Eu Recomendo Especial Parte 1 – Os melhores de 2015: Inverno e Primavera

recomendoinvernoprimaveraChegando atrasado, mas ainda aqui.

Sim!!! Finalmente chegou o post para realmente fechar as pontas soltas que ficaram do ano de 2015, aquele em que esse redator com gosto duvidoso se junta ao seu amigo Dih e os dois tentam indicar 20 animes do ano que se passou. Dessa vez vai ser uma tarefa um tanto complicada já que o ano não foi dos melhores. Muita coisa que vou falar aqui provavelmente ficaria no máximo como menção honrosa em 2014. Esse post é mais para você conferir se deixou passar algo no mínimo interessante ou se está à procura de novas histórias para acompanhar e passar um tempo.

E lembrando: Isso aqui não é um top! Não está em ordem de preferência, e não estamos julgando se um anime é melhor que o outro. Isso aqui é uma lista pessoal, muita coisa que vocês não concordam podem estar listadas e muita coisa que gostaram pode ter ficado de fora. Então não xingue nos comentários, mas complemente o post e incremente ainda mais a lista com os animes que vocês curtiram nesse ano que acabou de terminar. Ah!! E essa é a apenas a primeira parte, tem mais coisa vindo por ai!


INVERNO

A temporada de inverno normalmente pode ser chamada de temporada de inferno. É uma época onde as produtoras estão com uma ressaca forte de fim de ano e muito dos animes acabam sendo bem ruins e desanimadores. Só que as vezes podemos achar ouro no meio da lama, não é mesmo?


Assassination ClassroomAssassination Classroom

Gênero: Comédia, Ação
Número de Episódios: 22
Estúdio: Lerche
Baseado em Mangá

Assassination Classrom é um dos meus mangás queridinhos da Jump e teve um OVA não muito bom, com alguns problemas de animação e um dublador que não encaixava com a personalidade do Koro-sensei. A série veio e já melhorou 100% só com a escolha do Fukuyama Jun como a nova voz para o alvo dos alunos da classe 3-E. A história é ótima, os personagens são muito carismáticos e é a comédia te faz rir com facilidade, mas ainda sinto um problema um tanto grave na questão da animação. A segunda temporada começou agora no início de 2016, então corram se quiserem acompanhar semanalmente.


Death ParadeDeath Parade

Gênero: Mistério, Psicológico
Número de Episódios: 12
Estúdio: Madhouse
Obra Original

Death Parade já poderia estar aqui apenas porque me apresentou na abertura a maravilhosa banda Bravio, procure no YouTube o canal deles e veja os maravilhosos clipes que eles possuem. O anime segue os passos do OVA Death Billiards de 2013 e nos apresenta mais daquele universo onde mesmo no pós-morte precisamos nos mostrar merecedores da reencarnação ou então caímos no vazio. O grande trunfo da narrativa de Death Parade é que não é claro se o julgamento do Quindecim está sempre correto e isso se torna lenha para que os debates se aflorem. Já tive algumas conversas com colegas, onde claramente eles estavam do lado de um personagem que eu achava que não merecia ser ou ter sido salvo e pensem bem nisso, qual foi o último anime que vocês assistiram que gerou um debate desse tipo? Talvez o único problema que eu ainda tenho com ele é o fato que em 12 episódios muita coisa acaba não sendo desenvolvida, não que  eu reclame da ideia dos julgamentos, mas ficar nesse mesmo sistema a temporada inteira foi um pouco decepcionante e repetitivo.


