Review – Adaptação, anime e Shingeki no Kyojin

headerChega ao fim um dos candidatos a melhor anime do ano.

No final de 2011, havia escrito um texto sobre a reação das pessoas contra aquilo que chamamos de “modinha”. Mal sabia naquele texto que enfrentaríamos alguns outros surtos como Sword Art Online, Magi, Kuroko no Basket e nesse ano, Shingeki no Kyojin. A série que conta a batalha do ser humano contra os titãs acabou se tornando o anime mais comentado do ano e quiçá dos últimos como um todo. No dia 28 de setembro de 2013 chegou ao fim os 25 episódios de Shingeki no Kyojin e assim, concluiu-se a primeira temporada da série. Primeira temporada pois uma segunda deve ser questão de “tempo” (muito tempo, no caso) já que comercialmente não há como dizer que o anime não foi um sucesso. Mas afinal, como foi a adaptação de Shingeki no Kyojin?

Shingeki no Review 11A história

Shingeki no Kyojin (Atack on Titan / Ataque dos Titãs) gira em torno de uma humanidade que vem sendo exterminada por gigantes ao decorrer dos anos e vive confinada atrás de “muralhas” capazes de conter seus ataques. Ao menos é o que eles pensam. Divididos em exércitos, alguns seres humanos estão dispostos a mudar história e formar um exército de ataque aos seres assassinos. Descobrir a verdade sobre sua origem e tentar acabar de vez com o perigo que cerca a humanidade. É assim que entra Eren, nosso protagonista, que após ver sua mãe ser devorada por um gigante decide que não deixará nenhum deles vivo e buscará sua vingança completa. Ao lado da garota Mikasa, de seu amigo Armin e de diversos outros jovens garotos que se “aventuram” nesse mundo, Eren descobrirá que o segredo dos titãs é maior do que qualquer coisa que o homem já viu antes.

Considerações Técnicas

Criado por Isayama Hajime no ano de 2009, Shingeki no Kyojin é um mangá de publicação mensal na Bessatsu Shounen Magazine que conta atualmente com 11 volumes encadernados. O título é muito conhecido por ter sido rejeitado na famosa Shounen Jump e se mudado para uma das suas “concorrentes” e se destacado no mercado. Em abril de 2013 a adaptação animada começou pelas mãos do Wit Studio, um dos braços do Production I.G. A direção da série ficou a cargo de Tetsuro Araki (Death Note) e roteiros de Yasuko Kobayashi (Casshern Sins), a adaptação de Shingeki no Kyojin já cheirava a sucesso desde as linhas de produção.

Shingeki no Review 7O fato é que Shingeki no Kyojin sofreu do grande problema da falta de verba. Ao assistir a série é possível notar a grande preocupação com as cenas de ação e a enorme quantidade de quadros estáticos, sendo banhado por cenas em que o narrador comentava algo acompanhado de uma imagem “parada” que durava segundos ao som de efeitos sonoros (cavalgadas que o digam). Todo o investimento no começo parecia focado nas cenas em que os equipamentos do exército era utilizado. E deu certo. O grande atrativo da série era conseguir manter-se empolgante quando necessário e “cortar as despesas” quando possível. Por isso não é difícil dizer que o sucesso do anime se deve principalmente pela boa direção do mesmo. Nos episódios finais, quando se fez necessário e o dinheiro havia “entrado” no projeto, vimos dois episódios conclusivos (24 e 25) realmente bem animados, nos deixando na esperança de uma segunda temporada com uma qualidade maior.

Mas deixando um pouco o quesito de produção de lado, falemos da história em si.

Shingeki no Review 9Há algum tempo havia dito que, de longe, Shingeki no Kyojin tinha em 2013 o seu grande ano de destaque. Mangá, anime, games, cinema. Tudo parecia ao seu favor. E apesar de muitos não concordarem, é fato que a história do anime, seus personagens e desenvolvimento foram armas necessárias para conquistar boa parte do público que fez dos Titãs um sucesso. Não é a toa que hoje você vê pessoas de todas as faixas etárias desfrutando do anime como visto com poucos. Provavelmente porque a série tem esse poder de abranger desde os sonhos de ver um anime de “batalha” por uma criança, pela sede de “sangue” dos adolescentes, ou pela busca de algo com uma boa dose de suspense e tensão pelos adultos.

Shingeki no Review 10Não é de hoje que franquias que envolvam a sobrevivência do ser humano em uma batalha contra uma raça desconhecida faça sucesso. Aliens, deuses, monstros, animais mutantes. O cinema é cheio de coisas do gênero. O mérito de Shingeki no Kyojin foi ter trabalhado esse assunto com um “protagonista” não tão utilizados assim em nossa história, os Titãs. E claro que o auxílio da mídia audiovisual foi indispensável para chegar a esse tipo de resultado – não à toa sendo a responsável pela ascensão dos quadrinhos. A intensidade que o anime de Shingeki no Kyojin consegue transmitir é o diferencial para prender o telespectador em seus episódios. Somados aos grandes cliffhangers que cada capítulo era finalizado, tivemos um anime que simulou os grandes blockbusters dos cinemas na linguagem dos desenhos animados orientais. O que acontece quando a humanidade tem um grande e desconhecido inimigo para enfrentar? E a melhor parte: O que acontece quando você possui, de fato, uma arma para combater esse inimigo? Será que a razão ainda toma conta de sua mente? O que você faria se tivesse que abandonar sua humanidade e se tornar “um monstro”?

Grandes Poderes Grandes Responsabilidades“Grandes poderes exigem grandes responsabilidades.”

