Karin – Mais um mangá de vampiros pela Panini

Quem foi que disse que os vampiros estavam saindo de moda? A Panini não parece pensar o mesmo.

A editora Panini também parece preparar uma enxurrada de lançamentos para o final do ano, ou até mesmo 2012. Karin é mais um título que deve pintar na editora ainda esse ano. (Não confundam com Kamichama Karin!) A informação vem do próprio Twitter da redação mangás da editora, o @planet_manga . Nele a editora confirmou que o mangá já se encontra em revisão ao lado de Sora no Otoshimono, outro título anunciado anteriormente aqui. A postagem foi excluída do perfil do twitter depois de algum tempo.

Karin possui 14 volumes publicados na revista Dragon Age entre 2003 e 2008 e foi publicado nos Estados Unidos sobre o título de Chibi Vampire. A obra é de autoria de Yuna Kagesaki. A história gira em torno de Maaka Karin, a filha mais velha de uma familha de vampiros que vive em pleno século XXI chupando sangue de humanos escondidos. Porém Karin é diferente de sua familia: ela não parece precisar de sangue para sobreviver. Pelo contrário, ela produz uma grande quantidade de sangue e tem que se livrar dele de tempos em tempos. Pra juntar tudo, a garota é tudo que um vampiro não pode ser: gostar de sol e ter medo de escuro… Mas Maaka leva uma vida “aparentemente normal” como estudante até entrar um estudante transferido em seu colégio. Usui Kenta mudará para sempre a vida da garota.

O que podemos falar sobre esse título? Bem, quase nada. Não é um mangá que muitas pessoas vão conhecer. Karin fez um sucesso relativo na época do seu lançamento, ganhando um anime de 24 episódios mas hoje não acho que seja um título que a Panini deveria investir nas bancas brasileiras… Não sei, posso me enganar e o mangá vender muito e surpreender, o que eu duvido. Sempre fui a favor de títulos desconhecidos por aqui, aumentando a nossa diversidade. Mas vamos controlar isso um pouco… De qualquer maneira, é um mangá engraçado, com leves pitadas de ecchi (nada como os do gênero atualmente) e conta de uma forma engraçada a história de uma vampira que na verdade não é uma vampire. Vale a pena ler para dar uma descontraída, ao menos nisso ele pode ser bem útil. O traço agradável da autora também ajuda a dar o clima descompromissado e “fofinho” da série.

Agora Karin se junta ao seu amigo Blood Lad, outro do gênero, e o polêmico Sora no Otoshimono como próximos lançamentos da editora italiana por aqui. Como já falei antes em outros posts, a Panini vai arrumando terreno para lançamentos grandes. O problema é que a JBC não parece estar no mesmo ritmo e já vai queimar bons títulos de uma vez. Medo? Estratégia? Não sei. Só sei que 2012 promete ser um ano de MUITA inflação nas bancas do Brasil, o que não necessariamente é algo bom para nós. Enquanto isso a NewPop continua lá… mortinha.

Ah sim! E mais um detalhe: Panini com mania de JBC? Divulgando títulos em “easter eggs”? Bem, ao menos foi em um twitter oficial da editora, menos mal do que na página do Facebook.

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post