JBC relançará o mangá de ‘Guerreiras Mágicas de Rayearth’

rayearthheaderÉ mais CLAMP. É mais relançamento.

A editora JBC divulgou que estará relançando nos próximos meses o mangá de Guerreiras Mágicas de Rayearth. O mangá seguirá os mesmos moldes dos relançamentos de Sakura, Kenshin e outros títulos. Ao todo serão 6 edições, como na edição original. O mangá foi publicado em 1993 na revista shoujo Nakayoshi e teve sua primeira edição no Brasil em 2001, em formato meio tanko. Em breve deveremos ter mais novidades sobre o lançamento, que deve acontecer ainda em 2013 e será o quarto relançamento da editora nesse novos formato (Card Captor Sakura, Rurouni Kenshin e Love Hina).

rayearth1A história gira em torno das garotas Hikaru, Fuu e Umi (Lucy, Marine e Amy na dublagem do SBT na época em que o anime foi exibido no Brasil, na década de 90) que são misteriosamente transportadas para Cephiro, um distante reino que passa por uma crise e que precisa do poder das lendárias guerreiras mágicas para ser salvo. Ao lado de seu “mascote” Mokona, as garotas terão a missão de salvar Cephiro e restabelecer a ordem no planeta.

Dih

Dih

Criador do Chuva de Nanquim. Paulista, 30 anos, editor de mangás da Panini Planet/Manga, designer gráfico e apaixonado por futebol e NBA.

Related Post

Há 134 comentários

  1. Avatar

    Pegaram tanto gosto com relançamento que daqui a pouco vão lançar o PRIMEIRO definitivo do Sakura… E eu aqui crente que viria Lovely Complex ou Toradora ou Suki te Ii Na Yo, os únicos shoujos que me animam…

    Responder
      1. Avatar

        Ou é um ou é outro. Ou é Seinen ou é Shonen. Tá certo que existem variados tipos de Seinen, alguns voltados pra galera recém saída dos shonen enquanto outros que visam um público bem mais velho, mas a classificação por faixa etária é simplista mesmo.

        Responder
      1. Avatar

        Arrisco a dizer que é o pior título com o selo CLAMP já feito. E o anime não salva muito não… Mas fã e fã e haja “CLAMPnatics” bufando de raiva por causa desses comentários…

        E, as capas bonitinhas e meu dinheiro sobrando podem fazer com que eu compre, dependendo do preço de SnK e do que mais for lançado até o fim do ano…

        Responder
  2. Avatar

    Agora só falta relançarem Video Girl Ai e todos os primeiros mangás publicados pela JBC ganharão relançamento XP
    Rayearth é um ótimo título quem só viu no SBT e nunca correu atrás de informações da série mal sabe como é fantástico um mangá onde não existe um vilão propriamente dito.
    Se bem que Tsubasa Chronicles e Chobits seriam mais urgentes e necessários agora tendo visto que é até fácil encontrsr Rayearth completo ou quase por aí.Mesmo assim foi legal,melhor do que publicar algum shoujo novo mas genérico

    Responder
  3. Avatar

    Bah! Era esse o anúncio de shoujo da JBC? Reedição de manga antigo? Tudo bem relançar algumas obras, mas do jeito que está, vão relançar tudo de novo desde o começo. Claro, prefiro as edições atuais do que aquelas páginas grudentas e mal impressas de antigamente, mas prefiro muito mais ler mangas novos e ainda não publicados.

    Responder
  4. Avatar

    Acho que foi um erro terem divulgado esse relançamento como um novo mangá, visto o número de gente dizendo “decepção” e blablabla em tudo quanto é site que divulgou a notícia. De qualquer forma, o mangá está longe de ser um lixo e pra mim a nova versão é mais do que bem vinda.

