Mangá Claymore chega ao fim no Japão

Claymore FinalNo embalo de Kuroko, mais um mangá da Shueisha chega ao fim.

Se em 2012 houve boatos de que Claymore estava acabando, dessa vez é pra valer. Foi confirmado que o mangá acabará na edição de novembro da revista Square e que contará com 27 volumes no total. Serão 155 capítulos de um mangá muito regular e extremamente apreciado pelos seus leitores. Antes chamado de “Berserk de saias”, Claymore adquiriu uma “personalidade” própria e conseguiu se destacar.

O mangá de Claymore é de autoria de Yagi Norihiro e é publicado na Square desde 2001. Atualmente a série conta com 26 volumes publicados. No Brasil, o mangá é lançado pela editora Panini que lançou a edição 25 nesse mês. Claymore ainda ganhou um anime em 2007 pela MadHouse que contou com 26 episódios, adaptando 11 volumes e um final alternativo (muito criticado, inclusive).

via NewsMangaJapon

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Rafael Coimbra

    de 2001 a 2006 na falecida Monthly Shonen Jump, depois disso que foi transferida pra Square 😛

  • Agora precisa de republicação do mangá porque não da pra comprar com esses vendedores cobrando 100 reais por edição.

    • MiqueiasL

      tem que ficar pedindo no face deles se muita gente pedir eles republicam foi assim com KHR e Berserk

    • kelvlin

      Cara, 100 reais tá o volume 1 do Deadman Wonderland, que vi na última vez que acessei o Mercado Livre (nem na Comix tem mais). E olha que ele foi publicado por aqui dia desses. Quero nem ver o quanto tão pedindo pelo volume 1 de Claymore!!

      • kkkk serio ? tenho coleçoes aqui em casa e não sabia que estavam caras assim

  • kelvlin

    É oficial. A Panini tá com a maldição.

  • Agora podemos considerar Claymore um Berserk que acaba, eu não leio Claymore por pura falta de oportunidade mesmo, se as pessoas comparam a Berserk então deve ser muito bom, sou apaixonado por Berserk, agora é só esperar um relançamento aí

  • Roxoooo

    Mangá mais regular da história, junto de One Piece – já dava indícios de que acabaria, quem sabe a Panini não pensa em relançar agora que acabou…

  • ledneks

    Panini tá fazendo mandinga ultimamente =P

  • Pingback: Claymore: mangá chega ao fim no Japão ‹ Balacobeleza()

  • Caio

    Prefiro Claymore, por conta de a única parte que me agrade de Berserk é a era de ouro.

    • Caio

      agrada*

  • allisson

    It can`t be!!!!

  • Agora temos mais uma diferença entre Claymore e Berserk: Enquanto Claymore tem um fim pois seu autor é alguém consciente, Berserk vai demorar a acabar, com um autor preguiçoso.

    • Likou

      Chama de preguiçoso um autor que desenha com aquele nível de detalhes e ainda por cima faz uma história densa e pesada daquelas? Sabia que ele gasta um dia inteiro pra desenhar UMA página? Ou seja, dificilmente ele consegue terminar mensalmente e ainda tem que pesquisar referências reais para os desenhos, ou seja, faz sentido que ele precise de mais tempo pra terminar os capítulos ou que tire férias de vez em quando, como qualquer humano merece.

      • Breno

        Concordo.

      • Nikuman

        Não fale merda, meu senhor… vc obviamente não conhece a real história. No meio do hiato em Berserk, o autor chegou a fazer outro mangá… Gigantomackia. Todos temos direito a férias… férias normais, como qualquer outro, e não um período de mumificação. O autor de Berserk tem tanto descaso com essa obra quanto o Togashi tem com HxH.

      • Mi Ka DXD

        Chamo de preguiçoso pois não é possível que algo em publicação desde 1989 conta ainda com 37 volumes. O cara só lança volume quando quer, e pelo menos nas scans em que eu leio não vi sair Berserk por um tempo. Já tá enchendo o saco.
        Isso não é falar merda. É falar uma verdade inconveniente..

      • Micael Okamura

        Mi Ka DXD: Cara, não me leve a mal, tudo bem que ele demora para publicar novos capítulos, mas chamar de preguiçoso acho que aí já é mancada.
        P.S: Mesmo com a demora, ver os lindos desenhos que ele faz compensa a espera

    • Não entendo, preguiçoso? Cara assim, toda vez que leio e releio Berserk eu não consigo acreditar o quanto de detalhe e esmero que ele faz as coisas, você pode falar o que quiser dele, mas ao menos quando ele entrega algo e algo que não tem como ficar melhor, mas e aquele lance, eu sei das histórias dele, do lance do idolmaster e tals, mas velho, a obra e dele e ele realmente faz o que quiser, ao menos ele não cagou na história ao contrário de muitas histórias aí que estão a tanto tempo no mercado, se você não curte só parar de acompanhar, e bem simples velho, não é como se fosse a obrigação dele ter que escrever Berserk, se eu fico bolado, até eu fico, mas fico feliz que seja assim, ao menos quando o cara faz ele faz direito.

