Especial – 720 episódios depois, eu digo: “Obrigado, Naruto.”

Acabou.

E assim se passam 720 episódios. Parece que foi ontem.

Eu sempre fui um grande fã de Naruto. Daqueles que acompanhou o mangá semanalmente até o fim, vendo as discussões nas redes sociais, fóruns e conhecendo mais e mais fãs dessa cultura maluca. Até que um dia o mangá acabou. E um grande vazio veio dentro de mim, porque eu realmente senti que uma parte de mim iria naquele dia.

O que muitos talvez não saibam é que na verdade eu conheci Naruto pelo anime. Naqueles DVDs piratas (desculpa, sociedade) que tinham apenas 3 episódios em cada disco. Um amigo do colégio me emprestou e…

…eu simplesmente viciei naquilo com meus 14~15 anos! Dali fui atrás do mangá, mas nesse tempo maratonei vários e vários episódios. E sempre na espera de sair um “novo DVD” com continuações da série, já que naquele tempo internet era um luxo. Aliás, quando coloquei internet em casa foi justamente na época da estreia deste que acaba hoje (23): Naruto Shippuuden. Eu juro para vocês que metade das pessoas que eu conversava na escola ou no MSN falavam “você sabe que hoje começa o arco do Naruto grande, né?”. Era o centro das atenções. Durante semanas eu acordava as 6 da manhã pra ver se já tinha episódio novo disponível. Foi um vício.

O tempo passou, as coisas foram ficando mais apertadas e com isso a quantidade de animes que fui vendo diminuiu. Acabei dropando Naruto e assistindo ocasionalmente algumas cenas que queria ver depois de ter lido o mangá. Mas o anime sempre guardou um espaço em meu coração. Naruto marcou uma geração. Não há nada que tenha surgido depois dessa série que tenha feito o mesmo nível de sucesso e importância que Naruto tem. Bleach? One Piece? Ataque dos Titãs? Nada. Naruto sempre foi over. E vai continuar sendo por anos, porque esse “legado” não vai acabar com esse anime. Seja pelos fillers enormes, pelas lutas fantásticas (a luta do Gaara contra Lee ainda é a melhor coisa dessa série no geral), pela trilha sonora, pelas aberturas e pelos encerramentos. Aliás, é muito interessante como essas acabaram sempre passando em algum momento realmente diferente da minha vida.

Primeiro foi o mangá, agora sua adaptação animada. Naruto se vai deixando lacunas nas vidas de pessoas que acompanharam essa série por quase 15 anos. Não é pouco tempo, não é pra qualquer um. É um feito invejável. E esse post pode até estar sentimental demais, você pode até estar rindo das minhas palavras, mas eu sei que você aí que acompanhou as aventuras desse moleque loiro encapetado entende tudo que eu estou dizendo. Brincamos que o Naruto é nossa inspiração para decisões da vida, mas poucos personagens conseguiram crescer ao lado de pessoas como foi com esse. Veja bem, eu amo Dragon Ball, Yu Yu, Pokémon e tudo isso que fez a minha infância, mas foi uma das poucas sensações que tive ao ver um protagonista crescer (literalmente) física e mentalmente.

Hoje vocês verão muitos posts exaltando Naruto nas redes sociais, nos portais, nos grandes sites. Talvez muito melhores do que este que vos escreve. Mas garanto que esse texto simplesmente escorregou pelas minhas mãos. Assim, puft. Parei pra pensar em como o final desta série me deixou pra baixo, mesmo sabendo que na próxima semana já tem o Boruto aí pra escrever sua história – e quem sabe, fazer algo parecido com uma nova geração. Quem sabe.

Eu não sei explicar e nem definir para vocês todo o carinho que tenho com essa série. Eu não sei explicar esse amor, essa sensação de amizade que já havia descrito antes em relação ao mangá. Essa proximidade com a obra, a sensação de ter feito verdadeiros amigos dentro de uma série 2D! Que loucura, caras! Isso é praticamente impossível de se pensar. Mas pra mim não é. Pra mim Naruto estará sempre guardado em um espaço especial em meu coração, de forma realmente sincera e honesta. E eu não estou entrando em méritos por ser bom ou ruim, pelo amor, né? Estou aqui falando do lado humano da coisa, que não me deixa mentir em relação a esse sentimento tão doido que tenho por essa franquia. É anormal.

