Nobuhiro Watsuki, autor de Samurai X, é pego com posse de pornografia infantil

Triste notícia.

Existem notícias que simplesmente não queríamos ter que dar. Essa é claramente uma delas. Um de nossos ídolos de infância e adolescência cair assim é algo inexplicável.

A Polícia Metropolitana de Tóquio acusou Nobuhiro Watsuki (nome real Nobuhiro Nishiwaki), de 47 anos, de posse de pornografia infantil, nesta terça-feira. De acordo com as autoridades, Watsuki possuía inúmeros DVDs com imagens nuas de jovens na adolescência e armazenou-as em um escritório em Tóquio, por volta de outubro.

Em seu depoimento, Watsuki alegadamente disse que “gostava de meninas da escola primária até em torno do segundo ano do ensino médio”.

As autoridades pesquisaram a casa de Watsuki como parte de uma investigação diferente, que o vinculou à compra de DVDs com pornografia infantil.

A acusação contra a Watsuki alega que ele possuiu vídeos pornográficos desde de julho de 2015 – justamente o período em que o autor esteve no Brasil a convite da Fundação Japão. A posse de pornografia infantil implica prisão por até um ano e uma multa de até 1 milhão de ienes (cerca de R$ 30.000), se for considerado culpado.

Watsuki lançou o mangá Rurouni Kenshin na revista Shonen Jump, da Shueisha, em 1994. A obra já foi adaptada em um anime para televisão de 95 episódios, um anime filme, três animes vídeos originais, três filmes live actions e um musical. No Brasil, Rurouni Kenshin foi um dos primeiros mangás publicados pela JBC em 2001, na época com o título de Samurai X – influência da exibição do anime na TV – e no formato meio-tanko, sendo concluído com 56 volumes. Em 2012 ele foi relançado, e desta vez com o título original e no formato tanko, com 28 volumes ao todo. A editora também lançou a enciclopédia da série, o especial “A Sakabatou de Yahiko” e a versão Tokuhitsuban.

Atualmente, o mangá estava ganhando uma continuação focada no aguardado arco de Hokkaido, ao lado de sua esposa Kaoru Kurosaki. A Shueisha já se posicionou e disse que o mangá entrará em hiato por tempo indeterminado.

Um novo filme live-action também estava em andamento, mas ainda não sabemos a decisão da Warner – a produtora – com o material.

Dih

Dih

Paulistano, 28 anos, corintiano e fissurado em cultura asiática e pop. Formado em Design Gráfico na FMU. Atualmente é editor na Panini/Planet Mangá e cuida de títulos como One-Punch Man, MOB Psycho e Jojo's Bizarre Adventure.

Related Post