Semanada – One Piece #707: Bloco B

headerLutinhas maneiras.

Bem, primeiro, eu não pude fazer o Semanada passado por uma sucessão de problemas. Perdão, e isso não irá se repetir (espero).

Bem, pelo menos o Oda me ajudou de duas formas: Os dois capítulos estão bem interligados, então acho que eu posso comentar tudo de mais relevante do capítulo anterior falando desse. E a outra forma é que… o capítulo anterior foi honestamente, meio fraquinho, então meu lado fanboy gostou de não ter que comentá-lo e… Ok, prossigamos.

1One Piece #707

Bloco B

Primeiro de tudo, temos um colorspread do Oda. Nunca há muito para comentar dos colorspreads, eu poderia dar ctrl-c e ctrl v nisso toda vez: Foi uma ilustração muito bonita, com alguns detalhes de anatomia meio estranhos quando você olha o desenho com detalhes. Mas apesar de serem desenhos bem lindos, eu gostaria que o Oda voltasse a usar essas páginas coloridas na história de vez em quando. Bem, fazer o quê.

O capítulo, de novo (O Oda está surpreendentemente não quebrando esse ritmo) começa de onde o outro terminou, com a plateia reclamando de alguns participantes terem formado um grupo, cujo objetivo é proteger o participante Elizabelo.

Uma coisa que estava me deixando ansioso para esse torneio era ver estilos de luta interessantes ou diferentes. Visto que o prêmio é uma akuma no mi, o Oda teria que inovar ao criar estilos de luta que não envolve o poder de uma fruta, e eu queria ver isso. E eu fui um pouco recompensado neste capítulo, porque o diferencial deste participante é que ele tem um soco que pode derrotar até mesmo um younkou (O Oda sabe hypar, pqp), porém ele tem que ficar UMA HORA preparando o soco. Parece coisa de videogame.

2Depois vemos uma conversa do Bellamy com um dos protetores do Elizabelo, que era um capitão do exercito de Dressrosa. Ele comenta que sonhos são menos importantes que uma pilha de dinheiro, e o Bellamy fica mal ao ouvir isso. Mais um sinal que ele mudou seu estilo, pois antes ele faria exatamente o mesmo. Assim como no capítulo anterior, cujo destaque foi seu discurso para o Luffy que ele “não riria mais dele”, em referencia ao espírito sonhador do Mugiwara. O Oda (ao menos pra mim) está conseguindo convencer o leitor habilmente da mudança do Bellamy, e eu estou gostando disso. Eu tinha pensado que o Oda precisava fazer mais para deixar o Bellamy um personagem “gostável”, e por enquanto ele está indo no caminho certo.

Após algumas cenas de luta, vemos que quem cai do ringue ainda tem de lidar com peixes-lutadores. Os participantes não estão a salvo nem depois de perderem o torneio! (Aliás, lembram-se daqueles peixes que estavam bloqueando o caminho para Green Bit? Devem ser os mesmos, apesar de eles não terem parecido tão intimidadores assim…)

3E continuamos com o desfile de cenas de luta com personagens novos. A situação me lembra a da Guerra, quando o Oda também tinha de dar espaço a muitos personagens e lutas paralelas. E eu chego a dizer que nesse capítulo, está funcionando até melhor, de certa forma. O Oda conseguiu dar um pequeno destaque para vários participantes. Bem, então, temos algumas demonstrações de mais alguns personagens: Jet, Abdullah (Se alguém lembra das apresentações anteriores, e sabe o que eles são, a vontade para dizer, mas eu não sou dedicado a esse ponto), Hack, um homem-peixe que, ao que parece, é amigo do Jimbei (Legal do Oda estar interligando a outros momentos), Bluegilly, um membro da tribo dos pernas-longas, e um gladiador misterioso, Ricky.

Quanto ao Hack, outra coisa que gostei, embora tenha sido realmente um detalhe, foi que um personagem chega e fala para ele que “esse torneio é para humanos”. Foi apenas a dois arcos atrás que tivemos toda uma história baseada no preconceito dos humanos aos tritões e vice-versa, então isso ganha um peso maior. Mas foi só um detalhe mesmo, eu tenho certeza que eu over-analisei isso.