Me sinto um cara de sorte em poder viver tudo isso, em compartilhar esses sentimentos e expressar isso em palavras no Chuva de Nanquim. Em poder trabalhar com o mangá, em viver profissionalmente falando de tudo isso. Esse site existe muito graças à esse carinha que se despede de nós hoje. Obrigado por ter nos entregue uma companhia ao longo de todos estes ano, Kishimoto, Pierrot e todos os envolvidos nesta produção.

Com certeza, este dia ficará em nossas mentes. Tô certo. Dattebayo!

Quer encerramento melhor pra terminar essa história?

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Carla Barth

    Estamos juntos nessa! :'(

  • :'( Quero tudo outra vez!! haha

  • Paulo Neli

    É uma pena esse anime tão bom acabar.torço para ki u próximo anime boruto seja pelo menos perto do ki foi Naruto,ótimo desempenho ki vai deixar muitas saudades.assisto todos episódios,gosto tanto ki peguei u apelido de Naruto pelos meus amigos!!!

  • Núbia Patrícia

    Aquele obra que ficará registrada em nossos corações pra sempre. Tio Kishimoto, simplesmente obrigada! ❤

  • Klatusto

    Eu ainda me lembro da primeira vez em que assisti Naruto, era natal e mudando de canal, eu me deparei com ele passando no Cartoon Network. Tinha acabado de chegar no Brasil. Era o episodio da primeira etapa da prova chunnin. Eu lembro que não dei muita importância, mas assisti tudo e achei legal. Mais ou menos um ano depois, Naruto já era uma febre em tudo que é lugar. Todo mundo só falava sobre isso. Na escola, as pessoas brincavam com aquelas cartinhas que vendia na banca de jornal. Só de lembrar dessas coisas, já bate uma nostalgia muito forte.
    Naruto não é e nunca foi o meu anime favorito, ele nem é o melhor anime do mundo, mas ele marcou praticamente todo mundo que foi criança nos anos 2000. Eu tenho certeza que nunca vou esquecer Naruto e todos os bons momentos que ele me proporcionou.

  • MARCOS RODRIGO DA SILVA VEIGA

    Pra mim o melhor anime que já vi

  • Lu

    “a luta do Gaara contra Lee ainda é a melhor coisa dessa série no geral”
    Lembro que na época que finalizei o mangá entrei numa bad, e agora, nem se fala. Naruto marcou uma geração e fico feliz por ter feito parte dela. Admito que pausei o anime e quando voltar a vê-lo para finalizá-lo vou pular os fillers porque sempre fazemos isso né?! Mas Naruto marcou uma época da minha vida e jamais esquecerei os surtos semanais e a relação de amor e ódio no twitter com o Kishimoto, quando ela fazia algo que eu não gostava, era cada grito que eu dava com ele. KKK’
    O fim de uma era. E que saudades…

  • Azu

    Naruto pode ter acabado, mas vai continuar eternamente em nossos corações! <3

  • Weninsgton C Santos

    Já assistir esse anime do começo ao fim umas 3 vezes e sempre é a msm coisa, como se eu tivesse vendo pela primeira vez… Datebayo.

  • dbatta

    Excelente Materia!
    Tempos de não voltam mais.

    Dattebayo!

  • takashi

    apesar da última saga do mangá ser horrível, Naruto é um ótimo mangá

  • Palo fernando

    Amo naruto. Tenho todos os episodios e um grande anime nao e so um anime mais uma lição de vida onde o pai usou seu filho pra salvar sua aldeia e no futuro e era odiado por carregar uma raposa que no fim se tornou hokague da aldeia naruto top o mais top

  • Naruto marcou minha adolescência assim como Bleach (que sempre foi preferido). É uma sensação estranha porque percebemos que o tempo nunca vai parar. Hoje com certeza eu diria pra vocês que esses shounens não tem de fato qualidade (gosto pessoal =/= qualidade) mas que sim marcou uma geração. Naruto, Bleach, CDZ, entre outros, vão deixando um vazio e vão estar guardados em nossos corações.

  • Leticia

    Pois é… passar metade da sua vida crescendo juntamente com um personagem como Naruto.. não é par qualquer um… Essa obra foi um divisor de águas para os fãs de animes e mangás.. sorrimos e choramos junto..é estranho pensar que depois de tanto tempo não teremos mais nosso encontro semanal. Expectativa para Boruto? Nem tanto.. Entendo perfeitamente teu comentário Dih, suas palavras com certeza expressam muito bem a opinião de muitos fãs.. s2

  • Caralho, rolou até suor masculino nos olhos aqui.
    Um anime que realmente me marcou, apesar de seus tropeços. Naruto me introduziu ao mundo otaku. E hoje, em lágrimas, me despeço deste amigo.
    #OBRIGADONARUTO

  • Gostava muito de tudo na primeira fase. Mas Shippuuden? Desculpa, dispenso. Com todo o respeito. Depois de darem um jeito na Akatsuki, tudo ficou muito complicado pra mim.