Óbvio que os personagens esteriótipos de animes estão presentes aqui também. Eren, o protagonista que quer vencer os inimigos mas que tem seus momentos de chatice. Mikasa, a garota apaixonada pelo amigo de infância e que possui um instinto assassino quando o assunto é protegê-lo. Armin, aquele que ninguém dá a mínima mas que possui uma inteligência acima do comum. Levi, o baddass que todo mundo gosta porque é legal. Ou mesmo Jean, o personagem que só quer sair do meio de tudo aquilo mas que cada vez mais se vê envolvido no caos. Nomes como Marina Inoue, Yuuki Kaji, Hiroshi Kamiya e Daisuke Ono foram essenciais para uma caracterização exata de tudo aquilo que imaginávamos antes de termos a versão animada dos personagens.

Shingeki no Review 4Se prestarmos atenção com cuidado, Shingeki no Kyojin é apenas mais um battle shounen do bem contra o mal. E esse não é problema nenhum, uma vez que o autor parece saber perfeitamente como envolver isso com a temática escolhida, além de explorar os sentimentos humanos como o medo, a tristeza, o amor. O anime colabora ainda mais com essas sensações quando temos uma trilha sonora afiada de Hiroyuki Sawano (Guilty Crown, Gundam UNICORN) que simplesmente explora ao máximo as cenas em que essas explosões de sentimentos ou a tensão da batalha são os destaques. Isso sem falar no character design de Kyojin Asano (PSYCHO-PASS) que melhora em 500% o traço original do mangá e que melhora em muito a experiência da série animada em relação a sua versão em papel.

É fácil dizer também que Shingeki no Kyojin possui uma das melhores adaptações de mangás recentes pelo fato de saber costurar bem todos os capítulos, tendo em mente o ponto exato para encerrar um episódio ou para fazer uma revelação no timing certo. As diferenças das duas versões até aqui são mínimas, mas com escolhas que não interferem em nada na história e que conseguiram atrair os fãs que nunca tiveram o contato com o original e também os que já a conheciam – algo que não é das mais fáceis missões.

Shingeki no Review 13Pra finalizar, como não comentar as aberturas sensacionais do grupo Linked Horizon e a direção dos mesmos? E apesar do grande “boom” causado pela primeira abertura e todas as suas paródias espalhadas pela internet, é a segunda – ‘Jiyuu no Tsubasa’ – que possui uma direção de Masashi Ishihama (responsável por algumas aberturas de Bleach) ainda mais afiada e contextualizada com o anime (e uma pequena dose de spoiler, se pararmos para pensar). Os encerramentos também fazem sua parte e dão um charme a parte para a animação.

Shingeki no Review 12Comentários Gerais

Como dito no começo do texto, Shingeki é um dos candidatos a melhor anime do ano. Provavelmente no quesito popular ele já se enquadre nessa classificação.

Não, Shingeki no Kyojin não é nada espetacular, de outro mundo ou fora de série. Mas é um blockbuster pronto para ser consumido na mídia animada por um abrangente público. Para quem busca um battle shounen diferente, mas que não foge de suas “origens”, provavelmente temos aqui um anime pronto para você. Apesar da primeira temporada terminar inconclusiva e com um gancho pronto para a segunda temporada daqui um ano e meio ou dois (sim, tudo isso), é o tipo de coisa que você não se arrepende por não ter “continuação” (por enquanto, pelo menos). Pelo contrário, só te dá ainda mais vontade de partir para a mídia original e superar o asco pelos garranchos do autor. Se você ainda vai assistir a série, recomendo os posts semanais do Elfen Lied Brasil e as discussões nos comentários do mesmo.

Shingeki no Review 5Se você não for exigente, não notará os problemas técnicos de animação na série e a falta de verba na mesma. Se divertirá e terá realmente uma boa série de 25 episódios em suas mãos. O anime cobre aproximadamente até o capítulo 33 do mangá (volume 8 do mangá). Se você quiser ler a partir desse ponto como ressaltado por alguns, é recomendável que leia o capítulo 32 antes. Também vale a pena começar desde o 1 para avaliar as pequenas modificações do anime em relação ao mangá. Lembrando que o mangá será lançado pela editora Panini em novembro no Brasil sob o título de “Ataque dos Titãs”.

(Quem sabe os Titãs não sejam uma ameaça tão grande assim quando você enfrentar o traço do autor?)

Shingeki no Review 1

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Já arrumei muita treta aqui por causa de SNK, mas vou ter que elogiar o anime, foi acima do esperado, ao menos na reta final, posso dizer que foi bem melhor que o mangá, e isso é algo que acho raro de acontecer, tudo bem que temos uma equipe toda conceituada e um estúdio no mínimo bom, esperava que fosse o melhor anime do ano mesmo, por enquanto, pra mim, é sem dúvidas, mas vamos ver essa temporada, só duvido que algum outro anime irá gerar a comoção e o hype que Shingeki ocasionou. Em termos de adaptação, nota 9. Espero que uma segunda temporada não demore.

    • rhabaw

      Provavelmente esse anime vai acabar como SAO alguns fãs lembram, e não vão investir mais nele…!

      • SAO tem um especial pra temporada de… acho que é a próxima agora (outubro) ou a de dezembro/janeiro, não tenho certeza… e parece que já tem a segunda temporada anunciada também, então… bem… seu exemplo não foi muito bom :v

    • aru3gintama

      O mangá é melhor mas o anime é uma das melhores adaptações com poucos pontos ruins

  • pro pessoal que for ler o mangá, talvez vocês estranhem o traço do autor como eu estranhei bastante, mas com o tempo acaba acustumando.

  • O traço do autor é muito bom sim. Garranchado? Pode ser. Mas combina perfeitamente com o clima da história. Achei que sua crítica foi mais caricata que coerente.

    • Castelo

      ele tem um estilo dele que é rabiscar bastante e tal.isso é interessante.mas ele é péssimo em proporções e expressões faciais e é uma coisa que realmente incomoda, pois muitas vezes a gente deixa de levar a cena a sério pq o olho de alguém tá torto ou grande demais, ou a cabeça tá maior do que deveria ser.

