Cenas Marcantes #10 – Páginas Duplas: Parte 2

Páginas Duplas Parte 2Já que o YouTube não colabora, vamos de imagens mesmo.

Um dos posts que eu gostei de fazer entre todos aqui no ChuNan foi o Cenas Marcantes #7 – Páginas Duplas (clique na imagem abaixo). Foi um texto até mesmo simples de se fazer e que ficou com um conteúdo excelente. Tivemos uma boa manifestação nos comentários e realmente o assunto possui muito conteúdo que ficou de fora.

Páginas DuplasEntão resolvi voltar com essa ideia! Já que o Youtube não colabora quando pensamos em colocar os vídeos, optamos por voltar a focar nos mangás. Vamos voltar a falar sobre aquelas imagens em que muita coisa sobre a história do mangá poderia ser simbolizada em apenas duas páginas.

NOTA: Esse post estará repleto de spoilers. Continue a leitura por sua conta e risco, mas saiba que com certeza verá alguma cena aqui ou nos comentários de alguma série que provavelmente você está lendo. Não nos responsabilizamos depois.


CLAYMORE

Redescobrindo a humanidade

Claymore Página DuplaClaymore no começo era um mangá que eu não dava muita atenção. Pra mim era uma espécie de Berserk Light com mulheres. A Clare não era nem um pouco carismática e o Raki era um garoto que chegava ao ponto de ser chato. Até que aconteceu uma troca de personagens: sai Clare, a mais fraca da organização, e entra Tereza do Sorriso Aparente, a Claymore mais forte de todos os tempos. Tereza também acabou tendo um humano em seu caminho, uma garotinha que ela mesma denominou com o nome de Clare e aí que percebemos que na verdade se tratava de um flashback da história da protagonista.

Essa é uma das fases que eu mais gosto em Claymore e foi a responsável por eu continuar acompanhando até hoje o mangá. A relação entre as duas é linda e você acaba se preocupando com o que vai acontecer com a pequena Clare e como supostamente ela virou uma guerreira dos olhos prateados. Essa página escolhida mostra o momento que a poderosa Número 1 finalmente demonstra os seus sentimentos e começa a ter um afeto pela garotinha. Tereza percebe que as duas possuíam as mesmas magoas, que Clare viu em seus olhos um sentimento que nem mesmo ela sabia que ainda existia e até mesmo voltando a chorar, resgatando a humanidade que ela achou que tinha perdido.


HAJIME NO IPPO

O soco de um campeão

Hajime no Ippo Página DuplaEu já expliquei aqui no site todo o amor que eu sinto por Hajime no Ippo (clique AQUI para o review), um mangá que é excelente mesmo com mais de 1000 capítulos. Os personagens principais são carismáticos e o autor se preocupa em fazer com que seus adversários tenham tanto conteúdo quanto o próprio protagonista. Takamura é o meu favorito, ele sempre foi uma espécie de ídolo para todos da academia Kamogawa, mesmo com a sua personalidade totalmente errada. Em nenhum momento no mangá ele chegou a ter uma luta complicada, o cara simplesmente era forte demais para o seu país e caminhou tranquilamente até a luta para o título mundial contra Bryan Hawk.

Hawk pra mim foi um dos poucos personagens que o autor resolveu não tentar desenvolver absolutamente nada e que os leitores deveriam odiá-lo com todas as suas forças. Missão cumprida! Ele é um dos personagens que eu mais sinto nojo e ódio até hoje. E o Takamura sofre muito desde o início com o seu problema de controle de peso  – depois temos uma luta onde só o vemos apanhar de maneira até mesmo cruel. Essa página simboliza quando finalmente podemos comemorar e voltar a respirar após uma troca de golpes finalizadores impressionante. Hajime no Ippo me deixa triste por saber que boxe nunca vai ser emocionante dessa maneira.