  • Better Call harvey

    Naruto foi legal, tirando a melação com o Sasuke (personagem lixo) e os fillers intermináveis e desnecessários que poderiam ter explorado coisas muito mais interessantes.

    Realmente marcou época no Brasil.

    Agora só digo uma coisa. One Piece muito melhor!!! 20 anos de publicação e faz sucesso com folga. E tá vendendo muito bem aqui no Brasil desde que a panini retomou o mangá em 2012

    • Clayton Fontes de Lima

      Entendo que você tenha ficado magoado com a publicação, por ser fã de One Piece! Mas não se preocupe, cara. Ele não estava falando de sucesso mundial, mas sim, nacional! Todo mundo sabe que One Piece é imbatível no sucesso mundial!

      Mas se formos falar daqui do Brasil, existem outros mangás de maior sucesso, sim! Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco e Naruto fizeram bem mais sucesso do que One Piece no país!

      E é claro que One Piece está vendendo bem, é um mangá muito famoso! Mas como não temos dados oficiais, não podemos criar um ranking em si.

      Eu chutaria que o mangá mais vendido atualmente seja One Punch Men ou Tokyo Ghoul. Mas sem dados oficiais é impossível afirmar isso!

      E sinceramente, acho que as editoras não divulgam por vergonha, isso sim! Creio que as vendas nacionais sejam MUITO inferiores às vendas internacionais! E como não temos um sistema responsabilizado por fazer uma contagem das vendas de mangás, nunca teremos dados oficiais! :/

      • Carlos

        Não te pude responder lá embaixo e te respondi aqui. Você foi o primeiro fanboy de Naruto que é coerente com o que diz (mesmo considerando que não se ensina valores na obra). Meus parabéns sinceros!

  • Clayton Fontes de Lima

    Ontem foi lançado o episódio final de Naruto Shippuuden! Sim, o anime dessa geração acabou de vez, após quase 15 anos de animação! E estou aqui para prestar uma homenagem à obra. Antes de começar, quero dizer que não estou 100% triste com o final. Isso porque também estou feliz e ansioso pelo anime da nova geração. Não importa o quanto critiquem, para mim, Boruto virá para preencher a falta que Naruto fará. Então, isso serve de consolo para mim! :’)

    Sendo bem sincero, não me lembro quando exatamente me tornei fã da obra. Acho que por volta dos 12, 13 anos, por aí. Hoje tenho 21, então acompanho por volta de 8, 9 anos. Eu conheci o anime pelo Cartoon Network. Na época, eu não tinha gostado nenhum pouco. Mas só tinha visto algumas cenas alternadas vez ou outra. E nunca acreditei que fosse gostar, pois eu odiava desenhos japoneses na época. Achava muito infantil! Os traços, as cores vivas, os personagens em si, tudo me incomodava. Sempre preferi desenhos estadunidenses, por terem um ar mais sério e frio, tipo X-Men e Liga da Justiça.

    O único anime que até então eu tinha gostado era Dragon Ball, mas ficou só na infância. Conforme cresci, perdi o gosto e abandonei. No caso de Naruto, assim que começava eu trocava de canal! Jamais pensei na possibilidade de me tornar fã. Até que um dia o SBT comprou os direitos de exibição de Naruto. Certa vez, por não ter nada “melhor” pra ver, acabei assistindo Naruto! Era o primeiro episódio da primeira fase do Exame Chunnin.

    E cara, eu me APAIXONEI! Não conseguia explicar como um episódio que não tinha luta nenhuma, só conversa, pôde me encantar tanto. Já estava ansioso para assistir o segundo episódio, da décima questão. E quando assisti, fiquei mais encantado ainda. Dali em diante, acompanhei fielmente. Floresta da Morte, Naruto vs Kiba, tanta coisa que me deixava alucinado com aquilo. Até que, com o surgimento de Jiraiya, o anime voltou para o primeiro episódio, e pude acompanhar tudo desde o início! Me tornei verdadeiramente fã do anime. Com tantas reprises, passei a comprar DVDs piratas e assistia direto. Tipo, eu separava sábado e domingo para assistir o anime dia, tarde e noite, sem parar! Na escola, Naruto triunfava nas conversas! Tinha virado febre.