      • Vale lembrar que lá pelo capítulo 40 já não tem mais muita coisa pra reclamar do traço não.

        Mas o início era tenso, principalmente pelos motivos que tu citaste.

      • hhhh

        O traço do autor é uma bosta,personagem são muito iguais,as vezes até confundi.Ele é o novo ”Kurumada” nos desenhos

        Mas o enredo do mangá salva o traço ruim do autor…

    • kelvlin

      Alguém aqui já leu quadrinhos Europeus, mais especificamente, da Alemanha?! A pesquisa dele foi tão a fundo a ponto de se deixar influenciar pelo traço deles. Se não fosse pelas onomatopeias, muitos comprariam-no achando ser alguma hq underground Europeia. Os detalhes dos desenhos dele ainda são melhores que do Tite Kubo!

  • LeatherFace

    Concordo com tudo o que você falou. O mundo de Shingeki no Kyojin é fantástico e ainda teve aquele titã dentro da muralha (muitos que leram o mangá já sabem a história), então com certeza terá uma segunda temporada. Também acho que irá demorar um pouco pra segunda temporada assim, mas como o dublador de Eren já vai participar da segunda temporada de Magi, então com certeza vai demorar pra sair de SnK.

  • Franco_Kurosaki

    Shingeki anime teve a façanha de melhorar 1000% aquilo que vimos no mangá que já era bom por mostrar um ótimo enredo cheio de mistérios que sempre te deixam com uma pergunta na cabeça.A arte fantástica,como aquelas muralhas que te mergulhavam naquela imensidão,os campos durante a expedição que me lembravam Shadow of the Colossus,a arte do anime com um efeito HQ de muito bom gosto com fortes traços,a animação espetacular dos momentos com o uso dos EMTs e aquela fantástica batalha de Titan Eren e Titan Annie a melhor que já vi até nos melhores animes de luta e que me fizeram sentir como aquele menino que acompanhava DBZ com empolgação nos tempos de escola a tensão quadruplicada que deixava o coração na mão,os ângulos de câmera,a trilha sonora fantástica a melhor do anos fizeram de SnK o melhor anime de 2013 sem dúvida e com rara competência vista nas conversões mangá-anime merece cobrir todo o mangá num futuro próximo

  • Cara eu só falo uma coisa, rivaille > tudo, bjs

    • Sizz

      Sasha >>>>

      • Luck

        Batata >>>>>

  • Ótimo post , estava esperando essa Review , tanto que li todos os posts semanais da Elfen Lied BR como você recomendou .

    Shingeki no Kyojin foi o melhor anime do ano disparado? SIM! , isso está mais que óbvio , não acredito que algum anime da temporada de outubro vai superar o seu sucesso , eu como leitor do mangá antes do anime posso confirmar que já esperava isso dele , vai demorar pra aparecer algum anime que fará algo como SnK fez esse ano . talvez Terra Formars? , Nanatsu no Tazai? Onepunch-man? , no aguardo .

    SnK foi o tipo de anime que eu recomendaria para todos , tanto em animação quanto em história , pois não creio que deixou a desejar em nenhum desses pontos , até porque não me importo muito com certos detalhes .

    2º temporada? provavelmente terá , mas não no ano que vem como pessoas vem afirmando , até porque o anime encostou muito no mangá , mais precisamente no capítulo 33 de 49 capítulos como você afirmou , acredito que com 70 capítulos + , SnK possa ganhar uma 2º temporada , se bem que … pra quem lê o mangá , deve ter notado que o episódio final não foi fiel ao mangá , exemplo mais forte foi a parte do titã dentro da muralha , não me causou muito impacto como no mangá , acho que o anime deveria ter terminado da forma que o capítulo 33 terminou .

    SnK terá 20 volumes no mangá segundo algumas fontes , dando mais ou menos 3 anos de vida a essa bela obra !

    • Eot

      Uchouten Kazoku manda lembranças.

  • “É fácil dizer também que Shingeki no Kyojin possui uma das melhores adaptações de mangás recentes”

    É preciso pensar muito bem sobre isso.
    No que acrescenta o anime é excelente, no que ele exclui é péssimo.
    Não dá para dizer que a adaptação é “fiel”, porque ela não é fiel aos personagens, o que faz eles serem quem são. A maioria dos secundários foi preservada, mas aqui e ali você vê eles fazerem coisas que os personagens originais nunca fariam. Erwin nunca deixaria aquela destruição toda na cidade acontecer, pelo contrário, ele concentrou esforços em evacuar a zona de perigo envolta da operação que armou. A Hanji NUNCA faria aquelas caras se divertindo no meio de uma operação tão séria.
    A Mikasa se tornou uma yandere boba, óbvia.
    O Eren se tornou só um fraco indeciso, coisa que ele não é, o personagem ao invés de evoluir como evolui no original, regrediu terrivelmente. Como alguém que queria só matar titãs, e depois repensou que fazer da vida e encontrou seu lugar como uma ferramenta para o aquele grupo que a Tropa representa se tornou alguém com medo da ação e de cumprir as ordens? Um dia depois daquilo o Erwin diz que talvez precise que ele sacrifique a vida dele para fazer uma coisa e o Eren responde que vai fazer o máximo que puder para se sacrificar!

    O anime no final deturpa complemente os personagens, o que fizeram com a Annie também foi triste. Ela nunca riria daquela forma como riu no episódio 23, ela nunca ficaria para lutar na cidade já que ela estava evitando matar pessoas, mudaram as falas do pai dela no flashback e excluíram um monte de informação essencial para montar o contexto da história dela. Esses detalhes excluídos são uma pista de que essa história pode não ser uma simples batalha entre bem e mal como você disse Dih.

