Autor Hiroyuki Takei recusa oferta de remake para o anime de ‘Shaman King’

shaman-kingAnime original terminou há 15 anos

O mangaká Hiroyuki Takei, criador de Shaman King, revelou em sua conta pessoal no Twitter que ele recusou planos de fazer um novo anime porque não poderia usar o elenco de dubladores e as músicas originais do antigo anime. Ele acrescentou que ainda tem esperanças para que uma nova oportunidade surja.

“Para ser honesto, houveram várias discussões sobre o remake do anime, mas… desde que não podemos usar as vozes e músicas do trabalho original, eu recusei. Entretanto, seria legal se tivéssemos outra chance.” – via Twitter

A adaptação em anime de Shaman King foi ao ar com 64 episódios exibidos durante o ano de 2001 à 2002.

O mangá original começou em 1998 e acabou, repentinamente, na revista Shonen Jump em 2004. Em 2009 a obra ganhou uma reimpressão com seu “verdadeiro final”. Em novembro de 2011, Takei desenhou uma série de curtas histórias chamada de Shaman King 0 na Jump X, da Shueisha, e publicou uma sequência da série nomeada de Shaman King Flowers, na mesma revista, durante os anos de 2012 até 2014.

Takei também trabalhou nos mangás Ultimo e Jumbor e, atualmente, faz a obra Nekogahara.

Avatar

Miyuki

Tão normal, nem parece otaku. A louca das webcomics. Segue o mantra de ler e assistir de tudo um pouco (menos o que for terror, por favor). Tem um vício novo a cada mês e surta horrores na conta pessoal no Twitter.

Related Post

Há 11 comentários

  1. Avatar

    O autor e um otário isso sim, imagina se o Togashi recusasse o remake de hunter x hunter por causa de dubladores e musicas da serie antiga, que horrível seria não ter HxH da madhouse por causa disso, ou a autora Fullmetal Alchemist o autor Hellsing se recuar pelo mesmo motivo não existira FMA brotherhood e Hellsing Ultimate, uma coisa e recusar pra não fazerem o que fizeram com Berserk (destruirão completamente) outra coisa e não quer por causa de dubladores e musicas da serie antiga.

    Responder
    1. Avatar

      Cara, no Japão dublagem é algo quase sagrado, Dubladores são tratados como verdadeiras estrelas. Tanto que o retorno de D.Gray-Man não foi bem recebido, e um dos motivos foi a troca de dubladores.
      A dublagem de Shaman King é muito boa, por isso ele acha que mudar pode estragar.
      Lá não é aqui que nego despreza dubladores.
      E em FMA Brotherhood não mudaram tanto, mantiveram as dubladoras do Ed e do Al (sim, são mulheres) e a da Riza.

      Responder
      1. Avatar

        Eu considero a dublagem muito importante, eu reconheço dubladores na primeira frase que dizem ex: o macaco da harusame de Gintama na primeira frase que ele falo eu percebi que era o mesmo dublador do Takamura de Hajime no Ippo, mas Shaman King terminou a 15 amos deixa se refazer, talvez fica-se bem mais fiel e com final verdadeiro a dublagem nem era tão boa que pude-se ser mudada, FMA Brotherhood provavelmente só mantiveram dos 2,a Riza mudou(e só olhar na Wikia) todos os Homunculus com exceção do Wrath(que era o Pride em 2003) mudaram.

        Responder
  2. Pingback: NI 117. Junji Ito completa 30 anos de carreira e outras notícias internacionais | Biblioteca Brasileira de Mangás

  3. Avatar

    Espero e torço para que uma hora ele mude de ideia e permita um novo anime, só eu senti falta da presença do Yoh e de mais algum personagem de Shaman King no jogo J-Stars?? Alguém sabe por que o personagem não apareceu??

    Responder

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *