Anime de Koe no Katachi está em fase de produção

Koe no Katachi AnimeE o mangá acaba na semana que vem.

Koe no Katachi se tornou um dos queridinhos da Shounen Magazine. Mesmo sendo um mangá planejado pra acabar rápido (ele terminará no volume 7), rapidamente conquistou os leitores com seu drama, romance e ao mesmo tempo lição de vida. A grande surpresa vem com o capítulo final do mangá, na edição 51 da Shounen Magazine. A revista está anunciando que um anime da série está em fase de produção. O mais provável é que se trate de um TV anime – e com a finalização do mangá, teremos uma adaptação completa.

Koe no Katachi é uma obra de Yoshitoki Oima que começou como um one-shot extremamente elogiado em 2011, na Bessatsu Shounen Magazine (a mesma de Shingeki no Kyojin). Em agosto do ano passado, o departamento editorial acabou convertendo a história em uma série regular na revista semanal e que vem conseguindo excelentes números – o que não significou que o autor tivesse que esticar seu mangá, para o nosso bem.

Koe no Katachi tem como protagonista Shoya Ishida, um garoto comum, e Shoko Ishida, uma nova estudante de seu colégio que é surda, algo totalmente inédito para todos na sala de aula. Shoya é um daqueles garotos que gosta de atrair a atenção para ti e quer apenas se divertir, com isso acaba se aproveitando da surdez de Shoko para começar com o bullying com a garota. Porém, um dia o “feitiço vira contra o feiticeiro” e Shoya acaba se tornando o alvo do bullying de seus amigos por causa das suas brincadeiras que fugiram do limite com a garota. Ela se muda de escola e Shoya convive até sua adolescência com o peso de ter feito algo tão infeliz em sua infância. Porém ao chegar no colegial, os dois se reencontram. Será a chance da redenção?

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post

Há 16 comentários

  1. Avatar

    Sensacional, o manga é muito bem executado, com uma linguagem simples, porem bem amarrada, consegue bem transmitir todos os sentimentos dos personagens, realmente alem de bem elaborado mostra um linda historia de vida, superação e auto conhecimento! Vamos ficar no aguardo do anime, espero que consiga transmitir todas as emoções passadas no manga!

    Responder
      1. Avatar

        Pra mim, só a Kyoto Animation poderia transmitir as melhores emoções em um anime. Chorei em todos os animes que eles produziram e que eram de drama.

        Responder
  2. Avatar

    “O mais provável é que se trate de um TV anime – e com a finalização do mangá, teremos uma adaptação completa.”
    “Koe no Katachi é uma obra que começou como um one-shot extremamente elogiado em 2011. Em agosto do ano passado, o departamento editorial acabou convertendo a história em uma série regular que vem conseguindo excelentes números – o que não significou que o autor tivesse que esticar seu mangá, para o nosso bem.”

    Se todo o mangá/anime seguisse exatamente (ou mais ou menos) por este caminho, tanto uma indústria quanto a outra estariam bem melhores, na minha opinião.

    Responder
  3. Avatar

    Parece interessante.
    Bullying é um tema bom de se trabalhar, e acho que no Brasil esse mangá poderia ser usado em escolas para campanhas contra tal maldade.

    Responder
  4. Pingback: Kyon News (17/11/2014) | Anime Portfolio

  5. Avatar

    Confesso que li o primeiro capítulo mas não me senti a vontade com o plot, por mais que possua uma temática profunda e até pesada por trás das situações de comédia com um suposto romance, mas assim como aconteceu com Shigatsu Wa Kimi no Uso, onde eu não gostei do mangá, mas os toques da A-1 juntamente com a trilha sonora me fizeram apreciar a versão animada, pode acontecer o mesmo com essa obra. Sempre vale dar uma conferida quando o roteiro é ‘diferente’, e por se tratar de um mangá finalizado, isso se torna mais um ponto positivo pra atrair minha atenção.

    Responder
  6. Avatar

    O mangá só é bom no começo, depois de um tempo desanda. Eu terminei de ler odiando a maioria dos personagens. Quando vi que tinha acabado no capítulo 62, eu achei que tinha sido cancelado, tamanha era a queda na qualidade da história, mas como está saindo um anime, o final deve ter sido planejado. Só resta esperar que sejam só uns 12 episódios e que tenha um final alternativo melhorzinho.

    Responder
      1. Avatar

        O diferencial de Koe no Katachi (para mim) eram os temas tratados, que eram muito mais profundos do que qualquer outro mangá do gênero (a deficiência auditiva da Nishimiya, suicídio, entre outros), depois de um certo tempo, o mangá se tornou um “slice of life” qualquer, tratando de problemas mais superficiais e isso matou o mangá para mim. Se fosse para ler sobre temas como romance, festivais escolares ou o que fazer depois do colegial, eu leria qualquer outro shoujo ou shounen por aí que trataria esses temas de uma forma muito mais interessante, com personagens muito mais cativantes.
        E tem um último fator que me deixou muito puto: ler esse mangá até o final e ver a Ueno e a Kawai felizes, foi como se Game of Thrones terminasse e o Joffrey fosse rei.
        O mangá foi ótimo no começo, mas desandou sim.

        Responder
    1. Avatar

      De Koe no Katachi ou Game of Thrones?
      Se for de Koe no Katachi eu não tenho culpa, se você vai questionar quando eu digo “depois de um tempo desanda”, você tem que ter lido o mangá inteiro para saber se é verdade ou não.
      E quanto a Game of Thrones, eu sinto muitíssimo, Joffrey já morreu tem um tempo, achei que todo mundo que acompanha a série já saberia disso.

      Responder

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *