Semanada – Bleach #509: Incineração do Céu e da Terra

E agora José?

Semanada Bleach cheio de fuligem e cinzas, cuidado pra não sujar as mãos!

Bleach #509

Tenchi Kaijin (Incineração do Céu e da Terra)

As cinzas aquecidas pela espada de Yamamoto invocam os mortos por ele, que se transformam num exército pronto a exterminar os ditos inimigos até que sobre apenas migalhas. É essa a explicação do golpe “Sul” de sua zampakutou e que revemos logo nas primeiras páginas do capítulo da semana, acompanhada pela cara de “mamãe, fiz xixi nas calças” de Juhabach.

Mas ele logo troca as fraldas, dizendo que Yama é uma vergonha para os shinigamis por usar um poder que traz os mortos de volta, e resolve atacar o líder da SS novamente. Yamamoto nem se abala e pede que Juha preste bastante atenção…

Porque os zumbis carbonizados à sua volta estão ganhando as feições dos subordinados que ele mesmo matou! Zeidritz, Algora e Hubert (ou pelo menos “cópias” deles) seguram Juhabach, enquanto Yamamoto se afasta, falando que se o chefe dos quincies quiser pegá-lo, terá que ir atrás dele (ui!). Isso obviamente, só depois de matar seus subordinados mais uma vez.

É quando Yamamoto explica que Juhabach não roubou sua bankai porque não quis, mas sim porque não podia, já que ele não conhecia o poder pleno da Zanka no Tachi – não se pode roubar o que tem limite desconhecido. De acordo com Yama, é por isso que eles também tanto temem ao Ichigo (e aqui vemos o moranguinho de volta no mangá… pelo menos nas lembranças do Yamamoto, lol), porque o shinigami substituto ainda tem muito que evoluir na sua bankai.

Enquanto Juha surta e parte pra cima de Yamamoto mais uma vez, o líder da SS diz que consegue ver as lágrimas do líder dos quincies, cheias de dor e ódio pelos seus servos que foram trazidos como soldados por Yama e morreram novamente pelas suas mãos. E que o velho Shikeguni diz que não se compara à dor e ao ódio que os shinigamis que morreram pelas mãos de Juha sentiram (espero que ele não esteja incluindo alguns capitães na conta, porque tá faltando explicação de quem morreu e quem tá só com um dos pés na cova, vamos combinar). E eu avisei semana passada que estava faltando o golpe “Norte”, não é?

Não falta mais: o último poder da Zanka no Tachi (bom, deve ser), a “Incineração do Céu e da Terra” aparece numa daquelas páginas duplas cheias de simbolismos (e espaços em branco, ou preto) do Kubo. Partes do braço e do tronco de Juhabach simplesmente desaparecem e ele cai no chão, enquanto a zampakutou de Yamamoto volta ao seu estado normal. Yama parece ligeiramente acabado, não mais que Juhabach, claro. Porém…

Por que o chefão dos quincies pede perdão pela derrota… AO JUHABACH-SAMA? Peraí, não era o Juhabach de verdade ali desde o início então??? IH!!!!!!!

Vocês são melhores em teorias de Bleach que eu, mas eu sinceramente não esperava esse plot twist. Sim, vai ter os que dirão que é fraco, tosco, desnecessário e ruim. Mas quando eu cheguei no último quadrinho, a única coisa que passou pela cabeça foi “o quê?”; fiquei surpresa de verdade! E já andei lendo que esse Juhabach fake estaria aí apenas pra analisar o poder total da zampakutou do Yamamoto, e assim deixar o caminho livre para o verdadeiro Juha aparecer e roubar a bankai do velhote.

Simples e inteligente eu diria. Será que é o gancho pra derrota de Yamamoto que até então parecia impossível? Parece ser a oportunidade de ouro, inclusive pra volta do Ichigo. Ah, admitam, vocês também estão com saudades dele, né? *bola de feno*

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post