Primeira revista de idols masculinos 2D lançada no Japão

My Star HeaderPorque elas também merecem fanservice.

Se vocês achavam que só o fanservice para os fãs de calcinha e lolis é que valiam a pena no Japão, a editora Kadokawa resolveu te dar uma resposta bem direta e mostrar que o material consumido pelo público feminino vem sendo cada vez maior. Isso porque o Twitter Oficial da Dengeki Girls Style da Kadokawa Shoten anunciou nessa terça feira que uma nova revista dedicada totalmente a idols masculinos 2D, nomeada de My★Star, que irá ser lançada no dia 19 de dezembro. 

My Star Magazine

No “elenco”, a revista contará com animes como Uta no Prince Sama, Bakumatsu Rock, e Pretty Rhythm Rainbow Live, entre outros. Além disso, materiais como Maginal #4, The IDOLM@STER SideM, Tokimeki Restaurant, SplushLove ~ Kare wa Idol ~, I DOLL U, Tsukiuta., e Taishou Guuzou Roman: Teikoku Star também marcarão presença. A revista também terá matérias sobre música e shows para o público consumidor.

E agora? Será que as fujoshis estão empolgadas?

Miyuki

Tão normal, nem parece otaku. A louca das webcomics. Segue o mantra de ler e assistir de tudo um pouco (menos o que for terror, por favor). Tem um vício novo a cada mês e surta horrores na conta pessoal no Twitter.

Related Post

  • Micael Okamura

    Fujoshis super alegres, prevejo eu.

  • lannynessa

    É. Fiquei tentada a adquirir. Especialmente por Teikoku Star e Tsukiuta. 🙂
    Só acho equivocado esse comentário final sobre fujoshis, já que é uma revista focada no público “otome” (haréns em otome games, drama cds, etc). ^^

  • Nara Cz

    Tbm achei que o termo “fujoshis” não se encaixa aí… Afinal, nem todo conteúdo fanservice para garotas é yaoi.

  • milenart

    Super feliz aki! Apesar d q provavelmente ñ irei adquirir (ñ sei nada d japonês XD). As garotas tbm merecem poder babar por seus persos gatitos em revistas XD

  • Michael

    Nesse caso, acredito que “fujoshi” tenha sido usado com seu significado original. Assim como o sentido de “otaku” foi banalizado, o de “fujoshi” também foi. E olhem a capa da revista, só tem homens. O alvo pode ate ser para as mulheres, mas é ainda mais para as fujoshis. -.-‘

    • Ane

      Ai é questão de opinião, eu só to vendo vários personagens bonitos juntos rs

  • Até consigo entender uma mulher ficar excitada com dois homens se pegando… MAS estes idols parecem meninas! As fujoshis devem ser lésbicas e não sabem.

  • jeoa71

    Abri a matéria super feliz, achando que era conteúdo yaoi… Mas, ledo engano >: O termo fujoshi é apenas e tão somente para se referir a meninas que curtem garotos tendo relações amorosas. Essa revista tanto pode ser comprada por nós, fujoshis, para apreciarmos o entrosamento entre os meninos, como por fãs de shoujo, que também gostam de personagens bishounens.
    Eu, particularmente, não compraria, porque não sinto a menor das atrações por personagens irreais mostrando abs e rostos desenhados. Agora, se fosse uma revista com conteúdo YAOI, well, aí eu já ia considerar 😛

  • Heehehe… “masculinos” sei.! brinks;;
    Tenho amigos que curtem ecchi, não acho nada errado garotas terem seus fanservices bishounen…. se tiver algo mais pode até me agradar.. ~Kimi to Boku foi muito divertido ^^

  • Sab Morales

    Quer dizer que o homem pode se excitar com uma animação, mas agora quando é mulher é boiolagem? ME FAÇA RIR MAIS.

    • Koyuki

      Diferente de homens, a maior parte das mulheres não se animam tanto com imagens. A maioria que compra deve ser homossexuais e algumas poucas mulheres.

      • milenart

        Na verdade, se ao q vc está se referindo é yaoi, oq acontece é exatamente o contrário XD a grande maioria q compra mangas e revistas do gênero são mulheres, e tem uma minoria homosexual. Existe um sub genero q é mais voltado para homossexuais, q é o bara, nesse caso, sim, a minoria são mulheres =D (apesar d já ter visto bastante garotas q curtem, sendo eu uma delas) isso q vc falou d mulheres é mais um estereótipo q acredito ser meio incorreto….sinceramente, pelo visto vc deve ter visto poucas otomes/fujoshis na sua vida XD No caso dessa revista, como é mais voltada para o público otome em geral, é mais mulher ainda q vai atrás XD

      • Sab Morales

        Mas tem mulher que sim. Mulher é mais difícil pra se excitar com essas coisas, mas, se tem pra homem, ter pra mulher é normal também. Não sei como são com a fujioshis porque não conheço bem esse universo. A questão é o preconceito dos comentários, como se o fato de ser voltado pra mulheres tornasse isso uma coisa RIDÍCULA. E o pior, ouvir isso de cara que bate punheta pra animação.

  • Se tem um público disposto a gastar com isso é natural que surja um mercado voltado a esse público, nada de mais, mas o que acontece é que as fujoshis barulhentas acabam por espalhar esse esteriótipo de ‘bishounens = yaoi’ ai as otomes e quem vai atrás desse material acaba junto no mesmo saco. Mas é isso ai, se tem público tem mercado.

    • “é que as fujoshis barulhentas acabam por espalhar esse esteriótipo de ‘bishounens = yaoi’” não é bem assim, viu. Tanto que o mercado yaoi tem espaço pra Bara, que é o completo oposto de um personagem bish.
      Agora, se for ver um anime shoujo, o que as otakus assistem, lá sim tu só encontra bishounen e meninas dando a louca por eles.
      É mais fácil uma fujoshi dar gritinhos pelos personagens se pegando do que pela aparência que ele vai ter, se é bish ou não 😉

  • Mike Cross

    Fanservice for all! Porque todos merecem!
    E eu acho que essa comparação com bishounen = yaoi não importa no fim das contas.
    My opinion: creio que quem curte yaoi não é pelo simples fato de ser homo. Como o publico mais atingido é de garotas, creio que isso se deve ao alto teor shippavel que essas histórias possuem.

    P.S.: O ChuNan já publicou algo relacionado a shippings?