    Sabe, Shingeki é um grande sucesso de marketing, mas para conseguir isso foi necessário atacar um público que não era originalmente o alvo.
    Quantas pessoas não tentaram ler o mangá e não gostaram muito por causa dos traços, a narrativa não linear, a falta de dramatização e glamor na ação?
    O anime formatou Shingeki para um público que o rejeitava, é “Shingeki no Povão”. Deixaram a história linear, deram traços homoeróticos para a amizade do Marco com o Jean, infantilizaram o Eren, tiraram profundidade da relação da Mikasa com ele, adicionaram dramatização e gritaria onde não existia, firulas, lutas que não precisavam acontecer, super poderes que você espera ver em um Naruto, e desarrumaram as peças do quebra cabeças que é essa história. Como remendar tudo isso agora?

    O mangá é o mangá, o anime é o anime.
    Uma pena.

    • Theon

      Tudo verdade. ):

    • “deram traços homoeróticos para a amizade do Marco com o Jean”

      Que exagero.

      • Likou

        Daí você vê como é puro discurso hater de fã purista chato inventando defeito nas coisas.

    • raizo

      E vc uma ediota que deveria comentar sobre o gibi da turma da mônica, onde vc já viu um mangá exatamente igual ao mangá, podem haver diferenças entre eles mas isso só se torna um problema se ideia passada por um, diferir do outro e essa falas modificadas, alteradas e a tal risada eram necessárias para dar mais vida a cena, pois no mangá não se tem uma noção exata de certas cenas que só ganham sentido em animação, pois vc tem que ficar tentando interpretar uma cena onde vc não tem como saber dos sons do ambiente e dos próprios personagens.
      E muitas vezes os autores não colocam onomatopeias em certas cenas ou são muito confusas para serem entendidas, para mim o anime não exagerou e nem desqualificou o mangá, pelo contrário ajudou a popularizar a série para aqueles que não gostam ou não tem paciência para acompanhar o mangá, o anime é uma boa pedida pois ele não confundi em nada com o mangá exceto agora pelo final do último capitulo, mas isso é um problema de fácil resolução e quanto aos personagens suas personalidades não foram alteradas e quem conseguiu vê isso. só pode ser uma pessoa super sensacionalista ou do contra, NOTA 9.0 para o shingeki no kyojin.

      • raizo

        opa! errei em algumas concordâncias, mas eu estava com pressa, me desculpem

      • Não tem problema nenhum mudar, o anime fez isso e eu elogiei bastante. Na verdade ele acrescentou mais do que mudou ao longo da série, mantendo a fidelidade, e isso é ótimo.
        O problema como você mesmo disse, é fazer alterações que mudem o resultado, a intenção das cenas. Sendo Shingeki cheio de sutilizas e nuances, mudar coisas assim é um perigo. Na cena da risada da Annie, o original até tudo bem, ela dava apenas um sorrisinho e entregava tudo com o olhar, sendo ela tão quieta você aceitava, era condizente com a personagem. O Iseyama como todo autor depois que termina se arrepende e fica pensando “eu poderia ter feito assim, ou assim”. Aconteceu isso nessa cena, ele se “arrependeu tanto” que falou para o diretor mudar, mas ele fez um rascunho com expressões e deu instruções específicas, “tristeza, franqueza, desespero”.
        Analisando a Annie percebemos que ela não é má, assim como ninguém ali é, está fazendo aquela missão por obrigação, afinal ela está do outro lado da guerra, mas ela não quer sair matando as pessoas por prazer, muito pelo contrário. Tanto é que depois de desmascarada ela tenta fugir sem lutar, e no mangá quando ela mata as pessoas na igreja sem querer ela faz uma expressão de choque e terror vendo o que fez. Então, o autor pede para mudar a cena, para a expressão e reação dela transmitir mais claramente esses sentimentos, e o que o diretor faz? Muda para uma expressão e risos de “prazer, deboche, deleite, zombaria”. Está certo isso? Não deturpou a personagem? Como uma pessoa que estava tentando sair dali sem causar danos, sem ter que enfrentar os amigos de frente com eles sabendo o que ela estava escondendo, tem uma reação dessas? É coerente com a personagem que conhecemos?
        Veja a cena anterior do anime, que é parcialmente original, dela se oferecendo para ajudar o Marlow matar os oficiais da Polícia Militar. É por prazer de matar? De jeito nenhum, ela na verdade queria fazer o oposto da missão dela, ajudar pessoas sérias como o Marlow e fortalecer a Polícia Militar é prejudicial para a missão dela. Também tem o detalhe dela ter o prazer de ajudar alguém que está lutando contra o status quo, que não se conforma em somente estar lá fazendo o papel que deram para ele, a Annie se pudesse abandonaria a missão, mas para ela isso é mais difícil do que cumprir as ordens, exige uma forma de vontade muito maior.

        Esse foi só um exemplo, para facilitar entender como o final do anime foi ruim.
        Muita gente gostou de ver o Eren vencer, mas isso é errado. Desde o final antológico do primeiro volume do mangá já entendemos que o Eren é só mais um ali naquela história, só mais um soltado, que só não morreu porque o poder titã dele regenera o corpo mesmo em forma humana. Até agora no mangá o Eren só matou 1 titã em forma humana e só teve uma meia vitória em forma titã. E isso é absolutamente normal, ele aprende logo que não adianta ser o menino revoltado da infância, que seu poder mágico não é milagroso, que ele sozinho não vai fazer a humanidade vencer os titãs, ele pode apenas ajudar, com todos os outros da tropa. Isso fica claro nessa batalha do final da temporada, era essencial que fosse mostrado o Eren decidido, sem frescura para se transformar, mantendo o controle e a calma na forma titã, com toda a tropa trabalhando em equipe para parar a Annie enquanto ela corria para a muralha. Era um trabalho de equipe.
        Ao capturar a Annie ficava claro que ela só teve o azar de ter nascido do lado “errado” da muralha, o flashback do pai deixava claro que qualquer que seja o motivo, as pessoas que estão investindo contra a humanidade acreditam ter um bom motivo para isso, um motivo supostamente justo, é que seria uma vingança por algo que a humanidade fez com eles, um castigo merecido. E que todos ali só estavam juntos naquilo porque acreditavam ser o correto a fazer.

