Eu Recomendo Especial Parte 1 – Os melhores de 2013: Inverno e Primavera

Header Melhores de 2013 Parte 1E aí? O que teve de bom na primeira metade desse ano?

Já estamos em dezembro e os leitores antigos já esperavam pelo nosso velho Eu Recomendo especial que fala sobre quais foram os melhores animes do ano.  Já foram feitas 2 postagens especiais nesse estilo com os animes de 2011 (AQUI e AQUI) e com os animes de 2012 (AQUI e AQUI) e em 2013 isso não seria diferente! Então está de férias e não sabe o que assistir? Então pegue os animes desse listão que mais combinam com você e faça uma maratona, afinal de contas quem precisa ir na praia? (Brincadeira galera, sair de casa faz bem. Acreditem.)

E como sempre lembrando: Isso aqui não é um top! Não está em ordem de preferência, e não estamos julgando aqui se um anime é melhor que o outro. Esse post é apenas uma lista com o gosto pessoal e de animes que em nossa opinião se destacaram. Provavelmente alguma coisa que você gosta acabou ficando de fora. Mas é para isso que serve a nossa parte de comentários, coloque lá o anime que faltou e o porque de você gostar tanto!

Inverno 

Eu acompanho animes por temporada desde 2006 e eu não consigo me lembrar de uma temporada tão ruim quanto essa primeira de 2013. Nenhum anime novato conseguiu me agradar a ponto de eu passar do seu terceiro episódio e só as continuações impediram que eu ficasse sem assistir nada nos primeiros três meses do ano.

minami-keMinami-ke Tadaima

Gênero: Comédia, Slice-of-Life
Numero de Episódios: 13
Estúdio: Feel

Minami-ke é uma das séries de comédia atuais que eu mais tenho carinho hoje em dia e a quarta temporada mostra um pouco que o gás pode estar acabando. Algumas vezes senti falta de algo diferente acontecer no meio dos episódios, mas ainda assim me divertia muito com cada episódio.  Se você ainda não assistiu Minami-ke, essa é uma boa chance de você pegar a primeira temporada e acompanhar a vida das irmãs Minami. Mas podem pular Minami-ke Okawari que é bem ruim. 

chihayafuru 2Chihayafuru 2

Gênero: Esporte, Romance
Numero de Episódios: 25
Estúdio: MadHouse

A segunda temporada de um dos melhores animes de 2011 não decepcionou ninguém e continuou mantendo uma grande qualidade na história e na competente animação. Chihayafuru 2 mudou bastante o foco, agora puxando muito mais as atenções para o esporte e menos para a trama do triângulo amoroso entre Chihaya, Arata e Taichi. Isso fez com que as partidas ficassem cada vez mais emocionantes, onde você não poderia dizer com 100% de certeza quem iria vencer a disputa. Agora só nos resta torcer para uma possível terceira temporada e que o Arata finalmente consiga mostrar para o Taichi que ele é quem manda ali. (Nota do Editor: Taichi superior.)

Primavera 

Enquanto a temporada de Inverno foi uma das piores de ano, a de Primavera chega com um dos animes de maior sucesso dos últimos tempos e com uma abertura sensacional. Mas uma ótima temporada não é só feita de um ótimo anime, também temos outras histórias excelentes para os mais diferentes tipos de gosto.

valvraveKakumeiki Valvrave

Gênero: Ação, Mecha
Numero de Episódios: 12+12
Estúdio: Sunrise

Já ouviram falar daquele ditado “de tão ruim é bom”? Isso provavelmente se encaixa perfeitamente na descrição de Kakumeiki Valvrave, um dos mechas da temporada de abril. Cercado pelo hype da Sunrise em produzir uma nova franquia de robôs tão comercial desde Code Geass, Valvrave entregou uma trama repleto de plot twists, personagens clichês, batalhas no espaço, pew pew pew, romance e mais um monta de temas batidos no liquidificador. Você simplesmente não sabe porque não consegue parar de acompanhar, mas acompanha mesmo assim. Além disso, temos o melhor personagem do ano, Eru Erufu-desu. Longa vida para Eru Erufu!

oregairuMy Teen Romantic Comedy SNAFU

Gênero: Comédia, Romance, Slice-of-Life
Numero de Episódios: 13
Estúdio: Brain’s Base

Apontado por muitos como uma das grandes surpresas de 2013, Yahari Ore no Seishun Love Come wa Machigatte Iru, mais conhecido por Oregairu apresentou uma trama de romance bem diferente do convencional, com diálogos ácidos, longos e com uma adaptação da light novel que deixou muitos fãs contentes com o resultado. Hachiman se mostrou um personagem muito interessante até os episódios finais. Como dito, uma das revelações do ano que pode ser interessante se você se acostumar com o ritmo dos diálogos não-convencionais da série.

gargantiaSuisei no Gargantia

Gênero: Ação, Mechas, Sci-fi
Numero de Episódios: 13
Estúdio: Production I.G.

