Semanada PLUS #03 – HxH #334, Reborn #371 e Toriko #174

Treinamentos, encontros e emoções no Semanada PLUS #03!

Olá, pessoal, aqui é o Artur. Semana passada tive alguns problemas pessoais e não pude fazer a Semanda PLUS. Peço desculpas a todos que acompanham, então fiz um comentáriozinho sobre o capítulo passado no comecinho do texto de cada um. Vamos lá!

Hunter x Hunter #334: Derrota Completa

No capítulo passado, o #333, tivemos mais um capítulo de eleição onde tudo foi novamente arrastado. Não achei mais interessante tanto discurso pretensioso, mas a parte do Gon todo acabado já havia valido o resto do capítulo e criado um hype para esse.

Eis que nesse capítulo tudo foi diferente! Acho que realmente o único da eleição que consegui gostar. Começou com uma color page LINDA da Alluka (no mesmo estilo de pintura do tankoubon #11). Pariston continua com a encheção de saco para cima de Leorio, pedindo para este repetir seu discurso. Leorio é político do bem (pode isso?) e reforça que só quer o bem de Gon e que não fará abuso de poder para fins pessoais.

Para aumentar a tensão, nossa cachorra do zodíaco favorita, Cheadle, desconfia das intenções de Pariston, que inclusive quer armar o barraco para cima do Zodíaco fazendo com que os exames hunter acabem. Cheadle entra na discussão e fala que se Leorio for eleito, ela será sua conselheira nos assuntos mais políticos, mesmo que isso tenha que fazer com que ela diga adeus ao zodíaco. E aí, ela é a melhor personagem dessa saga sim ou com certeza? (Alluka não conta)

Aí um personagem que ninguém mais se lembrava Morau entra em cena, gritando pelo nome de Leorio e… acompanhado de… DO GON! TODOS SE EMOCIONA e dão um salve de palmas para o querido personagem principal. Enquanto Morau pede segredo para Leorio não contar que foi Killua quem salvou Gon, Cheadle e Pariston discutem num canto. Para a cachorra, tudo foi plano do rato, que já sabia que Gon iria se recuperar.

E então, ~revelações~ e não é que Pariston já sabia de tudo mesmo? E ainda achava que iria empatar com Ging no resultado da eleição, até que Leorio veio se meter em tudo. Além do mais, vem com um discurso nada confiável de que confia em Ging e, por isso, no próprio Leorio. Verdade? Ou ele só está sendo fanfarrão?

Depois, HORA DA EMOÇÃO. Amigos de Ging apontam para alguém enquanto Gon está olhando…e esse alguém é GING. Finalmente o reencontro emocionante? Ele vai fugir? Vai falar com Gon? Vai impor algum teste a ele? E Gon, qual será a motivação para ele agora que encontrou o pai? Dependendo do nível de trollagem, Togashi poderia até encerrar o mangá dentro de poucos capítulos.

E aí, agora é 100% de certeza que Pariston ganha? Ou dá pra virar o jogo? Não dá nem pra imaginar o que o futuro reserva para Hunter x Hunter. Glória para o mangá e que ele não veja hiato de novo tão cedo!

Reborn #371: Non-Standart

No capítulo passado, o #370, tivemos tudo aquilo que os fãs de Reborn mais queriam: Reborn enfim adulto! Tiros pra todo lado, com alguém que REALMENTE tem cara de mafioso, por um capítulo todinho. Pois bem, a alegria não durou tanto e foi só por metade do capítulo, mesmo este tendo sido bom. O ruim foi ver que Tsuna ainda é idiota a ponto de não reconhecer o Arcobaleno. Amano poderia levar seu mangá mais a sério, não?

