LWC ou o couché de baixa gramatura, que apesar de não ser “grosso” não dá transparência ao trabalho final. A capa cartonada e com revestimento brilhoso (e verniz nos detalhes) dão um ar muito bonito à edição. Para os que estão desacostumados também será estranho ver a diferença de tamanho entre a edição e um mangá “comum”, como vemos na comparação entre as duas coleções de Highschool of the Dead.

Highschool of the Dead Full Color (11)

A impressão está impecável, com tudo muito nítido e com o equilíbrio certo entre o brilho e o fosco nas ilustrações. Realmente é algo de você encarar a coleção e admirar a qualidade da arte e da colorização da mesma. Para os que desejam um material pronto para colecionar, eis um prato ideal com essa edição Full Color de Highschool of the Dead. Alguns gostariam de que o mangá tivesse uma capa dura – e provavelmente seria ainda mais bonito – mas não tira o charme dessa edição de qualquer maneira. Para os que colecionam comics sabem que o preço cobrado está dentro dos “padrões” nacionais para esse tipo de material.

O mangá terá periodicidade bimestral, tem tradução de Alexis Tadayoshi e deve estar a partir da primeira semana de Junho nas bancas do Brasil. Confira abaixo algumas ilustrações do mangá (clique na foto para ampliar).

Dih

Dih

Criador do Chuva de Nanquim. Paulista, 30 anos, editor de mangás da Panini Planet/Manga, designer gráfico e apaixonado por futebol e NBA.

Related Post