    Com o passar do tempo, abandonei os DVDs piratas e passei a acompanhar pela internet. Até que um dia comecei a ler os mangás. Na época, faltava alguns capítulos pra guerra começar! A cada dia que passava eu me tornava mais fã! Até que o mangá acabou… E foi uma tristeza tão grande! A verdade é que eu queria que o mangá continuasse até hoje. Não importa o quanto as pessoas diziam que tinha que acabar, que não podia estender mais… Como fã, eu não queria que acabasse de jeito nenhum! Mas a triste realidade chegou, e eu tive que aceitar.

    Planejei colecionar os mangás. Mas como não era possível encontrar os primeiros volumes, mandei um e-mail IMPLORANDO, SUPLICANDO para a Panini relançar os primeiros volumes! Ela respondeu, dizendo que não tinha previsões. Pouco tempo depois, ela anunciou Naruto Gold! E pode ser viagem minha, mas não sei por que, tive a impressão de que o meu e-mail influenciou na decisão da editora. Talvez a pessoa que leu tenha mostrado o meu e-mail para explicar a importância de lançar uma nova edição? Oo OK, pare de sonhar! :v

    Enfim, o fato é que hoje continuo sendo fã de carteirinha da obra! É, sem dúvidas, meu anime/mangá favorito! Já discuti muito com haters no passado. Hoje, nem tanto, só uma vez ou outra. Mas tomei a decisão de bloquear todos os haters de Naruto que eu ver pelo Facebook, para evitar discussões desnecessárias! A gente fica tantas horas tretando, que chega um momento em que nos cansamos disso! Antes, faltava pouco quebrar meu teclado enviando textões para os haters. Hoje, eu tento simplesmente ignorar, mas às vezes não consigo. Então, para evitar perder tempo com debates, estou simplesmente bloqueando os haters! E confesso que até hoje não entendo porque Naruto é tão odiado! Sinceramente, fico magoado com o fato das pessoas destilarem tanto ódio por ele. E não me envergonho disso, pois sou fã. E fãs são assim mesmo, ficam magoados ao verem sua obra preferida ser alvo de tanto haterismo.

    Hoje, coleciono os mangás, Naruto Gold. E sempre estou contribuindo com os materiais oficiais da obra lançados no Brasil. Mangás, databooks, fanbooks, spin-off, álbum de figurinhas, etc. Tudo o que for oficial eu estou comprando! O que eu puder fazer para contribuir com o sucesso da franquia no país, irei fazer. E só não compro os DVDs da PlayArte por causa de fatos que me desanimaram, como o Clássico não ter sido lançado por completo, por exemplo!

    Enfim, contei minha história com a franquia no sentido biográfico! Agora, falarei mais do meu sentimento pela história em si! :’)

    Sempre fui apaixonado pelo Naruto desde que o conheci! Sasuke? Sempre detestei o personagem, por ser metido e egocêntrico! No Shippuuden, já o odiava completamente! Só passei a gostar do Sasuke a partir do capítulo 698, e mesmo assim, não cheguei a me tornar fã! Hoje gosto dele na mesma proporção em que gosto do Kiba. Afinal, ninguém se torna fã de um personagem que odiava da noite para o dia. E Sakura? No começo, ela era invisível pra mim. Mas aprendi a gostar dela com o passar do tempo. Meu personagem preferido é o Naruto, seguido do Nagato, por serem os que mais me comoveram com suas histórias, e os que mais me fizeram refletir sobre suas ideologias!

    Mas sabem o que mais me encantou em toda a obra?

    Foram as virtudes e valores ensinados! Eu sempre valorizo muito isso! Com Naruto aprendi a importância dos amigos. Acredite, antes de conhecer o anime, eu não dava muita importância para amizades. Depois que o conheci, tudo mudou. Hoje sou muito apegado aos meus amigos. Aprendi que enquanto nós, muitas vezes, não sabemos valorizar nossas famílias, os órfãos fariam de tudo para terem uma. Sim, pode parecer algo óbvio! Mas eu só parei para refletir sobre isso e outras coisas ao assistir o anime. Aprendi que não temos um destino que determinará nosso futuro, mas, sim, que nossas ESCOLHAS determinarão o nosso futuro! Naruto ensinou que destino não existe e, caso exista, pode-se lutar contra ele. Por causa da profecia de Gamamaru, alguns consideraram isso contraditório, sem ser. Não foi o destino que determinou que o Naruto seria o salvador do mundo, foram suas ESCOLHAS e o caminho que ele seguiu que determinou esse futuro glorioso! A profecia existiu não para OBRIGAR o Naruto a se tornar um salvador, mas, sim, para revelar antecipadamente que ele se tornaria um salvador por consequência de suas escolhas! O “destino” de salvador foi FRUTO do caminho que o Naruto ESCOLHEU trilhar! Em outras palavras, somos nós que fazemos nosso destino, pois o futuro é consequência de nossas próprias escolhas!

