Semanada – One Piece #704: Lucy e a Estátua de Kyros

headerEsse arco de One Piece fica cada vez melhor.

Bem, acho que eu deveria me apresentar, não é? Meu nome é Lucas, mas se quiserem, podem me chamar de Luki (Ou OniluapL). E bem, como vocês provavelmente já previram, eu vou fazer as Semanadas de One Piece a partir de agora, graças aos meus contatos aqui dentro (Não vou mencionar nomes, mas é aquele cara que escreve as ToCs.) Os poucos que me conhecem do twitter sabem que eu sou bem fanboy de One Piece, é um dos meus mangás favoritos de todos os tempos. Mas mesmo assim, não se preocupem, eu tento não ser um fã cego, e existem muitas coisas na obra que me incomodam, então em alguns momentos, eu terei que criticar os capítulos.

Mas não esse.

1One Piece 704

Lucy e a Estátua de Kyros

One Piece, talvez por se preocupar mais com o formato de volumes do que com o formato semanal, tem feito ultimamente vários capítulos que não possuem um grande cliffhanger, apesar de ter sido um capítulo agradável, ou o oposto:  capítulos menos interessantes, mas que, no entanto, terminam com um grande cliffhanger, que são o que acabam levando o capítulo nas costas.

Porém, este capítulo conseguiu unir perfeitamente as duas coisas. Ele ficou progressivamente mais interessante conforme as páginas foram passando, e terminou de forma bem impactante. Começamos como de praxe, com a coleção de capas do Caribou. Por mais que eu adore essa ideia do Oda de mostrar personagens secundários que estão fora da trama por meio das capas, essa série está tão desinteressante que eu praticamente pulo para o capítulo “de verdade”. Então, não esperem muitos comentários sobre isso aqui.

2O capítulo começou diretamente de onde o outro parou e, talvez surpreendentemente, se manteve nesse foco o capítulo inteiro. Na “Sala de Espera” do torneio, os participantes olham impressionados para o que Lucy Luffy acabou de fazer. Após isso, um organizador fala para Luffy ser desclassificado, por ter usado de violência antes da hora. E então, de forma surpreendente, outros participantes, (Xai, Boo e Dai Chinjao, vindos de um local chamado Hanokuni, ou Terra das Flores) aparecem para defendê-lo, dizendo que quem começou tudo tinha sido o grandão que o Luffy derrubou.

Achei interessante isso porque, ao menos como eu visualizo, o mais normal seria ninguém se importar e só aproveitar que mais alguém estivesse eliminado. O Oda fez com que esses personagens, com essa simples demonstração de alguma honra, já causassem alguma simpatia no leitor. E bem, depois temos o fator do capítulo que me deixou com mixed feelingsSomos apresentados a diversos personagens secundários, que embora tenham todos (ao menos a grande maioria) soados como personagens interessantes e de visual “maneiro”, pareceu um overload de informações muito grande.

Por outro lado, o que me agradou é como esses personagens enriqueceram um pouco o mundo de One Piece (e o torneio, porque não). Temos caçadores de recompensas, criminosos, pessoas enviadas por algum país… todos com motivações diferentes para querer a Mera-Mera. Isso também mostra a imponência que os frutos Logia possuem, e a mobilização que existe para conseguí-lo.

3Agora, entre os personagens, um chamou a atenção. O brutal pirata com uma recompensa maior de 100 milhões…. BELLAMY, A HIENA! Sim, o personagem que levou um dos socos mais incríveis do mangá e foi totalmente humilhado pelo Luffy está de volta! Fico ansioso pra ver o reencontro. E, de forma semelhante ao que aconteceu com o Buggy capítulos atrás, isso foi revelado de forma totalmente casual, simplesmente colocando ele no meio dos outros vários personagens. Agora, muitos (eu incluído) achavam que o Bellamy tinha morrido, mas já que isso não é verdade, é bem plausível ele estar nesse torneio, visto que tinha sido revelado que ele era de um bando subordinado ao do DoFlamingo. Enfim, é mais um elemento que se empilha para o Oda trabalhar!

Ainda nisso, um outro detalhe importante é que um dos participantes é somente mencionado, sem estar presente naquele momento. Eu sempre fico instigado por esses personagens que o Oda “esconde”, e tenho a sensação que ele será de fato importante! No meio disso tudo, foi mencionado que o primeiro round do torneio será no estilo “Battle Royale”: Todos lutando ao mesmo tempo e o que sobrar em pé por último ganha. Acho que essa é uma forma mais eficaz e condizente com One Piece de trabalhar a competição. Lutas 1 x 1 acabariam tomando muito mais tempo, e um campo de batalha que estará uma confusão só tem muito mais cara de One Piece do que lutas organizadinhas, não é?

