Conheça os candidatos a novos sucessos da Shounen Jump

boku no hero academiaA nova safra da revista de mangás mais famosa do mundo.

A Shounen Jump passa por um projeto de reformulação. Depois de séries como Naruto e Kuroko no Basket, a briga para novas potências da revista é intensa. Mas aparentemente os editores andam com muita sorte nesse quesito.

Algum tempo atrás, o Chuva de Nanquim fazia constantemente a TOC, postagem que mostrava a classificação e a popularidade dos mangás da Jump semanalmente. É através desse sistema que os editores sabem quais as séries devem continuar ou não – além, é claro, de rankings de vendas.

Tirando One Piece, que é inatingível, não é fácil levantar de um tombo em que duas séries que vendiam somadas quase 2 milhões de unidades acabam. Mas o sistema rígido da Jump parece ter colaborado para isso. Hoje, Assassination Classroom e Haikyuu conseguem cobrir quase integralmente essa proporção, e a Jump já trabalha em outras séries para não perder a intensidade de vendas. Bleach, Toriko e Gintama não vendem mais como antes, mas mangás como Nisekoi, Shokugeki no Soma e até mesmo World Trigger, começam a ganhar seu espaço e balancear as contas.

Restam aos novatos conseguirem destaque. A disputa da Jump está cada vez mais acirrada e, por mais que séries que achamos promissoras não vinguem, é a melhor forma que a editora encontra de garimpar novos hits. Como disse anteriormente aqui, não é a toa que os mangás da Shueisha são os mais vendidos do Japão e dominam constantemente os rankings de vendas em suas semanas de lançamento. É um planejamento que deu certo e que é único. A questão é: Quais são as grandes apostas para o futuro? O que podemos esperar da revista de mangás mais famosa do mundo? Hoje apresentamos 4 séries que, talvez, poderão escrever um pouco mais as suas histórias nas páginas da antologia shounen.

Em 2014, duas séries acabaram chamando a atenção pelo seu desempenho. Boku no Hero Academia e Hinomaru Zumou. O primeiro se firmou como um boom talvez inimaginável dentro da Jump, hoje vendendo números de “gente grande” com seus encadernados – que até o fechamento dessa matéria, era o de número 3 vendendo mais de 250 mil unidades. O segundo, apesar de conseguir vendas pouco expressivas, vem se destacando na popularidade interna nas páginas da revista, sempre conseguindo boas colocações.

Em 2015, as rodadas de cancelamentos e estreias mal começaram, mas dois mangás já começam a despontar. Black Clover e Kagamigami. O que é algo interessante, já que outras séries que haviam começado anteriormente pareciam que adquiririam essa posição – como Gakkyuu Houtei, que marcou a volta de Takeshi Obata para a Jump, mas que não agradou e não deve durar muito tempo mais.

Que tal conhecer um pouco mais dos 4 novatos que podem surpreender nos próximos anos?


boku no heroBOKU NO HERO ACADEMIA
de Horikoshi Kouhei

A história se passa nos dias atuais, quando as pessoas com poderes especiais tornaram-se comuns em todo o mundo. Um menino chamado Izuku Midoriya não tem poderes, mas ele ainda sonha em se tornar tão poderoso e conseguir salvar as pessoas, como seu herói favorito.

Boku no Hero não é mais uma aposta. Já é uma certeza. Com apenas 3 volumes publicados, a tiragem já chega em 1 milhão de unidades. Números incríveis para uma série que vem de um autor com o histórico de 2 cancelamentos – Oumagadoki Doubutsuen e Sensei no Bulge. Provavelmente a coisa de super heróis conquistou os japoneses. A história tem todas as referências possíveis de super heróis americanos e o autor sabe trabalhar tudo muito bem, transformando a série em algo extremamente divertido. Leitura recomendada demais!


hinomaru zumouHINOMARU ZUMOU
de Kawada

É um ritual divino, uma arte marcial, um esporte de combate! É o sumô! O “pequeno” novo aluno, Ushio Hinomaru, aparece no pequeno clube de sumô da fraca Oodachi High School. As palavras “grandes” e “pesados” são as regras para este esporte, que parece não se encaixar para este novato. Mas esse cara surpreende a todos e desafia: seu objetivo é alcançar o topo! O objetivo é nível mais alto do sumô! É hora da batalha colegial de sumô começar, e “retakes” não serão permitidos.

Quem diria que um mangá de sumô poderia ser tão bom? Eu vou falar a verdade: não entendo nada do esporte. Mas esse mangá tem uma vibe de emoção e empolgação que é contagiante! E vem se destacando bastante nos rankings semanais da revista – uma pena, porém, que isso não se reflete nas vendas dos volumes encadernados, que não passam de 30 mil unidades vendidas em seus 4 volumes. Entre a “mídia especializada” japonesa, Hinomaru é apontado como um dos grandes mangás do futuro. Vejamos se as predições se cumprem. Espero que o sucesso seja rápido para a série de Kawada!


black cloverBLACK CLOVER
de Tabata Yuuki

Asta e Yuno foram abandonados juntos quando bebês em cestas na mesma igreja, no mesmo dia, e têm sido inseparáveis desde então. Quando crianças, eles prometeram que iriam competir entre si para ver quem seria o próximo Rei dos Magos. Mas ao crescer, Yuno se torna um gênio calmo com magia, com poder e controle incrível, enquanto Asta não pode usar a magia em tudo. Aos 15 anos, Yuno recebe um livro espetacular com o lendário trevo de quatro folhas, que permite que Asta possa utilizar sua magia para defender e ajudar seu amigo. Agora, os dois amigos se dirigem para o mundo afora, competindo pelo mesmo objetivo: se tornar o mais poderoso dos Magos.

Eis um caso interessante. Acho o Tabata Yuuki um cara de muito potencial. Pra quem não se lembra dele, é o famigerado autor de Hungry Joker, a série que prometia demais e foi ganhadora de uma Golden Future Cup. No fim, a série foi um fiasco e foi cancelada prematuramente depois do autor ter mudado praticamente tudo que havia deixado a one-shot incrível – provavelmente por pressão de editores. Agora ele ganha a sua segunda chance na revista e aparentemente mostra que tem mesmo muito potencial. Black Clover é um shounen clássico com poderes, ação, coisas de amizade e tudo mais. Mas extremamente simpático e envolvente. Vem conseguindo bons rankings na revista e agora ficamos na espera das vendas do primeiro volume. Sorte para o autor nesse novo caminho.


kagamigamiKAGAMIGAMI
de Iwashiro Toshiaki

Um serial killer está à solta e as autoridades estão perplexas! O que eles não sabem é que este caso requer métodos de pesquisa não-tradicionais. É aí que Mako Miyoshi, o detetive, e Kyosuke Kagami, o usuário Shikigami, entram em cena. Juntos, eles partem para investigar crimes sobrenaturais!

Talvez o mais bem sucedido dos autores que listamos até agora. Iwashiro foi o responsável por Psyren, série que rendeu 16 volumes, mas sem grandes alardes depois de ter se perdido muito na sua segunda metade. De qualquer modo, sempre foi visto com muito potencial em seus trabalhos. Kagamigami já surpreende por Iwashiro ter melhorado muito seu traço. Muito mais bonito. A história também é interessante, com toda a mística de sobrenatural e de seres fantásticos. Kagamigami ainda é uma incógnita, mas se saiu muito bem em suas primeiras semanas rankeadas e parece ter incomodado os antigos, deixando os outros estreantes para trás. Deve buscar por seu espaço na revista aos poucos, mas torço para que dessa vez o Iwashiro consiga o destaque que merece como autor.

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post