HIKARU NO GO

A coragem de um autor

Hikaru no Go Página DuplaQuem diria que um mangá sobre Go poderia ser tão bom? Hikaru no Go nos apresenta uma história sobre crescimento e amadurecimento do jovem Hikaru, que no começo era apenas um garoto muitas vezes mal educado e sem objetivo nenhum, para um dos representantes do Japão em um esporte. O grande responsável por tudo isso é Sai, o espírito de um grande jogador de Go do passado. O relacionamento entre os dois é um dos grandes pilares da história e é divertido de ver como eles se tornam grandes amigos aos poucos.

Então imagine a grande coragem que a autora possuiu quando retirou Sai de forma definitiva da trama. Toda a sequência até essa página dupla já demonstrava o que iria acontecer. O tom de despedida a cada frase de Sai deixava o leitor com o coração na mão e apenas Hikaru não percebia o que estava acontecendo. Após uma frase de adeus incompleta, o garoto demora para perceber que está sozinho pela primeira vez em anos. Esse sentimento de negação transmitido pela autora me foi passado, e até o final esperei pela volta do personagem…


KOKOU NO HITO

Dois caminhos e uma só escolha

Kokou no Hito Página DuplaUm homem que é apenas capaz de ver o seu objetivo e não se importa com mais nada. Kokou no Hito possui um protagonista que me incomodou bastante durante toda a leitura do mangá. Em muitos momentos Mori Buntarou não parecia humano e essa sensação inclusive chega a ser simbolizada em um capítulo. Além da história sensacional, temos um trabalho de arte inacreditável nesse mangá. Foi difícil escolher apenas uma página dupla. Gostaria de citar essas duas, o sacrifício que acabou destruindo duas vidas (AQUI) e a primeira vez que ele sentiu o quanto opressor a altura poderia ser (AQUI).

Mas a página dupla que eu escolhi foi em um dos maiores momentos de fraqueza do Mori. A vida dele tinha mudado, agora ele finalmente estava conseguindo se relacionar com as pessoas, se casou e teve até uma filha. Mas o sonho dele ainda batia no seu peito, o alpinismo ainda corria em suas veias e ele decidiu escalar sozinho mais uma montanha extremamente perigosa. Até que quase no fim ele se depara com uma situação de vida ou morte e uma decisão difícil começou a surgir em sua cabeça: Desistir e viver com sua família ou continuar subindo e talvez morrer por causa dos seus sonhos. Cada um dos dois Moris o puxam para um lado, demonstrando como ele estava dividido no momento. Puro simbolismo e beleza.


FULLMETAL ALCHEMIST

A Troca Equivalente

Fullmetal Alchemist Página DuplaQue saudades que eu tenho de Fullmetal Alchemist, um dos meus mangás favoritos de todos os tempos. A história na sua premissa chega a ser simples, dois irmãos indo atrás da pedra filosofal para cumprir os seus desejos, mas com o passar dos capítulos percebemos o quanto ela é complexa. Uma das frases que é sempre martelada, todo o tempo, é o conceito da Troca Equivalente: não se pode criar alguma coisa do nada e temos que dar algo de um valor igual a aquilo que se deseja criar.

E essa premissa é importante até o final da história e essa página simboliza isso. Alphonse usa a sua alma para devolver o braço do irmão, revertendo uma antiga troca que acabou acontecendo quando eram crianças. O olhar que o Ed possui nessa imagem já simboliza que ele entendeu o que está acontecendo e mesmo assim ele não tem tempo para se lamentar. Essa cena nos faz lembrar da primeira adaptação de FMA para os animes, na qual no final os dois acabavam ficando separados e deixando aquela duvida sobre o que iria acontecer no último capítulo.


BECK

“Não Koyuki, essa é a sua canção!”

BECK Página DuplaBeck é um dos animes que eu tenho mais carinho e acabou sem um final. Então eu parti para o mangá, que nunca me atraiu muito porque faltava as músicas e nem as letras eram escritas, mas com o passar do tempo eu fui acostumando com a narrativa diferente e fui entrando na história. Após alguns acontecimentos, Eddie Lee passou para o Koyuki sua canção chamada Devil’s Way. E a partir daí a história é quase toda baseada inteiramente na reconstrução dessa música.