        No mangá o autor constrói esse clímax, que encerra esse arco com cuidado. Todas as pessoas que estava lá precisavam estar lá, naquelas situações e posições, tinham que ver aquelas coisas daquela forma. É uma união de eventos que cria uma reação de causas e consequências. A informação naquele mundo é muito controlada, os líderes da tropa fazem um controle e filtragem de informação muito minucioso. Foi assim que descobriam a Annie e vários outros titãs disfarçados, mais pessoas de interesse para o clero e a realeza. Se você muda quem sabe o quê, quem estava em qual local e momento crucial, como você faz essa filtragem de informações fazer sentido? Como esconder o que aconteceu em Stohess com a cidade inteira destruída?
        Furos, o resultado disso são furos e mais furos no roteiro.

  • puripri

    Ótimo post, e pra mim Shingeki foi o melhor anime do ano, não acho que algum dos que vai estreiar nessa temporada supere ele, apesar de algumas coisas do anime serem diferentes do que acontece no mangá é totalmente compreensível por ser outra mídia, é a mesma coisa de adaptação de livro pro cinema, enfim eu gostei muito e recomendo pra todo mundo e enchi o saco de muita gente que acabou assistindo Huahuahua.

  • Augusto Lima

    SPOILERS ABAIXO!!!

    A dúvida que fiquei foi, como eles irão iniciar a segunta temporada, visto que o titã dentro da muralha é visto pela Mikasa após a queda de Annie. Toda a suspeita em cima da religião e tudo mais .. quero saber se vão encontrar um meio convincente de voltar aquela cena ..

    Fora isso, anime do ano com certeza.

    • Dan

      É possível que façam uma curta recapitulação mudando a ordem dos fatos desse último capítulo e adicionando novos fatos no primeiro episódio da segunda temporada, tapando o buraco deixado.

  • Gon

    varias vezes ja vi escrito ” nao é nada de outro mundo ou incrivel” o que gostaria de saber é, que anime essas pessoas consideram “de outro mundo” pq nunca vi alguem dizer isso sobre um anime

    • Augusto Lima

      Também gostaria de saber, o que seria uma obra incrivel ou de outro mundo?

      • Likou

        Sempre existe o papo de “não é nada de outro mundo” pra parecer que eles não estão elogiando demais. É uma solução meio tosca na minha opinião pq acaba parecendo mais desmerecimento da obra do que tentativa de se conter.

    • Hayato

      hahahah acho que vc precisa ver uns classicos ein?
      vai uns aqui para vc passar a vida se arrependendo do que flou:
      Fullmetal Alchemist Brotherwood, Monster, Cowboy Bebop… ai depois eu posso te passar umas mangas se quiser: Berserk, Lobo Solitario e tem mais alguns… mas isso já vai render um bom tempo para vc =D

      • Likou

        Já vi todos esses.

      • Hayato

        puts então foi mal… se isso n agradou vc… melhor vc parar de ver anime. Serio se nenhum desses animes fez vc classificar eles como genial… dificilmente vai aparecer melhores que esses,
        … talvez do msm nivel… mas melhor não.
        Foi mal mas… tenho que duvidar que vc realmente viu esses animes ou se vc realmente tem critério para julgar eles… bem em qlqr caso… nem quero saber abrçs

      • Likou

        Quem disse que não agradou? Não sei onde tá está tirando essas conclusões. Acho que você deveria parar de conversar na internet visto que não consegue interpretar um texto ou gosta de inventar sentidos.

      • Hayato

        Claro… fui EU que li errado, pode relaxar………..

      • Hayato

        Likou agora que reparei… a resposta não era destinada para vc… peço perdão, foi um mal entendido… A minha resposta inicialmente era para Gon =D

      • Gon

        eu conheço animes que PRA MIM sao de outro mundo em qualidade o que eu disse foi que nunca vi dizerem isso em uma analise apenas isso

    • Davi

      em 2013 uma galera vivia falando que SNK seria o novo Fullmetal Alchemist. Até foi mto comum compararem o pai do Eren com o Hohenheim

  • Dani Milky

    Primeiramente, ótimo texto!
    Shingeki tem uma ótima história,personagens carismáticos, inimigos formidáveis, uma das melhores trilhas sonoras que um anime pode ter, dubladores perfeitos! – Kaji Yuuki, Hiroshi Kaiyam, Ono Daisuke – Mas, é claro que tmbm tem suas falhas e seus clichês; mas essas falhas e clichês não deixam o anime ruim. Por isso eu não entendo quando alguém vem e fala que não gostou desse anime… Estes, na grande maioria das vezes, são haters da “modinha”, e julgar um anime por ser “modinha”, é, no mínimo, lamentável.Vou esperar ansiosa pela segunda temporada, pois acredito que terá sim! Claro, que deve demorar um pouco, mas eu acho que não passa de 3 anos, afinal o manga pretende ser finalizado no vol 20.
    E estou torcendo pra q ele ganhe mesmo como melhor anime do ano, pq ele merece!

    • Ou a pessoas simplesmente não gosta porque já viu melhores, e SNK ñ tem tantos haters, cara.

      • Likou

        Tem bastante haters sim, só que ele conseguiu abranger um público muito grande, até quem não gosta de animes, então eles ficam parecendo poucos no meio de tanta gente.

