Music Monday: Detroit Metal City – Satsugai

detroit metal city satsugaiCadê o porco capitalista??? Eu tenho que chutá-lo!

É engraçado pensar como existe anime sobre qualquer coisa, desde heróis lutando contra vilões, indo até um peido que consegue falar com as pessoas (isso existe e está saindo nessa temporada). Detroit Metal City é um dos casos de uma história sobre alguma coisa que eu nunca pensei que gostaria de assistir e que me divertiria tanto. Não sou um grande fã de Death Metal ou de qualquer tipo de banda que tenha uma gritaria no meio, mas o mito Krauser-sama é o único que meus ouvidos conseguem aceitar.

Negishi é um garoto que ama a música de uma maneira especial. Ele viaja para Tokyo para realizar os seus sonhos de ser um profissional e até mesmo ter uma de suas músicas tocadas em um comercial lindo. O problema é que ninguém consegue gostar de suas músicas e por algum motivo desconhecido ele acaba entrando para uma banda de Death Metal chamada Detroit Metal City. Negishi então se transforma em Johannes Krauser II, um alter-ego extremamente agressivo e que possui músicas sobre estupros, mortes e violência. O sucesso cada vez maior da banda começa a atrapalhar sua vida, mas ele nunca desistiu das suas músicas suaves e daquele comercial.

Satsugai faz parte de uma grande coleção de músicas feitas para o anime e o filme live-action de Detroit Metal City para a banda fictícia com o mesmo nome. DMC não funcionaria não funcionaria em animação apenas com o seu humor, que é excelente, mas as músicas também precisariam funcionar e tinham que ser tão loucas quanto os integrantes da banda. Bem… ELES CONSEGUIRAM! Além de músicas realmente boas e viciantes, as letras combinam muito bem com o que o episódio está tentando mostrar. Para o lançamento do filme e dos ovas foi lançado um CD chamado Detroit Metal City: Tribute to Krauser II the metal mix, onde vários artistas gravaram suas próprias músicas em um estilo Metal como homenagem ao grande Krauser-sama. Procurem o soundtrack do anime, você pode encontrar pérolas da música japonesa como Sinfonia da Grande Puta, Death Penis e Palácio de Fuckingam.

Fiquem ai com a versão da música adaptada para o filme, que é muito bem adaptado e eu adoro!

Luk

Luk

Eu juro que gosto de animes, apesar de todo o meu haterismo.

Related Post

  • João Ferreira

    Detroit Metal City é um anime divertidíssimo. Sempre rio de uma cena onde o Negish encontra uma amiga dele (numa loja de CDs, acho) e enquanto ela ouve uma composição bem leve de uma música do Negish, perto dele tem um cara ouvindo uma versão pesadíssima dessa mesma música e ele rezando para que a garota não percebesse…

    • Essa cena nunca existiu amigo, é um fruta da sua cabeça. Você desejou tanto que algum anime tivesse uma cena de “um cara numa loja de Cd que encontra uma amiga e ela ouve sua música, na versão leve enquanto outro escura na versão pesada (PESADONA)” que essa situação foi transportada da sua mente direto para a tela do computador. Então essa “cena hilária” nada mais é do que um delírio com complexo de superioridade.

      • Nossa mãe… @Luan, você viu mesmo o anime, ou só veio aqui encher o saco do João??
        Que comentário mais ridículo e sem noção esse seu, hein? Quer chamar atenção, saia pela rua com uma melancia pendurada no pescoço…¬¬

      • É claro que eu vi o anime, e até sonhei com ele enquanto minha mente se distanciava do mundo material e o meu corpo era apenas um resquício de uma idealização corrompida pela multidão de ultrajes que a vontade humana proporciona para uma alma (isso sob o prisma de um ser indeciso). De toda forma eu gostaria de te conhecer pessoalmente para poder contar minhas mentiras por meio de um beijo, transformando sensações em palavras para usurpar o valor que as mesmas possuem. Por favor me envia o número do seu WhatsApp.

  • “mas o mito Krauser-sama é o único que meus ouvidos conseguem aceitar.” -> huahuahuahua, @Luk, esta frase até rimou! Veja só o que Krauser-sama consegue fazer…xD. Acho que muita gente deve ter a mesma opinião.
    Bem, não gostei muito da versão full de Satsugai, mas ainda assim ela é muito boa também, só que sou mais a abertura mesmo.
    DMC é um anime muito bom e bem fora da curva, é o tipo de anime (para mim) chamado de ‘ótimo anime fora da caixa’. Mas é necessário ter uma mente bastante aberta para suportar os absurdos que o anime nos mostra. Se assim for, a diversão será garantida.