    Aprendi sobre o valor do perdão! Naruto perdoou ao Obito, Nagato, Kyuubi, Gaara, Neji, Zabuza, entre outros, mesmo depois de tudo o que fizeram! Sasuke foi um dos maiores exemplos de perdão que tivemos na história! Um personagem que errou tanto, mas no fim foi perdoado! Aprendi que nunca seremos capazes de compreender nosso próximo se não passarmos pela mesma dor! Claro que não concordo sobre buscar a paz através da dor, mas existe um pouco de sentido na ideologia do Nagato! Como podemos entender a dor de uma pessoa cega, por exemplo, se não sentirmos isso na pele? Como podemos entender a dor de um órfão se nossos pais estão vivos? Mas quando passamos pela mesma dor, sentimos isso na pele, compreendemos melhor nosso próximo!

    Aprendi o valor da bondade e benevolência, ainda que seja com aqueles que não merecem! Naruto mostrou isso na prática. Sua relação com o Obito foi exemplo disso! Aprendi a importância de criarmos laços e companheiros em nossa caminhada. Pois quando caímos sozinho, será difícil se levantar sem ajuda de companheiros. Mas quando caminhamos juntos, eles estarão lá para nos reerguer. E quando esses amigos se unem por nós, a esperança pode tomar forma física e ficar visível! Lembram do simbolismo que o autor fez quando Naruto usou o Rasenshuriken e este iluminou a escuridão da guerra? :’)

    Enfim, vou parar por aqui, porque se eu for falar de todas as virtudes que Naruto ensina, não vou acabar tão cedo!

    Ontem, ele chegou ao final! Mas estará sempre vivo no coração dos verdadeiros fãs! Naruto e todos os seus ensinamentos, sua superação de vida, mas também sua dor, sua tristeza, sua solidão, sempre estarão conosco para nos lembrar que elas existem para serem superadas!

    E agora, damos as boas vindas ao seu filho, Boruto! Ficarei feliz se Boruto conseguir passar pelo menos metade dos valores que Naruto ensinou!

    Kishimoto, você criou uma OBRA PRIMA, que infelizmente, não é valorizada como deveria, pois poucos conseguem enxergar a verdadeira essência que há em Naruto!

    Mas saiba que estamos aqui, e o amor dos fãs é capaz de suportar todo e qualquer ódio que venham a destilar contra sua criação!

    Parabéns por sua genialidade! :’)

    • Carlos

      Engraçado esses fanboys. Se alguém não gosta da obra, não a “valoriza”, não existe a possibilidade de haverem problemas, não, é recalque, é ódio, é que a pessoa não compreendeu (como diziam os fanboys de um certo filme de 2016 “Um filme grande para mentes pequenas”). Mais engraçado ainda são os fanboy que não aceitam comentários críticos (generalizam quem faz uma critica com que destila ódio) e não aceitam que não gostou da obra, e ainda fazem textão falando dos “valores” que aprendeu na obra . Não difere muito do cara que vai na missa de domingo e no resto da semana é um escrotão.
      Pior ainda é esse papo de que Naruto ensina valores. Uma hipocrisia isso sim. E desculpe, mas no momento em que ele foi descoberto em que ele era o predestinado, todo o papo de “você faz o seu destino” foi pro vinagre.
      Seu texto é o melhor exemplo do fanboy de naruto. Só não digo que foi pior, porque não disse que “o Clichemoto é tão f*da, que todos os erros do mangá foram minimamente calculados, o que não os torna erros”.

      • Clayton Fontes de Lima

        Agradeço por ter se importado em me responder! Mas como eu disse no meu comentário, não tenho mais paciência para ficar discutindo horas e horas como eu fazia no passado! Essa fase já passou! Hoje, prefiro apenas ignorar e ficar na paz!