Essa cena é logo após eles finalmente estrearem essa música em um festival. Koyuki estava impressionado como a música de Eddie era poderosa e ele ouve uma voz falando que essa canção, na verdade, era do nosso protagonista. E com isso temos essa linda página dupla com o Koyuki e o Eddie no telão. Essa cena marcante finalmente mostra como a banda supera todas as adversidades. Devil’s Way é a música responsável por tudo o que eles vão conseguir depois e também mostra o crescimento de Koyuki como músico.


POKÉMON ADVENTURES

O sonho de muitos em uma página

Pokemon Adventures Página DuplaO anime de Pokémon era uma das coisas mais frustrantes pra mim como grande consumidor dos jogos. Não só pela sua história, mas porque às vezes muitas coisas legais são deixadas de lado para o anime ser esticado por anos e anos.  Até que um dia eu conheci o mangá Pokemon Special (também conhecido como Pokémon Adventures) e fiquei maluco logo com os primeiros capítulos.

Após 3 sagas, com 3 protagonistas diferentes, o mangá culminou em uma batalha gigantesca entre o vilão da saga Silver contra todos os personagens principais da série.  Então em uma página temos reunidos: Red, Blue, Green, Yellow, Silver, Gold e Crystal com os seus pokémons iniciais já na última evolução: Charizard, Blastoise, Venusaur, Pikachu (tá, esse não), Meganium, Typhlosion e Feraligatr. E ainda por cima dos 3 cães lendários Entei, Suicune e Raikou!  Eu fiquei completamente maluco com essa página! Era algo que o meu eu criança torceria para aparecer algo tão épico no anime! Mas no fim, se fosse no anime o Ash abandonaria todos esses Pokémon.

Lembrando que Pokémon Adventures começou a ser lançado no Brasil pela editora Panini na saga Black & White.


I AM A HERO

O.O

I Am A Hero Página DuplaI Am a Hero é um mangá que pode te enganar bastante no inicio se você não souber do que a história se trata. O mangá só começa verdadeiramente no final do primeiro volume, lá pelo capítulo 11. Depois disso é loucura após loucura, capítulos com uma ação maluca e outras bem parados com o protagonista refletindo o que aconteceu com o mundo.

A página que eu escolhi é uma das 4 páginas duplas em que o autor faz  uma seguida da outra para dar uma noção de movimento. É praticamente o primeiro zumbi que iremos ver de tão perto. Não só é o primeiro zumbi, mas a primeira morte importante para o protagonista, que demora muito para entender o que está acontecendo e porque sua namorada está tentando mordê-lo.


PLANETES

“Eu aprendi que não poderia parar de amar as pessoas.”

Planetes Página DuplaPlanetes é um dos mangás que eu mais guardo carinho de ter lido. Uma história tão profunda e que impressiona por caber em tão poucos volumes.  Mas não é apenas uma história bonita. Também temos lindos cenários e páginas coloridas maravilhosas.

Mas porque eu escolhi uma página dupla tão simples? Bom, ela está no final do mangá e é uma frase do discurso que o protagonista fez e mostra a evolução que ele teve durante os 4 volumes. No começo ele era uma pessoa mesquinha, odiava seu trabalho, e estava lá apenas para conseguir dinheiro para comprar uma nave própria para sair por aí explorando e também ficando longe das pessoas. Aos poucos esses seus pensamentos e sua personalidade vão mudando, ainda mais após a entrada de uma nova personagem e como rapidamente os dois se ligam.


MAGI

Tão spoiler que é mais spoiler ainda

Magi Página DuplaEssa eu não vou colocar a descrição no post, porque é um spoiler de um capítulo que saiu a pouco tempo no arco atual de Magi. A página é uma imagem extremamente chocante para quem leu e sabe muito bem porque ela está aqui.

Luk

Luk

Eu juro que gosto de animes, apesar de todo o meu haterismo.

Related Post