    • Kid Kaos

      ah uma diferença. o Miura até tem uma desculpa porque ele DESENHA PRA CARAMBA! a arte do cara é linda e ele gasta MUITO tempo desenhando.

      Preguiçoso é só o Togashi que passa 2 anos em hiato e quando volta publica os rascunhos.

      • Sennaffogo

        Miura é um preguiçoso mesmo porque não tem desenhado p*rra nenhuma! Vão procurar se informar antes de vir defender um cara que está há pelos menos 4 anos jogando ‘Idolm@ster’……¬¬
        A arte dele é foda? É. Mas de que adianta se ele não consegue andar com a história justamente porque não desenha???

  • Tio

    Acho que ja estava na hora de finalizar a história mesmo.
    Meu bolso agradece.

  • Breno

    Não… Por que???? T__T Isso me deixa triste e com raiva ao mesmo tempo. MAS QUE MERDA!!!
    Como é que o cara vai acabar o mangá sem mostrar o outro continente e a guerra com os descendentes de dragões? Tem tanta coisa pra mostrar ainda… Ok, nem tanto assim, mas…
    SPOILER: Se o final for simplesmente a Teresa matando a Priscilla e todo mundo ficando feliz pra sempre vai ser uma MERDA!

    • ja discuti com os amigos varias vezes sobre o final de claymore, e eu sempre defendi a tese de que as moças da organização nao tem motivo para se meter na guerra do continente, elas sempre quiseram viver a vida de forma normal, e no continente isso nao ocorreria, por isso acho que o timer do final vai ser perfeito, mesmo querendo que ele estendesse mais um pouco.

      • Breno

        Eu não to falando que elas tem que ir para o outro continente, o problema é que o cara acrescenta um elemento FODA a ser explorado na estória e simplesmente vai deixá-lo de lado. Se o final for esse mesmo que eu to pensando, vai ser muito sem graça.

      • Caio

        Verdade, o Continente devia ser explorado. Lembro que quando Miria revelou suas hipóteses sobre a organização eu fiquei realmente muito interessado pelo mangá. No entanto, pelo que parece, o autor sequer vai mostrar uma página do continente. Só vai matar a Priscila, ou seja lá o que for.

    • Eu defendo que elas NÃO deveriam ir pro continente. mas como eu quero MUITO ver o que se passa lá eu quero que o Yagi faça um Spin-Off no continente quando o mangá acabar!

      • Breno

        Eu acho que pra que seja feito um spin-off o mangá tem que ser de muito sucesso, coisa que Claymore infelizmente não é, demorou 13 anos pra chegar aos 8 milhões de volumes vendidos. ‘-‘

    • Concordo com o Renato, a historia tem o foco nas Claymores que são nada mais do que cobaias usadas para criar guerreiros para lutar em uma guerra que se estende por séculos, cobaias que deixaram sua humanidade para defender os humanos. O foco é as guerreiras de olhos prateados e a organização com suas mentiras e manipulações, depois que a organização foi destruída não tem porque estender a historia. Realmente fiquei curioso quanto a guerra no outro continente, mas é algo que não tem nada a ver com as Claymores,

  • Leandro Mutenroshi

    Comprei a 24 esse mês. Sedo sincero, sempre gosto quando os mangás terminam. Acho que esticar muito uma história torna ela chata e cansativa, vide a maioria dos mangás da Jump que são praticamente eternos. Não tenho mais paciência pra One Piece, naruto e afins.

  • Quem acompanha os capítulos atuais já sabia que o mangá estava na reta final. Claymore é uma das minhas séries favoritas e acho que o autor conseguiu contar a história do jeito que queria e resolver todas as questões principais. Um mangá que deixará saudades.

  • Alexandre

    Onde que eu compro? Em maracanau ou em fortaleza.

  • Brendon

    NÃÃÃÃÃÃOO!!!

  • Shura

    Que pena, achei que ia rolar uma saga do outro continente mas tudo bem.
    Naruto também vai acabar em novembro pelos rumores. Confirmação deve sair amanha.

  • biazacha

    Agora podia rolar da Panini relançar né? Na boa….

  • Gisele Fernandes

    Finalmente. Claymore vinha decadente já há muitos anos. E é um descalabro comparar Claymore com Berserk, tá muito mais pra Bleach.

    • Breno

      Isso aí é a sua opinião, pra mim só começou a piorar nesse finalzinho. E comparar Claymore à Bleach é um ofensa vai…

      • Gisele Fernandes

        Claymore começou a piorar desde a morte nonsense do Easley – que foi tipo: não sei mais o que fazer com esse personagem então vou matá-lo. A partir daí, foi tanta bobagem (coisas como ressurreição de guerreiras baseado no poder de um braço, fios de cabelo mágicos pendurados em cenários sem paredes WTF!, etc etc), que não dá nem pra enumerar. Se você acha isso ótimo, fazer o quê. E ofensa é comparar Claymore com Berserk. No início até dava, mas hoje? O autor se perdeu completamente, e nesse último capítulo dava até para a ressuscitada (mais uma!) gritar: “Final Getsuga Tenshou!”. Fala sério.

