JBC relançará o mangá seinen Chobits

chobitsheaderMais um título do CLAMP é escolhido para voltar em novo formato.

A JBC confirmou hoje o relançamento de mais um mangá do CLAMP. Dessa vez é Chobits, mangá de 8 volumes lançado na revista seinen Young Magazine em 2000. A série foi publicada no Brasil em meados dos anos 2000 em formato meio tanko, com 16 volumes. Agora a JBC republicará a série no mesmo formato de outros mangás como Love Hina, Rurouni Kenshin, Card Captor Sakura e Rayearth – ou seja, em tanko completo.

A história acompanha o jovem Hideki, um cara como outro qualquer no século 22. Ele só quer um bom trabalho, um bom carro, e um robô-namorada sexy para chamar de seu. Até que ele consiga um emprego, ele nunca vai ser capaz de comprar sua própria ‘Persocom’ – como são chamadas as tais robôs. A sorte de Hideki muda quando ele descobre Chi – uma adorável mas aparentemente burrinha ‘Persocom’ – amarrada em uma pilha de lixo. Seu primeiro robô -companheiro acaba por ser muito mais responsabilidade do que ele esperava, e ela acaba o colocando em muitas situações embaraçosas. É ‘boy-meets-girl’ da era cibernética.

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Marcos Correia

    Putz! Esse eu dispenso. Já não curti na publicação original.
    Sei lá, definitivamente não sou fã do CLAMP.

  • samurandre

    Gosto desse mangá,mas essa onde de relançamento ja esta enchendo o saco

    • kelvlin

      Pra quem não pôde acompanhar na época e não tá afim de pagar os preços abusivos de certas lojas(não necessariamente nesse caso, pq até que dá pra achar Chobbits facilmente), relançamentos são importantes sim.

    • ZA NAOYA

      Eu só espero que um dia,a JBC republique Shaman King…sério,ela já republicou várias coisas,mas eu quero muito que esse mangá volte com o final verdadeiro.

  • oh loko bicho, a editora ta pegando fogo mesmo

    Jbc surpreendeu a todos mesmo. E agr panini? D:

  • Gabriel Castro

    Comprarei 😀

  • Agora fica aquela duvida:^Comprar ou não Comprar ?

    Uma das poucas histórias da Clamp que eu curto. Vamos ver como será lançado o material.

  • Augusto

    Já que não tem um post sobre a volta do Marcelo Del Greco vou questionar aqui mesmo rs. Se ele retornou e abandonou a nova Sampa no qual ele era gerente de conteúdo, o que será dos titulos de lá? Sei que ele disse que ira finalizar alguns como Vagabond, mas será que alguns futuros titulos vão ser transferidos para a jbc, como Slam Dunk por exemplo? Ou to viajando e vai continuar tudo a mesma coisa? rs

    • kelvlin

      O chefão continuará sendo o Cassius. Ele vai cuidar do selo Ink Comics, que é responsável por outros lançamentos que não envolvem os mangás japoneses, como o Combo Rangers, por exemplo. Agora, se desse pra fazer uma parceria com a JBC seria uma boa. Ou melhor, unificar a Nova Sampa à JBC. Seria uma garantia maior para o andamento dos mangás em publicação.

    • A questão eh:por que o Marcelo voltou?Será que não seria por nesses anos em que ele esteve fora a JBC optou por muitos títulos curtos e pouco conhecidos no Brasil,um exemplo recente eh o After School of the Earth,eu imagino esse manga encalhando nas vendas,pois acho que foi muito pouco divulgado e o preço não era bom para uma obra que praticamente ninguém comenta à respeito

  • Escritora

    Nenhum lançamento relevante. Só um fato: aprendam a botar de forma bimestral, porque de botar tudo mensal tá ficando ridículo, não há bolso que aguente e poderia ser mais compensador para o público. E sim, estes relançamentos tão enchendo o saco, porque mostra que não tão botando fé em lançar mangás novos. Fora que a setorização fase dois é sofrível: já não basta o que passei com “Full Metal Alchemist” e que me fez desistir de colecionar o “Magi”.
    Caso lancem “Full Metal Alchemist” algum dia espero não passar por este problema…

    • Keima Kaname

      Prefiro que a JBC continue com periodicidade mensal, afinal, isto faz com que os títulos terminem suas publicações mais rápido, o que não cria uma grande espera que poderia ser cortada pela metade.
      Quanto ao “não há bolso que aguente”, não vejo muita validez neste argumento. A Panini, embora publique a maior parte de seus títulos bimestralmente, possui a mesma [ou mais] quantidade de títulos a venda mensalmente que a editora JBC, o que poderia “machucar mais o bolso” que esta. E penso que não seria diferente caso a JBC decidisse lançar títulos bimestralmente, a não ser pela maior espera para chegar ao final.
      Novamente, prefiro a JBC publicando títulos de forma que terminem rápido e, caso ela decida expandir seu catálogo de títulos, ótimo. Afinal, se o “bolso não aguentar”, pode-se simplesmente escolher os títulos que mais se interessar sacrificando outros, como deve-se fazer no Japão.

      • kelvlin

        A Panini é a que mais machuca o bolso, pois seus primeiros volumes sempre tem tiragens abaixo da procura, o que acaba por “esgotar rapidamente” e dá cabimento para os “colecionadores” encarecerem o produto menos de dois meses em que é lançado na banca.

        À excessão dos Death Note e dos primeiros títulos de HxH, é fácil achar exemplares antigos da JBC. Até o Fairy Tail que já tava virando raridade ganhou fôlego graças a reimpressão.

  • Micael Okamura

    Eu tenho toda a coleção aqui em casa, menos o volume 1, será que eu deveria comprar o volume 1 desses mesmo sabendo que metade dele já é o “volume 2” da antiga edição?

    • kelvlin

      Se você for um colecionador, vai acabar comprando, mesmo já tendo as edições anteriores. Não adianta nem resistir rsrsrsrs.

  • roninrj

    Bom item de coleção com certeza!!

  • Pingback: Editora JBC relançará o mangá Hellsing | ChuNan! - Chuva de Nanquim()

  • Fiquei pasma em chamarem Chobits de manga seinen, já q a historia apesar de ser feita pelo Clamp é descaradamente um tipo de Shounen romântico.

    • Dih

      Chobits é um mangá seinen por ter sido publicado em uma revista seinen. Abraços.