Mangá Nacional – Conheça e colabore com Tools Challenge!

Quem foi que disse que nosso mercado nacional não tem bons talentos?

Já dissemos muitas vezes que o mercado de mangás nacionais é precário. Seja com a Ação Magazine que ainda luta pra se manter erguida, seja com os lançamentos lendários da NewPop ou com qualquer outra tentativa do mesmo (talvez com a editora Jambo conseguindo se destacar um pouco mais com Holy Avenger e LEDD, principalmente por terem uma fanbase formada em torno dos fãs de RPG). Isso não é novidade para ninguém e nem deve ser encarado como uma ofensa pelos envolvidos. Mas é claro que existem pessoas que lutam por fora para conquistar seu espaço. É o caso do Max Andrade (@Piripaf), vencedor do concurso promovido pela Ação Magazine no ano passado, mas que já vinha se aventurando em uma história na internet chamada de Tools Challenge.

“A história se passa em um mundo como o nosso só que com uma grande peculiaridade: cada pessoa nasce com uma ferramenta. Algumas pessoas nascem com ferramentas especiais, chamadas “série ouro” e não podem viver mais de 15 anos longe delas. Raion é um garoto que nasceu com este tipo de ferramenta especial, mas teve ela roubada quando nasceu, prestes a completar 15 anos terá que lutar para recuperar sua ferramenta se quiser viver.”

A série apresenta um visual bem atrativo, principalmente nas ilustrações principais dos personagens. Além disso, é notável o crescimento da série em diversos sentidos com o decorrer dos capítulos já lançados. Desde a ilustração (que começa inconstante, mas melhora MUITO) até o desenvolvimento dos personagens. Você pode conferir mais da história clicando AQUI e lendo o material disponível on-line e de graça.

A história conseguiu uma boa receptividade entre as pessoas que acompanham esse tipo de projeto e agora as ambições do garoto são maiores. Utilizando-se do Catarse, um site utilizado para arrecadar fundos para projetos, Max pretende dar vida para uma versão impressa de Tools Challenge. Para isso ele precisa de uma quantia de 5 mil reais que precisa ser reunida em até 2 meses. A ideia é dar uma edição caprichada, com 150 páginas (em 5 capítulos) e páginas recheadas de extras desenhadas pelo mesmo. Você pode doar com qualquer quantia acima de 10 reais e dependendo do valor receber uma premiação diferente pelo autor, desde ilustrações, volumes impressos e até mesmo uma “figure” personalizada da série.

Se você pode incentivar a série, não perca tempo. Além disso, o Catarse devolve toda a quantia disponibilizada caso o projeto não se concretize. É totalmente seguro para você e seu investimento. Lembrando novamente que a quantia necessária é de 5 mil reais. Uma quantia considerada “alta”, mas não impossível. Essa pode ser a primeira chance de termos um mangá realmente nacional feito dessa forma (Hero Party, de Marcelo Cassaro, foi feito através de uma iniciativa estrangeira, por isso não entra nesse quesito.)

Acredito que qualquer incentivo nesse quesito é uma ótima oportunidade para abrirmos nosso mercado e principalmente a visão dos leitores sobre o material que produzimos aqui. Boa sorte ao Max e espero que você leitor do Chuva de Nanquim que pode, ajude nesse projeto.

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post