YattermanYoru no Yatterman

Gênero: Ação, Aventura, Comédia
Número de Episódios: 12
Estúdio: Tatsunoko Production
Obra Original

Uma série que tinha como desafio fazer homenagem aos 40 anos da Time Bokan, um anime de 1975 da própria Tatsunoko, e ao mesmo tempo apresentar aqueles personagens para uma nova geração sem necessitar de um conhecimento prévio para aproveitar o anime. Eles conseguiram essas duas façanhas de uma maneira bem digna, com um anime bem divertido e muitas vezes emocionante, sobre um futuro onde uma garotinha se veste como uma vilã e tem com o objetivo dar um peteleco na testa dos Yattermans! Eu fui uma das pessoas da nova geração que não fazia ideia de que algo assim existia e mesmo assim me apaixonei facilmente por aquele universo.


junketsu no mariaJunketsu no Maria

Gênero: Fantasia, Comédia
Número de Episódios: 12
Estúdio: Production I.G
Baseado em mangá

Maria a bruxa virgem é um nome que me afastou muito no inicio e só  me fez lembrar de animes que só se baseiam em piadinhas sexuais baratas e bastante ecchi. E bem…. o anime tem bastante piadas sexuais sim, mas elas são bem feitas e até mesmo engraçadas, sim tem ecchi em alguns momentos, mas a base dele é tão bem formada que não me incomodou e eu entendi bem porque ele estava ali. Um exemplo é você ver o design da Artemis, que sem nenhum conhecimento você pode achar que é puro fanservice o modo como ela é e se veste, mas assistindo apenas o primeiro episódio você entende que ela é uma succubus e bem ela tem que ser assim para fazer o seu trabalho. Eu gostei, foi um anime divertido e que muita gente acabou pulando por achismos ou preconceitos.


durarara tenDurarara!!x2 Shou / Ten

Gênero: Ação, Mistério
Número de Episódios: 24
Estúdio: Studio Shuka
Baseado em Light Novel

Estou juntando aqui as duas temporadas de Durarara em uma, por isso não venham comentar que o nome/número de episódios está errado! Bom a segunda temporada de Durarara é meio complicada na minha opinião, eu amo muito boa parte de primeira temporada e para mim a história vai ficando bem qualquer coisa depois de um pouco mais da metade. Ikebukuro ainda pode ter seus problemas, mas é tão bom matar as saudades desse lugar e de seus habitantes completamente malucos. Alguns personagens novos foram adicionados, muitos não tão interessantes e outros que ainda vão render muito, novas histórias e ramificações de plots que ficam cada vez mais insanas. Isso é Durarara, seja bem vindo de volta!


PRIMAVERA

A primavera é quando realmente temos uma variedade maior de animes que valem a pena acompanhar e que englobam a maioria dos gostos. só que dessa vez ela foi um pouco abaixo dos anos anteriores e isso não quer dizer que não temos algumas coisas interessantes.


Sidonia no KishiSidonia no Kishi: Daikyuu Wakusei Seneki

Gênero: Ação, Mecha, Sci-fi
Número de Episódios: 12
Estúdio: Polygon Pictures
Baseado em Mangá

Um ano depois de uma ótima estreia, Sidonia no Kishi volta para nos mostrar mais cenas de ações maravilhosas e aquela sensação que aquele personagem que você gosta pode morrer a qualquer momento. O anime não é perfeito, os seus defeitos vão de problemas na péssima animação em CGI até personagens novos dispensáveis, mas ainda é uma história emocionante de assistir e apreciar. Lembrando que as duas temporadas estão disponíveis no Netflix dubladas e a adaptação brasileira ficou realmente boa e bem feita.


fate stay animeFate/stay night: Unlimited Blade Works (TV) 2nd Season

Gênero: Ação, Fantasia
Número de Episódios: 12
Estúdio: Ufotable
Baseado em Visual Novel

A segunda temporada finalmente finaliza mais uma guerra do santo graal e explica todas ou quase todas as pontas soltas da primeira metade de Unlimited Blade Works. Não morro de amores por essa saga, prefiro muito mais o Fate Zero, mas ainda é de se bater palmas a qualidade de animação que a Ufotable foi capaz de colocar em uma série semanal e os maiores problemas dessa parte são mais culpa do protagonista do que deles. Será que ainda vamos ver uma nova série retratando a rota que sobrou?


ore monogatariOre Monogatari

Gênero: Comédia, Romance
Número de Episódios: 24
Estúdio: Madhouse
Baseado em Mangá

Bom eu duvido que alguém aqui não tenha ouvido nada sobre Ore Monogatari, mas vamos fingir que eu estou escrevendo para pessoas de 2020. Esse foi um anime que eu fiquei o tempo todo me perguntando como ninguém pensou naquilo antes, é uma ideia excelente e de certa forma muito simples.  A autora fez um ótimo trabalho com o trio principal para torna-los muito carismáticos, isso faz com que o espectador torça pela felicidade de pelo menos um dos três e motiva a continuar assistindo até o final.


