Light novel Date a Live ganha anime

Mais uma novel da editora Fujimi Shobo ganha adaptação para a TV no próximo ano.

A Fujimi Shobo, responsável pela publicação da revista de light novels Fantasia Bunko (a mesma responsável por obras como Kore Wa Zombie Desu Ka), anunciou que uma adaptação da Light Novel de Koshi Tachibana, Date a Live, ganhará anime em breve. A própria revista admite que apesar de ser uma história relativamente nova e o anime estar saindo muito “rápido” a adaptação promete demonstrar toda a qualidade que a obra possui. A novel tem character design de “Tsunako”. A novel se encontra em seu terceiro volume e começou a ser publicada em março desse ano. Foram divulgados dois PV’s de Date a Live que podem ser conferidos clicando AQUI e AQUI.

A história gira em torno do garoto Itsuka Shido, um estudante que em um belo dia de primavera acaba envolvido em uma explosão que acontece em sua cidade. O que ele não contava é que no meio da explosão surgisse uma garota com uma roupa bem… inusitada. O mais estranho é que sua cunhada, Kotori, parece saber tudo da garota! Ela diz que ela se trata de uma “Designada criatura desastrosa especial” e que se Shido deve começar a “sair” com ela para salvar o mundo… Shido nomeia a garota de Tohka e descobre que a garota foi responsável por dizimar uma parte da população a 30 anos antes. O único jeito de parar a doida é saindo com ela… Genial.

É, tudo isso que vocês entenderam eu também não entendi. No entanto sabemos que esse tipo de história no Japão faz sucesso e a prova disso é o gigante números de animações, mangás e afins sobre um garoto desastrado que encontra uma garota demoníaca ou “bobinha” para cuidar. Kore Wa Zombie Desu Ka é um ótimo exemplo disso. Até quando o Japão vai continuar dependendo dessas histórias? Só Tezuka sabe. Ao que parece tsunderes, yanderes, “moe moe kyun” e outros do gênero é a nova tendência comercial do Nippon.

Para alguns isso pode ser considerado um grande problema, mas é a forma como a indústria japonesa consegue se firmar hoje. São animes assim que ainda sustentam o mercado e que vendem. Isso é o que realmente interessa para investidores, canais de TV e outros meios de comunicação. Além disso, de vez em quando alguma coisa boa ainda consegue se salvar para nós ocidentais. O jeito é assistir de tudo um pouquinho e sair selecionando aquilo que pode ser interessante pra você ou não. Lembre-se: ninguém no Japão faz os animes pensando em você brasileiro. Você tem que se adaptar a eles, não o contrário.

por Dih via Anime News Network

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post