    Responder
  5. Avatar

    Só pegou um tanto mal anunciarem o mangá como “novo”, e todo mundo entendeu que “novo = inédito”. Mas fora esse detalhe, é bom ter Rayearth no padrão de Sakura. Mais um pra coleção! =D

    Responder
  6. Avatar

    jurando que ia ser algo que queria =/
    tendo em vista o meu comentario vou aproveitar e postar novamente os melhores comentarios

    Kekkaishi é amooooooor 😉
    #compreKekkaishi

    comprem kekkaishi um mangá foda pra caralho negada

    Responder
      1. Avatar

        Sobre isso estive pensando…
        A Panini poderia inovar e lançar um esquema de encomendas dos volumes restantes de Kekkaishi. Penso em algo mais ou menos assim: Os interessados fazem uma pré-encomenda do próximo volume (que seria o nº 20) pelo site da Panini, onde cada “usuário” pudesse acompanhar a quantidade de encomendas que aquele volume teve. Quando essas encomendas atingissem um número satisfatório para a Panini, o volume encomendado seria impresso e enviado para cada pessoa que fez a encomenda, mediante confirmação do pagamento.
        É uma medida, no mínimo estranha, mas acho que aqueles que realmente gostam da série e querem ela completa em sua estante pagariam e esperariam.
        mesmo que fosse a um preço um pouco mais elevado (mas inferior ao preço de um importado, se não é mais fácil importar), acho que seria algo válido.
        Se isso realmente desse certo, a dona Panini poderia estender esse “sistema” para outros títulos esquecidos como Homunculos e Otomen, por exemplo.

        Responder
      2. Avatar

        @Mugi: A ideia não é ruim, mas também pode ser inviável. A editora precisa pagar uma grana alta para adquirir os direitos de publicação de uma série. e normalmente esses direitos são algo do tipo “Do volume X até o volume Y”… Então se ela fizesse um esquema desses precisaria fazer algumas apostas e ter um retorno rápido.

        Responder
  7. Avatar

    Eu já tenho completo até que gosto da história, porém diferente de sakura que eu tinha completo e comprei o relançamento guerreiras mágicas eu vou descartar, a respeito de outros títulos que o pessoal quer ser não mandarem emails para às editoras elas não vão trazer os seus mangas.

    Responder
  8. Avatar

    Caramba, como pode as coisas mudarem tanto ? Há pouco tempo atrás vi em alguns sites um pessoal pedindo pra relançar, postagem no face.. E quando relançam só vejo o pessoal reclamando. Não tenho nenhuma obra da Clamp, talvez compre. õ

    Responder
    1. Avatar

      O problema foi a abordagem, a editora anunciou como “mangá novo”, se ela ficasse quieta e fizesse o anúncio “Estamos relançando Guerreiras Mágicas”, aposto que a recepção seria muito melhor.

      Responder
      1. Avatar

        Concordo plenamente, esse foi o problema, ele deixaram as pessoas com a expectativa alta. Se eles tivessem escolhido melhor as palavras na hora d anunciar o relançamento(sem aqele misterio d “JBC lançará um ‘novo’ shoujo”), acho q o máximo d pessoas reclamando seria dos fãs da Clamp dizendo “Poxa…podia ter sido Chobits/Tsubasa/Holic né ;-;…” ou os fanboys do Togashi gritando “QUEREMOS YUYU!!!GAHHHH!!!” ou d outros clássicos como Slam Dunk q qerem relançamento XD. Acho q isso diminuiria bastante o numero d gente reclamando XD

        Responder
  9. Avatar

    Há não esse mangá chato de novo não!!
    O anime é mil vezes melhor que o mangá
    O mangá é tão que ainda tem todos os volumes da primeira versão pra compra na Comix mesmo depois de 12 anos de lançado.
    Tanto alvoroço por isso, eu esperava um shoujo novo.

