Mangá Futari H é cancelado pela JBC

futariheaderE agora? O que serão dos nossos checklists comentados?

Uma tarde triste para todos. O melhor mangá já lançado no Brasil chega ao seu final de maneira inesperada. Aos 42 volumes de publicação a editora JBC anuncia o seu primeiro cancelamento em mais de 10 anos de editora no Brasil. Futari H chega ao seu fim devido às prováveis baixas vendas e descontentamento da editora sobre os resultados do título, que passou longe de fazer o mesmo sucesso de Love Junkies. Com isso temos extinto completamente o formato meio tanko do catálogo atual da editora, que contava com Negima até o mês passado e o próprio Futari H. O mangá já vinha em publicação há quase 4 anos, mas sofria de algumas pausas repentinas e agora temos a explicação final. O título “adulto” não parece ter encantado seu público alvo.

Convenhamos que “O Manual do Amor” não deve ter ajudado muito na campanha de marketing do mangá, e suas capas eram chamativas até demais, se vocês entendem o que eu quero dizer. Bem, não há o que falar. A JBC perde o “título” de nunca ter cancelado nenhum mangá. Em troca perde um título que não dava retorno comercial e nada mais inteligente mercadologicamente falando. Não sei se teremos algum título do mesmo estilo chegando por aqui por enquanto, devendo ficar com Freezing a função de “vamos falar de modo direto”, além do relançamento de Love Hina que possui um ecchi bem “leve” para a época atual.

futariDe qualquer modo, sabe quem sente realmente com isso? Isso mesmo. O nosso checklist comentado. Nós do Chuva de Nanquim estamos muito abalados psicologicamente com isso. O que será do nosso checklist? O que faremos daqui por diante? Aquelas capas cheias de vida e amor de Futari H? Estamos passados com a JBC. Uma pena. Lamentável. Sentiremos sua falta, Futari.

Um adeus singelo e uma homenagem da equipe Chuva de Nanquim para o mangá que mais nos alegrava durante todos os meses. Um minuto de silêncio…

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post