Arslan SenkiArslan Senki

Gênero: Ação, Aventura, Drama, Fantasia
Número de Episódios: 25
Estúdio: Liden Films
Baseado em Mangá

Uma anime que conta a história de uma jornada de um príncipe em busca do reino que ele perdeu após uma traição e com o traço da autora de FMA, era apenas isso que eu conhecia de Arslan Senki e bem é basicamente isso. Ele é cheio de altos e baixos, tanto na animação quanto na história, mas ainda assim eu acabei gostando e não me arrependi nem um pouco de acompanhar todos os episódios. É uma ótima alternativa para os que curtem histórias de ação e aventura com tema medieval.


Kekkai sensenKekkai Sensen

Gênero: Ação, Aventura
Número de Episódios: 12
Estúdio: Bones
Baseado em Mangá

Sou suspeito pra falar. Tudo que o Bones toca, fica bom. Kekkai Sensen era daqueles animes que ninguém esperava e… BOOM! Uma explosão de ação, aventura, suspense, uma trilha sonora fantástica, elementos linguísticos dos mais variados e personagens totalmente cativantes. Apesar do problema com o episódio final – que só foi exibido muito tempo depois – Kekkai Sensen entra fácil numa lista de melhores do ano. Muito difícil alguém que não acompanhou o anime discordar disso. Mais uma vez o autor de Trigun prova que sabe fazer uma série de qualidade, e que seu sucesso com Vash The Stampede não foi uma mera coincidência.

Luk

Luk

Eu juro que gosto de animes, apesar de todo o meu haterismo.

Related Post

  • KuroroWalker

    a rota de Fate Stay Night que sobrou, Heaven’s Feel, será a rota do filme de fate que sai esse ano.

    • Luk

      Do filme eu sai 😉 Eu estava falando de série, série mesmo.

      • Não duvido da capacidade da Ufotable em fazer dar certo o filme de Heaven’s Feel, mas a história é tão complexa que merecia uma série. Não é a toa que a adaptação em mangá da rota é só ela.

  • Gostei da lista! Só achei que faltou Hibike! Euphonium, mas sou suspeito por ser músico rs

  • Bem, eu gostei d alista, mas na minha eu colocaria algumas menções honrosas:
    Yamada-kun to Nananin no Majo: Embora fosse uma correria em relação ao mangá, no fim foi até que um anime divertido e gostoso de assistir.
    DanMachi: MAIOR SURPRESA DA TEMPORADA DE ABRIL. UM ANIME QUE TINHA TUDO PRA CAIR NO ESQUECIMENTO COMO SÓ “MAIS UM ANIME ECCHI E HARÉM BASEADO EM LIGHT NOVEL, AO MELHOR ESTILO SAO”. O ANIME É INCRÍVEL, OS PERSONAGENS SÃO ÓTIMOS, O PROBLEMA É QUE 12 EPISÓDIOS FORAM POUCOS PARA DESENVOLVER AQUELE MUNDO. AINDA SIM, PODE NÃO SER O MELHOR DO ANO, MAS QUE FOI MUITO MELHOR QUE MUITOS LIXOS QUE SAÍRAM, ISSO NÃO DEVEMOS NEGAR! E HESTIA E AIZ ESTARÃO SEMPRE NO MEU CORAÇÃO. <3

    • Outras menções honrosas são:
      Shokugeki no Souma: Foi um bom anime, mas infelizmente, o anime se focou mais no ecchi, e acabou que pareceu só mais um mangá ecchi de comédia e harém. O mangá é melhor, claro, mas o anime não foi ruim.
      Owari no Seraph: Só coloco a menção aqui por uma razão, que será explicada na segunda parte deste post. MAS é o seguinte: O primeiro cour foi HORRÍVEL, parecia uma mistura de Shingeki no Kyojin com Ao no Exorcist, parecia só mais um shonen de porrada e olhe lá! COm péssima animação e um protagonista que conseguiu ser mais bosta que o Eren. Owari decepcionou feio. MAS, é por conta do segundo cour que talvez seja válido citá-lo, mas direi isso apenas no segundo post.

