Mangá ‘Soul Hunter’ ganhará um novo anime no Japão

Série anterior foi exibida 18 anos atrás.

Ushio Tora, Parasyte, Jojo… Parece que encontraram um mapa da mina ao animarem obras antigas no Japão. Mais um mangá parece ser o felizardo desta vez.

‘Houshin Engi’, mais conhecido por aqui como ‘Soul Hunter’, ganhará um novo anime, que aparentemente será um remake! Alguns devem se lembrar, mas o antigo anime de Soul Hunter foi exibido no Brasil pelo extinto canal Locomotion. O anúncio do novo anime foi feito na revista Young Jump, já confirmando os três principais dubladores da nova série. Kensho Ono como Taikobou, Tomoaki Maeno as BunchuTakahiro Sakurai como Supuushan. Nenhuma data foi divulgada ainda.

Soul Hunter é originalmente um mangá de Ryu Fujisaki (o mesmo de Shiki), lançado na Shounen Jump entre 1996 e 2000. Baseado em uma lenda chinesa, a série teve sua primeira adaptação em 1999 – e que não seguia exatamente o mangá, apesar do carinho saudosista que muitos tem por ela. Como dito antes, a série chegou ao Brasil pela Locomotion, mas o mangá jamais foi citado ou lembrado por aqui.

Uma vez, havia dois mundos que existiam nesta terra. No céu onde as divindades viviam era o Senninkai. Na terra as pessoas viviam, era Ningenkai. Uma feiticeira maligna enfeitiçou o imperador de uma poderosa dinastia e ele se tornou seu fantoche. O país está em ruínas e espíritos malignos espreitam em todos os lugares. A Confederação dos Mestres Imortais planeja uma missão audaz: eles enviam um jovem mestre mágico para perseguir os vilões e bruxos malvados nas terras devastadas.

Dih

Dih

Paulistano, 27 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Hoje é editor assistente da Panini Mangás e colecionador compulsivo de quadrinhos em geral.

Related Post

  • Pingback: Sucesso no Japão, mangá ‘Golden Kamuy’ ganhará um anime para TV – Chuva de Nanquim()

  • Snow

    Conheci esse há uns anos atrás por aquele jogo de DS, Jump Ultimate Stars. Depois dessa notícia pensei em dar uma olhada, mas vale a pena mesmo ler/assistir?

    • Edmar Filho

      Legendado creio que talvez sim, o que cagava esse anime na Locomotion era a dublagem horrorosa feita em Miami.

    • Leonardo Lima

      Sim, vale. O mangá é bem divertido de se ler. Esse primeiro anime adaptou porcamente o mangá, tanto que pouquíssima coisa dele tem a ver com o material de origem. Eu recomendo dar uma chance pro remake.

  • Edmar Filho

    E pensar que SHAMAN KING poderia estar tendo um remake anunciado a essa altura se o autor não tivesse ficado de c% doce -_-

  • Marcelo Kyoya

    Eu acho esse tipo de iniciativa muito legal, usar bons mangas antigos e fazer animes bem feitos e sem fillers, cobrindo o manga ate o final (ou em partes como e o caso de jojo que incrível diga-se de passagem), muito melhor do que mangas novos e mais “comerciais”(Black Clover,Sōsei no Onmyōji etc) que podem encher de fillers e animações bem ruins que ainda sim dão lucro, se seguirem esse estilo(boa animação+sem fillers+ate o final do manga mesmo que dividam em duas partes como em ushio 25 depois mais 14 no ano seguinte) poderiam fazer anime de Kongoh Bancho que um manga incrível muito fo%a que muita gente não conhece.

  • E quem lembra da terrível dublagem em português de brasileiros que moravam em Miami há décadas?

    Lóooordi Fufanzi!!

    • Leonardo Lima

      Eu fui um dos corajosos que conseguiu ver isso por completo. Comparado a ele, a dublagem de Blue Dragon é boa.

  • Pingback: Resumo de Notícias da Semana: de 30/07 a 05/08 – Chuva de Nanquim()