        Então, me perdoe por não te dar uma resposta mais adequada, mas prefiro encerrar aqui, para evitar uma discussão desnecessária que com certeza pode durar horas!

        Mas ainda assim, agradeço por ter respondido! 🙂

  • Romário Luiz

    Naruto é o meu anime preferido!

    Eu chorei tanto com o final dele! :'( :'( :'(

    Não queria que acabasse!

    Já chorei com o final do mangá… E agora o anime também! :'(

    Estou tão triste… :'( :'( :'(

  • Cardosão

    É Carlota, sai dessa e vai ver um Naruto filha, garanto que o mal humor vai passar. 😉

  • Tiago Ribeiro

    Confesso que depois de ler esse maravilhoso e sincero texto e ver o vídeo no final, voltei a ficar com um bad feeling dá porra ? igual quando o mangá acabou…

  • Hahaha, olha só o que você fez @Dih, junto com Naruto fizeste nêgo tirar teias das mãos para digitar textões aqui…rsrs

    “Acabou. E assim se passam 720 episódios. Parece que foi ontem.” -> Não li o texto inteiro, assim como poucos comentários… não por preguiça, mas por medo de spoilers… Mas tenho algumas coisinhas a dizer: acabou e posso finalmente dizer “graças a josh!” e discordo que parece que foi ontem. Realmente entendi o seu sentimento com a franquia, que é o sentimento de muitos dos fãs da obra, e que TALVEZ seria o meu sentimento com alguma outra obra, mas para mim Naruto já estava fazendo mais do que “hora extra em feriado”… O mangá acabou há algum tempo e mesmo assim o anime continuou até agora, com a história do mangá no anime tendo terminado há mais de 100 episódios! O_O
    Isto não é algo para se louvar. Com CDZ, que é um de meus animes favoritos, penso que a franquia já deveria estar enterrada, assim como Dragon Ball que ressuscitou graças a um… ‘Monster Reborn’?
    Logo, já havia passado da hora de Naruto terminar, e finalmente agora me dar a chance de começar a assistir a saga Shippuuden…

    Naruto é de fato, e principalmente aqui no Brasil, uma franquia que marcou, marca e ainda marcará, por todo o tempo que a estamos vendo por aqui, por todo o sucesso que criou uma geração de fãs, por 3 edições do mangá ainda em publicação e longe de acabar, por tamanho sucesso que talvez tenha alcançado (ou chegado perto de) DBZ e CDZ no Brasil…
    Por mais que tenhamos fanboys de outras franquias que não deem o braço a torcer, Naruto escreveu sua história por aqui e não se tem o que fazer sobre isto. É engolir e seguir adiante. Contra fatos não há argumentos.
    Mas para mim, apenas um fã de anime e mangá por natureza, fansubber, assalariado e graduando, Naruto começou bem e até onde vi estava bem, logo, não tenho taaantas reclamações assim. Foi uma modinha insuportável em determinada época. E hoje termina, deixando um legado, quer queiramos, quer não.

    E enquanto o anime finalmente acaba, para mim uma nova saga começa, da qual eu demorarei um pouco para sair, e me pergunto se um dia também (tal como fãs e não tão fãs assim que assistiram Naruto Shippuuden até o final) eu terei um sentimento, mesmo que minimamente parecido, como o seu, @Dih, ao escrever este post. Penso que não e penso que Naruto seria muito mais épico se tivesse acabado bem antes ou se tivesse sido melhor planejado, mas vamos aguardar os 720 episódios depois…

  • Rusty

    chorei nessa cena

  • Eu me fiz uma promessa de continuar Naruto de onde parei, acho que é uma obrigação de todos os amantes de animes e mangás.

    • @Kyoko, obrigação sua eu acredito e apoio, mas de todos os amantes de animes e mangás discordo veementemente, até porque tem muita gente que não gosta de Naruto e dropou a série há muuuuito muito tempo.

  • Eu como amante de animes já tendo assistido quase 1000 séries não via a hora de Naruto acabar, mas agora que acabou eu fiquei sentindo um vazio, talvez por ver como passou rápido os anos. Assisti Naruto desde o fim de 2004.

  • Hater disfarçado igual este tal Carlos é piada. Querer diminuir uma obra histórica com um “textinho” bosta e com argumentos vazios e cheio de inverdades como este. Naruto vai ser sempre lembrado por ensinamentos, emoções alusões ao mundo real contemporâneo entre muitos outros pontos positivos e nem adianta espernear!!!