    Responder
  10. Avatar

    Se era pra trazer um relançamento do CLAMP, que trouxessem Chobits que está praticamente ESCASSO.. MKR ainda acha a coleção completa em sebos e tal. Aliás, agora com essa versão nova, vou procurar vender minha coleção meio-tanko também.. SE ALGUÉM SE INTERESSAR ESTAMOS AÍ ueahuehauehauea

    Anyway, pq não publicar Clover ou Wish? Duas obras magnificas do grupo e ninguém nem “tchun” pra elas, putz. 🙁

    Responder
    1. Avatar

      Bom, eu também acho estranho relançarem Guerreiras Mágicas, mas não estou chateada com a notícia. Aliás, estou até que feliz. Pretendia comprar esse título, pois adoro as obras do CLAMP e, se eu pudesse, teria todas em minha estante. Sem contar que seguindo o formato original, dá muito mais gosto de ter. Mas outras obras bem que poderiam ganhar um relançamento com mais urgência, realmente…

      Quanto a Wish e Clover, são dois que eu sonho demais em ver por aqui. De verdade. Depois de RG Veda, bem que poderiam anunciar esses títulos, não é mesmo? Estou até pensando em importar Wish, apesar de ser bastante complicado, já que a TokyoPOP faliu… Se tornaram raridade no exterior!

      Enfim, vou apreciar com muito gosto esse relançamento, afinal é CLAMP e é uma obra que eu estava querendo faz algum tempo já. E virá no formato original, com somente 6 volumes – meu bolso também agradece, de certa forma XD

      Uma última observação: não acho má ideia a JBC relançar todos os títulos que estão em meio tankobon. Aliás, acho excelente que ela renove toda a coleção dela! Só espero que não comece a apertar meu bolso, senão eu choro XD

      Responder
  11. Avatar

    Afinal, o mangá é bom ou ruim? Não acompanhei quando lançaram da primeira vez e estava pensando em comprar agora, mas vi muita gente falando que é pior que o anime… e pra ser sincera, eu já não gosto muito do anime…

    Responder
  12. Avatar

    Eu gostei da notícia, e vou comprar de novo! *-*
    Mas… para mim, não é o tipo de notícia que deveria vir sozinha… relançamento é novidade pouco importante comparada a lançamentos novos, deveriam ter anunciado algo novo junto.
    De qualquer forma é bom pra quem não comprou ou pra quem é fã 😀

    Responder
  13. Avatar

    Pro povo falando, Cassius nunca disse “Título Inédito”. Ele disse que era um “Novo Título”, podendo ser subentendido como um “novo título” pro Checklist… Tudo bem, ele escolheu mal as palavras, mas dá pra entender.

    A JBC provavelmente está lançando GMR pra fidelizar o público que está órfão de títulos da Clamp pela editora e Sakura Card Captors…

    Responder
  14. Avatar

    Eu vou comprar. Na época do lançamento, não tinha condição para comprar nenhuma obra e a CLAMP sempre me fascinou. Já li CCS, Chobits, X, TRC e XXXHolic, mas MKR, nunca…
    E galera, vai vender… E a JBC sabe disso.

    Responder
  15. Avatar

    Triste que é um mangá que você ainda consegue achar sem preços abusivos, preferiria chobits, mas se vier com a qualidade da nova edição de Sakura recebo-o de braços abertos. E serviu pra renovar minhas esperanças de um relançamento de Holic em tankohon com paginas coloridas, folha branquinha e cheirinho de maçã ~ brincadeira, mas agora com a saga Rei vai que consideram… Posso sonhar.

    Responder
    1. Avatar

      Cara, xxxHOLiC! Muito bem lembrado! É um título que merece relançamento.

      Quase comprei na Comix a coleção. Mas, porra! Na época tava quase 300 pilas! Desanimei! Com esse dinheiro eu compro uma virgem.