      • Dani Milky

        SnK tem MUITOS haters e eu mesma conheço vários. EClaro q tem animes melhores do que shingeki. – ninguém ta falando que ele é o melhor de todos – MAS, dizer q ele é ruim, sem dar uma base pra isso, é ridículo.- O que é diferente de dizer que ele não faz o seu estilo de anime. – Inclusive, conheço pessoas q se recusam a assistir SnK simplesmente por ele ter virado “modinha”.

    • Mi Ka DXD

      Dani Milky
      Eu não gosto de Shingeki não só por ser modinha. Odeio pois a história é ruim e chata (pelo menos, para mim, agora para os outros é outra coisa). Se eu não gostasse de modinha, como explica eu ter visto SAO, Magi, Blood Lad…
      Acho ruim essas pessoas que acham que os outros são “haters” só pq não curtem o anime da vez. Idiotice!
      Espero que vc, Dani Milky, não seja um desses “preconceituosos ditadores”.

      • Hayato

        Uma coisa é não gostar, outra é você desmerecer o anime sem considerar que ele realmente entrega um conteúdo…

      • Mi Ka DXD

        Eu não desmereci. Pelo contrário! Acho que SnK merece respeito devido ao sucesso que alcançou. Mas mesmo assim, não gosto de SnK

  • Dan

    O anime mais popular do ano vai ser esse mesmo, mas o que acho que vai mais me empolgar é Kill la Kill.

  • Rogue

    Acredito que Shingeki No Kyojin, será o melhor anime do ano, vi nego falando que Kill La Kill será melhor, só vendo mesmo duvido muito ter, a mesma popularidade e as grandes vendas. A adaptação de Shingeki foi muito boa, só mudaram algumas coisas do mangá mais nada, de abisurdo. Como você disse agora, é esperar 1 ano ou 2 para a 2 temporada.

  • Só eu que, no último epi, achei as cenas parecidas com Evangelion? (Quando o Eva do Shinji devora a outra “coisa” lá)

    • Tugg

      Também lembrei bastante de Evangelion nesse último episódio, hehe! Lembrei do Eva 01 descontrolado e do Eva 02 no modo “the beast”.

  • Sinceramente ,o anime foi foda.
    Foi o primeiro anime que tem sangue que gostei ,com ótimo drama.Eu até chorei umas três vezes no anime ,contando com o primeiro episódio.Cada semana me deixava apreensiva e quando assistia…eu entrava no anime.Os traços dos animes são ótimos ,a ambientação ,a movimentação deles ,muito bom – a dinâmica foi ótima !
    Espero a segunda temporada ,pois tem que ter né ,depois desse espetáculo !

  • Theon

    O pessoal que diz que foi o melhor anime do ano e tal, assiste apenas pela ação, só pode. O anime acabou sem explicar absolutamente nada dos mistérios que ele apresentou. Nem poderia fazer isso, já que o mangá não acabou. Arrisco dizer que esses 25 episódios foram apenas uma introdução do que vai acontecer a partir dali.

    Eu gostei bastante do anime, mas ainda prefiro o mangá. A melhor coisa de Snk foi a trilha sonora (<3) e algumas poucas cenas que conseguiram ser melhores que no mangá. No geral foi uma boa adaptação, mas não conseguiu passar o feeling da obra original.

    • Likou

      Quando um cara escreve “só pode” você vê a ignorância dele ao tentar forçar um motivo pra terem gostado e ele não de algum aspecto.

      • Theon

        Na verdade, coloquei mesmo só porque tem animes melhores e com histórias mais fechadas. (:

  • Interessantes os comentários, li para entender um pouco sobre a obra. Depois li o mangá e gostei. O anime não assisti, parece ser legal. Mas quando conheci Terra Formars fiquei mais empolgado com esse do que com àquele. Pesquisem sobre Terra Formars e analisem a qualidade dele.

  • Mi Ka DXD

    “Mal sabia naquele texto que enfrentaríamos alguns outros surtos como Sword Art Online, Magi, Kuroko no Basket e nesse ano, Shingeki no Kyojin.” E Blood Lad não foi meio que uma modinha não?
    Ainda sim, achei este post bom. Adimito que Shingeki conseguiu ser um sucesso estrondoso e original. Ainda sim, SnK não conseguiu me agradar. portanto, li este post para apenas ver o que tem de bom nessa porra.
    “Mas vc não gosta de SnK pq?”. Muitos me fazem essa pergunta. Alguns acham que é devido ao fato de eu ser meio do contra: Não tenho Facebook e não quero criar, não gosto de futebol e prefiro estudar a ir a festas. De certa forma, evito SnK por ser modinha. Mas aí, se eu falasse que é só isso, estaria sendo injusto com animes que gosto, como SAO ou Blood Lad.
    A questão é: SnK, mesmo não me agradando nem um pouco merece respeito. Acredito que entre os novos animes da temporada de Outubro deste ano, saía algun que faça um grande sucesso como SnK, por isso, para mim, SnK ainda não pode se considerar o maior sucesso de 2013.

    • Ahm… Não vemos um sucesso nesses moldes desde oq.. Fairy Tail… Death Note? Perto de Shingeki, Blood Lad é nada, pelo menos no quesito popularidade (E, PARA MIM, qualidade também, pq nessa temporada salvou-se Watamote…) então pouco provável que alguma coisa se compare com ele no outono. SAO foi muito popular e mesmo assim, não chegou a ser tão quanto SNK.
      Acredito eu que se Terra Formars ganhar um anime no próximo ano, possa se comprar…

      • GraveHEART

        Acho q o melhor anime não é decidido somente pela qualidade,mas tmb pela popularidade,então,SNK leva facil.Qualidade a obra tem,popularidade nem se fala…

        O mais aguardado por mim com certeza é HAJIME NO IPPO o

      • Mi Ka DXD

        Cara, SnK é um sucesso, mas não conseguiu me agradar. Foi a primeira “moda” que não consegui curtir. Ainda sim, admito, SnK conseguiu se tornar uma febre, mas me desculpe, não consigo gostar dele,
        Se SnK virou um clássico como DBZ, isso não sei. Mas que vai ficar marcado no mundo otaku, ah se vai.
        E alguém me explica pq a Jump recusou Shingeki, e se alguma vez, os editores da Jump tentou fazer o autor mudar Shingeki para a Jump?