  • “O que muitos talvez não saibam é que na verdade eu conheci Naruto pelo anime. Naqueles DVDs piratas (desculpa, sociedade) que tinham apenas 3 episódios em cada disco. Um amigo do colégio me emprestou e…”

    Se me identifiquei? Magina, mesma coisa aqui, conheci da mesma maneira, sem tirar nem pôr <3

  • Romulo

    E esse ridículo do Lucas Caetano que ficou todo mordido por não ter argumentos para me contrapor, e falou um monte de asneiras.
    “Hater disfarçado igual este tal Carlos é piada.” Piada é você que age como um fanboy descarado e paga de isentão. Você tem o mesmo comportamento de qualquer fanboy: a obra não possui falhas e se alguém falar que existe, das duas uma, ou você é hater ou você é idiota, burro e não consegue compreender os elementos incríveis que ali foram inseridos.
    “Querer diminuir uma obra histórica com um “textinho” bosta e com argumentos vazios e cheio de inverdades como este. ” VocÊ que falou pouco e falou m*rda. Antes de falar da minha argumentação, veja o que você comenta, ou seja, nada! Só para refrescar, vão aí 20 problemas de Naruto:
    1. “Constante uso de Deus Ex Machina para solução de problemas”
    2. “Contradição com o que foi estabelecido sem uma explicação decente” (Citando o Gai que ativou os oito portões de chacra, e não morreu)
    3. “O autor dá foco excessivo aos dois personagens principais; Naruto e Sasuke, não desenvolvendo muitos personagens, tornando-os unilaterais e previsíveis;”
    4. “Trama apressada e corrida, com up’s forçados;”
    5. “A obra tenta se parecer demais com Dragon Ball;”
    6. “Novos poderes e golpes overpowers são inventados constantemente;” (4ª Guerra Shinobi que eu diga)
    7. “A história tenta dar lições de vida mas depois contradiz estas lições;”
    8. “O sentimentalismo passou a ser extremamente falso;”
    9. “A fanbase que leva Naruto fanaticamente, como se fosse belas-artes, uma obra prima ou coisa do tipo, e aquele uso chato de superlativos (o maior, o melhor, perfeito etc.) ”
    10. “As lutas se resumem a magias e poderes, e não a golpes ou técnicas ninjas;”
    11. “O mundo de Naruto jamais funcionaria economicamente ou socialmente – é muito fantasioso e sem-sentido, e extremamente maniqueista;”
    12. “O autor tem a mania de abortar ideias interessantes e pular para temas idiotas;”
    13. “Tudo se resume a “acreditar que pode sem razão alguma” e usar técnicas que derrotam o inimigo facilmente;” (típico de livro de auto ajuda, ou de uma trama de Nicholas Sparks)
    14. “Personagens mal-aproveitados;” (Danzou, por exemplo)
    15. “Apresenta uma enxurrada de clichês;”
    16. “Insistência em apresentar e manter personagens inúteis com as quais ninguém se importa;” (Muitos personagens poderiam ter morrido na guerra)
    17. “A falta da morte torna tudo muito óbvio;”
    18. “Moralismo de cueca, com mensagens hipocritas;” (Tipo Naruto que fala que o destino não é definido e você faz o próprio caminho, para depois ser descoberto como o escolhido)
    19. “Motivações ridículas, como a do Obito, que “De um personagem secundário mítico e inesquecível à um lunático imaturo, manipulado e revoltado com o mundo por causa da morte de uma paixão de infância.”;”
    20. “E o chakra que passou a ser infinito durante a guerra, tirando toda a sensação de perigo e preocupação com os personagens.”
    Tomou?
    “”Naruto vai ser sempre lembrado por ensinamentos, emoções alusões ao mundo real contemporâneo entre muitos outros pontos positivos e nem adianta espernear!!!” Vai ser lembrda sim como uma obra de mensagens hipócritas, discussão nível Wikipédia, com um potencial enorme desperdiçado, e com uma das piores fanbases de todas. E sabe o que é o pior: Você fala tanto nesses “”””””valores””””””, mas quando vem uma opinião contrária, você os esquece rapidamente. Não difere em nada do cara que vai na missa de domingo e no resto da semana é um escrotão.

    • Clayton Fontes de Lima

      Você é o Carlos? O.o

      Ué! Não entendi. Se você é o Carlos, por que esse comentário tem “Romulo” como remetente?

      Obs: Não esperava que meu comentário fosse gerar essa briga toda. Meu único propósito era prestar uma homenagem ao final do meu anime preferido! Por isso fiz um textão!