Enfim, no capítulo da semana, temos a tão esperada luta entre pai e filho! Mais hype que muitos esperavam! Só que, mais uma vez, a autora não foi tão feliz em corresponder à proposta e deixou seus fãs decepcionados (eu incluso). O capítulo pelo menos começa ótimo, com algo que já era quase inédito em Reborn: Tsuna usando outro golpe que NÃO É O X-BURNER!!!!!! Têm noção de quanto tempo faz que não acontece isso? Desde metade da saga do futuro, talvez? Bom, o golpe é o Zero Chiten Toppa: Kai, aquele que suga as chamas do inimigo.

Caindo então na porrada com Iemitsu, temos umas 6 páginas apenas com trocas de sopapo. Até que, não bastasse a felicidade que sentimos ao ver um golpe antigo sendo usado e porrada de verdade, Tsuna vem com o famigerado X-Burner na cara do pai (pelo menos a cena foi legal!). Só que nada acontece e a luta acaba. Tipo…sem comentários. Não esperava algo como um Darth Vader x Luke, mas sendo uma luta entre pai e filho, foi algo decepcionante.

Blablablas a parte, Tsuna fala que na próxima vez não vai perder, enquanto Reborn discute com os arcobalenos a mesma coisa. É, no final todos nós sabemos quem vai ser vitorioso…

Enquanto isso, na sala da justiça no hotel onde está a Varia, Levi mostra que é bucha de canhão mesmo e a primeira coisa que vemos é ele derrotado. Em seguida, Lussuria. Em seguida, Belphegor. Squalo, como é mais popular forte, ainda está de pé? Mas quem poderia ter feito tal coisa com nossa querida Varia? É, esse é o poder do fanservice e Hibari está lá mordendo todos até a morte. E para apelar mais ainda, Fon fica em sua forma adulta. Resultado disso tudo? Sei lá, só sei que Reborn subirá posições na ToC.

Toriko #174: Madame Peixe

O capítulo passado de Toriko (#173) não tem muito o que falar: depois de capítulos épicos mostrando a Bishokukai, tivemos um de normalidade, mas que transmitiu uma mensagem muito bonita (mesmo fora de época, já que o tema foi Natal). Isso regado com algumas informações técnicas para o mangá, como a apresentação de um scouter dos Saiyajins aparelho para medir o nível de captura dos monstros muito fortes.

Nesse capítulo, enquanto Toriko está tendo um jantar romântico com Komatsu no fundo do mar (olha a cópia de One Piece) enquanto se preocupa com a nova comida, o Ehou Maki, um “rolinho da boa sorte”. O objetivo agora é ir até uma floresta para se encontra com “Monchy”, uma espécia de cartomante. Só que ao contrário de Coco, que lê a sorte das pessoas, Monchy vê a sorte de ingredientes, e assim fará com que Toriko chegue ao seu Ehou Maki.

Só que tirando a gente de explicações, o garçom do local fala que o Presidente preparou uma tarefa para Toriko e os outros reis celestiais. Isso mesmo, OS QUATRO REIS ENFIM REUNIDOS! Todos vão ao Lago Pote, um lago que está congelado mas que prepara uma “sopa” embaixo dele. A missão será pegar um peixe de captura nível 80, pois este é muito rápido para fugir.

Então, o que esperávamos acontece, só que não do jeito que esperávamos: primeiro, temos Rin, a esquecida paqueradora de Toriko, que Shimabu insiste em colocar nesses 2 últimos capítulos só para dizer que ela existe. Além disso, o encontro entre os queridos quatro personagens não foi nem um pouco emocionante. Pelo contrário, foi mecânico e chato. Pelo menos, tivemos Zebra e Sani tendo uma pequena briga algo de se esperar dos dois personagens!

Enquanto Toriko e seus amigos aprontam altas confusões, para tentar pegar a Madame Peixe, passa a cena para Ichiryuu comendo feito um louco para poder ativar suas Células Gourmet. Setsuno assiste à cena, preocupada com a guerra que está por vir. Finalmente algo de bom no capítulo! Esperemos o próximo capítulo para ver se os 4 Reis + Komatsu + Rin ganham algum desenvolvimento. Até a próxima!

por Artur

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post