Confesso que Suisei no Gargantia foi um dos últimos que eu coloquei na lista. Não sabia se deveria realmente deixá-lo aqui ou não. Eu gosto muito da historia do início, mas em um certo momento tudo gira de ponta cabeça e o plot muda drasticamente. Muita gente adora essa segunda parte e eu não sou lá muito fã. Mas apesar de tudo Suisei nos apresenta um visual lindo, com uma história divertida e um final, de fato, satisfatório – mas que ainda não consigo deixar de lado a tristeza do potencial desperdiçado. Vale lembrar que uma segunda temporada já foi confirmada.

aku no hanaAku no Hana

Gênero: Escolar, Psicológico, Romance, Drama
Numero de Episódios: 13
Estúdio: Zexcs

Aku no Hana e sua animação é sem sombras de dúvidas a maior polêmica de 2013. É só pesquisar um vídeo do anime no YouTube e você vai saber o porquê. Eu realmente não gosto do que fizeram ali. Achei mal feito apesar da técnica utilizada e talvez um desrespeito com os fãs do mangá. Imagino um mangá que eu sou fã ter o mesmo tratamento “peculiar”. Muita gente gostou dessa “coisa” e adoraram, então resolvi colocá-lo aqui. Além da rotoscopia utilizada na série, vale também conferir pela bela trama que o anime apresenta. Ao menos o feeling “bizarro” da primeira parte do mangá conseguiu ser transmitido. Polêmico, mas tem seus méritos.

hataraku maou samaHataraku Maou-sama!

Gênero: Comédia, Fantasia
Numero de Episódios: 13
Estúdio: White Fox

Um anime sobre um rei demônio tendo que trabalhar em um restaurante de Fast Food para pagar suas despesas. Só o Japão para nos apresentar esses pequenos tesouros escondidos no meio de uma temporada tão movimentada. Hataraku de longe é meu anime preferido do ano: Divertido, personagens extremamente carismáticos e pra mim o maior ponto positivo é que o anime não precisou apelar para o ecchi.  Provavelmente você não assistiu, então mais uma vez eu venho aqui recomendar que assistam logo mais uma das grandes revelações do ano! Obrigação!

shingeki no kyojinShingeki no Kyojin

Gênero: Ação, Fantasia, Drama
Numero de Episódios: 25
Estúdio: Production IG

Como dito aqui antes no Chuva de Nanquim, esse foi sem dúvidas o anime mais comentado do ano. O anime de Shingeki fez um sucesso absurdo imediatamente. Ele fez tudo certo: uma história que te prende, uma animação ótima nas cenas de ação, uma abertura sensacional e um enorme potencial para o futuro.  E até agora estamos vendo os frutos do sucesso do anime. O mangá é o segundo mais vendido no ano no Japão (e já veio parar no Brasil), a venda de Blu-ray está absurda e até mesmo um jogo para 3DS está vindo ai.  Estou colocando ele aqui como obrigação, porque não acredito que exista alguém que ainda não assistiu.

to aru kagaku railgun sTo aru Kagaku no Railgun S

Gênero: Ação, Fantasia, Sci-Fi
Número de Episódios: 24
Estúdio: J.C. Staff 

Railgun é o exemplo perfeito de como um spin-off pode se tornar melhor que a série principal. Railgun S traz de volta um dos arcos mais interessantes de To aru Majutsu no Index que envolve a Misaka e o (fodão) Accelerator. O grande problema é que alguém teve uma ideia genial de colocar um filler horrível e dispensável no meio. Mesmo assim Railgun S entrega um dos animes mais “ajeitadinhos” do ano (principalmente se vocês pararem antes de tal filler) e que empolga com sua animação e sua adaptação até então.

hennekoHentai Ouji to Warawanai Neko

Gênero: Comédia, Romance Escolar
Número de Episódios: 12
Estúdio: J.C. Staff 

Eis a terceira grande revelação de 2013 em seu primeiro semestre. Hentai Ouji é um anime muito divertido e que quase ninguém viu graças ao preconceito dos animes ecchis sem conteúdo que temos hoje em dia. Seu nome sugere que seja mais um dessa lista, mas se acalmem. Diferente de animes apelativos, Hentai Ouji não se utiliza de calcinhas ou decotes. Na verdade o ecchi fica bem de lado nessa animação. Com uma história muito interessante e personagens divertido, Hentai Ouji é uma boa pedida para quando você não tem nada para fazer e quer ver alguma coisa apenas para se divertir, sem se preocupar muito com plots complexos.

Luk

Luk

Eu juro que gosto de animes, apesar de todo o meu haterismo.

Related Post