Preview – ‘Dr. Stone’, de Inagaki Riichiro e BOICHI

preview-dr-stoneO retorno de Inagaki e a estreia de Boichi na Shounen Jump!

Muitas séries estreiam constantemente no Japão, e nem sempre sabemos de todas. E mesmo quando sabemos, não temos a oportunidade de conhecer à fundo, analisar e darmos a opinião. E é por esse motivo que o Preview está de volta, apresentando um pouco sobre as novidades das séries de animes e mangás no Japão, dando a vocês uma palhinha do que podem encontrar caso queiram se aprofundar mais na série de seu gosto. Pra começar, a série de maior hype da leva de 6 estreias recentes da revista de One Piece e companhia. Com vocês, Dr. Stone.


dr-stone-manga-shounen-jump-001-1DR. STONE
de Inagaki Riichiro & BOICHI
Demografia: Shounen (Shounen Jump)
Série em andamento

Taiju precisa se confessar para a jovem Yuzuriha. Depois de tanto tempo guardando o segredo de seu amor pela garota, ele toma coragem e inspiração com seu amigo Senkuu e decide finalmente mostrar todo o seu sentimento. Porém, no momento X, uma grande luz cai sobre a Terra, transformando toda a população humana em estátuas petrificadas! Uma grande catástrofe tem início, com muitos corpos se quebrando, apesar de todos sentirem as sensações mesmo em tal forma. Quase 4 mil anos depois, Taiju acorda com sua força de vontade de rever Yuzuriha, e encontra Senkuu pronto para desvendar o que aconteceu com eles e dar início a um novo começo da raça humana na Terra. Agora, com a inteligência de um e a força do outro, como essa dupla sobreviverá em um mundo onde nada mais resta?

dr-stone-manga-shounen-jump-001-2Imagine vocês: um dos roteiristas de um dos mangás mais divertidos dos últimos anos da Jump, com um desenhista que é considerado um dos melhores de sua geração, juntos em um mangá na revista mais famosa do Japão. Imaginou? Pois é isso que estamos tendo o prazer de presenciar com Dr. Stone, novo mangá da Shounen Jump que tem como responsável pelos textos Inagaki Riichiro (autor de Eyeshield 21), e nos desenhos o reverenciado BOICHI (dono de Sun Ken Rock). A série teve sua estreia na edição 14 da revista e logo em seu primeiro capítulo é fácil dizer: é complicado superar o hype.

Sabemos que Inagaki teve o prazer de trabalhar com Yusuke Murata em Eyeshield 21, portanto não é segredo nenhum pra ele ter um desenhista espetacular ao seu lado. Já BOICHI nunca havia feito um trabalho na Shounen Jump, e apesar de Sun Ken Rock ser extremamente conhecido, roteiros nunca foram lá o seu maior ponto forte, apesar de ninguém questionar sua arte única. É fácil bater o olho em um mangá e ver o traço do cara ali. E é exatamente isso que temos com Dr. Stone logo de cara. Todo o character design, mesmo sendo levemente mais simples do que estamos acostumados nos seinen do desenhista, são facilmente identificados como dele.

dr-stone-manga-shounen-jump-001-5Dr. Stone apresenta uma premissa bem boba, que mais parece a de um novo mundo distópico. E de fato talvez seja isso. Mas a execução em seu primeiro capítulo é tão bem feita que você até consegue deixar essa ideia de lado. Tudo neste começo parece tão escrachado propositalmente – a paixão do protagonista Taiju pela garota, o modo de agir do maluco Senkuu, a forma como todos são contaminados. Tem tudo para conquistar a galera que procura aquele shounenzão raíz, divertidão e sem grandes reviravoltas no primeiro momento. Mas como eu disse, Inagaki conta muito. E esse cara sabe te surpreender quando você menos espera em Eyeshield. Veremos se o mesmo acontecerá em Dr. Stone, tem um começo tão divertido quanto.

