Divulgados os vencedores do 40º Prêmio Anual Kodansha

Notícias-Prêmio Anual KodanshaVencedores-Header

Editora divulga os vencedores do tradicional prêmio.

A editora Kodansha anunciou os títulos vencedores da 40ª edição do seu Prêmio Anual. Os indicados foram divulgados no começo de abril.

Os prêmios para cada um dos autores vencedores incluem um certificado, estatueta de bronze e 1.000.000 de Ienes (aproximadamente R$ 32.000,00).

Participaram da comissão de seleção os autores Ken Akamatsu, Tochi Ueyama, Oh! great, Atsushi Kase, Miyuki Kobayashi, Yuuji Moritaka e Kazumi Yamashita.

No ano passado, os vencedores foram Nanatsu no Taizai, de Nakaba Suzuki, e Yowamushi Pedal, de Wataru Watanabe, na categoria de Melhor Mangá Shounen. O vencedor do Melhor Mangá Shoujo foi Nigeru wa Haji da ga Yaku ni Tatsu, de Tsunami Umino. O Melhor Mangá Geral foi de Knights of Sidonia, de Tsutomu Nihei.

Os vencedores foram:

MELHOR MANGÁ SHOUNEN

DAYS 01

DAYS
Autor: Tsuyoshi Yasuda
Revista: Shuukan Shounen Magazine
Editora: Kodansha

Dois garotos se encontraram em uma noite de tempestade: Tsukushi, um menino sem características especiais, e Jin, um gênio do futebol. Naquela noite, Jin arrasta Tsukushi para o mundo do futebol do ensino médio.

Concorreram na categoria: Boku no Hero Academia, DAYS, Noragami e Owari no Seraph.


MELHOR MANGÁ SHOUJO

Watashi ga Motete Dousunda 01

WATASHI GA MOTETE DOUSUNDA
Autora: Junko
Revista: Bessatsu Friend
Editora: Kodansha

Kae Serinuma é o que pode se chamar de fujoshi. Quando ela vê meninos convivendo uns com os outros ela gosta de entrar em fantasias selvagens! Um dia, seu personagem favorito de anime morre e o choque faz com que ela perca muito peso. Em seguida, quatro garotos da escola a convidam para sair, mas isso não é excitante para ela – ela preferiria vê-los uns com os outros!

Concorreram na categoria: Hatsukoi Monster, Kurosaki-kun no Iinari ni Nante Naranai, Nijiro Days, Sukittee Ii na Yo. e Watashi Ga Motete Dousunda.


MELHOR MANGÁ GERAL

Kounodori 01

KOUNODORI
Autor: Yuu Suzunoki
Revista: Morning
Editora: Kodansha

O obstetra Sakura Kounodori também é um músico de jazz. No Japão, o parto não é considerado uma doença, e assim o seguro não cobre o parto normal. Cuidados obstétricos não significam uma lesão ou doença para ser curado. Um obstetra não é necessário para um parto normal, mas se algo acontecer ele se torna necessário.

Concorreram na categoria: Ajin, Boku Dake Ga Inai Machi, Golden Kamui, Kounoudori e Tokyo Tarareba Musume.

Asevedo

Designer de formação, atualmente sou Assistente editorial da Panini Mangá. Acumulo mangás e HQ's, que espero conseguir ler um dia. Assisto animes de vez em nunca.

Related Post

  • Interessante… DAYS ganhando do todo “queridinho, oh my josh!” Boku no Hero, e um mangá que parece ter nada demais ganhando de Golden Kamui… Bem interessante mesmo.
    Ah sim, pela premissa, Watashi ga Motete Dousunda deve ser bem engraçado. =)

  • kingfrog

    Esse kounodori me parece interessante.Days é bem legal mesmo pensei que não iria ganhar de Boku no hero academia

  • binho

    Todos títulos da kodansha, coincidência ou destino?

    • Não pode ter sido apenas mérito??

      • binho

        Achei apenas suspeito. Mas não descarto mérito, não. Relaxa, só quis plantar a discórdia.

      • Huahuahuahua, este povo q

      • Huahuahuahua, este povo que gosta de polêmica… kkkkk

    • Micael Okamura

      Pensando bem no que o binho disse, é verdade… Bom, no passado a maioria era da Shueisha, mas hoje em dia os melhores mangás, olha só, tem vindo justamente da Kodansha. Aliá,s grandes sucessos nesses últimos anos brotaram lá: Fairy Tail, Shingeki no Kyojin, Nanatsu no Taizai, Shigatsu wa Kimi no Uso, Hōzuki no Reitetsu, Noragami, Ajin, Sidonia no Kishi, Ace of Diamond… Olha quantos, e é engraçado, alguns anos atrás a maioria dos sucessos vinham mais da Shueisha, hoje eu vi poucos sendo de lá, só lembro apenas de Assassination, OPM e Aoharaido, da Shueisha, só esses três (nem Shokugeki vendeu bem). Até me arrisco a dizer que daqui à 20 anos os sucessos brotarão na Shogakukan. :v
      P.S.: Esse comentário não é pra causar polêmica, é uma reflexão apenas. Se quiserem dar opinião, podem dar, mas sem xingar.

      • binho

        Uma reflexão interessante. Meu comentário era apenas irônico e polêmico, me apeguei apenas ao simples direto, mas agora que você pôs nessas palavras, talvez os sucessos deles estejam realmente crescendo a ponto de rivalizar com a Shueisha. Se você notar, até os títulos no Brasil cresceram de forma assustadora esse ano: pense apenas em Sidonia, Ajin e Noragami. São sucessos muito esperados pelo público.

    • tiago

      Se você soubesse ler, iria perceber o título: 40º Prêmio Anual Kodansha

      Portanto, todos os mangás do concurso são de títulos da própria editora. Assim como todas as grandes editoras fazem.

      • binho

        Se você soubesse de alguma coisa, saberia que obras de outras editoras também competiram, como anunciado aqui mesmo tempos atrás. :3
        Faça o seguinte, antes de comentar de forma tão precipitada e hostil na postagem alheia, verifique se não estará falando inverdades.

      • Não, os concorrentes são de diversas editoras.

      • @binho, parabéns pela resposta, acho que você foi até bastante polido e educado diante da merda gigantescamente absurda que foi falada…

      • Micael Okamura

        tiago, outras editoras também competem, sabia?

  • Dousunda revela muito dos novos critérios ou focos de interesse das editoras para o público-alvo. Uma “fujoshi” (não acho legal usar essa palavra) que assume sua sexualidade e fetiches para com os garotos, isso é interessante! A protagonista é mais humana e representa metade das meninas com quem eu falo.
    Claro que temos a extrapolação de personalidade pra gerar umas piadas recorrentes e se não houver personagens que acreditam piamente que o quê fazem não é ridículo, não haverá comédia, mas vocês entenderam.