  • AGora, vou comentar dos animes desta lista, começando pela Temporada de Inverno:
    Death Parade: Um ÓTIMO anime, mas realmente 12 episódios foram poucos. Mas só o fato dele criar um debate, ah, não tem como não adorar animes assim.
    Junketsu no Maria: Não assisti.
    Durarara x2: O primeiro cour foi meio fraquinho, mas a partir do segundo, as coisas ficaram bem interessantes. Foi bom ver Shizuo, Izaya, Celty, Shinra e outros personagens de volta, pra mim não tem anime igual a esse.
    Yoru no Yatterman: Não assisti.
    Assassination Classroom: Achei que o anime em relação ao mangá ainda estava fraquinho, mas foi melhor que o OVA. Adorei a dublagem do Koro-sensei, e a comédia é muito boa. E a segunda temporada promete!

    • Segunda parte dos meus comentários sobre os animes da lista:
      Sindonia no Kishi: Acho que esse anime poderia ter sido melhor, mas ele conseguiu quebrar o preconceito com o seu estilo de animação. A dublagem brasileira é ótima, e a história também, vale a pena ver, ainda mais DUBLADO, no Netflix. Se você tem Netflix, não perca tempo e VÁ LOGO ASSISTIR!
      Ore Monogatari: Um anime genial, que consegue manter todo seu encanto e beleza sem se perder. Vamos ser sinceros: Depois do Haruyuki e deste anime, QUERO VER SE ALGUÉM AINDA TERÁ PRECONCEITO COM O VISUAL DO PROTAGONISTA! NEM TODO PROTAGONISTA PRECISA TER PINTA DE GALÃ COMO O KIRITO, E O TAKEO PROVOU ISSO, NÃO TEVE UM PROTAGONISTA TÃO BOM NESTA TEMPORADA COMO ELE! E SUNA COM CERTEZA FOI O MELHOR PERSONAGEM DE TODO O ANIME! SUKI DAAA!!!
      Fate/Stay Night UBW: Muito melhor que a primeira temporada. Um anime excelente, uma ótima adaptação que o ufotable fez, superando o anime de 2006. Ah, e destaque para a música de abertura, uma das melhores do ano.
      Kekkai Sensen: Só vi o último episódios esses dias. Confesso que no início, por causa de ele ter começado meio confuso, fiquei meio que com um pé atrás, mas com o decorrer dos episódios, vi que o que tinha na minha frente era um anime ÉPICO. Gostei pra caramba da Mary, uma pena ela ser filler. Aliás, mesmo com filler, o anime foi bom.
      Arslan Senki: Deixei esse por último por motivos óbvios: MELHOR ANIME DA TEMPORADA. Posso parecer suspeito, afinal, sou fã da Arakawa, e fui assistir esse anime apenas por ter o traço dela. Não sei se é porque o autor é um gênio ou se tudo que a Arakawa toca vira ouro, mas esse anime me prendeu muito a atenção, não só pela ação, mas também pelo enredo, que tratava de temas como Escravidão, Guerras e Intolerância Religiosa (sendo este último muito atual). Um anime que mistura política e ação e romance, com personagens incríeis, não tem como negar: Mais uma vez, Arakawa nos apresentando algo épico! Ah, e só para encerrar, deixarei aqui uma das frases mais marcantes de todo o anime:
      “A Justiça é como as estrelas: Existem milhares delas, e o brilho de uma pode ofuscar o brilho de outra…” – Narsus.

  • crono

    Kekkai 100/100

  • Pingback: Eu Recomendo Especial – Os melhores de 2015: Verão e Outono | ChuNan! - Chuva de Nanquim()