Semanada – Naruto #604: Reencontro, e então…

Frase da semana: “Kakashi, eu te dei meu coração… mas não precisava pegar ele!”

Essa frase é facilmente completável com um “deu m*rda”, o que aliás resumiria o capítulo todo, mas vamos com calma… porque esse é mais um daqueles capítulos que respondem uma pergunta com outras mil perguntas (apesar do prof. Girafales sempre nos ensinar que isso é errado).

Naruto #604

Reencontro, e então…

Antes, finalmente Naruto ganhou sua capa e suas páginas coloridas em comemoração ao capítulo 600 – no capítulo 604. Valeu a intenção Shounen Jump, mas no 700 seja mais organizada e calcule a comemoração pra cair no capítulo certo, ok? Bem, lá está Obito dentro da armadura de Zetsu se preparando pra sair, quebrando a enorme pedra que bloqueia a saída com a ajuda da força do Mazou. O Zetsu que ele está “vestindo” está conectado à estátua, o que aumenta a força dele (como bem um colega meu observou, um wifi cairia bem, né, cabo é uma coisa tão ultrapassada!)

Madara acorda com o barulho e pergunta se Obito vai embora sem nem um beijinho de despedida. Obito agradece toda a ajuda, mas diz que precisa sair dali. Só que Madara diz que ainda é muito cedo para ele agradecer e que ele ainda irá voltar e irá agradecê-lo de verdade. Obito não dá muita atenção e só quer saber onde estão Rin e Kakashi, em perigo ameaçados por ninjas da Névoa… ao menos foi isso que o Zetsu “enraizado” disse, que fique bem claro. Esse mesmo Zetsu explica que Obito está usando um de seus clones e que há vários outros deles na terra, que trocam informações entre si. E assim, Obito passa a se comunicar com o Zetsu da espiral (o que ele está “vestindo”) através de telepatia.

Obito pede por mais informações e lhe é dito que Rin e Kakashi estão sendo ameaçados por ninjas nível jounin ou Anbu, além informações truncadas sobre ninjas cobaias. Preocupado, ele pergunta por Minato e Zetsu hesita, dizendo que ele está ocupado com outras coisas. E Obito começa a se lembrar de seu “último pedido”, de que Kakashi protegesse a Rin e se desespera, pedindo para Kakash cumprir sua promessa.

No caminho, Zetsu sugere que é melhor que ele mesmo lute para ajudar Rin e Kakashi, ao invés do corpo pequeno e ainda ferido de Obito. Mas o Uchiha acha que será melhor que ele lute ao lado de Kakashi, para potencializar a força do sharingan que um dia foi seu e assim poder proteger a Rin. Zetsu então explica que por Obito ter agora uma parte de Hashirama ligada a si mesmo, as habilidades Uchiha e Senju poderiam se combinar em um poder totalmente novo…

A explicação não termina, porque parece que Obito está sentindo alguma coisa no seu olho esquerdo que já não tem mais o sharingan. Enquanto isso, eles chegam ao local que estaria acontecendo a luta, de acordo com as informações repassadas pelos Zetsus. E Obito sente novamente uma pontada no olho esquerdo: aos poucos, uma imagem de Rin de olhos arregalados e mortalmente ferida na altura do coração se forma na mente de Obito. Ele então pensa consigo mesmo que não deve ficar imaginando coisas estranhas… mas em seguida Obito se depara, em choque, com a cena vista apenas dentro da sua cabeça: Rin atravessada no peito por um chidori de Kakashi.

Além da cena chocante e triste do final, esse capítulo está cheio de pequenos detalhes interessantes e as tais perguntas a serem respondidas:

Começa com Madara dizendo que Obito voltaria aos subterrâneos e o agradeceria de verdade dessa vez. Por que ele fala isso, e mais ainda, por que tem tanta certeza da volta do jovem Uchiha? Temos depois os Zetsus se comunicando por telepatia com Obito. Quem garante que é apenas comunicação e não inserção de pensamentos que antes não estariam ali? Não falo necessariamente da cena da morte da Rin, mas acho que é algo a se pensar…

Zetsu também fala sobre os perigosos ninjas da Névoa e diz que Minato não está lá, ocupado com outras coisas. Mas na cena de Kakashi acertando Rin, não há outros ninjas ali, nem caídos – ok, podemos considerar que eles simplesmente não foram mostrados. Mas porque Zetsu pensa antes de dizer onde está Minato? Será que ele sabia realmente onde estava o Relâmpago Dourado ou estava apenas tentando enrolar Obito?

Há ainda o papo incompleto sobre um poder novo que seria despertado usando as habilidades Uchiha e Senju. Será que Zetsu fala isso “só pra falar” ou ele quer deixar uma ideia na mente de Obito, já esperando por algo que aconteceria?

E é claro, a cena da morte da Rin. Não faz sentido, afinal Kakashi teve a proteção dela confiada a si e ele mesmo a atravessa com um chidori! E aí começam as perguntas:

Estaria Rin sendo controlada e sem salvação, pedindo pra ser morta? Ou seria ela uma traidora desde sempre e sendo descoberta, foi morta?  Ou foi uma emboscada dos ninjas da Névoa, que usando o jutsu de ocultação (Zabuza e Haku, alguém? A cena é muito parecida inclusive), conseguiram enganar Kakashi, fazendo ele atingir Rin acidentalmente? Ou ainda, o controlado seria Kakashi, que atingiu Rin achando que era um inimigo?

Há ainda outra teoria, que diz que um dos dois, ou Rin ou Kakashi seria um Zetsu clone, ou seja, tudo não passaria de uma encenação “para Obito ver”. Eu fui mais longe e pensei que os dois poderiam ser clones e isso faria todo o time Minato estar vivendo uma mentira até hoje, inclusive com Rin viva em algum lugar achando que Kakashi e Obito morreram. É viagem, mas não vou descartar nada por enquanto, rs!

De qualquer forma, a morte de Rin era algo esperado se não para esse capítulo, para os próximos. A pergunta era como isso teria acontecido e também se esperava que Obito teria visto Rin morrer. Porém, a morte dela pelas mãos de quem deveria protegê-la pegou muita gente de surpresa, apesar de alguns desde antes acharem que Kakashi a matando acrescentaria ainda mais babado, confusão e gritaria à história do nascimento de Tobi.

Com isso, não consigo deixar de pensar que tem dedo do Madara e seus Zetsus (a banda do momento) na história. Tudo acontecendo de modo conveniente para que Obito se desiluda com o mundo do jeito que está, surte e volte para os braços (?) de Madara. E os próximos capítulos devem mostrar claramente esse momento de transformação.

Alguns já estão dizendo que é exagero ele virar o que virou porque o seu melhor amigo matou a garota que ele gostava; mas se observarmos bem, Obito tinha quase uma obsessão por Rin, não parecia um simples “gostar”. E talvez por não conseguir lidar com esse sentimento, o amor se canalizou em ódio por ela ter morrido – como Madara disse semana passada, da vontade de proteger o amor e paz, nascem o ódio e as guerras.

Agora licença que vou separar minha caixa de lenços pro 605. Até a próxima!

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post