      • Breno

        Ok, agora pensando melhor, a ideia um braço ser capaz de ressucitar pessoas é muito forçado mesmo. XD Mas pra mim muitas dessas coisas passaram batido porque eu li Claymore em maratona em apenas dois dias, era informação demais para eu processar e analisar. Eu não vou criticar Berserk justamente porque eu só assisti o anime, quanto ao mangá, eu parei depois da parte em que o Gatts entra no Eclipse pela segunda vez. Achei muito bom, tanto que hoje eu quase comprei o mangá quando eu fui na banca. Só acho meio exagerado o nível absurdo de fodidisse do Gatts, mas nada contra. Vou ver quais mangás estão valendo a pena colecionar, Berserk já estaria na minha lista se não fosse esse preço salgado, tem que valer muito a pena mesmo, outro contra é que o mangá ainda não acabou e tem trocentos volumes lançados, mas vou pensar.

    • Breno

      Pra mim só começou a piorar a partir do 151. Não sei porque vc se incomoda com a ressureição das guerreiras, num mangá cheio de fantasia isso é aceitável para mim, mesmo com o método que foi usado. Essa parada dos fios de cabelo é ridícula mesmo e os devoradores de abissais só serviram pra matar o vilão mais foda do mangá, mas todo mangá tem suas falhas assim como Berserk também deve ter (e eu nunca disse que esses elementos são ótimos, vc tá falando como se eu fosse um fanboy). Se Claymore tá parecendo Bleach então é só a partir do cap. 153 mesmo (pq agora é só fan service), tá parecendo DBZ também.
      Eu não sou nenhum fanboy, ok? Só tenho uma opinião diferente da sua.

      • Gisele Fernandes

        Trank, te entendo, desculpa se fui rude. O lance da ressurreição me irrita porque é algo batidaço e clichê demais. E pra piorar tudo, o autor usa a porra de um braço como justificativa! Um braço! Aí é demais. E Claymore perdeu os níveis de poder já há muito tempo, mas essa última luta elevou o nível a DBZ. Fanservice puro pra agradar os fãs dela, uma lástima. E quanto a Berserk, os únicos problemas com a obra, pra mim, são a periodicidade e uma saga lá que achei um pouco desnecessária, mas é só. Te falo sério, aproveita que agora a panini vai relançar num formato decente e leia esse mangá. Aí talvez você concorde comigo o quanto é uma ofensa comparar Berserk a Claymore (ou não).

    • “Decadente” essa série jamais foi (Há spoilers no decorrer da mensagem).

      Claymore pecou apenas no arco final, onde não explicaram com exatidão a volta da Riful, onde os próprios leitores foram forçados a interpretar como ela sobreviveu. E também me incomodou o fato de não ter sido a Clare quem derrotou Priscila, afinal, essa luta nunca foi de outra pessoa. A vingança era dela.

      E lá pelo fim, Teresa voltando a “vida” apenas com o youki/sangue/órgãos encontrados no corpo da Clare. Isso de fato foi extremamente forçado para dar um final majestoso a Claymore. Essas questões “sobrenaturais” nunca haviam sido trabalhadas ali, foi uma tentativa desesperada para dar mais emoção, ao meu ver.

      Fora isso, os arcos finais foram belíssimos. Yagi estava desenhando com maestria. Desenvolvia personagens secundários como Yuma e Cinthia, a ponto de você desejar que aquelas guerreiras secundárias não morressem. A relação de amizade entre guerreiras, o respeito que elas sentiam pelas companheiras, ainda guerreiras da organização. E claro, o arco da Miria vs a organização que deixava o leitor apreensivo a cada capítulo. Decadente não estava mesmo.

      Claymore tem uma trama mais fechada. É aquilo e pronto. Berserk tem inúmeras brechas para dar continuidade ao enredo, então, é difícil comparar uma obra com a outra. Esse apelido de “Berserk de saia” é devido a detalhes similares que percebemos de início. Clare focada em sua vingança, lutas com criaturas bizarras que se passam por humanos. Um ser colossal como inimigo final o qual não imaginamos de ondeo protagonista vai tirar poder para vence-lo e outras inúmeras características que poderia passar minutos listando.

      Então, de Bleach, Claymore não tem nada.

  • Kiranaru

    Falando serio Claymore eh um dos meus mangas preferidissimos. A historia prende muuito a atencao, esses ultimos capitulos eu tava ficando doido de animacao ao ler XD (nao, eu nao achei nada besta na historia nao… a guerreira voadora, moh gata por sinal XD, eu achei simplesmente fod@stico lol)

    Realmente essa serie precisa de republicacao no Brasil ( e se tiver eu quero comprar todos os vols) e u novo anime, fiel do inicio ao futuro fim (que eu espero que seja otimo…)

  • casio

    Não se deixar levar pela ganância e acabar o mangá em alta é uma atitude bastante elogiável.