Comentando – Bleach #617

bleach 617Um bom exemplo do porque eu não gostar de Bleach faz alguns anos.

Já faz algum tempo que eu queria fazer um post explicando o porque de odiar ler Bleach semanalmente e o porque qualquer leitor pode ler o mangá em dois minutos. Bem, o capitulo desse semana foi um grande exemplo que posso usar. A história desde o fim da saga da Soul Society é uma repetição de tramas, com pitadas de exageros, enrolação, power ups e Deus Ex Machinas sem explicação nenhuma. Claro que isso existia antes e é só lembrarmos que um dia o Ichigo venceu o Zaraki com uma bankai, mas naquela época não tínhamos conhecimento ou comparação de como era o poder de um capitão. A saga do Hueco Mundo foi onde comecei a acompanhar semanalmente e  onde conheci o estilo de escrita do Kubo. Estou nessa até hoje, muito mais no piloto automático que qualquer outra coisa.

Bom, mas vamos para o capítulo atual, é mais fácil comentar minha opinião sobre Bleach por ele.

bleach3No capítulo dessa semana temos a continuação de toda a trama sobre a doença de Ukitake, a volta de Aizen….

…e é isso?

Sim, um capítulo inteiro de 18 páginas pode ser resumido assim por mim, e não estou nem me forçando a fazer isso por piada. Temos um inicio com páginas quase inteiras de reações e da mão direita do rei atravessando todo o caminho até ele. Nove páginas só disso com, no final, o Yhwach falando e falando, mas não falando nada. Depois voltamos para a parte dos capitães largados na Soul Society, tentando chegar até o palácio com toda aquela parte deles não conseguirem… e explicações são inúteis, porque no fim o Kurotsuchi mostra que tem meios para fazer funcionar. Foram 6 páginas nos enrolando para no mesmo capitulo eles terem o meio (muito Deus Ex Machina, por sinal) para conseguirem ir até lá. No final, sobraram 3 páginas para a trama da volta do Aizen, que todos sabiam que iria voltar, afinal nem vimos a bankai dele e ninguém morre sem mostrar todo o seu poder.

bleach1Páginas de enrolação, páginas que poderiam muito bem ser enxugadas e páginas em que aconteceu algo que todos sabiam que iriam acontecer. Isso é o resumo dos últimos anos de um leitor semanal de Bleach. Posso dar outro exemplo fácil aqui: vou pegar as 2 últimas lutas, todas elas seguiram o mesmo esquema de sempre: Primeiro o Shinigami começa vencendo, depois o Quincy libera seu poder, o Shinigami apanha por cerca de 2 capítulos, depois Bankai ou Shikai é liberada, nesse mesmo ou no outro capitulo o Quincy é derrotado, mas no próximo capitulo o mesmo levanta rindo dizendo que agora ele é mais poderoso do que nunca e vence a batalha. Isso porque eu não estou contando com os velhos clichês do Kubo, como ter que explicar todo o seu poder para o adversário, dando chance para ele pensar em uma maneira de contra-atacar. Ah, e claro, a maravilhosa página inteira do rosto do personagem assustado e um adversário atacando ele pelas costas.  

bleach2Outro exemplo de enrolação? Que tal um arco inteiro só para anular o fato do Ichigo não poder usar os poderes de Shinigami, dar um power up nele, conseguir um novo visual e já no próximo arco não servirem de nada, precisando de um novo power up e um visual (claro) para conseguir lidar com o vilão atual.

Eu não sei se estou esperando demais de um autor que já me provou que não consegue se inovar. Mas ainda sobra um pouco de carinho da minha parte com aqueles personagens. Apesar de todo o protagonismo eu ainda fico triste ao ver o Ichigo jogado em um canto nas páginas comemorativas da Shounen Jump, sendo que ele era um dos três grandes junto com Naruto e Luffy

bleach4Bom, já são mais de 2 anos do último arco. Espero que não tenham mais transformações do protagonista que ele nunca mais vai usar e que pelo menos cada capitão tenha sua Bankai sendo usada. (Eu já desisti de ver os Vaizards lutando ou a Neil aparecer de novo… deixa pra lá.)

Luk

Luk

Eu juro que gosto de animes, apesar de todo o meu haterismo.

Related Post