      Responder
      1. Avatar

        Comprei a coleção do Death Note na bienal de Fortaleza em Outubro de 2012. Aí em Março, 5 meses depois, eles anunciam a droga do Black Edition. Nunca um meme expressou tanto meu sentimento, na época: http://3.bp.blogspot.com/-xNhCq88IO6w/T1_2xHuY2WI/AAAAAAAAATc/gK2OnflPfac/s320/277269_Papel-de-Parede-Meme-Virando-a-Mesa_1440x900.jpg

        Corre o perigo de eu terminar de comprar o Black Edition, lá pra 2015 e um mês depois vem o definitivo dele, do Bakuman, do Hikaru no Go, do Kenshin, do Love Hina, do Sakura e do Fairy Tail…

        Responder
  16. Avatar

    Mais o lançamento é shoujo… 🙂

    Que venham guerreiras mágicas. Sonhava em ter na minha estante e com qualidade melhor que a da primeira, que foi ruim demais…

    Responder
  17. Avatar

    Tbm realmente pensei q seria um titulo novo, me decepcionei um pouco ;-;
    Mas mesmo assim vou comprar, com certeza! São só 6 volumes e como ainda não li nem o mangá antigo nem assisti o anime(me sinto uma estranha por não ter assistido o anime e só ter descoberto sua existência poucos anos atrás qando fui ler Tsubasa ;-;), estou d boas! o/
    Mas qeria tanto q relançassem Chobits ou Tsubasa Chronicles ;-;

    Responder
  18. Avatar

    A JBC vai conseguir o meu dinheiro quando relançar Yu Yu Hakusho, FMA e xxxHOLiC, não necessariamente nessa ordem. Cara, aquela qualidade de Rurouni Kenshin atualmente tá muito foda. Coisa fina mesmo. Dá até gosto quando olho pra estante e vejo os volumes.
    Já os meus da Painini, principalmente as velharias, cara, dá até medo daquele papel de pão. Tomo tanto cuidado, mas o material é tão vagabundo que não dá nem pra limpar a bunda com aquilo com o risco de pegar uma doença. Sério.

    Responder
  19. Avatar

    Mas tá estranho!
    Normalmente, a JBC vinha anunciando dois títulos ao mesmo tempo, como quando anunciaram o Ao no Exorcist e Sailor Moon, Genshiken e King of Thorn, Death Note e Love Hina, Thermae Romae foi quase perto do anúncio do Inazuma Eleven… Sei não, acho que eles podem estar escondendo mais algum título aí, pra dar só no final da semana…
    Ou talvez seja só meu pequeno e inocente kokoro querendo acreditar que possa vir algo bombástico.
    É, acho que é melhor eu ir me conformando mesmo…

    Responder
      1. Avatar

        Mas será que é? Não digo esse fds, mas acho que eles não mandariam esse de “novo” assim, é vacilo demais… pode ser jogada de marketing, quando a galera estiver no auge das reclamações eles anunciam outro, todo mundo cala a boca e com isso eles já conseguiram uma mega propaganda gratuita dos lançamentos.

        Responder
  20. Avatar

    O lado positivo das republicações:
    Eu nao vejo problemas com republicações. Obras que venderam bem e tem possibilidades atuais de boas vendas, devem ser republicadas afinal de contas a editora poderia usar essa grana pra investir em mais qualidade e/ou titulos novos.
    Mas será que isso acontece com a JBC ?

    O lado negativo das republicações:
    Diante do mercado engessado em que o gosto da maioria é sempre pelo mesmo a editora encontra-se praticamente sem pode dar grandes “passos”. Tentaram Thermae Romae, mas será que vai vender? Death Note Black Edition chegou até esgotar, o volume 1 e saiu uma nova tiragem.

    Nao sei em qual das duas possibilidades a JBC se enquadra. Gostaria que fosse a primeira situação (lado positivo).