4Bluegilly não foi um personagem muito interessante, mas é sempre legal pra mim, como fã, ver essas expansões do universo de One Piece. Raças, locais, pessoas, tudo isso pra mim enriquece a obra. Enfim, ninguém consegue chegar perto dele porque ele chuta todo mundo antes disso. E esse gladiador é minha aposta para personagem surpreendentemente importante! Teve muito hype e informações sobre ele (Ele é muito bom, mas luta só com uma espada… Alguém na plateia comentando que já viu alguém assim antes..)

E por ultimo, o Bartolomeo (Que achei um personagem muito normal após a apresentação, não me criando muita simpatia) está lá de boa, deitado vendo todo o resto guerreando. Achei a cena bem divertida, ainda mais com a plateia puta com isso. Já me fez ver o personagem um pouquinho melhor. Tudo isso foi bem agradável, ação maneira, personagens interessantes… Eu gostei da ideia de um Battle Royale, mas ao mesmo tempo o Oda não pode demorar muito com cada grupo… mas vamos ver.

E assim chegamos ao final do capítulo, mostrando a estrela do mangá, Luffy (até parece que nenhum Mugiwara ia aparecer nesse capítulo), lá de boa, comentando o torneio com o Cavendish. (O que me deu bastante um feeling de Dragon Ball). E o segundo continua reclamando da Worst Generation, enquanto o Luffy, digo, Lucy pergunta se ele não pode simplesmente deixar pra lá… até que chega um velho gigante pra ferrar com tudo de uma vez.

“Então, como seu avô está passando? Strawhat Luffy….”

O legal é que primeiro o Luffy responde de boa, depois que ele pensa “Merda!”. Como esperado, temos uma cara de WTF do Cavendish. E o último quadrinho é o velho dizendo que “Garp quase me matou uma vez… e eu não me importo em descontar em seu neto”.

5As coisas ficaram interessantes, hein. O disfarce do Luffy já era (Será que só pro Cavendish ou todo mundo vai acabar sabendo?), e agora tem duas pessoas querendo especificamente matar ele… coitado do Luffy. Bem, foi um capítulo bem divertido, no final. Apesar da parte do torneio não ter sido lá tão relevante pra saga, eu estou gostando bastante. Mas, (isso já está ficando repetitivo) como o Oda vai trabalhar com tanta coisa no arco? Bom, que ele continue nesse nível, porque tá bacana. Melhor que as sagas anteriores já está!

Comentários extras
“Qual seu nome mesmo?” “Cavendish” “Ah, ok, então, Cavity….” – Essas piadas menos alardeadas são sempre as melhores do Luffy!

O Cavendish aparecendo com aqueles brilhinhos quando foca no rosto dele também foi bem engraçado.

Asevedo

Designer de formação, atualmente sou Assistente editorial da Panini Mangá. Acumulo mangás e HQ's, que espero conseguir ler um dia. Assisto animes de vez em nunca.

Related Post

  • wallace

    O jeito do obra trabalhar com varias coisas em 1 unico arco, e fazer o arco grande, facil -.-

    • Israel

      Quem é obra?

      • wallace

        Confundi, e O jeito do “Oda”, foi mau pelo erro 🙁

    • Israel

      kkkkkk de boa, eu sabia,o que vale é a intenção tava só de zoa 🙂

  • Fakeon

    até ja tava sentindo falta da semanada,vlwww

  • kkkkkkkkkkkkk… “Cavendish” “Ah, ok, então, Cavity….” me caguei de rir com essa parte veio.
    O arco está muito louco mesmo, mas é bom assim. Tudo tem uma explicação foda no final que deixa agente de boca aberta e tudo mais.
    Quero ver as lutas fodas

  • camiila_simoes

    voces viram que o poster que Cavendish tá segurando é o de Luffy?? kkkkkkkkkk

  • felipe

    Oda possui uma habilidade impressionante de expandir sua narrativa. Sagas como Baroque’s Works e Enies Looby, foram longos, com bastante abertura de narrativa, criando muitos arcos dentro dessas sagas.

    Só que esse arco está muito aberto, quero ver ele focar em todas as partes!

  • Bem eu sou o unico que Quer ver o pai do Luffy digo isso que ele raramente é citado no manga, Alem do que eu to quase desistindo do Sanji ele não fala do Sonho dele desde o arco de Sabondy.