    • Mi Ka DXD

      Quem rejeitou o mangá na JUMP deve estar tendo pesadelos com titãs até hoje… Só acho.

      • Rafael Silva

        haha, concerteza!

    • Hayato

      Comentário muito sensato, serio xD

  • Pra mim é o melhor anime do ano!!!!!

  • raizo

    shingeki, muito melhor que certos mangás da jump, e nem preciso falar o nome dos dois.

  • KATAYOSE

    infelizmente perdi quase todo meu lado Otaku,por algum motivo só consigo acompanhar OP,BLEACH,NARUTO e ASSASSINATION CLASSROOM.
    Por algum motivo não consegui acompanhar esse anime,talvez eu tente de novo mas…

  • Kinder

    Comecei a ver SnK, admito, por causa das fanarts. E o pior foi que simplesmente ADOREI o anime (claro que, sim, ele tem alguns furos e tudo mais, mas pra mim não é nada que o faça cair no meu conceito), ainda mais por causa daquela trilha sonora e animações incríveis. Realmente espero que a segunda temporada não demore tanto assim ):

    E: ” Levi, o baddass que todo mundo gosta porque é legal.” SIM! *-*

  • Não tenho muito a declarar. Este texto está excelente e sem nenhum exagero. Eu basicamente só leio o mangá para saber dos rumos da estória, porque o anime é realmente muito superior. Acredito que ano que vem já tenhamos uma nova temporada. Claro que se isso acontecesse em 2014, teríamos que ser presenteados com fillers. Por tanto que sejam bons, eu não me incomodaria. O lance é que isso realmente é algo difícil…

  • Pingback: Shingeki no Kyojin | Ganbatte xDD()

  • Lyw Hunter

    Adorei!! Desde Madoka não me empolgava tanto com um anime, que a 2º temporada venha logo!!!

  • Magadascar

    Conheci o título pelo anime. Com minha paciência quase nula, assim que chegou no ultimo episódio lançado (5 na época) pulei pro mangá e devorei, no mesmo dia, tudo que havia disponível em português. Gostei muito re comendo.

  • Hayato

    Muito cedo p dizer que esse anime é um “blockbuster” e que não é espetacular…
    Normalmente a critica torce o nariz quando encontra animes ou filmes que utilizam de ferramentas como ação… assim acabam classificando esses filmes ou animes como mídias para para chamar atenção e vender.
    Sempre quando vejo essa classificação precipitada, eu acabo ficando muito irritado… não que eu afirme que sua critica foi dispensável, muito pelo contrario, ótima critica! Mas ainda sim… nem tudo que tem ação é algo superficial em conteúdo… acredito que vc, autor desse texto, desmerece muito esse anime afirmando essas coisas.

    Resumindo: MUITO cedo para afirmar que esse anime não é genial… já li tantas criticas de full metal alchemist que desmereciam a manga… então só peço um seguinte: Não tente tornar sua critica algo “hipsterizado” (ir contra a modinha), nem tudo que é sublime deve ser difícil de achar ou é antigo…

    • Bruno

      Sim, povo tem medo de falar que algo é realmente bom só porque é novo e popular, como se fosse um problema comparar com os intocáveis “clássicos perfeitos”. Pelo que SnK mostrou até agora, é genial e é “algo de outro mundo” sim.

  • A animação e o traço são um dos mais espetaculares que ja vi em anime ? Quem fez essa crítica pra falar que a animação não é nada demais ? Num tempo em que só vemos animes em que os personagens ficam parados meia hora (estáticos) , ao menos no que importa (ação) kyojin é supremo, faz a gente sentir a movimentação dos personagens. Mas está longe de um cowboy bebop por exemplo. Aliás, alquem sabe pq n saem mais animes com animação boa e fluida ? soh sai merda hj em dia pqp

  • Buu

    Fazia tempo que eu não me empolgava tanto com um shounen como com SNK! Depois de assistir os 9 primeiros episódios corri para ler o mangá e foi uma das melhores coisas que fiz! Não acho o traço tão ruim assim, sem contar que quando a história é boa, você nem liga pra isso. Aliás, também do que adianta ler algo com um traço lindo mas que é chato ou ruim pra caramba?

    Mas enfim, eu estava mais do que satisfeita com o anime até o episódio 23; até aí a adaptação do mangá para o anime foi uma das mais fiéis que eu já vi, com algumas cenas a mais ou a menos, claro, mas que foram muito bem feitas. Agora, a partir do episódio 23 achei que a coisa começou a seguir um rumo meio estranho… a sensação é de que continua fiel ao mangá, mas muita coisa mudou sim, principalmente no modo como o Eren agiu no ultimo episódio SPOILERS!!!: no mangá ele está calmo o tempo todo durante essa luta contra a Annie; no começo ele não quer lutar contra ela por a considerar uma companheira de luta e a respeitar por ter sido ela quem o ensinou como lutar corpo a corpo. O que de fato o motivou a para-la foi o medo de ter que escolher entre a Mikasa e Armin quando eles se separam no túnel. Depois disso, a forma como ele persegue e luta contra ela não demonstram raiva ou sede por vingança; Eren se questiona sobre o que motivou ela a fazer tudo isso e querer entender o que de fato aconteceu. E isso é essencial para o desenvolvimento dele como personagem justamente porque vemos um amadurecimento e não mais “tenho que matar sem pensar em nada!!!”. Vemos até ele levando Armin na palma da mão e ouvindo o que ele tem a dizer, tamanho é o seu controle e consciência durante essa luta!
    Ao contrário do que aconteceu no anime, em que vemos Eren voltando à estaca zero quando ele se transformou em titã na primeira vez e saiu quebrando tudo sem pensar em nada a não ser “destruir! Matar!!”. Outros fatos que me incomodaram foram a forma como eles simplesmente transformaram a Annie numa maluca psicopata; como várias cenas em que o Armin está ao lado do Eren como o bom amigo que ele é foram simplesmente substituídas pela Mikasa e finalmente, como personagens como o Jean e o Levi também apareceram no lugar da Hanji e outros personagens aleatórios só para ganharem mais destaque (o Levi tirando o Eren de dentro de sua forma titã sendo que ele estava em um ponto afastado da cidade E com a perna machucada a ponto de não poder lutar em especial foi uma gafe muito grande).
    E a cena do titã na parede, que no mangá teve um impacto tão forte por ter sido a Mikasa quem o viu primeiro e logo depois a Hanji e todos os outros entraram em choque, foi reduzida a 0.2 segundos no anime sendo que os únicos que o “viram” foram nós, os expectadores…FIM DOS SPOILERS!