    Responder
  21. Avatar

    E eu crente que iam lancar algo novo, como Kamisama Hajimemashita, Lovely Complex ou mesmo Skip Beat! Mas me (re) lancam Guerreiras Mágicas de Rayearth (que eu amo, nao me entendam mal). Mas o mercado deveria comecar a fazer mais pesquisa, com certeza.
    Quando alguém vai se arriscar a trazer algo mais josei ou adulto feminino (tipo Happy Marriage?! ou Kaikan Phrase) ou até mesmo yaoi (Junjou Romantica, oi?) que poderia ter um público fiel. Garanto que as fujoushi, por exemplo, comprariam qualquer yaoi lancado no mercado. Eles podiam comecar com uns volumes únicos e ir ampliando, pra ver como vai. O mercado tá muito engessado, e nao apenas na JBC, mas na Panini também. Todo ano somos bombardeados com lancamentos e todos eles sao de shounens mainstream (Tipo Shingeki no Kyoujin), shoujos famosos com anos de atraso (Sailor Moon) e relancamentos de shounens e shoujos em edicoes de luxo (Rurouni Kenshin, Sakura, Death Note) ou licencas resgatadas da moribunda Conrad (Eva, DB, One Piece, etc).
    Depois reclamam que nao vende…

    Responder
  22. Avatar

    Gente, vocês tão falando que a editora só relança coisas, mas não dá pra esquecer que foram 12 novos mangás (inéditos) entre os publicados e anunciados + 1 livro, enquanto só houve 3 relançamentos.

    O negócio é não deixar de mandar e-mail e dar sugestões, já que os caras deixam espaço pra isso …

    Responder
  23. Avatar

    Esse era o tal LANÇAMENTO (A JBC disse lançamento, nunca relançamento) de um shoujo mangá?
    Primeiro que eu esperava um mangá inédito e segundo que eu esperava algo direcionado aos fãs de shoujo e não aos fãs da CLAMP.
    Gosto do título, curti o relançamento, mas achei errada a forma como a JBC deu entender uma coisa e fez outra.

    Ps: Fácil pra JBC chegar e dizer que shoujo não vende e encher a banca de shounens como Fairy Tail, Death Note, Soul Eater, Blue Exorcist e tantos outros títulos que os fãs desse gênero se cansaram de pedir enquanto fãs de shoujo ainda ficam no aguardo de títulos como Lovely Complex, Hana-Kimi, Hana Yori Dango e tantos outros.
    Como um certo gênero vai vender no Brasil se os fãs do mesmo nunca são atendidos?

    Responder
  24. Avatar

    Vou dar uma chance! Sempre tive curiosidade pelo mangá de Rayearth, mas nunca li. Espero gostar, e também que a edição venha com ótimas páginas coloridas! 😀

    Claro que um título inédito seria interessante, mas eu sou super a favor que a onda dos relançamentos se mantenha firme e forte. Além de que agora vários bons mangás estão sendo tratados com o cuidado que merecem, dá para ter esperança de ver Slam Dunk sendo relançado! <3
    Sem contar que para quem não conseguia achar as edições antigas está sendo só alegria, vide o sucesso de Sakura e Death Note!

    Responder
  25. Avatar

    Vocês reclamam de mais, esse é o problema ‘-‘ Ta certo que vocês querem relançamentos que valham a pena, mangás novos no Brasil, eu também quero. Mas o que adianta se estressar. A JBC não vai cancelar o relançamento ou relançar outra coisa no lugar. ‘-‘ kkkkkk Quem quiser aproveite o mangá, quem não quiser que não compre e que espere novos títulos ou relançamentos…é tão fácil ‘-‘ Mas se vocês fazem questão de complicar…continuem complicando, isso não muda absolutamente nada ‘-‘

    Responder
    1. Avatar

      Mudar muda sim. Um gerente de conteúdo já foi demitido (MDG), e agora, que aconteça o mesmo com o Cassius. Um sujeito desses não entende nada das tendências do mercado. Foi pé frio na Conrad, foi pé frio na Pixel, e agora, está sendo um pé frio na JBC.