dr-stone-manga-shounen-jump-001-1É difícil fazer grandes preleções com apenas um capítulo, mas já ficamos curiosos com o que pode ter ocasionado o incidente de “petrificação” da população, de como os personagens conseguiram sair da situação, quem mais conseguiu, e como eles sobreviverão daqui pra frente. A história já abre mil e um leques de possibilidade agora, e tudo depende do ritmo e do tempo que os autores terão para trabalhar. Eu espero o melhor de uma dupla tão boa e tão experiente. Não é bom botar mão no fogo por séries da Shounen Jump, mas ao menos consigo depositar um pouco mais de confiança nesta série do que nas outras que estrearam. Veremos se meu instinto está certo no final das contas.

dr-stone-manga-shounen-jump-001-3

SOBRE OS AUTORES

Inagaki Riichiro

Agora aos 40 anos, Inagaki retorna para a Shounen Jump desde o fim de Eyeshield 21, sua grande obra ao lado de Yusuke Murata – desenhista de One-Punch Man. Pouco se sabe sobre sua vida, tendo nenhum outro trabalho (ao menos se contarmos uma pequena colaboração a um volume especial de aniversário do já falecido Kochikame).

BOICHI

O que pouca gente sabe é que BOICHI é coreano! E que seus primeiros trabalhos, em sua terra natal, foram shoujos! Pois é, parece que o jogo virou, queridinhos. Desde o colegial incentivado a fazer mangás, Boichi (PARK Ji Hong) se destacou na Coreia do Sul e foi parar no Japão. Depois de alguns trabalhos menores e hentais, o autor ganhou notoriedade com dois one-shots que foram compilados no encadernado chamado de “Hotel”. Em 2006, a primeira oportunidade de serializar com Sun-Ken Rock, sua série mais famosa, que durou 25 volumes. Ainda ganhou notoriedade por spinoffs de séries como Trigun e Terra Formars, além de trabalhar em alguns curtas como Wallman. Atualmente, além de Dr. Stone, BOICHI também cuida da série “Origin”, na editora Kodansha.

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Roninrj

    Bela sinopse !!
    Motivou-me a no minimo conhecer a série!!
    Esperando ter algo bom do Boichi no Brasil!!

  • Ken

    O traço de Boichi é realmente muito fácil de se identificar, mesmo com ele atenuando certos detalhes para esse shounen, não deixa de ser magnifico e surpreendente. Espero que esse mangá não seja um desastre já que tem dois grandes feras apoiando o roteiro e o desenho do mangá. Sou apaixonada por SKR e vou ler Dr. Stone só pela expectativa de ver mais uma arte do Boichi.

  • Não é nem que a premissa me pareceu tão boba assim… É porque é apenas um novo shounen da Shounen Jump. Ou seja, um novo shounen genérico de tantos que temos por aí. Logo, uma premissa normal para este tipo de mangá atualmente.

    Mas o problema maior para mim está aqui -> “Quase 4 mil anos depois, Taiju acorda com sua força de vontade de rever Yuzuriha, e encontra Senkuu pronto para desvendar o que aconteceu com eles (…)”. Pow, 4 MIL ANOS depois??? Achei tempo até demais… Poderiam ser 4 anos depois, ou uma ou duas décadas depois; até 1 século seria mais… digamos, tragável. Agora, 4 milênios depois é tempo demais, não me desceu…
    E, o cara “acorda” de uma petrificação por causa da força de vontade de rever a garota? Aff…u_u… Espero realmente que Eyeshield seja tão bom quanto sempre me pareceu.
    E por fim, ele encontra justamente o amigo dele, pronto para desvendar todo o mistério sobre o que aconteceu?? O.o… Que conveniente, não?

    Apesar destes, para mim, defeitos/problemas, num contexto generalizado a premissa ainda assim me prendeu de alguma forma. Talvez o mistério que os protagonistas tenham que descobrir tenha me ‘petrificado’ (xD) a fim de conhecer mais a fundo esta obra. Futuramente, veremos.

  • MAA

    O desenho me lembra um pouco o estilo do Stefano Caselli.