    Resumindo, não foi de longe um anime ruim, mas eu gostaria que pelo menos a personalidade e amadurecimento dos personagens tivessem sido mantidas nesses últimos 3 episódios e não alterada para se encaixar no esteriótipo de “protagonista salva o dia quebrando tudo!” que estamos cansados de ver na grande maioria dos shounens.

  • Minha visão de modinhas é: se não tem qualquer apelo como fanservice, algo de bom tem que ter pra todo mundo ver e comentar… então sempre dou uma chance e na esmagadora maioria das vezes acabo gostando.

    Quando peguei SnK já estava tipo, lá pelo 12 ou 13 (só tive tempo pra ver nas férias, vida de universitário é sofrida) e foi amor a primeira chacina. (rs) As aberturas foram fodas, as endings foram tocantes, as cenas impactantes, os ângulos muito bem explorados, os aspectos do ser humano e os questionamentos sobre a condição da humanidade, cada vez mais reduzida à um gado, pegam qualquer um. Até agora quem disse não gostar foi mais por não curtir histórias com mortes do que qualquer falha no ritmo ou enredo. Podem falar o que quiser do traço do mangá, ele passa a densidade da coisa toda de uma forma tão foda que eu jamais imaginaria ele, sei lá, num traço genérico como o do Kishimoto ou limpo como o do Tite. Tinha que ser desse jeito, com essa carga toda.

    P.S.: ri horrores com o parágrafo que descreveu os personagens… principalmente com o Levi.

  • Jhony

    Ótimo artigo o seu… Tô conhecendo o site hoje e tá de parabéns, ótimo trabalho.

    E minha opnião sobre SNK é como a sua, a animação foi excelente em todos os quesitos.

  • leo

    Sinto muito fans de anime mas shinjeki no kiojin é avaliado por mim como qualquer animação francesa ou americana e vou ter que colocar a minha opinião baseado em meus conhecimentos de animação em geral.
    AOT é cansativo e decepcionante. O Inicio da série apesar de começar muito bem, ela ja demonstra um problem aque se prolongrara pelo resto: Personagens “fantoches“ que mudam sua personalidade a partir do momento. Mas o pior vem depois: Um passo desigual: Se em certas partes o anime se ostra com uma trama complexa e com tempo certo, outras como a insuportavel batalha de trost tão um gosto de cansaço no telespectador. Aqueles 8 episodios podim MUITO BEM SER 3. Nada que falta de “money hungrie“ a menos não tivesse resolvido. Sinceramente AOT nÃo é ruim. mas é cansativo e pode ser substituido por varias séries mais interresantes :/

  • Pingback: Ataque dos Titãs – Visions In My Head()

  • AAAH! isso é irritante cara:
    foi o melhor anime do ano, foi o melhor anime do ano… O anime vira modinha por causa disso, de todos falarem isso cara…
    NÃO, não é aquela coisa ESPETACULAR, mas também não é RUIM, é BOM SIM…

  • leo

    Mikasa e apaixonada pelo eren? Po eu jurava que eles eram so irmaos de criaçao….

  • Pingback: Ataque dos Titãs | EHayashi()

  • Pingback: Preview da Temporada – JoJo’s Bizarre Adventure: Stardust Crusaders | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Mangá Shingeki no Kyojin tem mais de 38 milhões de cópias no mundo | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Davi

    Pra mim é um anime superestimadaço. Tem uma baita trilha sonora, SIM. Tem um tema interessantissimo, SIM! Mas tem uma penca de cliches, uma cacetada de mistérios e nao faz o menor esforço para nos dar uma explicação, parecendo Lost ao criar um monte de misterios e nem dar mta explicação. A narrativa do anime as vezes é bem chata com aquelas quebras onde os personagens ficam divagando sobre a vida ou sobre a guerra e a maioria dos personagens é BEM sem graça/carisma

  • Pingback: Review – Hal (2013) | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Ataque dos Titãs | VIMH()

  • Pingback: Segunda temporada de ‘Shingeki no Kyojin’ em abril de 2017 | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Mangá ‘Shingeki no Kyojin’ está próximo de seu clímax | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Ranking de Vendas de Mangás do Japão: as 30 séries mais vendidas de 2016 | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Ranking Oricon de Vendas de Mangás: de 30 de Janeiro a 5 de Fevereiro | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Mangá ‘Ataque dos Titãs’ tem mais de 63 milhões de cópias em circulação | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Review – ‘Hal’ e a iminente síndrome de histórias infelizes com I.A. – Chuva de Nanquim()

  • Pingback: Mangá ‘Shingeki no Kyojin’ tem circulação total de 66 milhões – Chuva de Nanquim()