      Responder
  26. Avatar

    otimo manga, esse foi o responsavel pela minha coleção hj, mas relança-lo so mostra o quanto a JBC e Incompetente ao ponto de ficar relançando coisas pra vender mais ou menos, em vez de arriscar uma obra como lovely complex q milhares aguardam, ainda bem q temos a New Pop q vai trazer usagi drop, uma arriscada obra q ao meu fara um enorme sucesso

    Responder
  27. Avatar

    Parem de reclamar, a editora tem o direito de republicar seus grandes sucessos, toda editora de fora republica mangás, só o Brasil não fazia isso, cresçam.

    Responder
  28. Pingback: JBC relançará o mangá de ‘Guerreiras Mágicas de Rayearth’ | Leitor Cabuloso

  29. Avatar

    Tenho a impressão que a JBC vai relançar Slam Dunk muito em breve. Se eles forem espertos, devem lançar em novembro, pra “competir” com Shingeki da Panini. Só acho.

    Responder
  30. Avatar

    E mais uma vez, o Cassius se mostra um editor pior que o MDG. Mente anunciando um novo lançamento, que na verdade era apenas uma republicação. E o pior, republica uma porcaria dessas, que ninguém pediu e ninguém se importa. Vai ser fracasso na certa! JBC que se cuide, pois o Cassius tem fama comprovada de ser um azarão. Afundou a Conrad, afundou a linha de HQs de Star Wars da Pixel, e agora, está fazendo um monte de burradas na JBC. Nessas horas eu até sinto saudades da época do MDG, por mais estranho que isso possa soar.

    Responder
    1. Avatar

      Nem se você olhar sempre tinha gente pedindo pra relançarem… acho que o vacilo mesmo foi anunciar como “novo”. Ou eles foram bestas ou foi jogada de marketing e eles tão guardando um lançamento pra pegar a galera de surpresa – que seja a segunda opção.

      Responder
  31. Avatar

    concordo com vc mefisto, se GMR fosse bom estava esgotado, mas ate hj se consegue tds as ediçoes por 2 reais e ja vi em um evento por 1 real, engraçado e ver pessoas aq defendendo a jbc relançar as coisas e é a primeira a naum comprar

    Responder
    1. Avatar

      Isso é verdade. Em qualquer evento de mangás, até mesmo em sebos é fácil de se encontrar essa coleção. Em gibiterias virtuais é a mesma coisa, tem todos os volumes custando praticamente o preço de capa, as vezes até menos! E mesmo assim a JBC relança isso!

      Mas por mim, que seja um tremendo de um fracasso. Talvez assim a editora abra os olhos e mude novamente o gerente de conteúdo. Pois o Cassius não acerta uma!

      Responder
    2. Avatar

      Nem cara, tem 3 volumes dele que você não acha nem em Liberdade e Comix… e não digo os primeiros não, tá no meio, o que é bem pior. Eu por exemplo tenho todos menos o 4 e nunca achei até hoje.

      Responder
  32. Avatar

    Que lindo, tava faltando shoujo nas bancas! Tenho todos menos o 4, mas se considerar o quanto paguei neles nem me importo em comprar essas 6 edições bonitonas… aliás compro com gosto.

    Só de pensar que a história é do ano em que nasci… (o.o)’

    Responder
  33. Avatar

    sempre encontro esse manga largado por ai, gosto muito da arte , vou comprar o relançamento, mas trazer de volta aquilo q muitos naum querem, vai da prejuizo, so espero q naum cancelem dps q começar, a jbc perdeu meu respeito ao cancelarem futari e deixar a unica vantagem q tinha da panini acabar pela incompetencia deles mesmos, por inventar lançar um manga tao longo meio tanko e ps a culpa e sempre nossa por naum comprar por 7,90, eles erram e nos q pagamos por isso, tendo 42 ediçoes de um manga cancelado e bem caro

    Responder
  34. Pingback: Relançamento de ‘Guerreiras Mágicas de Rayearth’ será em Outubro | ChuNan! - Chuva de Nanquim

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *