Primeiras Impressões – Medaka Box

E chega a vez de mais um dos mangás da Shonen Jump adaptado.

A Shonen Jump sempre foi a responsável por acabar gerando mangás e consequentemente animes para o público popular. Foi assim com os antigos Dragon Ball, Yu Yu Hakusho, Rurouni Kenshin, e os atuais One Piece, Naruto, Bleach, Gintama e outros. Sendo assim, sempre que uma de suas séries é anunciada para uma animação, a expectativa é grande para o resultado final. Recentemente, séries como Nurarihyon no Mago, Bakuman, Toriko, Beelzebub e Sket Dance tiveram suas chances, algumas vingando positivamente e outras nem tanto.

Nesse ano, uma das maiores apostas de adaptação ficam por conta de Medaka Box, mangá do consagrado Nisio Isin (o mesmo de Bakemonogatari e Nisemonogatari) e que conta com todas as fórmulas necessárias para se conseguir o sucesso. Pelo menos no papel. Ou vão me dizer que lutas, garotas com “bustos largos” e muitos poderes especiais não são sinal de que a animação pode servir como uma bela propaganda para os mangás pra molecada?  Bem, é isso que vamos descobrir agora, nas primeiras impressões de Medaka Box.

A história

Medaka Kurokami é uma garota determinada a ser a melhor em tudo desde pequena. Ao entrar no colegial, a garota é eleita presidente do conselho estudantil da instituição Hakoniwa, e se primeiro objetivo é conseguir juntar membros para serem seus ajudantes na missão de “comandar” o colégio. Ela sairá em busca dos mais interessantes estudantes aos seus olhos, buscando aqueles que podem lhe ajudar dali em diante. No meio desses estudantes está Zenkichi Hitoyoshi, seu amigo de infância que é apaixonado por Medaka desde criança, e que fará de tudo para protege-la daqueles que não estão satisfeitos com a presença da garota no colégio.

O nome Medaka Box vem da ideia da protagonista: ela decide criar uma caixa de sugestões onde os estudantes possam colocar seus pedidos para serem realizados por ela de alguma forma. A partir de agora, a garota colocará a mostra seus poderes extraordinários – de todos os sentidos – para provar seus valores e vontade em se tornar a mais reconhecida de todo o colégio. Seus inimigos conseguirão impedi-la?

Considerações Técnicas

Medaka estreou com estilo. Para quem já leu os primeiros volumes do mangá, sabe o quanto é cansativo e até muitas vezes entediante esse início de série. Porém no anime temos os dois lados da mesma moeda se analisarmos esse primeiro episódio: ao mesmo tempo que a série conseguiu manter o clima do mangá, seguindo fielmente como adaptação, a história conseguiu funcionar muito melhor na “tela” do que no “papel”. Foi tudo de uma forma muito mais dinâmica em relação ao original.

Mesmo assim, Medaka não é do tipo de série que empolga logo de cara no primeiro episódio, podendo ser facilmente taxada como “chata” e “passável”, não nego. Mas ao mesmo tempo, paramos para pensar um pouco nos aspectos técnicos da produção. Em primeiro lugar temos a autoria de Nisio Isin, que é extremamente conhecido pela forma como ele desenvolve seus personagens – e não será em Medaka que isso será diferente. Ou pelo menos esperamos, já que o anime tem uma previsão de apenas 26 episódios (mesmo eu apostando em algo ao estilo de Nurarihyon no Mago, com duas temporadas divididas).

De qualquer modo, Medaka começou bem, com uma animação super bonita associada a um character design lindo e uma trilha sonora ótima. A abertura, apesar de genérica no quesito “animes shounen” é boa, com uma boa música e que agrada e condiz com o anime (diferente de Zetman, por exemplo). Não acho que o “ecchi” presente na série seja algo que atrapalhe o desenvolvimento da mesma – pelo menos por esse começo – exceto se você se incomoda com peitos e tiradas cômicas a la Tenchi Muyo. As cenas de ação também ajudarão a prender o público, lembrando bastante séries como Tenjho Tenge, prontas para alcançarem o público alvo. Resumindo: tem a fórmula para ser “pop”. Só resta saber se conseguirá cumprir com essas expectativas.

Comentários Gerais

Medaka Box é o típico anime que você aposta ou desiste de cara. Funcionou muito melhor como adaptação do que Zetman, por exemplo, mas justamente por isso deve demorar para chegar em arcos “empolgantes” lembrando justamente animes como o próprio Nurarihyon no Mago. Porém, como eu disse anteriormente, dá pra ver claramente que os personagens serão melhores trabalhados durante a série – mesmo com o receio da duração da mesma.

O grande ponto forte e atrativo da série serão suas batalhas e a animação da mesma. Se conseguirem manter esse ritmo no decorrer do anime, com certeza teremos um resultado final satisfatório. Tudo dependerá do orçamento disponível para a mesma, mas aposto que todo o visual de Medaka Box possa ter um resultado muito mais satisfatório animado do que se espera. É Nisio Isin puro em um estúdio (GAINAX)  que apesar dos apesares, dificilmente nos decepciona em aspectos técnicos.

Talvez alguns se incomodem com o non-sense de Medaka, outros com as motivações que parecem ser “bestas” no primeiro momento, mas com certeza Medaka Box pode se tornar um bom anime. Será que o suficiente para repetir o sucesso de Ao no Exorcist? Acho difícil. O suficiente para vender muitos Blu-Ray e DVD? Não é dos que eu mais apostaria. Mas independente disso, provavelmente lhe proporcionará bons 23 minutos de diversão, restando somente uma única pergunta: Será que poderemos ver em maiores detalhes o romance entre Medaka e Zenkichi? Só o tempo e a vontade dos produtores nos dirão.

por Dih

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post