As 30 séries de mangás mais vendidas no Japão em 2013

onepiece headerDessa vez o reinado quase balançou.

Todos os anos a Oricon divulga no final do ano a lista dos mangás mais vendidos entre o final de novembro do ano anterior até o final de novembro atual. Mais uma vez temos a lista em mãos cobrindo os títulos mais vendidos entre o período de 19 de novembro de 2012 até 17 de novembro 2013. Confira na lista o resultado.

Mangás Mais Vendidos de 2013No primeiro momento a lista pode não parecer com muitas mudanças, mas se analisarmos com cuidado veremos muitas coisas diferentes.

onepiecePrimeiro temos One Piece disparado na primeira colocação. Mas não tão disparado como em outras épocas. Com 18 milhões em vendas, o título ficou abaixo dos 23 milhões de 2012 e dos 36 milhões de 2011. A queda de venda pode ser explicada na não tão boa recepção da série em seu arco “New World”. Além disso nesse ano a série teve apenas 4 volumes vendidos, contra 5 no ano anterior. Porém mesmo com a queda não dá pra discutir que depois tantos anos de publicação esse número continua impressionante. Mas alguém veio para incomodar. Shingeki no Kyojin chegou beirando aos 16 milhões de vendas. De longe a série que mais cresceu no ano. O anime obviamente foi o grande responsável pelo crescimento das vendas fazendo com que cada volume beirasse os 2 milhões. Provavelmente Shingeki continuará bem próximo do topo no próximo ano, mas não aguardem um repeteco desse, afinal aqui estão somadas as vendas de 11 volumes. Como dito no Twitter, provavelmente um título nunca chegou tão perto de One Piece nas vendas, mas ainda não foi dessa vez que a surpresa aconteceu.

kurokoFechando o top 3 temos Kuroko no Basket. Surpreendendo, a série foi o grande elevador da Shueisha no ano vendendo quase 8,7 milhões. Isso porque comparado com os 1,7 milhão vendido em 2011, a série conseguiu se manter no topo mesmo depois de já ter surpreendido em 2012 com cerca de 8 milhões. Lembram quando dizia nas TOCs que Kuroko já era a segunda série mais bem vendida da Jump? Pois aí está. Ao menos nos volumes totais. Assim como Kuroko, outra série que surpreendeu e também cresceu muito nas vendas foi o quarto colocado Magi, o melhor dos 3 mangás da Shogakukan na lista. Ao lado do mangá de basquete essa é a série mais aguardada para chegar ao nosso país em 2014 – coisa que deve acontecer devido ao potencial de ambas. Veremos entre JBC e Panini quem leva os dois prêmios maiores.

O que fecha os 5 mais vendidos é Naruto. Assim como One Piece a série também vem sofrendo com quedas de vendas durante os últimos anos. E não é exclusividade do título. Gintama (12º), Toriko (13º) e principalmente Bleach (15º) despencaram as vendas nos últimos anos. No caso de Gintama a queda é menos significativa dentro da revista. Já Toriko era visto como a menina dos olhos da revista e agora demonstra mais uma vez que não conseguiu se firmar no topo. Já Bleach definitivamente não é o mesmo quando o assunto é dinheiro desde o fim da saga de Aizen. Tudo indica que a renovação é um caminho para a Jump e que vem dando resultado…

assclass…afinal, três séries tecnicamente novatas conseguiram se destacar. Assassination Classroom é a mais incrível situação da revista e da editora. Com mais de 4,5 milhões de volumes vendidos o mangá vem conquistando cada vez mais espaço no país. A tendência é que os números cresçam ainda mais nos próximos anos com um provável anime que deve surgir. Haikyuu!! (22º) é outra série que merece atenção. Apesar de “apenas” 2 milhões de vendas o título vem recebendo um grande marketing vindo da Jump e da Shueisha. Além disso, um anime em 2014 espera que a série ganhe um boost parecido com o que aconteceu em Kuroko no Basket. Nisekoi, o último da lista, também vem crescendo gradativamente apesar de o número de 1,5 milhão parecer baixo. Assim como Haikyuu, veremos o efeito do anime no próximo ano.

Outros destaque da lista também vão para Gin no Saji (6º) com um aumento graças ao anime e chegando em cerca de 5 milhões. Hunter x Hunter (8º) consegue vender mais do que nos dois anos anteriores (cerca de 4,2 milhões) mesmo com um ano inteiro em hiato. Fairy Tail (9º) também tem uma queda considerável em relação aos últimos anos, assim como os medalhões da Jump. JoJo Bizarre Adventure em compensação consegue um ótimo retorno em 2013 somando as edições normais e bunko. O título volta a lista depois de algum tempo ausente e deve isso ao grande sucesso comercial do ano com anime, game e todos os produtos relacionados para divulgar a série. O último ano de Sket Dance também marcou presença na lista.

Kingdom (14º) entra pela primeira vez na lista nos últimos anos graças ao bom recebimento do anime. Outras séries que também se mantém bem graças as adaptações animadas são Uchuu Kyoudai (17º), Saint☆Oniisan (18º), Blue Exorcist (19º) e To Love-Ru Darkness (29º). Daiya no Ace deve sofrer um impacto maior no próximo ano graças ao anime, mas já dá uma ponta na lista. Detective Conan também prova porque é um dos principais títulos da Sunday aparecendo mais uma vez. Já Kuroshitsuji se destaca por ser o único mangá fora das três maiores editoras do país, representando a Square-Enix (que em anos anteriores contava com Soul Eater e Fullmetal Alchemist em seu plantel).

aoharaidoOs shoujos conseguiram pouco nesse ano. Apenas Kimi ni Todoke (3,4 milhões) e Aoharaido – pela primeira vez na lista e já com 2,1 milhões de vendas – representam a demografia voltada para as garotas. Chihayafuru é o único josei com 2,3 milhões, quase a mesma marca do último ano.

Deixando para o final temos duas séries que deverão ser mais notadas nos próximos anos. Primeiro Terra Formars, apontado por muitos como o “Shingeki no Kyojin” da Shueisha. O seinen é um sucesso editorial e uma das apostas para um futuro grande sucesso em formato anime, podendo repetir o sucesso dos Titãs. Pretensão talvez. Mas o título terminar em 10º lugar com mais de 3,6 milhões de unidades vendidas já é sinal de que o investimento aqui é certo. Tokyo Ghoul, que terminou na lista em 27º, também é apontado como futura adaptação para as telas, e assim como Terra Formar é um seinen apontado como potencial. Veremos se as predileções para 2014 se realizam.

terraformarsAlgumas curiosidades:

– Shingeki no Kyojin “salvou” a Kodansha. Apesar de contar com apenas 6 títulos na lista, o mangá superou todas as expectativas do ano.

– A Shueisha continua suprema com 20 títulos e domina o mercado de mangás no Japão. A Shogakukan conta com 3 e a Square-Enix com apenas 1.

– Temos 1/3 dos mangás mais vendidos do ano sendo vendidos no Brasil. 7 pela Panini e 3 pela JBC. A tendência é esse número aumentar com prováveis vindas de outros medalhões nesse ano.

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post