Checklist – Saint Seiya e balanço final no mês de dezembro da JBC (AT)

Vocês pediram. Ele demorou. Mas ele chegou. Checklist comentado JBC de dezembro no ar! Estréia de Cavaleiros do Zodíaco pela JBC.

É isso aí cambada! Eu falei, falei, falei e só agora consegui cumprir. Sei que já se passou mais de uma semana desde que tivemos o checklist da JBC divulgado oficialmente, mas eu não pude fazer nada em relação a isso. Foi minha última semana de aulas na faculdade e advinhem só: Estou oficialmente formado em Design Gráfico! Sou finalmente um profissional! Mas isso fica para um próximo post. Só queria dizer que tentarei não atrasar mais assim para vocês, ok? Perdão novamente.

Vamos parar de papo e vamos direto ao assunto: Dezembro JBC e decepções. Por que decepções? Bem simples: nada de Ranma 1/2 ou de Hikaru no Go mais uma vez. Detalhe é que são dois títulos que sempre passaram por essa inconstância nas mãos da editora, e sempre sem nenhum tipo de anúncio oficial ou algo assim. As vezes começo a imaginar o pior, mas tento me conter e espero que seja apenas algum problema interno na editora. Esperamos, até porque são dois dos melhores títulos que a JBC possui em mãos por aqui. Também não temos nada de volume novo de Hunter x Hunter (lembrando que em Outubro eles já possuíam os direitos de publicação dos mesmos).

Tirando isso, nenhuma novidade. Nada de Sakura Card Captor, nada de Cavaleiros do Zodíaco, assim como nada de guidebook de Fullmetal Alchemist como anunciado em outubro. Só esperamos que os dois não se juntem ao novel de Train Man (Densha Otoko) anunciado a eras pela editora e esquecido da mesma forma.

Aproveito os comentários desses volumes para fazer um balanço dos mesmos na JBC durante esse ano de 2011. Um post maior e generalizado ainda será feito envolvendo todas as editoras nacionais, mas por hora, espero que comentem também o que acharam dos títulos publicados pela JBC nesse ano.

Agora chega de papo que está oficialmente lançado o checklist comentado de dezembro da JBC!

ATUALIZAÇÃO: No Facebook do editor da JBC, Marcelo del Greco, ele postou uma imagem com o volume 24 de Ranma. Por isso o mangá deve chegar em breve nas bancas. (Mas ele não consta no checklist oficial da editora). Agradecimentos pela notícia do leitor Alan Lima.

ATUALIZAÇÃO 2: E não é que de última hora a JBC já divulgou a capa do volume 1 de Cavaleiros do Zodíaco?

Cavaleiros do Zodíaco – Saint Seiya 1 – Lançamento

Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 28 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: ??/??

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 184 páginas

Preço: R$ 10,90

QUE CAPA HORRÍVEL! Por que essa borda? Por que JBC? Sério, eu simplesmente não consigo entender. Quer dizer, na verdade eu consigo sim. Reparem na capa original do mangá (que pode ser vista clicando AQUI). Vejam que a capa da JBC simplesmente cortou a parte em que se encontra o logotipo original e a palavra da “Shonen Jump” na parte superior. Ao invés de reconstruir a imagem (que sim, é possível fazer através de um profissional que trabalhe com Photoshop), simplesmente optaram por “disfarçar” tais imagens. Bem, não vou julgar por isso, afinal a editora já é conhecida por não fazer edição em Next Dimension, po exemplo, mantendo as palavras em japonês. O grande mistério é por que insistir nessa borda semelhante a que já foi “mal recepcionada” em Evangelion. Também reparem que não existe o tal “Edição Especial” na capa, deixando só Evangelion mesmo com aquela coisa de WordArt. É pessoal, as coisas não estão fáceis para os guerreiros de Atena. Até ver a edição em mãos, continuo com minha coleção da Conrad. Zona por zona, já tenho uma aqui.

Bakuman 5

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 15 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 09/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 190 páginas

Preço: R$ 10,90

Último volume de Bakuman em 2011, o melhor título da JBC nesse ano. Fazendo um balanço, podemos dizer que Bakuman conseguiu manter um bom nível aqui no Brasil (apesar do problema gráfico das folhas finas que atingiu o volume 3) e que contou com tradução e adaptação competente (alguns pequenos deslizes, mas nada que prejudique o título). Até aqui, gostei de como a JBC citou todas as referências do mangá e as manteve como no original. Esperamos que em 2012 o ritmo continue o mesmo.

Fairy Tail 13

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 28 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 05/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 190 páginas

Preço: R$ 10,90

Vamos fazer um balanço de Fairy Tail pela JBC. Apesar do título ter sido publicado em 2010, digamos que a maior parte realmente veio em 2011. Um bom título, que a JBC buscava utilizar como “carro chefe” (só ver o marketing que foi feito em seu lançamento no Fest Comix de 2010). Não saberemos ao certo se o resultado obtido foi o desejado (embora eu ache que o anime de Fairy Tail no Brasil possa ser um sucesso) mas pelo menos deve vender bem e segurar as pontas por si só. O grande pecado da edição nacional continua a ser as adaptações  e traduções da dupla Briggs junto com o eterno Del Greco. Mas não adianta bater na mesma tecla pois depois eu sou o chato, não é?