      • Romulo

        Não, não sou o Carlos. É que fiz um erro na digitação, era para por ‘lhe’, mas digitei errado, e o corretor colocou ‘me’. É que não tenho paciência para fanboy chato, então respondo na hora.

  • Nathan Maia

    Esse anime foi realmente bastante importante, apesar dos tropeços da fase shippuden pra cá. Mas foi incrível acompanhar. Lembro como este anime avançou junto comigo na pré-adolescencia/adolescencia e agora termina, finalmente, sua história. Botar “wind” no post foi overkill, cara. É uma daquelas músicas que despertam memórias de um jeito forte, como alguns tipos de cheiros, gostos ou outras músicas marcantes de época. Pra mim esta é uma delas. Me faz lembrar de uma época muito boa e difícil ao mesmo tempo. E da internet horrenda que tínhamos a disposição no Brasil (pior do que hoje, acreditem, pirralhos). Ainda bem que um amigo meu envolvido em um dos vários fansubs brasileiros me apresentou este mundo, que eu amava de um jeito platônico através de canais abertos de tv a cabo, na internet. Na época não fazia ideia de como ter acesso a animes na internet. Nem desconfiava que existiam grupos de tradução voluntários na rede. Enfim, valeu Kishimoto e todos envolvidos.

    A propósito, Bleach e One piece são igualmente relevantes e marcantes para mim, mas como acontece com Naruto, eu finjo que os podres não aconteceram e formo uma versão perfeita da obra na minha mente, intocada pela ganância dos estúdios e publishers japonesas.

    • “A propósito, Bleach e One piece são igualmente relevantes e marcantes para mim, mas como acontece com Naruto, eu finjo que os podres não aconteceram e formo uma versão perfeita da obra na minha mente, intocada pela ganância dos estúdios e publishers japonesas.”

      @Nathan, essa é uma visão deveras interessante na maneira de ver a coisa… Nunca parei para pensar deste modo. Mas eu acho que isto também tem um porquê… Mas enfim, legal este seu ponto de vista sobre a realidade da situação destes animes shounens genéricos, parabéns cara. =)

    • Romulo

      “A propósito, Bleach e One piece são igualmente relevantes e marcantes para mim, mas como acontece com Naruto, eu finjo que os podres não aconteceram e formo uma versão perfeita da obra na minha mente, intocada pela ganância dos estúdios e publishers japonesas.”
      Não sei se isso é uma boa coisa. Por mais que gostemos de qualquer obra, tenhamos um valor sentimental por ela, fingir que os problemas não existe, não vai fazer com que eles desapareçam. Continuarão lá. É como pintar uma parede caindo aos pedaços com tinta nova; a parede vai estar caindo aos pedaços ainda. O próprios fãs devem ser os primeiros a reclamar dos problemas. Isso não diminui a obra, só a valoriza (Diminui uma obra quando os fãs se negam a reconhecer os problemas, e atacam qualquer um que critique esses erros).

      • Mas @Romulo, isto é uma das maneiras que todos temos de enxergar a situação. Ele, Nathan, enxerga desta maneira e acha melhor assim, este é o ponto.
        Realmente como você disse, por mais que enxerguemos a coisa deste modo, os podres ainda continuarão lá e devemos sim, como fãs, criticar os problemas da obra X ou Y. Mas o pensamento dele é interessante por ele não ficar totalmente imerso naquilo que ele vê, que contém a parte ruim da obra que ele gosta, e conseguir emergir disto com uma visão diferente do que a realidade está lhe mostrando e que geralmente tem partes que acabam por estragar (um pouco) a obra.

  • Clayton Fontes de Lima

    BORUTO FINALMENTE TEVE SUA ESTREIA TRIUNFAL!

    E digo mais: Nem lembro mais que Naruto existe! Ele é passado! A moda agora é Boruto! :v :v :v

    Brincadeiras à parte…

    Claro que Naruto não será esquecido! Foi, é, e provavelmente sempre será meu anime preferido! Mas ainda assim, estou chocado com a qualidade do primeiro episódio de Boruto! Já começou cheio de suspense e mistérios!

    Estou muito esperançoso pela nova geração! E assim como eu disse antes, que Boruto viria para preencher o vazio que Naruto deixou, está acontecendo agora! *-*

    Os fãs não estão mais órfãos! Aliás, essa orfandade só durou 2 semanas! \\\OOOOO///////