Semanada PLUS #05 – HxH #337, Reborn #374 e Toriko #177

Togashi, o gênio mal compreendido. Quase um Picasso dos mangás.

E vamos aos comentários semanais do Semanada PLUS só pra não perder o costume. Preparados?

Hunter x Hunter #337 – Confissão

Eu confesso que vou parar de reclamar de Hunter x Hunter porque a cada fez que faço isso o Togashi derrapa mais na história. Que pena. Também não sou de reclamar de traços, até gosto quando ele faz rascunhos e rabiscos, mas as imagens desse capítulo nem podem ser chamadas disso. Não tem nome! Ok, chega de piadinhas com os nomes dos capítulos e vamos lá!

Bom, o capítulo começa com uma Chimera Ant (!!) Coala que havia matado uma menina de cabelos vermelhos. A formiga era acostumada à vida de matanças até matar a garota. Sempre repetindo o ciclo, se sentiu culpado ao perseguí-la para matar e só pensava em fazer ela fugir. E aí começa a filosofada… nós somos pequenas partículas no universo gigante, ou seja, tão insignificantes quanto moscas. Qual o objetivo a ser cumprido na Terra?

Além disso, toda vez que a formiga morria, ela renascia, mas menor. E fala que não deveria ter atirado nela, mas nos homens ao seu lado, mas que o que fez foi um meio de se redimir. A garota então fala que ele terá que ficar ao lado dela para sempre para isso, sempre pedindo desculpas. Isso até que seria legal se fosse melhor desenvolvido e tivesse um contexto melhor. Mas o pior ainda está por vi na pressa do autor!

Eis que… Gon entra em cena! Querendo falar com Kaito! Isso mesmo, a garotinha de cabelos vermelhos é Kaito, o velho amigo de Gon e supostamente morto por Pitou, agora ressuscitado. Aí Gon, que passou boa parte da saga CA se lamentando por Kaito, pede desculpas em meras 3 páginas! Podia ter sido mais bem trabalho tanto no discurso quanto no traço, mas tudo foi com uma sensação de “quero que isso acabe logo”.

Kaito aceita as desculpas e pede para que Gon e Killua vejam ele um dia, já que ainda os considera, obviamente como amigo. Gon fica feliz. E aí toca-se no assunto de Ging e o Togashi dá mais uma trollada, pois parece que o pai fugiu do filho novamente e já está em outro lugar. Bom, não imagino para onde o mangá vai andar agora, mas cada vez mais reforço que o final está bem perto. Não importa se ainda há mistérios ou não, o objetivo já foi cumprido. Dá para encerrar bem. Bom, desde que o mangá não suma de volta para o hiato, tudo está valendo!

Reborn! #374 – Hibari Kyoya vs XANXUS

Hibari, Varia e agora entrou o Dino na parada em Reborn! AS MINA PIRA com o fanservice, mas será que foi tão bom assim o capítulo? Vejamos. Hibari fica bravinho porque quer fazer tudo sozinho, mas Dino não dá o braço a torcer e fala que veio a mando de Reborn (sei… a mim você nem engana, Dino!). Só que pra aumentar ainda mais o mistério, apesar de Fon saber o que Reborn quer com tudo isso, ninguém fala nada! Já deu de mistérios nisso! Quando será que a Amano vai levar o personagem Reborn a sério? Nem quando ele se transformou teve isso…

Aí temos Xanxus em ação, que quer lutar sozinho e, pra variar, Hibari quer o mesmo. Então Dino irrita o chefe da Varia ao…falar de sua derrota pelo Tsuna. Haha, pode ter sido besta e sem graça, mas ri nessa parte. Óbvio que Xanxus não ia deixar ninguém impune depois disso e fica louco ao se lembrar que perdeu de um chorão de 15 anos que nem quer ser mafioso.

E agora o negócio fica sério! Xanxus joga em campo seu Pokémon, o Ligre Tempesta di Cieli. A maioria das pessoas são haters dessa parte Pokémon da saga do futuro, mas eu adoro, uma das coisas mais divertidas em Reborn são as Box. Só as Cambio Formas que me decepcionaram…e ops, por falar nisso, olha só! Cambio Forma! Xanxus usa isso para dar um upgrade em suas pistolas (…sério, pra que isso?). Então Xanxus e Hibari se atacam com força total.

E Dino tem um pequeno flashback de seus treinos onde eles discutiam sobre a eficiência dos chicotes do Dino (ui) como arma. Hibari sempre orgulhoso prefere ficar com os Tonfas, MAAAAAAS, acoplou ao final deles uma espécie de chicote expansível. Olha só você, Hibari, estamos de olho. Assim, ele tenta enrolar os Pokémon saídos da Box de Xanxus, esperando por uma chance de quebrar o relógio e garantir a vitória! Até que…o prédio explode e é fim de capítulo. MAS JÁ? Esse foi um dos capítulos mais rápidos de Reborn!

Mas então, falando sobre o capítulo em si, acho que as coisas estão até rápidas, mas a história não está se conduzindo tão bem, pelo menos não o que eu esperava para a suposta saga final. Fica a dúvida se essa vai ser ou não a última de Reborn. Torço para que não, pois gosto do mangá, mas ele cada vez mais anda mais relaxado. Força, Amano, você consegue reerguer sua obra! Nem que seja na base do fanservice, como foi nesse (bom) capítulo da semana!

Toriko #177 – Bomba Dodurian!

Enquanto os outros mangás seguem com suas complicações, lutas e desfechos de arco, Toriko anda muito bem com seus capítulos episódicos, um mais gostoso de se ler do que o outro. Nem me importo mais com sagas épicas, acho que essas saguinhas já viraram um charme do mangá! Mas nem só disso vive Toriko e Shimabu preparou algo interessante para esse capítulo: a volta de outro personagem antigo, o Saiseiya Teppei!

O capítulo começa com muitos ingredientes bacanas, como uma formiga de café e pedras de mochi, que Teppei andou pesquisando e ressuscitando. Até que ele conta para os amigos Toriko e Komatsu o porquê de sua preocupação: ele acaba de reviver o ingrediente mais fedido do mundo! LOL, isso mesmo. É a Bomba Dodurian!

E é claro que Toriko fica interessado e sai procurando a fruta fedidona para incluir no Ehou Maki! Pelo jeito quanto mais fedido o negócio fica, mais gostoso. E não pode nem usar roupa especial para chegar perto do fruto, tem que aceitar todo o fedor! Nem animais e nem vegetação normal fica perto, senão apodrecem. Além disso, Komatsu e Toriko fazem tantas caretas épicas que quase dá quase para sentir o fedor passar pelas páginas do mangá.

Até quando a fruta cai, ela explode como uma bomba (daí o nome) e o fedor se espalha e faz com que eles desmaiem! E ficam assim por dias até que acordem com tanto fedor. Eles então comem o bendito fruto que, por incrível que pareça, foi gostoso! Só que teve um efeito colateral! Eles ficaram tão fedido quanto a comida e nem poderam chegar perto de ninguém, até do Sani, e já deu pra imaginar a reclamação vinda dele, né? HAHAHAH, hilário! XD

É isso, nada de muito interessante para a história, mas fica uma ótima sensação após a leitura. É por ser simples mas muito agradável que Toriko é o melhor mangá atualmente da Shonen Jump!

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post