MÄR 12

Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 15 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 14/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 190 páginas

Preço: R$ 10,90

MÄR deveria estar terminando nesse mês se não fossem as pausas que o mangá sofreu aqui no Brasil. De qualquer maneira, só mais 3 volumes agora para o título terminar por aqui após um tempo conturbado (e que alguns até mesmo chegaram a duvidar da continuidade do título). A série conseguiu seus fãs, mas não foi nem de longe o título que era esperado quando Hunter x Hunter entrou em hiato. Quem sabe depois dele venha algo maior e de mais nome? Esperemos.

Negima! 63

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 35 volumes, 70 brasileiros (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 14/12

Formato: 12 cm X 18 cm, 100 páginas

Preço: R$ 7,90

Balanço de Negima de 2011: Vergonha. Maior vergonha do nosso mercado de mangás atualmente. Meio tanko, em um preço ABUSIVO e que não vale a pena ser pago. Negima é um dos títulos que mais gosto da editora e que simplesmente me vi obrigado a largar. Não estou disposto a ser roubado descaradamente com esse valor, bem como não quero um mangá em que a JBC novamente caia no erro de dividir um capítulo no meio. Exatamente: como visto pelos meus amigos Artur e Guy o volume 62 de Negima possui páginas que seriam correspondentes a esse volume 63, mas o capítulo foi simplesmente cortado no meio. Uma vergonha e uma pena para Negima.

Rosario+Vampire II  3

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 10 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 12/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 190 páginas

Preço: R$ 10,90

Rosario+Vampire por enquanto é um mangá de vida fácil no Brasil. Não vi as pessoas que compram reclamarem e a segunda fase do mangá que estreou por aqui em outubro, segue firme e forte. Destaque para a arte desse mangá que realmente me surpreende mais a cada edição. Essa capa é maravilhosa, assim como as que ainda virão. No Japão recentemente foi anunciado o volume 10 do mangá.

Neon Genesis Evangelion 3

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 12 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 20/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 176 páginas

Preço: R$ 10,90

Pra fazer um balanço de Evangelion também não é necessário falar muita coisa. Já falei que acho louvável a atitude da JBC em republicar a série em tanko (até porque muitos não tem como correr atrás das antigas edições da Conrad) mas ao mesmo tempo me decepciono em ver que o mangá não chega perto da qualidade de mais de 10 anos atrás da própria Conrad. Não digo tanto à páginas coloridas, mas sim pelo próprio cuidado visual do mangá. Uma das capas nacionais mais horríveis com essa borda roxa/azul e esse “Edição Especial” escrito com letras de Word Art. Isso sem falar na capa da edição 2 que para os que não perceberam, estivera mais escura que a original, danificando inclusive a arte da capa. Mas enfim… Uma pena.

Code Geass – O pesadelo de Nunnaly 2

Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 5 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 14/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 184 páginas

Preço: R$ 10,90

Como disse antes, esse é o “menos pior” dos mangás de Code Geass no Brasil. Mesmo assim isso não o torna bom. De qualquer maneira, fazemos um saldo positivo da franquia por aqui, uma vez que até agora a JBC publicou todos os mangás da mesma, o que lhe dá um ponto positivo mesmo o título não sendo dos melhores. Será que os “spin offs” também virão na sequência? Não duvido, principalmente se esses estiverem dando o retorno financeiro desejado para a editora. Afinal, Code Geass é Code Geass. O nome pesa.

Ga-Rei 10

Periodicidade: Mensal – Concluído no Japão com 12 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 20/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 190 páginas

Preço: R$ 10,90

Ga-Rei também teve um ano satisfatório na JBC. Foi um mangá que chegou menos badalado, mas que conseguiu chegar até seu público alvo (como eu, por exemplo). Faltando apenas 2 edições para seu final, podemos dizer que cumpriu sua “jornada” sem grandes dificuldades mesmo sendo um título que eu sempre duvidei de sua publicação, principalmente pela JBC que sempre busca o apelo para títulos mais conhecidos do público brasileiro. Ao menos vai deixar na lembrança ótimas capas como essa ao lado, não é?

Os Cavaleiros do Zodíaco – The Lost Canvas 24

Periodicidade: Bimestral – Concluído no Japão com 25 volumes (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 12/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 190 páginas

Preço: R$ 10,90

E chegamos ao final do ano com o penúltimo volume de Lost Canvas, o melhor mangá de Cavaleiros do Zodíaco na minha opinião. A JBC parece ter conseguido sucesso com o título, do contrário não teria motivos para continuar investindo na franquia Cavaleiros com o mangá clássico. Vale ressaltar que no Japão o mangá já ganhou uma nova série “Gaiden” contando histórias dos cavaleiros de ouro. Será que veremos esses por aqui também? Provavelmente, eu diria. No mais, ano favorável para a série (diferente de Next Dimension e sua edição lamentável) e bom trabalho para a JBC por levar o título até o final. Agora resta aos fãs esperarem pela saga clássica.

Futari H 31

Periodicidade: Mensal – Em andamento no Japão com 51 volumes, 102 brasileiros (Distribuição setorizada)

Data de Lançamento: 15/12

Formato: 13,5 x 20,5 cm, 100 páginas

Preço: R$ 6,90

E Futari H está de volta. Depois de algumas pausas, o mangá que eu mais odeio em publicação no Brasil voltou e os fãs da série devem estar felizes com o Manual do Amor nas bancas. Não posso falar muito sobre o balanço desse título no ano, afinal sou abertamente um dos que mais odeia tal mangá. Mas acho que os que gostam não ficaram muito felizes com a paralisação que o título infinito teve por aqui, ainda mais se pensarmos que não chegamos nem na metade do mesmo. Será que ele sobrevive até o final? Que pena que eu tenho da Karen Kazumi, a tradutora desse mangá…

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post