Bem, dois personagens apresentados nesse capítulo tiveram mais destaque. Um deles é Cavendish, um pirata reconhecido pela beleza estonteante e com uma recompensa de 280 milhões de berries. É revelado depois que ele guarda rancor de Luffy e de todos os Supernovas da Worst Generation, por terem roubados os holofotes dele graças aos acontecimentos da época da guerra. E com a Mera-Mera, ele recuperará a sua fama. Isso já é uma motivação interessante, mas ainda devemos ver mais sobre esse personagem! Espero que ele ganhe no seu grupo!

4E a outra personagem é Rebecca, que aparece nos contando sobre a história da estátua de Kyros (título do capítulo, pessoal!), um competidor lendário do coliseu, que venceu incontáveis partidas e sofreu danos apenas UMA vez… Esse pedaço de história, somado ao fato que aquilo misteriosamente nunca foi tirado do lugar, talvez tenha relação a grande história perdida de One Piece…? Pouco provável, mas talvez… ? No mínimo, eu acho que seria uma boa chance de dar uma utilidade para a apagada Robin e suas habilidades como arqueóloga.

E bem, essa personagem Rebecca também revela seu objetivo: Ela pretende usar a Mera Mera para se vingar do DoFlamingo. O que será que pode sair daí? Ela e o Luffy podem se unir? É o que parece provável, o que talvez fizesse o torneio ter que ser interrompido…

Tem sido dito que esse torneio tem sido uma homenagem a Dragon Ball, mas eu acho que na verdade, o Oda está referenciando Fairy Tail, ein? “Lucy”, uma personagem feminina que vai lutar praticamente sem roupas… (Aliás, o Oda justifica até fanservice: Alguns quadrinhos antes foi mencionado que quase todo mundo estava praticamente nu)

Outra coisa que merece ser destacada é quando o Luffy, de tão acostumado, manda sua catchphrase: “Eu sou Luffy e vou ser o rei dos Piratas!” Luffy sendo um imbecil foda como sempre. E também foi muito legal ver como o mundo se caga de medo dele agora. O alívio geral após o Luffy ter desmentido e dito que só falou o nome errado foi impressionante! Mas eu estava só enrolando até agora. O que realmente merece destaque nesse capítulo é o final.

Os participantes recebem a notícia que em pouquíssimo tempo, o grupo A já tinha o vencedor definido, e ele era….

5JESUS BURGESS DOS PIRATAS DO BARBA NEGRA ENTRANDO EM CENA, PORRA!!

Meus comentários no twitter após ler o capítulo foram, quotando literalmente: “CARALHO APKASZOISKASOKA I CAN’T EVEN”

E eu ainda estou meio sem palavras. A página dupla foi incrível, e o leque de possibilidades que se abre é imenso: O Barba Negra em pessoa aparecerá? O Luffy lutará contra ele ao final? Jesus pode acabar ganhando e assim o alvo do Luffy mudar? São muitas possibilidades. Aliás, é bom mencionar que o Oda mostrou antes no mangá que o bando do Barba Negra estava caçando Akumas no Mi poderosas, então é totalmente coerente essa aparição! Falando agora da parte visual, o design dele está muito bom! O quadro com todos os competidores caídos enquanto ele comemorava foi impressionante, somado aos comentários do narrador. Tudo bem feito pra causar um hype imenso.

Tudo isso me deixa incrivelmente empolgado e receoso ao mesmo tempo. Ao mesmo tempo em que isso foi demais e fez o capítulo terminar da melhor forma possível, eu fico pensando em como isso também pode dar muito errado, se o Oda não usar esse elemento direito. Isso é algo que terá grande impacto na história, e o Oda tem que tomar cuidado. Bem, “in Oda we trust”, não é?

Eu realmente estou ansioso para o próximo. Após o mediano Fishmen Island e o irregular Punk Hazard, One Piece parece, de novo, estar com força total.

6Comentários extras:

– Esse jeito do Luffy nunca me cansa. Ele ficando todo empolgado com as armaduras e capacetes… e querendo que o Usopp estivesse lá pra ver.

– Eu adoro essas características bizarras que o Oda coloca nos personagens. Um personagem que ficou puto pelo Luffy ter agradecido, por exemplo, hahaha! Demais.

por OniluapL do blog Mangathering

Asevedo

Formado em design editorial e assistente editorial da Panini Mangás. Leio mangás e história em quadrinhos de diversos países. Assisto animes de forma esporádica. Sempre estou no Twitter.

Related Post